A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa O que falta ao trabalhador brasileiro Sistema FIRJAN Diretoria de Desenvolvimento Econômico e Associativo Gerência de Pesquisas e Estatística.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa O que falta ao trabalhador brasileiro Sistema FIRJAN Diretoria de Desenvolvimento Econômico e Associativo Gerência de Pesquisas e Estatística."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa O que falta ao trabalhador brasileiro Sistema FIRJAN Diretoria de Desenvolvimento Econômico e Associativo Gerência de Pesquisas e Estatística

2 Objetivo e Metodologia Objetivo: Identificar a demanda por trabalhadores qualificados na indústria do Brasil vis à vis a oferta de profissionais existente. Metodologia: Método quantitativo com aplicação de questionário semi- estruturado. Respondentes: Diretores e gerentes responsáveis pela área de fabricação das indústrias do país. Amostra: 607 indústrias de todo o país, distribuídas por região. Tendo em vista um intervalo de 95,0% de confiança, obtém-se margem de erro de 3,9%. Estratificação da amostra: Indústria da transformação (erro de 4,6%) e da Construção civil (erro de 7,3%).

3 OBJETIVO E METODOLOGIA PERFIL DA AMOSTRA PRINCIPAIS RESULTADOS

4 16,5 % Norte 5,1 % 6,8 % Centro Oeste Sul 20,4 % Sudeste 51,2 % Nordeste A pesquisa foi realizada com 607 indústrias - Transformação e Construção Civil - representando trabalhadores e contemplou todas as regiões do Brasil. A pesquisa foi realizada com 607 indústrias - Transformação e Construção Civil - representando trabalhadores e contemplou todas as regiões do Brasil. Distribuição da amostra por região

5 Distribuição por segmento industrial e porte A amostra é composta de 71,5% da Indústria da Transformação e 28,5% da Construção Civil. 77,8% das empresas são de médio porte e 22,2% de grande porte. Obs.: No que tange ao segmento industrial, a amostra foi distribuída respeitando a proporção da população. Obs.: No que tange ao segmento industrial, a amostra foi distribuída respeitando a proporção da população.

6 Demanda por profissionais na Indústria P7) Gostaria de falar sobre a demanda da sua empresa por profissionais para atuar na área de fabricação, seja a nível de diretoria, gerência ou operacional/chão de fábrica. Excluindo os terceirizados, considerando unicamente os funcionários próprios, a quantidade de profissionais que atuam diretamente na área de fabricação em relação a 6 meses atrás apresentou: Nos últimos 6 meses, 81,1% das indústrias tiveram aumento ou ao menos manutenção da quantidade de funcionários. Grande Aumento Algum Aumento Pequeno Aumento Se Manteve Grande Redução Alguma Redução Pequena Redução 42,1% 18,8% 39,0% Transformação: 40,1% Construção Civil: 46,8% Transformação: 41,7% Construção Civil: 32,4%

7 Postos de trabalho próximos 12 meses Além dos resultados indicarem um quadro de expansão nos últimos 6 meses, em 60,9% das empresas as projeções são também positivas. P10) Pensando agora nos próximos 12 meses, gostaria de saber sua opinião unicamente pensando na área de fabricação. O(a) Sr(a) acredita que a quantidade de postos de trabalho na sua empresa vai ter: Transformação: 56,6% Construção Civil: 71,6% Transformação: 33,4% Construção Civil: 19,1% 60,9% 8,3% 29,3% Grande Aumento Algum Aumento Pequeno Aumento Se Manteve Grande Redução Alguma Redução Pequena Redução O quadro de expansão para os próximos 12 meses é mais acentuado na indústria da construção civil (71,6%) enquanto na transformação é inferior: 56,6%.

8 Postos de trabalho para 2016 Para 2016, 63,3% das empresas prevêem que haverá expansão das contratações. A previsão de novas contratações indica crescente necessidade de absorção de mão de obra na área produtiva. P12) Pensando agora em um cenário para 2016, ano de Olimpíadas, gostaria de saber sua opinião unicamente pensando na área de fabricação. O(a) sr(a) acredita que a quantidade de postos de trabalho na sua empresa vai ter: Grande Aumento Algum Aumento Pequeno Aumento Se Manteve Grande Redução Alguma Redução Pequena Redução 63,3% 3,2% 21,9%

9 Preenchimento dos postos de trabalho 53,0% das indústrias não obtiveram sucesso na tentativa de preencher muitos ou parte dos postos de trabalho que estavam disponíveis nos últimos 6 meses P16) Independentemente de ter havido aumento ou redução nos últimos 6 meses da quantidade de funcionários, o(a) sr(a) diria que os postos de trabalho necessários ou que estavam disponíveis na área de fabricação da sua empresa: / P17A) O Sr. diria que para a área de fabricação, de uma maneira geral, a sua empresa tem conseguido contratar profissionais que executam as funções requeridas para os cargos de modo: 12,7% 40,3% Muitos Parte Para os 47,0% daqueles que conseguiram preencher total ou quase totalmente suas vagas, 65,3% disseram que os profissionais contratados desempenham suas funções de modo razoavelmente satisfatório

10 Dificuldades na contratação P.18. Gostaria de entender as razões dessas dificuldades para encontrar profissionais que atuem satisfatoriamente na área de fabricação. Gostaria que me dissesse com qual freqüência o Sr.(a) enfrenta cada tipo de dificuldade que eu vou falar: 1 Ranking Para as empresas que não estão bastante satisfeitas com o desempenho dos funcionários contratados, as duas principais dificuldades enfrentadas são:

11 Alternativas para contratações atuais atuais Para 71,4% das empresas entrevistadas, a contratação de profissionais com qualificação abaixo da necessária é uma prática comumente utilizada. P14) Na área de fabricação, com que frequência na sua empresa é adotada como solução para eventuais dificuldades de preencher postos de trabalho vagos a contratação de profissionais com qualificação abaixo da necessária: 36,1% Às vezes 35,3% Sempre/Muitas vezes

12 Principais Resultados O QUE FALTA PARA O TRABALHADOR BRASILEIRO

13 Principal dificuldade na contratação Falta ao trabalhador principalmente características e competências como capacidade de assimilar conteúdo, raciocínio lógico, liderança e iniciativa; mais que a própria capacitação profissional, experiência ou nível de instrução escolar. P19) Dentre os aspectos de que falamos, qual desses é o que representa maior dificuldade em relação à contratações para a área de fabricação na sua empresa, pessoas que: // E a segunda maior dificuldade?? Ranking Na indústria da transformação, a principal dificuldade reside nas competências comportamentais, enquanto na Construção Civil é a falta de experiência.

14 Competências Cerca de 90% das empresas enfrentam dificuldades na contratação de profissionais com as competências abaixo indicadas. Tais competências podem ser desenvolvidas na Educação Básica, inclusive, através do desenvolvimento das habilidades matemáticas. P20) Além de todos os aspectos que já falamos, gostaria que o Sr(a) me dissesse, qual o nível de dificuldade para encontrar profissionais que apresentem as seguintes habilidades: Ranking


Carregar ppt "Pesquisa O que falta ao trabalhador brasileiro Sistema FIRJAN Diretoria de Desenvolvimento Econômico e Associativo Gerência de Pesquisas e Estatística."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google