A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FIGURAS DE LINGUAGEM.  O que são? Recursos estilísticos usados no âmbito sonoro, das palavras e das estruturas sintáticas ou do seu significado  Qual.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FIGURAS DE LINGUAGEM.  O que são? Recursos estilísticos usados no âmbito sonoro, das palavras e das estruturas sintáticas ou do seu significado  Qual."— Transcrição da apresentação:

1 FIGURAS DE LINGUAGEM

2  O que são? Recursos estilísticos usados no âmbito sonoro, das palavras e das estruturas sintáticas ou do seu significado  Qual a função Dar maior valor expressivo à linguagem

3 Quais são? ONOMATOPEIA ALITERAÇAO ASSONÂNCIA PARONOMÁSIA SONORAS PALAVRA METONÍMIA ANTONOMÁSIA SINÉDOQUE COMPARAÇÃO METÁFORA CATACRESE SINESTESIA

4 PENSAMENTO ELIPSE ZEUGMA ANACOLUTO ANÁFORA HIPÉRBATO POLISSÍNDETO PLEONASMO SINTAXE (CONSTRUÇÃO) HIPÉRBOLE EUFEMISMO PROSOPOPEIA ANTÍTESE PARADOXO GRADAÇÃO APÓSTROFE

5 FIGURAS SONORAS

6 Onomatopeia  representação de sons específicos. Vozes de animais, ruídos associados a determinadas emoções, sons da natureza.

7

8 Aliteração  repetição de um mesmo som consonantal, criando um efeito sonoro.

9 A boiada s e c a Na enxurrada s e c a A trovoada s e c a Na enxada s e c a S egue o s e c o s em s a c ar que o caminho é s e c o sem sacar que o espinho é seco sem sacar que seco é o Ser Sol S em s a c ar que algum espinho s e c o s e c ará E a água que s a c ar s erá um tiro s e c o E s e c ará o s eu destino s e c a Marisa Monte e Carlinhos Brown

10 Assonância  repetição de sons vocálicos.

11 Sugas Cane Fields Forever - Caetano Veloso [...] Sou um mul a to n a to No sentido l a to Mulato democr á tico do litor a l

12 Paronomásia  semelhança sonora e gráfica intencional, resaltando as diferenças de sentido Parônimos  palavras de significados diferentes que apresentam grafia e pronuncia muito semelhantes

13 Menina, amanhã de manhã - Tom Zé [...] Menina a felicidade é cheia de gr aça é cheia de lata é cheia de pr aça é cheia de tr aça. Menina, a felicidade é cheia de p a no, é cheia de p e na é cheia de s i no é cheia de s o no. Menina, a felicidade é cheia de a no é cheia de E no é cheia de h i no é cheia de O NU.

14 FIGURAS DE PALAVRA

15 Metonímia  palavra usada no lugar de outra, mantendo uma proximidade com a palavra substituída

16 Bebi Coca-cola. Ficaram sem teto. Respeite-lhe os cabelos brancos. A suástica ainda paira sobre a Europa. Li Machado de Assis Comeu um prato de macarrão

17 Comparação  aproximação de elementos de universo diferente, usando conectores específicos, tais como: como, feito, tal qual, qual, assim como, etc.

18 Esse homem é bravo como uma fera! Todos os tiranos têm coração duro assim como um pedra! João é tal qual um touro! Minha filha é como um anjo!

19 Metáfora  mais conhecida, criada a partir de uma relação semelhante, parece uma comparação, mas sem os conectores. Metáfora vem do grego: METAPHORA  TRANSPORTE  palavra assume o sentido não usual

20 “O samba é o pai do prazer O samba é filho da dor”. (Caetano Veloso) “Pelos vales de teus olhos de claras águas antigas meus sonhos passando vão” (Cecília Meireles) “Sua boca é um cadeado E meu corpo é uma fogueira”. (Chico Buarque)

21 Catacrese  uso de uma palavra específica para designar determinado objeto. Uso no sentido figurado (conotativo) a partir de uma semelhança conceitual.

22 O pé da mesa estava quebrado. Não deixe de colocar dois dentes de alho na comida. A cabeça do prego está torta. A asa da xícara quebrou-se. Sentou-se no braço da poltrona para descansar. Ele já compôs a cabeça do samba.

23 Sinestesia  uso das palavras que provocam várias sensações no leitor que são percebidas pelos órgãos de sentidos (visão, olfato, tato...). Mistura dos sentidos humanos

24 "Vamos respirar o ar verde do outono" (respirar = olfato / verde = visão, no sentido das cores) "Sempre havia, ao amanhecer, uma cor estridente no horizonte" (Giuliano Fratin) (cor = visão / estridente = audição) "Era uma sonoridade aveludada como a superfície de uma flor" (Giuliano Fratin) (sonoridade = audição / aveludada = tato) "Ele costumava sentir um odor agridoce durante as manhãs" (Giuliano Fratin) (odor = olfato / agridoce = paladar) "Por lá, até o som tinha a cor do bronze" (Giuliano Fratin) (som = audição / cor do bronze = visão) "Como era áspero o aroma daquela fruta exótica" (Giuliano Fratin) (áspero = tato / aroma = olfato)

25 FIGURAS DE SINTAXE

26 Elipse  omissão de um termo da oração que pode ser identificado a partir do contexto Quando chegou, encontrou o filho dormindo. No mar, tanta tormenta e tanto dano. (Camões) Na sala, apenas quatro ou cinco convidados (M. Assis)

27 Zeugma  é uma forma de Elipse, mas o termo omitido é aquele que já apareceu anteriormente na frase. Poupa tempo, dinheiro e algo igualmente precioso: sua paciência. João estava com pressa. Preferiu não entrar

28 Anacoluto  inesperada mudança de rumo na construção da frase, muito comum na fala. Eu, só porque sou mole, você fica abusando. O filme que assisti ontem, eu acho que vocês iam adorar. O relógio da parede eu estou acostumado com ele, mas você precisa mais dele do que eu. Quem ama o feio, bonito lhe parece.

29 Anáfora  repetição de palavras no início de versos ou no início de orações

30 E se o oceano incendiar E se o Arapiraca for campeão E se à meia-noite o sol raiar E se meu país for um jardim E seu eu convidá-la pra dançar E se ela ficar assim assim E se eu lhe entregar meu coração E se meu coração for um quindim E se o meu amor gostar então De mim Francis Hime e Chico Buarque de Holanda

31 Hipérbato  inversão da ordem da frase. Das minhas coisas cuido eu. Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante Escura, sombria e assustadora noite.

32

33

34 FIGURAS DE PENSAMENTO


Carregar ppt "FIGURAS DE LINGUAGEM.  O que são? Recursos estilísticos usados no âmbito sonoro, das palavras e das estruturas sintáticas ou do seu significado  Qual."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google