A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

No Olhar da “Sua” Ginecologista Clique pra continuar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "No Olhar da “Sua” Ginecologista Clique pra continuar."— Transcrição da apresentação:

1

2 No Olhar da “Sua” Ginecologista Clique pra continuar

3 “Machão” não precisa de figuras de anjos nem de flores. Dessa forma, aproveite a música para refletir e leia até o final...

4 De vez em quando lhe recebo no consultório, junto com sua mulher, para a consulta. Você entra meio com cara de “GBO”, sem saber bem direito o que está fazendo lá. Bota a mão no bolso, depois a esfrega no pescoço e não entende metade do que nós duas falamos.

5 Chega meio de costas, doido pra sair daquele lugar, mas acaba entrando na minha, assim com esse jeitinho “meigo” que eu tenho...

6 Você foi criado a vida toda para ser macho e ninguém lhe deixou brincar de bonecas, mas agora existe uma criança na barriga de sua mulher e você participou disso.

7 Já parou pra entender o que aconteceu “naquela hora”? Algo vivo de dentro de você estava se formando e se unindo misteriosamente, milagrosamente, a “coisas vivas” de uma mulher e, daí, um ser totalmente diferente de vocês dois começou a ter independência e ter sua própria alma.

8 Com o tempo, você vai se enturmando e começa a ser o primeiro a falar. Às vezes até se consulta comigo e quer me mostrar alguma coisa em seu corpo que ninguém sabe o que é... Quando ela se sente mal, você pega o telefone e, apavorado, sente o que ela está sentindo, só que histericamente...

9 Depois dizem que nós, mulheres, é que somos histéricas... E quando chega a hora de ter seu filho nos braços, ninguém lhe dá muita bola e você fica meio de lado nessa. Tenta a todo custo se mostrar, mas sabe que por algum tempo vai ser colocado para escanteio em muita coisa. Fica perto de seu filho com cara de bobo e baba, baba... Porque ele o entende direitinho e sabe muito bem que quem ali está é seu pai.

10 A gente até entende suas dificuldades e lhe perdoa por não ser lá muito chegado a cuidar de crianças. Quando se afasta para dar um tempo, sabe que seu filho continua lá, chorando, ao lado da mãe, com tudo aquilo que quis fugir, mas ela não tem como fazer o mesmo até ele crescer. Talvez nunca mais tenha descanso.

11 Mas a gente continua entendendo e sabe por quê? Porque você vai ser pelo resto da vida responsável por essa vida que fez acontecer e muitas outras horas serão postas à sua frente para que possa mostrar com sua personalidade e força o que é ser pai e protetor.

12 Mesmo que se separe um dia de sua mulher, seu filho será sempre seu. Ele não terá nada a ver com isso. Ele sempre vai precisar de seu apoio e de tudo o que de melhor puder fazer, mesmo que seja, a seu ver, muito pouco.

13 Você deu sua contribuição genética, mas ele precisa de sua participação até que você não consiga mais ser “colo” e passe a ser uma lembrança querida. É esse seu legado e apenas esse: ser lembrado com admiração e amor. Não existe riqueza maior. Não existe façanha maior que esta.

14 Ao paizinho que teve seu filho doente: Conforme-se. Agora, sim, é que chegou a hora de ser “macho, muito macho” pra enfrentar mais essa na sua vida. Ao pai de um filho com vícios ou que pratica o mal: Se fez o que pôde, peça às suas forças interiores para lhe ajudar. Se não o fez, está na hora de fazer.

15 A quem nunca vai poder ser pai: Adote sua esperança em uma criança que pede pra ter um pai e espera por você em algum lugar nesse mundo. Se isto o assusta, então, meu amigo pai, seja pai de muitas coisas boas que temos para fazer: Pai de uma idéia, pai de uma esperança, pai de pessoas que pedem ajuda, e você pode ajudar.

16 Àquele que perdeu seu filho: Não desanime e aprenda com as perdas. Não viva pela metade e saiba que entendemos o quanto sofre. Divida suas tristezas com quem lhe quer bem, mesmo que não sofra como você. A vida fica mais leve quando levada por mais de um.

17 E especialmente ao pai que se prepara para fazer um filho: Seja pai de sonhos realizáveis e comece a pensar que não é a hora boa do jogo de futebol ou do shopping que vai ser eterna, mas, sim, as horas intermináveis das preocupações.

18 Mas tudo isso se apaga num instantinho, quando tudo se resolve. Aí, você vive milhares de anos, ao ver o sorriso de alívio ou alegria de seu filho e descobre que ele é tão lindo, charmoso e poderoso quanto você...

19 Não pense que está fora dessa roda. Apenas você é diferente, mas nem por isso, menos importante. Nós, os médicos, formiguinhas operárias, estaremos aqui para ajudar.

20 Texto e Formatação Leila Marinho Lage (Ginecologia e Obstetrícia) Música Bridge over troubled water Paul Simon


Carregar ppt "No Olhar da “Sua” Ginecologista Clique pra continuar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google