A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Centro de Referência à Saúde do Idoso é uma das propostas de atenção à saúde da Pessoa Idosa, elaborada pelo Ministério da Saúde dentro da Política Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Centro de Referência à Saúde do Idoso é uma das propostas de atenção à saúde da Pessoa Idosa, elaborada pelo Ministério da Saúde dentro da Política Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 O Centro de Referência à Saúde do Idoso é uma das propostas de atenção à saúde da Pessoa Idosa, elaborada pelo Ministério da Saúde dentro da Política Nacional da Pessoa Idosa (portaria N o de 19 de Outubro de 2006). O serviço foi inaugurado em 10 de abril de 2008, funcionando de 2° à 6° feira das 8 ás 18 hrs. Estando localizado na Avenida Júlio de Mesquita n° 571 – Centro.

2 Promover o atendimento especializado e multiprofissional à população idosa do município de Campinas com maior risco de fragilidade, utilizando um protocolo de avaliação multidimensional que deve envolver o idoso, a família e a comunidade onde está inserido e garantir, através deste, qualidade de vida, autonomia e maior independência para aqueles atendidos no serviço.

3  Promover atenção global ao idoso através da aplicação de protocolo de avaliação multidimensional e intervenção terapêutica interdisciplinar: Médico Geriatra, Terapeuta Ocupacional, Fisioterapeuta, Nutricionista, Psicólogo, Enfermeiro, Fonoaudióloga e Assistente Social;  Reverter, através de plano terapêutico de reabilitação fisioterápica, nutricional e terapêutica ocupacional o quadro de fragilidade e déficit funcional identificado no idoso após aplicação do protocolo multidimensional ;

4  Promover prevenção primária, secundária e terciária das síndromes geriátricas;  Prevenir as complicações inerentes ao ciclo de fragilidade como: maior número de internações, queda, imobilidade, aumento da mortalidade e institucionalização através do atendimento individualizado e especializado;  Implementar a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa;  Manter o vínculo com as Unidades Básicas de Saúde e com as demais redes de apoio voltadas para a atenção do idoso no município.

5 ProfissionalCarga HoráriaQuantidade Coordenadora (Enfermeira)36 hrs01 Médico Geriatra1 – 20 hrs 1 – 36 hrs 1 – 36 hrs (Diretora Clínica) 03 Enfermeiro36 hrs02 Auxiliares de Enfermagem36 hrs06 Terapeuta Ocupacional30 hrs02 Fisioterapeuta30 hrs02 Nutricionista36 hrs01 Psicóloga36 hrs01 Assistente Social36 hrs02 Recepcionista36 hrs02 Auxiliar Administrativo36 hrs01 Técnica de Farmácia36 hrs01 Fonoaudióloga20 hrs01

6 AMBULATORIAL: A base deste atendimento é o enfoque geriátrico/gerontológico, que deve basear-se:  Na avaliação multidimensional do paciente por equipe multidisciplinar, visando manter sua autonomia e independência e buscando reverter aspectos de fragilidade e prevenir as suas complicações;

7 O Idoso contará com o atendimento individualizado nas seguintes áreas:  Consulta médica;  Consulta de enfermagem;  Avaliação e intervenção fisioterápica;  Avaliação e intervenção psicológica e psicoterapia;  Avaliação e intervenção nutricional;  Avaliação e intervenção terapêutica ocupacional;  Avaliação e intervenção social;  Outras atividades desenvolvidas: Grupos Terapêuticos; Visitas Domiciliares; Reuniões Familiares; Discussão de casos clínicos com os centros de saúde; Encaminhamento para as atividades de vida saudável no momento da alta do CRI; Comemorações de datas especiais.

8 INTERNAÇÃO HOSPITALAR:  Leitos Geriátricos.  Dispomos dentro da Enfermaria da Irmandade de Misericórdia de Campinas 20 leitos para o atendimento preferencial e especializado para os idosos. A equipe do CRI é responsável pela avaliação e acompanhamento diário desse paciente durante a internação, mantendo enfoque geriátrico/gerontológico.

9  Pacientes acima de 60 anos;  Residentes do Município de Campinas;  Egressos dos hospitais: Enfermaria de Clínica Médica do Hospital Municipal Dr. Mario Gatti, enfermaria da Irmandade de Misericórdia de Campinas (Santa Casa) e da Real Sociedade Beneficência Portuguesa;  E que se enquadrem nos critérios de inclusão elaborados pela equipe interdisciplinar do Centro de Referência à Saúde do Idoso.

10  Paralelamente a esta fase inicial, trabalhamos junto ao Distrito de Saúde Leste, a fim de capacitar os profissionais das Unidades Básicas de Saúde para que tenham um olhar diferenciado a este contingente populacional e possam encaminhar o idoso, previamente avaliado, para a modalidade de atendimento mais adequada à ele e sua família.  Em agosto de 2009 capacitamos unidades dos outros distritos: (Florence, Aeroporto, Santo Antônio, Santa Odila, Aurélia, Parque da Figueira, Eulina).

11 Idosos acamados, Idosos totalmente dependentes.

12

13 Alterações básicas Doenças/ Co-morbidades Declínio na função Fisiológica e na reserva funcional Sintomas: Perda de peso; Fadiga; ↓ Força; ↓ Ativ.física; ↓ Velocidade de caminhada; Sinais: Sarcopenia; Osteopenia; Alt. Equilíbrio e marcha; Limitações funcionais; Má nutrição; Descondiciona- mento físico. Quedas; Doenças agudas; Hospitalização; Incapacidades; Dependências; ↓ Qualidade de vida; Institucionalização Morte. Consequências da fragilidade:

14

15

16 Usuário Idoso Maior de 60 anos Residente em Campinas AVALIAÇÃO BREVE DO IDOSO Idoso FrágilIdoso Acamado Totalmente Dependente Idoso Ativo UBS; Centros de Convivência; Especialidades; (Caderno de informações). Critérios inclusão Co- morbidades: Demência (1) e/ou Parkinson (2) e/ou AVE no ultimo 12m (4) (positivo em um dos ítens 1, 2, 4 - inclusão automática). OU Aspectos gerais: Uma ou mais internações + uso de mais de 5 fármacos + pelo menos 1 alteração funcional nos itens: 18/23/24/25/26/27/29 (Avaliação breve). Critérios inclusão: Dependência de atendimento de equipe multiprofissional no domicílio; Paciente em fase terminal; Dependentes de oxigenoterapia domiciliar; Dependência total/parcial; Procedimento especializado no domicílio. Critérios inclusão: Dependência parcial / total; Condições sócio/ econômicas; Dependência de atendimento domiciliar de equipe simplificada (menor complexidade); Paciente em fase terminal. CRISAID VISITA DOMICILIAR DA UBS C B A

17 Referência e Contra-referência => anotar os critérios de inclusão presente no paciente. Agendamento feito por telefone. Paciente deve portar para consulta:  Data da consulta;  Referência e contra-referência;  Instrumento de avaliação breve do idoso.

18 Dança Senior -2° feira às 11 hrs 6° feira às 13 hrs Ateliê – 4° feira das 13 às 14:30 hrs Ateliê – 6° feira das 10 às 12 hrs Grupo de Medicação - 2° feira das 9 às 11 hrs 4° e 6° feira das 12 às 14 hrs Grupo de Cuidadores Grupo de Diabéticos

19 Grupo de Bate Papo – 2° feira das 9 às 11 hrs Grupo de Demências – 5° feira das 10 às 12 hrs Ateliê linhas e tramas – 6° feira das 14 às 15:30 hrs

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34


Carregar ppt "O Centro de Referência à Saúde do Idoso é uma das propostas de atenção à saúde da Pessoa Idosa, elaborada pelo Ministério da Saúde dentro da Política Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google