A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Resíduos em alimentos Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Camila B., Gabriela R.; Marina C.; Tais Zucolo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Resíduos em alimentos Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Camila B., Gabriela R.; Marina C.; Tais Zucolo."— Transcrição da apresentação:

1 Resíduos em alimentos Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Camila B., Gabriela R.; Marina C.; Tais Zucolo

2 Introdução 30,2% IBGE, mil a 40 mil (SANTAMARTA, 2001). (IBGE, 2006).

3 Objetivo “O objetivo dessa revisão é o de estudar os riscos de resíduos e contaminantes em alimentos brasileiros, desde a produção ate a mesa do consumidor, avaliando produção industrial e no campo, alem das normas que norteiam a legislação brasileira para esse tipo de problemática. A tudo isso, descrevendo sempre a forma que isso vem afetando a população”

4 Agrotóxicos Produção? Mantém a Qualidade? Segurança X Custos Maior produtividade com menores custos e maiores lucros

5 Agrotóxicos no Brasil  Brasil o País que mais consome agrotóxicos

6

7 Definição “agrotóxicos são produtos e agentes de processos físicos, químicos ou biológicos, destinados ao uso nos setores de produção, no armazenamento e beneficiamento de produtos agrícolas, nas pastagens, na proteção de florestas nativas, de culturas florestais e de outros ecossistemas e de ambientes urbanos, hídricos e industriais, cuja finalidade seja alterar a composição da flora ou da fauna, a fim de preservá-las da ação danosa de seres vivos considerados nocivos, bem como as substâncias e produtos empregados como desfolhantes, dessecantes, estimuladores e inibidores de crescimento ”.

8 Agrotóxicos Pesticidas Fungicidas Herbicidas Rodenticidas Acaricidas Molusquecidas Algicidas Anvisa, 2014

9 Agrotóxicos X Saúde humana  Intoxicação  Vias de contaminação Aguda Subaguda Crônica Ocupacional Ambiental Alimentar

10 Casos Bebês com má formação

11 Outra agricultura é possível?  Produção de Alimentos é suficiente

12 Indústrias Processadoras CONTAMINANTES BIOLÓGICOS Fungos Bactérias Vírus Parasitas MAIOR RISCO !!

13  Em 2003, uma das franquias da cadeia internacional de restaurante mexicano Chi-Chi’s, localizada na Pensilvânia foi envolvida no que foi descrito como maior surto de hepatite A transmitida por alimentos na história dos EUA. O vírus causou a morte de pelo menos 4 pessoas e infectou mais de 660 pessoas na área de Pittsburgh. A cebolinha verde foi identificada como a fonte do surto. A cadeia já estava à beira da falência naquela época, e no fim, todos os restaurantes fecharam definitivamente nos EUA, e o Chi-Chi’s agora opera somente na Bélgica, Luxemburgo, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Indonésia (MIRET, 2013).  O caso Jack in The Box talvez tenha sido um dos de maior repercussão na mídia mundial. Em 1993, um surto de E. coli levou à morte de 4 crianças e infectou mais de 700 pessoas em vários estados norte-americanos, levando pelo menos 171 à hospitalização. O surto foi rastreado a hambúrguer mal passado contaminado com material fecal em Seattle e outras partes do Pacífico Noroeste nos EUA (MIRET, 2013). CASOS

14 Corpos estranhos em níveis e dimensões inaceitáveis CONTAMINANTES FÍSICOS quebra de dentes engasgamento perfuração intestinal sufocamento cortes na língua Materiais: VIDRO PLÁSTICO METAL PEDRA MADEIRA

15  Em 2012, um brasileiro engoliu um pedaço de pão contendo uma pedaço de lâmina de barbear que estava em seu lanche e saiu ileso. As lâminas são comumente utilizadas em padarias não profissionalizadas para fazer a pestana, aquele corte típico na superfície dos pães (DIAS, 2012). CASOS

16 CONTAMINANTES QUÍMICOS Contaminante de natureza química presente em níveis inaceitáveis aditivo alimentar metais medicamento veterinário pesticida toxinas químicos do processo alérgenos

17  Em 2008, leite em pó para alimentação de bebês e outros produtos derivados de leite foram descobertos com níveis altos e perigosos de melamina, e os resultados foram trágicos. Estima-se que pelo menos 300 mil pessoas tenham sido afetadas. A substância teve um efeito particular sobre os rins das vítimas. 6 bebês morreram com cálculo renal e outros problemas relacionados aos rins. Enquanto isso, outros 860 bebês foram hospitalizados. Várias empresas estavam envolvidas e foram acusadas de contaminar o leite intencionalmente com a melamina. Os processos criminais resultaram em 2 penas de morte, uma sentença de morte suspensa e prisões perpétuas. O escândalo denegriu a imagem da indústria de laticínios chinesa, e 11 países deixaram de importar estes produtos da China (MIRET, 2013). CASOS

18 Antibióticos Seleção da flora intestinal Maior disponibilidade dos aminoácidos Espessura parede intestinal Absorção de monossacarídeos, aminoácidos, vit e minerais

19 8,367 milhões cabeças (primeiro sem de 2014) (IBGE, 2014). 1,393 milhões cabeças (primeiro sem de 2014) (IBGE, 2014). Crescimento de 40% em 10 anos (USDA,2013).

20  Seleção de cepas resistentes  Hipersensibilidade  Choque anafilático (indivíduos sensíveis)  Alteração em processos fermentativos  Desequilíbrio da Flora intestinal  Discrasias sanguíneas (alteração sanguínea)  Efeito teratogênico  Disfunções hepáticas e digestivas  Problemas cardíacos  Persistência do meio ambiente  Risco de Biacumulação (COSTA, 1996)

21

22 (REGITANO e LEAL, 2010)

23 76% 10% 50% penicilina,aueromicina,terramicina,cloranfenicol, estreptomicinas (OLIVEIRA, 2008).

24 Legislações  Órgãos fiscalizadores e adequação de empresas  NBR :2004 (ABNT) – classifica os resíduos sólidos quanto o risco ao meio ambiente e saúde pública  Decreto Lei de 1989 – utilização de agrotóxicos registrados em órgão federal competente  Decreto Lei de 2002 – competências para ANVISA, MAPA E IBAMA

25 Legislações  Agrotóxicos – preocupação no âmbito da saúde pública  Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos (PARA) – ANVISA Aumento irregular do uso de agrotóxicos de al toxicidade

26 Legislações  Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes de Produtos de Origem Vegetal (PNCRC/ Vegetal) MAPA e SDA  RDC nº 53 – ANVISA – LMR de medicamentos veterinários em produtos de origem animal  Decreto Lei de 1999 – Controlar e fiscalizar  Programa de Análise de Resíduos Veterinários em Alimentos de Origem Animal (PAMVet) – ANVISA  Dentre outros...

27 O que podemos fazer??

28 Agroecologia

29 Referências bibliográficas SPISSO, B.F.; NOBREGA, A.W.; MARQUES, M.A.S. Resíduos e contaminantes químicos em alimentos de origem animal no Brasil: histórico, legislação e atuação da vigilância sanitária e demais sistemas regulatórios. Ciência &Saúde Coletiva. 14(6): 2091 – 2106, 2009 OLIVEIRA, N. J.. Antibióticos promotores de crescimento na produção animal. In: 4° Encontro de zootecnista do norte de minas: novas perspectivas mercadológicas, 2008, Montes Claros. Anais.... Montes Claros: Núcleo de Ciências Agrárias da UFMG, p BOELTER, R. Residuos de antibióticos nos Alimentos de Origem Animal. Farmacologia Veterinaria – Temas escolhidos MAGALHÃES, H.M. (org) Ed. Agropecuaria LTDA, Guaiba, Rio Grande do Sul, BOOTH, N. H. Toxicologia de drogas e resíduos químicos. In: BOOTH, N. H.; McDONALD, L. E. Farmacologia e terapêutica em veterinária. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S. A., p VRC, Veterinary Residues Committee. Position Paper – Hight concentrations of antimicrobial residues detected in calves Disponivel em Acesso em: 21 de novembro de 2014.http://www.vmd.defra.gov.uk/vrc/pdf/PositionPaper_ResiduesCalves.pdf COSTA, E. O. Residuos de antibioticos no leite: um risco a saude do consumidor. Higiene Alimentar, Sao Paulo, v. 10, n. 44, p. 1517, jul./ago PRESTES, et al., O estado da arte na determinação de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos de origem animal empregando técnicas cromatográficas acopladas à espectrometria de massas. Quim. Nova, Vol. 36, No. 5, , GOMES, D.M.; CALDAS, E.D. Resíduos de antibióticos promotores de crescimento em produtos de origem animal. Monografia (especialização) – Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, Qualidade em Alimentos, IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica. Indicadores IBGE. Estatística da Produção Agropecuaria, HANCE, J.; Meat consumption jumps 20 percent in last decade with super-sized environmental impacts. Disponível em Outubro, Acessado em 21 de novembro de REGITANO, J.S.; LEAL, R.M.P.; Comportamento e impacto ambiental de antibióticos usados na produção animal brasileira. R. Bras. Ci. Solo; 34: , 2010 REDAÇÃO. Coreia do Sul rejeita frango contaminado com antibióticos procedente do Brasil. EcoDebate. Cidadania & Meio Ambiente TERRA. Estudo: Bacteria resistente contamina 25% da carne americana. Disponivel em: bacteria-resistente-contamina-25-da-carne americana,b478962f137ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html Acesso em : 21 de novembro de 2014.http://noticias.terra.com.br/ciencia/estudo- bacteria-resistente-contamina-25-da-carne americana,b478962f137ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html KEMPER, N. Veterinary antibiotics in the aquatic and terrestrial environment. Ecol. Indic, 8:1-13, NACHMAN, K.E. et al., Roxarsone, Inorganic Arsenic, and Other Arsenic Species in Chicken: A U.S.-Based Market Basket Sample. Environmental Health Perspectives. volume 121 | number 7 | July 2013 SOUSA, F.C. et al., Ocorrência de resíduos de antibióticos em leites pasteurizados comercializados no estado do Ceará –Brasil. Revista verde de agroecologia e desenvolvimento sustentável grupo verde de agricultura alternativa. v.5, n.4, p. 10 – 14, CULLOR, J. S. Antibiotic residue test for mammary gland secretion. The Veterinary Clinics of North America: Food Animal Practice, v.9, n.3, p , 1993.

30 OBRIGADA !


Carregar ppt "Resíduos em alimentos Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Camila B., Gabriela R.; Marina C.; Tais Zucolo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google