A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Signo como artefato cognitivo João Queiroz Dept. Computação e Automação (UNICAMP) Dept. Biologia (UFBA)  ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Signo como artefato cognitivo João Queiroz Dept. Computação e Automação (UNICAMP) Dept. Biologia (UFBA)  ?"— Transcrição da apresentação:

1 Signo como artefato cognitivo João Queiroz Dept. Computação e Automação (UNICAMP) Dept. Biologia (UFBA)  ?

2 For, as the fact that every thought is a sign, taken in conjunction with the fact that life is a train of thought, proves that man is a sign; so, that every thought is an external sign, proves that man is an external sign. Peirce

3 To say that thought cannot happen in an instant is but another way of saying that every thought must be interpreted in another, or that all thought is in signs. Peirce

4 The mind is just less and less in the head … at least not since the first meaningfull words were uttered on some ancestral plain Clark

5 Definition Cognitive artifacts are physical objects made by humans for the purpose of aiding, enhancing, or improving cognition Hutchin Cognitive artifacts seem to amplify human abilities Hutchin...

6 … string tied around the finger as a reminder, a calendar, a shopping list, and a computer. …

7 Exemplos mapas, placas e sinais gestos, palavras, diagramas, gráficos imagens, bandeiras fórmulas matemáticas e lógicas partituras musicais, fotos, filmes marcadores de átomos e párticulas notações, ábaco...

8 Sistema de ‘estoque de informação’ A.C. atual Iran

9 Classification Artifact Material vs mental (Norman) ‘Designed for’ vs ‘opportunistic’ (Hutchin) Technology Transparent vs opaque (Clark) Indexical vs symbolic (Peirce)

10 Goody 1977: writing systems fundamentally transformed human cognition Latour 1986: nonlinguistic inscriptions such as maps, charts, graphs, and tables enable the superimposition of representations of otherwise incommensurable items Hutchin 1999: language becomes the ultimate cognitive artifact system, and cognitive artifacts are absolutely fundamental to human consciousness and what it means to be human

11 Tomasello ‘Artefatos simbólicos foram criados com o propósito de possibilitar ou facilitar certos tipos de interações cognitivas e sociais’ Primatas não humanos (e infantes) percepções passadas e propriocepções representações diretas e individuais Primatas humanos Intersubjetivo (theory of mind) cenas de atenção conjunta (joint attention) triádico (falante-objeto-intérprete) perspectivo categorização

12 Tomasello 3 escalas temporais filogenética espécie agentes intencionais efeito catraca (acumulação de modificações) histórica cultural estruturas disponíveis in situ ontogenética aprendizagem

13 Clark Natural-born cyborg …in the profound sense of being human- technology symbionts: thinking and reasoning systems whose minds and selves are spread across brain and non- biological circuitry. ferramentas não-biológicas ‘acopladas’ para resolver problemas de sobrevivência e reprodução ‘como sabe qualquer um que pensa através do ato da escrita’ controle, ajuste, auto-correção

14 Clark Language … altering the shape of the computational problem spaces.

15 Signo como um artefato? uso oportunista de processos e estruturas semióticas disponibilizados fisicamente culturalmente construídos …

16 Precursores Vigotski O pensamento não apenas se expressa em palavras; ele adquire existência através dela. Wittgenstein Poderíamos dizer que pensar consiste essencialmente na atividade de operar com signos. George Mead A existência do pensamento, ou da inteligência, só é possível em termos de gestos que sejam símbolos significativos.

17 Precursores C.S.Peirce Não se pode pensar sem signos Todo pensamento é um signo (CP 1.538, 2.253, 5.314, 5.470) Mas todo signo é um artefato cognitivo? Em que sentido? Ícones, índices, símbolos …

18 Pragmatic semiotic mind all thought is materially embodied all thought is dialogical all thought is a sign Iconic indexical symbolic … based semiosis

19 Referência sígnica/simbólica Para satisfazer os critérios de Tomasello qualquer signo, de qualquer modalidade, envolve as condições de sociogênese designador é triadicamente-dependente signo-objeto-intérprete e só funciona se o I experimentou aquele S de outro O O processo é caracteristicamente triádico e seu arranjo envolve a inversão de papéis lógicos em um evento de cooperação entre agentes intencionais situados (joint attention).

20 Linguagem e inferência Abduction (Opportunistic mind/brain) referência se X significa o que suponho que significa, Y, produzirá um efeito, Z, que produziria se significasse Y.

21 Artefato indexical       A vocalização do alarme dirige a atenção do intérprete para um evento co-incidente

22 Artefato simbólico: vantagem adaptativa       A associação cria um atalho sensório-motor


Carregar ppt "Signo como artefato cognitivo João Queiroz Dept. Computação e Automação (UNICAMP) Dept. Biologia (UFBA)  ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google