A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Leitura Crítica do artigo: “Differential Patterns of Receptor Activator of Nuclear Factor Kappa B Ligand/Osteoprotegerin Expression in Human Periapical.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Leitura Crítica do artigo: “Differential Patterns of Receptor Activator of Nuclear Factor Kappa B Ligand/Osteoprotegerin Expression in Human Periapical."— Transcrição da apresentação:

1 Leitura Crítica do artigo: “Differential Patterns of Receptor Activator of Nuclear Factor Kappa B Ligand/Osteoprotegerin Expression in Human Periapical Granulomas: Possible Association with Progressive or Stable Nature of the Lesions” baseado no artigo “Writing It Up: A Step-by-Step Guide to Publication for Beginning Investigators”

2 Introdução Contempla: Problema, justificativa e objetivo Problema: “The profiles of RANKL/OPG expression in periapical lesions remain unknown”. Justificativa: “The detection of RANKL and OPG molecules does not characterize the actual lesion status, and these previous studies did not attempt to correlate RANKL/OPG expression with the actual bone resorption activity.” Objetivo: “Evaluate the profile of RANKL and OPG transcript levels ratios in human periapical granulomas and to correlate them with the patterns of RANKL/OPG ratios in sites with characteristic osteoclastic activity, attempting to recognize putative patterns that could reflect the progressive or stable nature of these periapical lesions”.

3 Material e Método Tipo de estudo Critérios de inclusão e exclusão Caracterização do grupo controle Informações sobre TCLE Aprovação do Comitê de Ética Experimento descrito em etapas Valor de p

4 Resultados Primeiro parágrafo: - Descrever a população ou algo problematizado - Comparar estatisticamente - Reportar a tabelas ou gráficos - Distinguir grupo controle Results Periapical granulomas showed higher RANKL and OPG mRNA expression when compared with healthy periodontal ligaments (P _.0001), high variability among the values for RANKL and OPG transcript levels, and no significant correlation between the levels of RANKL and OPG (Fig. 2). In the analysis of RANKL/OPG ratios, periapical granuloma samples presented similar distribution between RANKL _ OPG, RANKL _ OPG, and RANKL _ OPG groups, whereas control samples were preferentially found in the RANKL _ OPG group (P _.0001, controls vs granulomas, Fisher exact test) (Fig. 3).

5 RESULTADOS Segundo parágrafo: - Comparar as categorias utilizadas na estatística - Descrever resultados (não é necessário interpretá-los mostrando sua importância clínica) Results Because clinical assessments do not allow for determination whether the periapical samples were table or active lesions, we compared the profiles of RANKL/OPG expression in our periapical lesions with the expression profile seen in sites where bone resorption activity is already established, such as the compression and tension sides of teeth submitted to orthodontic forces and sites of chronic gingivitis and periodontitis (Fig. 3). RANKL _ OPG group predominates in the compression sides (where bone resorption is a feature), whereas RANKL_ OPG group predominates in the tension sides (P_.0001, compression vs tension). Healthy gingiva and chronic gingivitis samples predominantly showed RANKL_OPG and RANKL_OPG expression in opposition to CP samples (P _.0001, periodontitis vs healthy and vs gingivitis). Considering RANKL and OPG expression and radiographic size of the lesions (smaller or greater than 5 mm in diameter), our results demonstrated a trend toward higher RANKL and lower OPG expression in smaller lesions (Fig. 4) and a higher frequency of RANKL_OPG samples in opposition to predominance of RANKL_OPG and RANKL_OPG groups in lesions_5 mm (P_.0006).

6 RESULTADOS Tabelas Gráficos* Imagens

7 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Primeiro parágrafo: - Mostrar o objetivo do estudo - Descrever a principal descoberta do estudo - Embasar na proposta da introdução No artigo: Aparece no segundo parágrafo

8 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Segundo parágrafo: - Interpretação dos resultados No artigo: Correlacionou os resultados, porém com algumas implicações clínicas; as quais deveriam ser descritas no quarto parágrafo

9 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Terceiro parágrafo: - Comparar com outras pesquisas/estudos No artigo: Com embasamento na literatura comparou lesões estáveis com progressivas.

10 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Quarto parágrafo: - Implicações clínicas No artigo: O assunto foi desenvolvido no quarto e quinto parágrafo.

11 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Quinto parágrafo: - Limitação do estudo No artigo: O assunto foi desenvolvido no quinto e sexto parágrafo.

12 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO Último parágrafo: - Síntese do estudo (summary) No artigo: A conclusão aparece em tópico próprio, ou seja, fora do título “Discussão e conclusão”.

13 Fator de Impacto Fator de Impacto do JOE – 2,727 O Fator de Impacto (FDI) é calculado levando-se em conta fatores como o número de artigos publicados em determinado periódico e o número de citações a estes artigos no mesmo intervalo de tempo.

14 Fator de Impacto Em termos matemáticos, em um dado ano o FI de um periódico é calculado como o número médio de citações dos artigos que foram publicados durante o biênio anterior. Por exemplo, o FI de um dado periódico em 2009 pode ser calculado como se segue: sendo A = o número de vezes em que os artigos publicados em 2007 e 2008 foram citados por periódicos indexados durante 2009 sendo B = o número total de "itens citáveis" publicados em 2007 e 2008 ("itens citáveis": geralmente artigos, revisões, resumos de congressos ou notas, não sendo computados editoriais ou cartas ao editor) então, o fator de impacto de 2009 = A/B (http://pt.wikipedia.org/wiki/Fator_de_impacto)

15 Referências Bibliográficas Elsevier [internet]. [acesso em 2010 mar 04]. Disponível em: ption#description ption#description Kliewer MA. Writing It Up: A Step-by-Step Guide to Publication for Beginning Investigators. AJR. 2005; 185: Menezes R, Garlet TP, Letra A, Bramante CM, Campanelli AP, Figueira RC, et al. Differential Patterns of Receptor Activator of Nuclear Factor Kappa B Ligand/Osteoprotegerin Expression in Human Periapical Granulomas: Possible Association with Progressive or Stable Nature of the Lesions. JOE. 2008; 34(8): Universidade de São Paulo [internet]. Brasil. [acesso em 2010 mar 04]. Disponível em: Wikipedia [internet]. [acesso em 2010 mar 04]. Disponível em:


Carregar ppt "Leitura Crítica do artigo: “Differential Patterns of Receptor Activator of Nuclear Factor Kappa B Ligand/Osteoprotegerin Expression in Human Periapical."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google