A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 1 Gerenciamento de Projetos em TI. Problema Prático O CIO da sua empresa chamou-o e comunicou que foi obrigado a assumir no conselho da empresa a.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 1 Gerenciamento de Projetos em TI. Problema Prático O CIO da sua empresa chamou-o e comunicou que foi obrigado a assumir no conselho da empresa a."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 1 Gerenciamento de Projetos em TI

2 Problema Prático O CIO da sua empresa chamou-o e comunicou que foi obrigado a assumir no conselho da empresa a implementação, para o final do ano, do projeto que você está gerenciando. O problema é que esta data antecipa em seis meses o plano inicial. Voltar atrás, nem pensar. Antes disto tudo estava caminhando bem e sua principal restrição era orçamentária. Quais ações você tomaria para acelerar o seu projeto?

3 3 Gerenciando Projetos Prazos Curtos Escopo - Início Confuso Planejamento e Controles Inexistentes Muitas Questões Sem Respostas Comunicação Ineficaz Ausência de Integração Trabalho sob Forte Pressão Baixa Motivação e Auto- Estima Engajamento e Comprometimento Inadequados Inicio da Liderança com Projeto em andamento e compartilhada Mudança estrutural causando paralisia temporária nas pessoas Falta de Sintonia entre os papéis dos Líderes

4 Introdução a Projetos PMI - PMBOK Tópicos de Desenvolvimento de Sistemas de Software Prof. Ivan Granja

5 5 Problemas mais comuns em gestão de projetos Prazos prorrogados72 Retrabalho72 Interrupções no ritmo do trabalho71 Mudanças de escopo69 Planejamento insuficiente63 Controle inadequado51 Aumento de custos46 Problemas de comunicação43 Fonte: Newsletter – Jan/ PMI-RS Problema %

6 6 Conceitos Introdutórios A importância do Projeto Projeto = Esforço único, com recursos limitados e que produzirá resultado único. Projetos não são produzidos em escala ou em “linha de produção” Projetos envolvem: Ciclo de Vida de um Projeto Processos de Gestão de Projetos Boas práticas (praticas que resultaram sucesso em outros projetos) das áreas envolvidas no projeto Organização, Cultura e maturidade organizacional

7 7 Conceitos Introdutórios Ciclo de Vida de Projetos Organização em Fases ou Etapas Fase/Etapa = Conjunto coeso de atividades segundo um critério Critério mais Comum = Tempo Fase Inicial, Fases Intermediárias, Fase Final

8 8 Conceitos Introdutórios Tipo de Projetos Projeto Produtivo A organização das fases e etapas devem ser adequada à natureza do projeto: Produtivo (engenharias) Governamental Desenvolvimento (marketing) Pesquisa e Desenvolvimento

9 9 Conceitos Introdutórios Tipo de Projetos diferentes, gestão por processo Projeto Farmacêutico (P&D e aprovação governamental) No entanto, a gestão de projetos segue processos que são bem conhecidos e comprovadamente eficazes: Gestor de Projetos certificados e qualificados podem assumir a frente de projeto de qualquer natureza Modelos de estrutura organizacional Matricial: Gestores de áreas assumem este papel ou delegam a alguém de sua área especifica Por projetos: Gestor para qualquer tipo de projetos

10 10 Conceitos Introdutórios A importância do Projeto Os fracassos dos projetos de software (e de todas as demais engenharias, em geral) em atingir seus objetivos tem evidenciado a importância de haver: Técnicas e métodos de planejamento de projetos Processos para execução e Acompanhamento (gestão) dos projetos Realimentação, revisão, replanejamento Resultado Recente e Visível: O PMI (Project Management Institute) definiu o PMP (Process Management Program) para certificar profissionais em gestão de projetos, através do modelo PM-BOK. PM-BOK: Conjunto de boas práticas (técnicas, modelos, ferrementas, etc) comprovadamente eficazes para planejamento, execução e gestão de projetos.

11 11 Conceitos Introdutórios Conceitos Chaves Envolvidos Fases / Etapas Agrupamento de esforço trabalho por critérios definidos (temporal, atividades relacionadas, etc..) Fluxo de Trabalho (workflow) Conjunto de passos a serem executados para que todas os objetivos da fase / etapa sejam cumpridos Atividades / Tarefas Esforço de trabalho que toma tempo, usa recursos,consome entradas e produz saídas (deliverables, artefatos, produtos, itens de distribuição) Papel Conjunto coerente de habilidades e competências necessárias para execução de uma tarefa

12 12 Conceitos Introdutórios Conceitos Chaves Envolvidos Produtos (artefatos, itens de distribuição) Entrada: Material necessário para desenvolvimento de uma atividade do processo Saída: Resultado de uma atividade do processo Gabaritos (Templates) Modelos de preenchimento de um artefato, que visa organizar o esforço de trabalho Mentoring Ferramentas, documentos e/ou pessoas que apóiam nas dúvidas, conceitos e outros materiais necessários à execução de uma atividade / tarefa.

13 13 Gestão de Projetos Tipos de processo de Gestão Processos organizados em 5 grupos que se repetem em cada fase do Projeto. Documentos Informações

14 14 Os grupos de Processos 1. Iniciação: Reconhecimento que o projeto/fase deve começar e obtenção do comprometimento para executá-lo. 2. Planejamento: Planejamento e manutenção de um esquema de trabalho necessário para atingir as necessidades do projeto.

15 15 Os grupos de Processos 3. Execução: Coordenação de pessoas e demais recursos durante o desenvolvimento do projeto. 4. Controle: Monitorar e avaliar o progresso do projeto, adotando as necessárias ações de correção.

16 16 Os grupos de Processos 5. Encerramento: Analisar resultados (projetado x realizado), concluir documentação, finalizar registros, fechar contratos, liberar recursos etc.

17 17 Gestão das Atividades de Teste Maioria das atividades de gestão de projetos estão ligadas às nove dimensões definidas no PMI/PMP/PMBOK Escopo Custo Riscos Recursos Tempo Aquisições Qualidade RH Integração Algumas Adaptações e adequações às características dos projetos e ao contexto são necessárias: Técnicas Especificas, Linguagem da área, métodos específicos, etc...

18 18 A metodologia do PMI e o PMBoK Conjunto de conhecimentos e práticas aplicáveis à maioria dos projetos, composto de: Nove áreas de conhecimento (dimensões) Trinta e nove processos Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Glossário

19 19 As nove áreas de Conhecimento As nove áreas de Conhecimento do PMBoK: 1.Escopo 2.Tempo (Prazo) 3.Custo 4.Qualidade 5.Integração 6.Recursos Humanos 7.Comunicação 8.Risco 9.Aquisições

20 20 Os 5 grupos e 39 sub-processos dos projetos No PMBOK os processos de gestão do projeto são organizados em 5 grupos, cada um contendo um ou mais sub-processos: Grupos Sub-Processos 1.Iniciação ( 1) 2.Planejamento (21) 3.Execução ( 7) 4.Controle ( 8) 5.Encerramento ( 2)

21 21 Os 39 processos dos projetos Processos organizados em 5 grupos que se repetem em cada fase do Projeto. Documentos Informações

22 22 Entradas e Saídas Cada grupo de atividades gera produtos (resultado da fase) como saída, que serão usados como entradas dos grupos seguintes e ás vezes nas fases seguinte.

23 23 Ferramentas e Técnicas

24 24 Gerência da Qualidade do Projeto Capítulo 8 do PMBOK 2000 Iniciação Planejamento 8.1. Planejamento da Qualidade Execução 8.2. Garantia de Qualidade Controle 8.3. Controle da Qualidade Encerramento

25 Planejamento da Qualidade.1- Entradas.1 Políticas de Qualidade.2 Declaração do Escopo.3 Descrição do Produto.4 Padrões e Regulamentações.5 Saídas de outros processos.2- Ferramentas e Técnicas.1 Análise de Custo Benefício.2 Benchmarking.3 Fluxogramação (Flowcharting).4 Desenho de Experimentos.5 Custo de Qualidade.3-Saídas.1 Plano de Gerenciamento da Qualidade.2 Definições Operacionais.3 Checklists.4 Entrada para outros processos

26 Garantia da Qualidade.1- Entradas.1 Plano de Gerenciamento da Qualidade.2 Resultados da Medição do Controle de Qualidade.3 Definições Operacionais.2- Ferramentas e Técnicas.1 Ferramentas e Técnicas de planejamento da qualidade.2 Auditoria da Qualidade.3-Saídas.1 Melhoria da Qualidade

27 Controle da Qualidade.1- Entradas.1 Resultados do Trabalho.2 Plano do Gerenciamento da Qualidade.3 Definições Operacionais.4 Checklists.2- Ferramentas e Técnicas.1 Inspeção.2 Gráficos de Controle.3 Diagrama de Pareto.4 Amostragem Estatística.5 Análise de tendências.3-Saídas.1 Melhoria da Qualidade.2 Decisões de Aceitação.3 Retrabalho.4 Checklists concluídas.5 Ajustes no Processo

28 28 O que é o PMI O PMI-Project Management Institute é uma entidade internacional, sem fins lucrativo, que congrega profissionais dos diversos campos relacionados a Gerenciamento de Projeto. Fundado em 1969 na Pensilvânia (USA), tem aprox membros em 140 países.

29 29 O que é o PMBoK (2000) PMBoK - A Guide to Project Management - Body of Knowledge Descreve o conhecimento e melhores práticas da área de gerência de projetos. Publicado pelo PMI - Project Management Institute. Integra-se com processos de software, pois a gerência do projeto é parte essencial destas metodologias. É o mais usado em todo o mundo.

30 30 O que é o PMBoK (2000) PMBoK 2000 é um padrão americano (ANSI/PMI ) em análise para se tornar padrão IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers). Estabelece um padrão de comunicação em projetos: Projeto não é resultado de uma pessoa ou grupo Nivelamento de expectativas pessoais e inter-áreas Padrão é base que possibilita melhorias Certificação como garantia do conhecimento dos padrões e nível de competência Trata projetos por área de aplicação específica: governo, Informática, construção, automotiva etc.

31 31 O que é PMP PMP - Project Management Professional Processo de Certificação em Gerenciamento de Projetos, introduzido em 1984 pelo PMI. Pré-requisitos: Educação formal Experiência Educação continuada em disciplinas de Ger.Projetos Adesão ao Código de Conduta Profissional do PMI Pagamento da Taxa de Inscrição Passar na Prova de Certificação

32 32 Gestão de Projetos Fatores Críticos de Sucesso Clara Definição dos Objetivos “Se você não sabe para onde vai, não há garantia alguma que chegará lá” – Lewis Caroll Definição e Gestão do Escopo Escopo é base para qualquer estimativa Identificação das atividades-chave Grandes atividades Agrupamento de grandes atividades segundo um critério, em busca de um nível mais alto de abstração (etapa, fases, sub-projetos, etc...)

33 33 Gestão de Projetos Fatores Críticos de Sucesso Realizar Estimativas corretas Requer acesso a dados históricos ou a referenciais baseados em pesquisas ou heurísticas Uso de Modelos de Estimativa: Recursos (Humanos, Materiais e Financeiros) Habilidades e Competências Necessárias Habilidades de Design (Projeto) Requer que (pelo menos) parte da equipe tenha proficiência na tecnologia, métodos e outros elementos específicos do design das áreas envolvidas no projeto Gestão de Pessoas Fonte da maioria dos projetos que fracassam Manter auto-estima, motivação, envolvimento...

34 34 Gestão de Projetos Fatores Críticos de Sucesso Liderança Gestão é uma habilidade que se desenvolve se houver um plano bem conhecido a seguir Liderar é capacidade de apontar o caminho, influenciar os demais de maneira alinhada aos objetivos Comunicação “Quem não se comunica, se trumbica...” – Chacrinha Comunicação é fundamental no trabalho em equipe Gestão de Ruído, entropia da mensagem, etc... Falta de Linguagem Franca pode resultar em fracasso Resolução de Problemas Remover causas e não efeitos.... Pro-atividade, Planejamento, Mitigação e Contingenciamento

35 35 Gestão de Projetos Fatores Críticos de Sucesso Monitoramento Contínuo Verificar se as atividades estão convergindo para os objetivos Status Diários e Progresso Semanal do Projeto Uso de Métricas e Indicadores minuciosamente escolhidos Análise, Mitigação e Monitoração de Riscos Relatórios de Revisão dos Projeto e de Defeitos Encontrados Aceitar e realizar a Gestão de Mudanças Tratar a necessidade de mudanças impostas pela intensa competição de maneira sistemática e controlada “Não importa o quanto se deseja manter as coisas como estão, mudanças acontecerão” - 1ª Lei da Evolução dos Sistemas:

36 36 Gestão de Projetos Áreas Específicas Pontos Importantes sobre Gestão de áreas específicas Características da Gestão de Projeto da áreas Necessidade de Modelos de Estimativas específicos Custos, Recursos e Tempo Gestão de Riscos Riscos técnicos e de Tecnologia são muito específicos Definição e Coleta de Métricas específicas para o projeto da área Análise e Monitoramento de Defeitos do projeto Integração, interfaces e pontos de contato entre áreas e/ou grupos especializados envolvidos em grandes projetos (envolvem múltiplas áreas de conhecimento)


Carregar ppt "Aula 1 Gerenciamento de Projetos em TI. Problema Prático O CIO da sua empresa chamou-o e comunicou que foi obrigado a assumir no conselho da empresa a."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google