A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração de Sistema de Informação Gerencial Prof. Clebson Wilson Espíndola do Nascimento, M.Sc Tel. 8404-4559

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração de Sistema de Informação Gerencial Prof. Clebson Wilson Espíndola do Nascimento, M.Sc Tel. 8404-4559"— Transcrição da apresentação:

1 Administração de Sistema de Informação Gerencial Prof. Clebson Wilson Espíndola do Nascimento, M.Sc Tel

2 Os sistemas de informação fornecem a comunicação e o poder analítico de que as empresas necessitam para administrar sua empresa e conduzi-la a negócios em escala global

3 1. Contextualização Competitivo Ambiente Empresarial Globalização Revolução Informacional Administração Contemporânea

4 1.1. Globalização Concorrência em mercados mundiais e Sistemas de entregas. Empresas amapaenses X Empresas pontocom

5 1.2. Revolução Informacional Economia do conhecimento e da informação Eficiência na Produtividade Ambiente Instável Novos produtos e serviços “ Atualmente a maioria das pessoas não trabalham mais em fazendas ou em fábricas, em vez disso elas são encontradas trabalhando em vendas, educação, saúde, bancos, seguradoras [...] com a finalidade de distribuir e criar novos conhecimentos” (Laudon & Laudon; 1999, p. 3)

6 Cont. A mudança da força de trabalho (produto com uso intensivo de conhecimento – jogos) “intensificação da utilização de conhecimento na produção de produtos tradicionais também tem crescido” (Laudon & Laudon; 1999, p.3) A importância da Tecnologia de Informação – TI na geração de valor: Cartão de crédito, entrega expressa de encomenda, sistemas de reservas em todo o mundo

7 1.3. Administração contemporânea Downsizing (leia o artigo shtml ) shtml Empowerment Flexibilidade: horários, Forças-tarefas, independência de localização, trabalhadores temporários entre outros. Baixo custo de transação e de coordenação.

8 Cont. “ a tecnologia de informação está provocando mudanças na organização que tornam a empresa ainda mais dependente do conhecimento, da aprendizagem e da tomada de decisão individual dos empregados do que no passado”

9 O que o profissional deve conhecer  Conceitos básicos (fundamentos ) de SI.  Tecnologias de Informação.  Aplicativos Empresariais.  Processos de Desenvolvimento.  Desafios Gerenciais.

10 1.4. Sistema de informação “Os sistemas de informação têm por objetivo gerar informações para a tomada de decisões, os dados são coletados, processados e transformados em informação. Sistemas de informação é uma série de elementos ou componentes inter-relacionados que coletam (entrada), manipulam e armazenam (processo), disseminam (saída) os dados e informações e fornecem um mecanismo de feedback”. (Gedres & Magalhães; 2008)

11 Quadro 1. Resumo de SI Entrada de Recursos de Dados Entrada de Recursos de Dados Processame nto de Dados Processame nto de Dados Saída de Produtos de Informação Saída de Produtos de Informação Controle do Desempenho do Sistema Armazenamento de Recursos de Dados

12 Exemplo 1. SI de uma fábrica Processos de Fabricação Entrada de Matérias-Primas Saída de Produtos Acabados Ambiente Outros Sistemas Controle pela Administração Sinais de Controle Sinais de Controle Sinais de Feedback Sinais de Feedback Fronteira do Sistema

13 SI “ Um sistema de informação utiliza os recursos de pessoas, hardware, software, dados, e redes para realizar atividades de entrada, processamento, produção de resultados, armazenamento e controle.” (O´BRIEN)

14 Componentes de um Sistema de Informação

15 Exemplos Quadro pg 11 Qudro pg 14

16 Dados x Informação OesteCharles Mann 79154Sapatos

17 Cont. Relatório Mensal Vendas - Região Oeste Vendedor: Charles Mann Emp No Item Quant. Preço Sapatos

18 Atributos da Qualidade da Informação

19 Dimensão do Conteúdo Precisão Relevância Integridade Concisão Amplitude Desempenho EEstar isenta de erros AAtender as necessidades do receptor TToda informação necessária deve ser fornecida AApenas a informação necessária deve ser fornecida AAlcance amplo, estreito, interno ou externo. RRevelar o desempenho, progresso ou recursos acumulados

20 Cont. Dimensão do Tempo Prontidão Aceitação Frequência Período  Fornecida quando necessária  Estar atualizada quando for fornecida  Fornecida quantas vezes forem necessárias  Fornecidas sobre períodos passados, presentes e futuros.

21 Dimensão da forma Clareza Detalhe Ordem Apresentação Mídia FFácil compreensão EEm detalhes ou resumidas OOrganizada (sequênciada) NNarrativa, Numérica, gráfica. DDocumentos impressos, monitores de vídeo, etc.

22  Os processos e operações empresariais,  a tomada de decisão empresarial; e  a vantagem competitiva estratégica Os sistemas de Informação desempenham três papéis vitais nas empresas. Eles apóiam:

23 Principais Papéis dos Sistemas de Informação Apoio às Estratégias para Vantagem Competitiva Apoio à Tomada de Decisão Empresarial Apoio às Operações e aos Processos

24 A Empresa de e-Business Fabricação e Produção Engenharia & Pesquisa Contabilidade e Finanças Fornecedores e Outros Parceiros da Empresa Administração da Cadeia de Suprimentos Compras, Distribuição, e Logística Gerenciamento da Relação com o Cliente Marketing Vendas Atendimento ao Cliente Consumidores e Clientes da Empresa Fronteira da Empresa Intranets A Internet Extranets

25 As principais categorias de aplicação dos sistemas de informação incluem:  Sistemas de Apoio às Operações; e  Sistemas de Apoio Gerencial

26 Colaboração Entre equipes E grupos de trabalho Sistemas de Processa- mento de Transações Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Controle de Processos Sistemas Colaborativos Sistemas de Apoio às Operações Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas de Informação Executiva Sistemas de Apoio Gerencial Sistemas de Informação Processa- mento de Transações Controle de Processos industriais Relatórios Padronizados Para gerentes Apoio interativo A decisões Informação Elaborada Especifica- Mente para executivos

27 Sistema de apoio a operações Sistema de apoio de processamento de dados: Processar dados resultantes de transações empresariais, atualizar banco de dados. Ex. Processamento de vendas e reabastecimento e sistema de contabilidade. Sistema de controle de processo: monitorar e controlar processos industriais. Ex. Refinamento de petróleo, geração de energia e sistema de produção de aço. Sistemas colaborativos: apóiam equipes, grupos de trabalho bem como comunicações e colaboração entre e nas empresas. Ex. , chat e sistema de videoconferência

28 Sistema de apoio gerencial SI gerencial: fornecem informações na forma de relatórios e demonstrativos pré-estabelecidos para os gerentes. Ex. análise de vendas, realização de processos e relatórios das tendências de custo. Sistema de apoio a decisões: fornecem apoio interativo para o processo de tomadas de decisões. Ex. Atribuição de preço as produtos, previsão de lucros e sistema de análise de risco. Sistema de Informação Executiva : fornecem informações críticas elaboradas especificamente para os executivos. Ex. sistema de análise de desempenho da empresa, ações dos concorrentes e desenvolvimento econômico para apoiar o planejamento estratégico

29 O Ambiente Competitivo Ameaça de novos Concorrentes Rivalidade dos Concorrentes Poder de Barganha dos Clientes Poder de Barganha dos Fornecedores Ameaça de Substitutos

30 “O papel estratégico dos sistemas de informação envolve utilizar tecnologia da informação para desenvolver produtos, serviços e capacidades que confiram a uma empresa vantagens estratégicas sobre as forças competitivas que ela enfrenta no mercado mundial.” Ajudando uma organização a: Obter uma vantagem competitiva Reduzir uma desvantagem competitiva Alcançar outros objetivos estratégicos Papel Estratégias do SI

31 Rivalidade de concorrentes dentro de seu ramo de atividades Ameaça de novos concorrentes Ameaça de substitutos Poder de barganha dos clientes Poder de barganha dos fornecedores Forças competitivas de Michael Porter

32 Estratégias Competitivas Básicas Estratégias de Diferenciação Estratégias de Inovação Estratégias de Crescimento Estratégias de Aliança Estratégia de Liderança de Custo

33 Estratégia de Liderança em Custo Tornar-se um produtor de bens e serviços de baixo custo Descobrir maneiras de ajudar fornecedores ou clientes a reduzirem seus custos Aumentar os custos de concorrentes.

34 Estratégia de Diferenciação Desenvolver maneiras para diferenciar produtos e serviços dos concorrentes Reduzir as vantagens de diferenciação dos concorrentes.

35 Estratégia de Inovação Encontrar novas maneiras de fazer negócios. desenvolver novos produtos e serviços ingressar em novos mercados ou segmentos do mercado. estabelecer novas alianças comerciais encontrar novas maneiras de produzir bens/serviços encontrar novas maneiras de distribuir produtos/serviços

36 Estratégias de Crescimento Expandir significativamente a capacidade da empresa para produzir bens e serviços Expandir para mercados mundiais Diversificar em novos produtos e serviços Integrar em produtos e serviços afins.

37 Estratégias de Aliança Estabelecer novos vínculos e alianças comerciais com clientes, fornecedores, concorrentes, consultores e outras empresas (fusões, aquisições,formação de empresas virtuais, etc.).

38 Outras formas de estratégias Reter clientes e fornecedores - Formar novas e valiosas relações com eles. Isso pode impedir que clientes e fornecedores abandonem uma empresa em favor de suas concorrentes ou intimidem uma empresa quanto à aceitação de relações menos lucrativas. Embutir custos de troca - Clientes ou fornecedores hesitam em pagar os custos de tempo, dinheiro, esforço e incômodo que ocorreriam pela troca por concorrentes da empresa.

39 cont. Erguer barreiras ao ingresso - Aumentar a quantidade de investimento ou a complexidade da tecnologia necessária para competir em um setor ou segmento de mercado pode desencorajar ou retardar a entrada de outras empresas no mercado. Alavancar o investimento em tecnologia da informação - Investindo em sistemas de informação avançados e computadorizados para melhorar sua própria eficiência, as empresas conseguem desenvolver novos produtos e serviços que não seriam possíveis sem uma forte capacidade de TI.

40 Erigir Barreiras à Entrada Construir uma Plataforma Es- tratégica de TI Construir uma Base Estratégica de Informação Aumentar a quantidade de investimento ou a complexidade da TI necessária à competição Utiliza TI para fornecer informação para apoiar a estratégia competitiva da empresa Alavancar investimento em recursos de SI para uso estratégico e operacional Aumento da Participação no Mercado Cria Novas Oportunidades Empresariais Aprimora a Colaboração na Organização Estratégia Papel da TI Resultado Usos Estratégicos da Tecnologia da Informação

41 A Cadeia de Valor e os Sistemas de Informação Estratégicos (Porter) Encara uma empresa como uma série ou “cadeia” de atividades básicas que adicionam valor a seus produtos e serviços e, com isso, adicionam uma margem de valor para a empresa. Algumas atividades das empresas são consideradas atividades primárias, e outras são atividades de apoio. Este referencial pode destacar onde as estratégias competitivas podem ser melhor aplicadas em um negócio.

42 Cont. Os usuários finais gerenciais devem tentar desenvolver sistemas de informação estratégicos para aquelas atividades que adicionem o maior valor para os produtos ou serviços de uma empresa e, conseqüentemente, ao valor total da empresa.

43 A Cadeia de Valor de Porter Coordenação Administrativa e Serviços de Apoio Administração de Recursos Humanos Desenvolvimento Tecnológico Compra de Recursos Logística Interna Logística Interna Operações Logística Externa Logística Externa Marketing e Vendas Marketing e Vendas Atendimento ao Cliente Atendimento ao Cliente Vantagem Competitiva

44 Exemplos de Cadeia de Valor: Os sistemas colaborativos com base na Internet podem aumentar as comunicações e a colaboração necessárias para melhorar drasticamente os serviços de coordenação e apoio administrativos. Exemplos de processos de apoio: Uma intranet para aprimoramento funcional pode ajudar a função de gestão de recursos humanos a propiciar programas de treinamento e desenvolvimento profissional aos funcionários. Extranets de engenharia e projeto auxiliados por computador permitem que uma companhia, juntamente com suas parceiras comerciais, crie produtos e processos. Extranets podem melhorar drasticamente a aquisição de recursos ao propiciar um website de e-commerce online aos fornecedores de uma empresa.

45 Cont. Exemplos de processos primários: Sistemas de armazenamento automatizado just-in-time para apoiar processos de logística interna envolvendo o armazenamento de estoque, processamento de pedidos online para melhorar processos logísticos externos que processam pedidos de clientes. Apoio de marketing e processos de vendas por meio do desenvolvimento de uma capacidade de marketing interativo direcionado na Internet e na Rede Mundial de Computadores. O atendimento ao cliente pode ser drasticamente melhorado por meio de um sistema coordenado e integrado de gerenciamento das relações com o cliente.

46 Cadeias de Valor Baseadas na Internet Marketing Pesquisa de Produto Vendas e Distribuição Suporte e Feedback do Cliente Dados para pesquisa de mercado, estabelece respostas do consumidor Acesso a comentários online do cliente Resposta imediata a problemas do cliente Baixo custo de distribuição Atinge novos clientes Multiplica os pontos de contato Aumento da participação de mercado Menores margens de custo Maior satisfação do cliente Capacidades da Internet Benefícios para a Empresa Oportunidade de Vantagem

47 Posicionamento Estratégico das Tecnologias da Internet Penetração no Mercado Mundial Website de E-Commerce Serviços de TI de valor agregado Transformação de Produtos e Serviços E-Business; Grandes Intranets e Extranets Melhorias de Custo e Eficiência , Conversas online com clientes Melhoria de Desempenho na Eficácia Empresarial Intranets e Extranets Estratégia Solução Baixa Alta Conectividade de Clientes / Competição Conectividade de Processo da E-Business Dispositivos Internos Dispositivos Externos

48 Matriz de posicionamento estratégico Pode ajudar uma companhia a identificar onde concentrar sua utilização de tecnologias da Internet para obter uma vantagem competitiva com e - business e e-commerce. Os quadrantes da matriz representam: Melhorias de custo e eficiência Melhoria do desempenho na eficácia empresarial Penetração no mercado mundial Transformação de produtos e serviços

49 Melhorias de Custo e Eficiência Representa uma fração baixa de conectividade interna da empresa, cliente e concorrentes e de uso da TI via Internet e outras redes. Estratégia: A concentração na melhoria da eficiência e redução de custos mediante o uso da Internet e da Rede Mundial de Computadores como um meio rápido e de baixo custo para se comunicar com clientes, fornecedores e parceiros comerciais. Exemplo: O uso de e de um site da empresa.

50 Melhoria do Desempenho na Eficácia Empresarial A empresa dispõe de um grau elevado de conectividade interna e pressiona para melhorar substancialmente seus processos empresariais, mas a conectividade externa pelos clientes e concorrentes ainda é baixa. Estratégia: Fazer melhorias importantes na eficácia empresarial. Exemplo: O uso interno generalizado de tecnologias baseadas na Internet, como as intranets, por exemplo, pode melhorar substancialmente o compartilhamento das informações e a colaboração dentro da empresa.

51 Penetração no Mercado Mundial A empresa que entra neste quadrante da matriz deve capitalizar um alto grau de conectividade de clientes e concorrentes e de uso da TI. Estratégia: Desenvolver aplicações baseadas na Internet para otimizar a interação com os clientes e formar participação de mercado. Exemplo: Sites de destaque na rede com serviços de informação de valor adicionado e suporte on-line aos clientes.

52 Transformação de Produtos e Serviços uma empresa e seus clientes, fornecedores e concorrentes estão extensivamente conectados. As tecnologias baseadas na Internet, que incluem sites na rede, intranets e extranets, devem agora ser implementadas ao longo de todas as operações e relações de negócios da empresa. Estratégia: Desenvolver aplicações estratégicas de comércio eletrônico para desenvolver e articular novos produtos e serviços baseados na Internet para reposicioná-la estrategicamente no mercado.

53 Cont. Exemplo: Utilizar a Internet para processamento on-line de transações de vendas de produtos e serviços em sites da empresa e intercâmbio eletrônico de dados (EDI) com fornecedores.

54 e ‑ business focalizada no cliente Para muitas companhias, o principal valor empresarial de se tornar uma e ‑ business focalizada no cliente reside em sua capacidade para ajudá-los a: Manter os consumidores leais Prever necessidades futuras dos consumidores Reagir às preocupações do cliente Fornecer atendimento de alta qualidade

55 A e-Business Focada no Cliente Permite aos clientes colocarem os pedidos por meio de parceiros de distribuição Banco de Dados das transações Liga funcionários e parceiros de distribuição Permite aos clientes verificarem pedidos anteriores e a situação da entrega Permite aos clientes colocarem os pedidos diretamente Banco de Dados do Cliente Forma uma comunidade de clientes, funcionários, e parceiros Dá a todos os funcionários uma visão completa dos clientes

56 Aplicações Empresariais Objetivo: descrever como os sistemas de informação integram e apóiam todos os processos da empresa e suas funções organizacionais de marketing, produção, administração de recursos humanos, contabilidade e finanças.

57 E-business É o uso da internet e de outras tecnologias de informação. Lembre-se de que e-business é o uso da internet e de outras redes e TI para da suporte ao comércio eletrônico, as comunicações e a colaboração entre empresas e ao processos de negócios de atuação na web, tanto nas conexões internas e externas.

58 Arquitetura de aplicações de e-business.

59 Cont. Ela mostra uma visão geral das aplicações de e ‑ business e de seus inter-relacionamentos dentro de uma empresa de e ‑ business. A forma como as organizações utilizam os sistemas de e-business para fortalecer seus relacionamentos com outras empresas, clientes, funcionários, parceiros de negócios e outros interessados num empreendimento de e-business na Internet. As organizações estão criando inter- relacionamentos entre elas e com seus clientes, funcionários, parceiros de negócios e outros interessados em seus empreendimentos de e- business.

60 Sistemas Empresariais Interfuncionais Muitas organizações estão utilizando a tecnologia da informação para o desenvolvimento de sistemas empresariais interfuncionais que transpõem os limites tradicionais das funções organizacionais a fim de reestruturar e melhorar os processos de negócios vitais de toda a empresa. Os sistemas interfuncionais é um método estratégico de utilização da TI para compartilhar recursos de informação e melhorar a eficiência e a eficácia de processos de negócios.

61 Planejamento de Recursos Empresariais - ERP É um sistema interfuncional que atua como uma estrutura para integrar e automatizar muitos dos processos de negócios que devem ser realizados pelas funções de produção, logística, distribuição, contabilidade, finanças e de recursos humanos de uma empresa. Exemplo: SAP As características dos softwares de ERP incluem: O software de ERP é parte de uma família de módulos de software que apóia as atividades empresariais envolvidas em processos de back-office vitais. O ERP é concebido como um ingrediente, essencial à eficiência, agilidade, e responsabilidade para com clientes e fornecedores, que uma empresa de e ‑ business precisa ter para conseguir êxito no mundo dinâmico do e ‑ commerce.

62 Exemplo: para uma indústria O software ERP irá acompanhar a situação de vendas, estoques, expedição e faturamento, necessidades de matéria-prima e recursos humanos.

63 Principais componentes de aplicação de um sistema de ERP Vendas Distribuição, Controle de Pedidos Contabilidade e Finanças Planejamento da Produção Recursos Humanos Logística Integrada Cliente / Funcionário

64 O valor para os negócios do software de ERP O ERP cria uma estrutura para integrar e aperfeiçoar seus sistemas internos de escritório, responsável por importantes melhorias no atendimento ao consumidor, na produção e na eficiência da distribuição. O ERP fornece rapidamente informação interfuncional vital sobre o desempenho da empresa para que os gerentes melhorem significativamente sua capacidade para tomar as melhores decisões pela empresa em todas as suas atividades.

65 Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) Por que é importante melhorar o relacionamento com o cliente ??? O que é excelência no atendimento???

66 Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) Custa seis vezes mais vender a um novo cliente que a um cliente antigo. Normalmente, um cliente insatisfeito com a empresa contará sua má experiência para oito a dez pessoas. Uma companhia pode aumentar seus lucros em 85% aumentando sua retenção anual de clientes em apenas 5%. As chances de vender um produto a um novo cliente são de 15%, enquanto as chances de vender a um cliente existente são de 50%. 70% dos clientes insatisfeitos farão novamente negócios com a empresa, caso ela corrija seu erro rapidamente. Mais de 90% das companhias existentes não possuem a integração entre vendas e serviços, necessária no suporte ao e- commerce.

67 Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente O CRM é descrito como uma aplicação interfuncional de e- business que integra e automatiza muitos processos de atendimento ao cliente em vendas, marketing direto, contabilidade e gerenciamento de pedidos, e atendimento e suporte ao cliente. Os sistemas de CRM criam uma estrutura de TI que integra todos os processos funcionais com o restante das operações de negócios de uma empresa. Os sistemas de CRM consistem numa família de módulos de software que executam as atividades empresariais envolvidas nos procedimentos de contato com o público. O software de CRM fornece as ferramentas que permitem que uma empresa e seus funcionários prestem rapidamente um serviço acessível, seguro e uniforme a seus clientes.

68 Administração do Relacionamento com o Cliente Vendas vendas cruzadas crescimento das vendas televendas Atendimento de campo e de frente de loja Marketing e Satisfação Apoio e atendimento ao cliente Programas de fidelidade e retenção Cliente Administração de Contato

69 Os programas de CRM geralmente englobam Vendas. O software de CRM acompanha os contatos com os clientes e outras empresas. Marketing Direto e Satisfação. O software de CRM pode automatizar tarefas como qualificação de contatos, controle de reações, programação de contatos de vendas e fornecimento de informações para clientes atuais e potenciais. Atendimento e suporte ao consumidor. O CRM ajuda rapidamente os gerentes de atendimento a criar, programar e administrar solicitações de serviço. O software Help desk ajuda os representantes de atendimento ao consumidor a auxiliar os clientes com problemas com um produto ou serviço, fornecendo dados e sugestões para solucioná-los.

70 Vantagens O CRM permite que uma empresa identifique e escolha seus melhores clientes — os mais lucrativos para a empresa — para poder mantê-los como clientes duradouros de serviços maiores e mais lucrativos. O CRM possibilita personalização em tempo real de produtos e serviços com base em desejos, necessidades, hábitos de compra e etapas de desenvolvimento do cliente. O CRM pode manter acompanhamento dos contatos do cliente com a empresa independentemente do meio utilizado. O CRM possibilita que uma companhia desenvolva uma relação consistente com o cliente, além de serviço e suporte superiores em todos os contatos que o cliente tenha com ela.

71 Integrações das aplicações Empresariais O software de Integração das aplicações da empresa (EAI) possibilita a interconexão desses grupamentos de aplicações: - CRM, ERP e SCM

72 Sistemas Integrados Interfuncionais Aplicações de CRM em Front-Office Atendimento ao cliente Atendimento no campo Pedido de Vendas Configuração do Produto Aplicações de ERP em Back Office Distribuição Fabricação Programação Finanças Integração das aplicações da empresa Grupo de Aplicações Empresariais Grupo de Aplicações Empresariais Clientes Fornecedores Parceiros Empresariais

73 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos - SCM É um conceito de administração que integra o gerenciamento dos processos da cadeia de suprimentos. Os objetivos do gerenciamento da cadeia de suprimentos são: - Obter o produto certo no lugar certo pelo menor custo. - Manter o menor estoque possível e também oferecer melhor atendimento ao cliente. - Reduzir os tempos. De que forma: Simplificar e Acelerar as operações que se relacionam com a forma como os pedidos do cliente são processados pelo sistema até serem atendidos e a maneira como as matérias-primas são adquiridas e entregues para o processos de fabricação.

74 A meta do SCM Reduzir custos Aumentar a eficiência Ampliar os lucros Melhorar os tempos de ciclos da cadeia de suprimentos Melhorar o desempenho nos relacionamentos com clientes e fornecedores Ou seja, obter Vantagens competitivas

75 Administração da Cadeia de Suprimentos Progra- mação Fabri- cação Entrega Planejamento do transporte Planejamento da demanda Planejamento da demanda Contrato de encomenda Contrato de encomenda Programação futura Programação futura Planejamento da produção Planejamento da produção Planejamento da distribuição Planejamento da distribuição Administração Interconectada da Cadeia de Suprimentos Administração Interconectada da Cadeia de Suprimentos Ciclo da cadeia de Suprimentos Processos Operacionais de SCM Solução Integrada de SCM Enco- menda

76 Sistemas colaborativos “Muitos analistas do setor acreditam que as capacidades e o potencial da Internet, assim como das intranets e extranets, estão impulsionado a demanda por ferramentas de colaboração nas empresas”

77 Sistemas colaborativos O que é um sistema colaborativo? São ferramentas para nos ajudar a colaborar - comunicando idéias, - compartilhando recursos, - e coordenando nossos esforços de trabalho cooperativo como membros de muitos processos formais e informais e equipes e grupos de trabalho de projetos que compõem muitas organizações atuais.

78 Ferramentas para a Colaboração Empresarial Sistema de Colaboração Empresarial Ferramentas de Comunicações Eletrônicas Ferramentas de Comunicações Eletrônicas Ferramentas para Conferência Eletrônica Ferramentas para Conferência Eletrônica Ferramentas de Controle do Trabalho Colaborativo Ferramentas de Controle do Trabalho Colaborativo Correio de voz Fax Publicação na Rede Telefone na Internet, page etc. Conferência por dados Conferência de voz Videoconferência Fóruns de discussão Reuniões eletrônicas Agendamento Controle de tarefas e projetos Sistemas de fluxo de trabalho Gerenciamento do conhecimento Compartilhamento de Documentos

79 Sistemas de Informação para Operações das Empresas Marketing Administração de Recursos Humanos Administração de Recursos Humanos Finanças Contabilidade Produção / Operações Produção / Operações

80 Sistemas de Informação de Marketing Marketing Interativo Automação da Força de Vendas Automação da Força de Vendas Administração do relacionamento com o cliente Administração do relacionamento com o cliente Administração de Vendas Administração de Vendas Pesquisa e Previsão do Mercado Pesquisa e Previsão do Mercado Propaganda e Promoção Propaganda e Promoção Administração de Produto Administração de Produto Sistemas de Informação de Marketing Sistemas de Informação de Marketing

81 Marketing Direcionado Comportamento Online Comunidade Contexto Aspectos Demográficos e Psicológicos Conteúdo

82 Sistema de Informação de Manufatura Sistemas de Engenharia CAD CAE Planejamento de Processos Assistido por Computador Sistemas de Execução Industrial Chão-de-fábrica Programação Controle: de Máquinas de Processos Robótico Manufatura Integrada por Computador Planejamento de Recursos Industriais Previsão da Produção Programação da Produção Controle de Qualidade Funcionário Distante Fornecedor Extranet Intranet

83 Administração de Recursos Humanos Planejamento da força de trabalho Localização da força de trabalho Análise do custo da mão-de-obra Análise da rotatividade Recrutamento Planejamento da força de trabalho Planejamento de sucessão Planejamento de avaliação de desempenho Eficácia do treinamento Compatibilização de carreiras Avaliação de qualificações Avaliações de desempenho Controle da folha de pagamentos Administração de benefícios Eqüidade de remuneração Análise de benefícios Apropriação de custos de contratos Previsão salarial Contratação de Pessoal Treinamento e Desenvolvimento Administração Salarial Sistemas Estratégicos Sistemas Táticos Sistemas Operacionais

84 Sistemas de Informação Contábil

85 Sistemas de Informação Financeira Sistemas de Informação Financeira Sistemas de Informação Financeira Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro Administração de Caixa Administração de Caixa Administração de Investimentos Administração de Investimentos Orçamentos de Capital


Carregar ppt "Administração de Sistema de Informação Gerencial Prof. Clebson Wilson Espíndola do Nascimento, M.Sc Tel. 8404-4559"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google