A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pós-Graduação em Física (PPGF) Universidade Federal de São Carlos Coordenadora: Profª. Drª. Odila Florêncio Vice-Coordenadora: Profª. Drª. Yara Galvão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pós-Graduação em Física (PPGF) Universidade Federal de São Carlos Coordenadora: Profª. Drª. Odila Florêncio Vice-Coordenadora: Profª. Drª. Yara Galvão."— Transcrição da apresentação:

1 Pós-Graduação em Física (PPGF) Universidade Federal de São Carlos Coordenadora: Profª. Drª. Odila Florêncio Vice-Coordenadora: Profª. Drª. Yara Galvão Gobato Workshop 14-15 de Junho de 2010 Brasília, DF

2 Histórico do PPGF O Curso de Mestrado começou em agosto de 1988 e formou 127 Mestres até o final de 2009. Com total de 134 até maio/2010. O Curso de Doutorado teve início em agosto 1990 e formou 106 Doutores até o final de 2009. Com total de 112 até maio/2010.

3 Áreas de Pesquisa do PPGF Principais áreas de pesquisas: 1-) Física Atômica e Molecular (Teórica) – 03 docentes (02 P e 01 C) 2-) Física Estatística (Teórica) – 06 docentes (05 P e 01 C) 3-) Física da Matéria Condensada (Teórica) – 07 docentes (04 P e 03 C) (Experimental) – 13 docentes (12 P e 01 C)

4 1-) Física Atômica e Molecular (teórica) - Colisão Atômica e Molecular 2-) Física Estatística (teórica) - Fenômenos críticos - Transições de fase e conexões com a teoria quântica de campos - Interação da radiação com a matéria - Óptica quântica e informação quântica - Processos fundamentais na Mecânica Quântica - Sistemas dinâmicos - Estudo de sistemas de baixa dimensionalidade 3-) Física da Matéria Condensada (teórica e experimental) - Propriedades óticas e de transporte em semicondutores - Sistemas carregados de dimensionalidade reduzida - Simulação computacional de materiais - Propriedades óticas e vibracionais de materiais - Supercondutividade - Magnetismo - Interações hiperfinas - Ferroeletricidade: fenomenologia, síntese e aplicações em materiais - Relaxações Anelásticas em Materiais Principais Linhas de Pesquisas

5 Novas Linhas de Pesquisa de Fronteira em Física Spintrônica Materiais Magnetoelétricos Multiferróicos Materiais Multifuncionais Fotônicos Ferroelétricos Transparentes. Materiais Amorfos e Nanocristalinos

6 Projetos de Pesquisa Exemplos: Gilmar Eugenio Marques (Temático)/FAPESP – Teórico/Experimental 2006/05765-1 FENOMENOS DE SPIN E SUAS IMPLICACOES NAS PROPRIEDADES ELETRONICAS, OPTICAS E DE TRANSPORTE DE SISTEMAS DE PORTADORES CONFINADOS E ESTENDIDOS.2006/05765-1 Vigência: 11/2007 a 10/2011. Valores: R$ 251.750,00 e US$ 320.376,00 Adilson Jesus Aparecido de Oliveira (Regular)/FAPESP - Divulgação 2006/57324-9 DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO DE PRODUTOS E FORMACAO DE MULTIPLICADORES ESTRATEGIAS PARA A CONSOLIDACAO DO LABORATORIO ABERTO DE INTERATIVIDADE - DISSEMINACAO DO CONHECIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO 2006/57324-9 Vigência: 07/2007 a 03/2010. José Antonio Eiras (Temático)/FAPESP – Experimental 2008/04025-0.MATERIAIS MULTIFUNCIONAIS MULTIFERROICOS NANOESTRUTURADOS: SÍNTESE, PROPRIEDADES, FENOMENOLOGIA E APLICAÇÕES.2008/04025-0 Vigência: 11/2009 a 10/2013. Valores: R$ 607.990,53 e US$ 754.663,64

7 Projetos de Pesquisa Cont. Exemplos: Wilson Aires Ortiz – Coordenador / Projeto Institucional - Experimental (MCT/FINEP/CT-INFRA – PROINFRA 01/2009) 0758/10 - NÚCLEO DE LABORATÓRIOS E CENTRAL DE CRIOGENIA PARA O ESTUDO DE MATERIAIS AVANÇADOS EM CONDIÇÕES EXTREMAS DE PRESSÃO, CAMPO MAGNÉTICO E TEMPERATURA.0758/10 A partir de Julho/2010. Valores: R$ 1.754.382,00 RECURSOS DE TODOS OS PROJETOS (2007-2010) FAPESP, CNPq, PETROBRAS, MEC/FNDE, MCT/FINEP e CAPES R$ 13.855.000,00.

8 LABORATÓRIOS DE PESQUISAS LABORATÓRIO DE SEMICONDUTORES 1 - Laboratório de preparação de amostras: Capela química, forno com controlador de temperatura. 2 - Laboratório de Espectroscopia Raman. 3 - Laboratório de Luminescência e Transmissão Ótica. 4- Laboratório de Magnéto Ótica e Magnéto-Transporte. 5- Laboratório de Caracterização Elétrica. LABORATÓRIO DE CERÂMICAS FERROELÉTRICAS 1 - Equipamentos para preparação de amostras: - Muflas, - 01 Prensa Isostática, 2 - Equipamentos para processamento e caracterização de pós- cerâmicos: - Equipamento de análises térmicas, Dilatômetro, Analisador de distribuição de partículas, Forno de infravermelho, Picnômetro, Viscosímetro, 03 Balanças analíticas.

9 Cont. LABORATÓRIOS DE PESQUISAS 3 - Equipamentos para caracterização de propriedades físicas: -Analisadores de impedâncias, Sistema de ultra-som, -Sistemas para caracterização piroelétrica, piezoelétrica, eletro- ótica, - Microscópio MEV (Multi-usuários FAPESP). - Microscópio AFM. LABORATÓRIO DE SUPERCONDUTIVIDADE E MAGNETISMO 1. Laboratório de Propriedades Físicas (07 Estações Experimentais) 2. Laboratório de preparação de amostras 3. Laboratório de simulação computacional 4. Oficina de Criogenia (CCET) LABORATÓRIO DE INTERAÇÕES HIPERFINAS 1 - Espectrômetro de Correlação Angular, 2 - Espectrômetro Mössbauer: 3 - Sistemas de Nitretação e de Confecção de ligas, Computadores.

10 Cont. LABORATÓRIOS DE PESQUISAS LABORATÓRIO DE MATERIAIS E DISPOSITIVOS Relação dos Equipamentos: - 04 fornos - 02 centrífugas, - estufas; - microscópios metalográficos; - balanças de precisão; - computadores; - sensor SQUID. LABORATÓRIO DE METALURGIA FÍSICA E DE ESPECTROSCOPIA MECÂNICA. - 01 sala para preparação de amostras (capela, politriz, microscópios), - 01 sala com microcomputadores, Equipamentos: - Pêndulos de Torção - Elastômetro de Decaimento Livre

11 INFRAESTRUTURA COMUM 1 - LABORATÓRIO DE FÍSICA COMPUTACIONAL: O Departamento conta com um Laboratório de Física Computacional, que atende professores e estudantes de pós- graduação. E que uniformizou as facilidades computacionais a todas as salas de professores e alunos do PPGF. 2 - BIBLIOTECAS: Além da Biblioteca Central da Universidade, Biblioteca Comunitária (BCO), existe com a Biblioteca Setorial de Física, que teve seu acervo aumentado. Atualmente esta biblioteca conta com aproximadamente 3600 livros específicos para consulta dos professores e estudantes de pós-graduação, 10 assinaturas de periódicos específicos. E o acesso on - line, via internet, a publicações eletrônicas (como Web of Science, Scielo, Periodicos CAPES, etc.) pode ser realizado através do Portal da Biblioteca Comunitária, além das dissertações e teses.

12 Proposta Curricular DISCIPLINAS BÁSICAS OBRIGATÓRIAS : Mecânica Quântica Eletrodinâmica Clássica DISCIPLINAS DAS ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO : Grupo 1: Física Atômica e Molecular (05) Grupo 2: Física Estatística (05) Grupo 3: Física da Matéria Condensada (05) DISCIPLINAS COMPLEMENTARES : Grupo 1: Tópicos avançados em áreas específicas (07) Grupo 2: Tópicos avançados em Física geral (11) Admissão ao PPGF Até 2007 – Análise do Curriculum Vitae e Cartas de Recomendação. A partir de 2008 – Além da Análise do CV e Cartas de Recomendação, está sendo analisado o desempenho do candidato no Exame Unificado.

13 Estudantes 2008 Mestrado: CAPES = 12 CNPq = 08 CNPq_Cota Orient. = 02 FAPESP= 01 Sem bolsa = 00 SubTotal = 23 Doutorado: CAPES = 16 CAPES/PEC-PG = 01 CNPq = 09 CNPq/CLAF = 02 FAPESP =09 (03 DD) FAPEAM = 03 CAPES/PROCAD = 01 Sem bolsa = 01 SubTotal = 44 Total = 67 2007 Mestrado: CAPES = 12 CNPq = 08 FAPESP = 01 Sem bolsa = 03 SubTotal = 24 Doutorado: CAPES = 16 CAPES/PEC-PG = 01 CNPq = 09 CNPq/CLAF = 01 FAPESP =12 (05 DD) Sem bolsa = 10 SubTotal = 49 Total = 73 2009 Mestrado: CAPES/DS = 08 CNPq = 07 CNPq_cota Orient. = 02 FAPESP= 02 Sem bolsa = 04 SubTotal = 23 Doutorado: CAPES/DS = 18 CAPES/PROCAD = 03 CNPq = 08 CNPq/CLAF = 01 FAPESP = 03 FAPESP – DD = 01 FAPEAM = 02 Sem bolsa = 11 SubTotal = 48 Total = 71

14 RELAÇÕES QUANTITATIVAS RELEVANTES: número de estudantes, número de defesas e tempo médio de titulação AnoAlunos MestradoMestres Formados Tempo médio de titulação Mestrado [meses] 20072410 (41,7%)25 2008238 (34,8%)28 20092311 (47,8%)26 AnoAlunos DoutoradoDoutores Formados Tempo médio de titulação Doutorado [meses] 2007494 (8,2%)59 20084412 (27,3%)54[2DD:55m,57m] 20094810 (20,8%)56[2DD:65m,56m]

15 Defesas

16 Docentes P, C ou V Ano Nº Disciplinas 2007 Nº Disciplinas 2008 Nº Disciplinas 2009 BP* 200720082009GPG P P CNPq 1. ADENILSON J.CHIQUITOPPPDr20014031 40 2 2. ADILSON J. A. DE OLIVEIRAPPPDr19962181 70 1D 3. ANTONIO C. R. BITTENCOURT*CCDr2002** 4. ANTONIO LIMA SANTOSPPPDr19834000 10 1C 5. CELSO JORGE VILLAS-BÔASPPPDr20044132 PD 2 6. CLÁUDIO ANTONIO CARDOSO*PPDr2001**70 60 7. DUCINEI GARCIAPPPDr19955080 60 2 8. FERNANDO M. ARAÚJO-MOREIRAPPPDr19956080 60 2 9. GILMAR EUGENIO MARQUESPPPPhD19822140 20 1C 10. IONE IGAPPPDr19772 11. JOSÉ ANTONIO EIRASPPPPhD19853141 41 1A 12. JOSÉ CLÁUDIO GALZERANIPPPDr19804040 20 1D 13. JOSÉ PEDRO RINOPPPDr19833031 21 1C 14. JOSÉ RICARDO DE SOUSACCCDr19941C 15. LEE MU-TAOPPPDr19771B

17 (cont.) Docentes: P, C ou V Ano Nº Disciplinas 2007 Nº Disciplinas 2008 Nº Disciplinas 2009 BP* 200720082009GPGG G CNPq 16. LUIZ EUGÊNIO MACHADOCCCDr19810101001D 17. MÁRCIO JOSÉ MARTINSPPPDr19893121321B 18. MARISTELA O. M. D. SOUZAPPPDr1984404040 19. MILED H. YOUSSEF MOUSSACCCDr19941C 20. NELSON STUDART FILHOPPPDr19793070301B 21.ODILA FLORÊNCIOPPPDr19862215252 22. PAULO DANIEL EMMELPPPDr1991313021 23. PAULO EDUARDO F. FARINASVVVDr1997**31 24. PAULO SERGIO PIZANIPPPDr19834030301C 25. PUSPITAPALLAB CHAUDHURI*CCDr1999** 26. SALOMON SYLVAIN MIZRAHIPPPDr19761152421C 27. SERGIO MERGULHÃOPPDr1987**4040 28. SYLVIO DIONYSIO DE SOUZACCCDr1986 29. TOM HENNING JOHANSENV 1 30. VICTOR LOPEZ RICHARD*PPDr2003**100702 31. WILSON AIRES ORTIZPPPDr19812221201D 32. YARA GALVÃO GOBATOPPPPhD19933241402

18 (cont.) Docentes AnoTotal de Docentes Permanente Nº de Docentes Permanentes com bolsa CNPq* Nº Bolsas / Nº Docentes Permanente 2007211885,7% 2008232191,3% 2009242083,3% * Informações Março de 2010.

19 Fator H – Docentes Permanentes

20 Publicações Ano ## A1# A2# B1# B2# B3# B4# B5# C 2007101111351779120 2008114044511147825 200989311351332319 AnoNº Total de Professores Nº Professores Permanentes (Ai+B1) / (Ai+Bi) (Ai+Bi)/ Nº Professores Permanentes (Ai+Bi)/Nº Total de Professores Nº de alunos com co- autor/ Nº de Artigos 2007252158,0%3,8573,00030,7% 2008292355,1%3,9132,90334,2% 2009322470,0%2,9172,18843,8%

21 Publicações

22 Autores X Publicações Média Ponderada = 5,16 autores/publicação

23 Autores X Publicações Média Ponderada = 5,34 autores/publicação

24 Autores X Publicações Média Ponderada = 5,04 autores/publicação

25 Publicações com Alunos

26 Orientadores X Orientandos

27 Inserção Internacional -Publicações em Destaque (06). -Palestras convidadas em conferências relevantes (08). -Projetos de colaboração internacional (CAPES- COFECUB, CAPES-DGU, CAPES/MES-CUBA, CNPq- PROSUL, CNPq-CITMA(CUBA), CIAM (CANADÁ/ARGENTINA/BRASIL), JICA-Agência de Cooperação Internacional do Japão.) com alunos inscritos. -Alunos de outros países: Uruguai, Peru, Colombia, Cuba, Russia.

28 Inserção Nacional e Impacto -Vários Projetos de Pesquisa (CNPq, CAPES, FAPESP, FINEP, Petrobrás, etc.) -Registros de patentes e licenças (1, 2007-2008) -Trabalho colaborativo com outros Programas de Pós- Graduação (3 Procad´s: UFAM/AM, UEM/PR e UFU/MG). -Alunos de Pós-Graduação engajados em projetos de extensão em Física e Ensino de Física. -Alunos de Pós-Graduação inscritos como tutores em cursos na UAB-UFSCar.

29 Solidariedade e Nucleação Em 1992 a UFSCar estabeleceu um convênio com a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), através do Programa de Pós- Graduação em Física, para a nucleação de um Programa de Pós Graduação naquela instituição. Este convênio resultou na implantação do mestrado e está viabilizando o mesmo para o doutorado. Este Convênio formou 10 doutores, dos quais 04 estão cadastrados no Programa de Pós-Graduação em Física da UFAM. E, atualmente existem 08 doutorados em andamento, dos quais 02 com Bolsa FAPEAM, 01 com Bolsa CAPES/PROCAD, 02 com bolsa CNPq_Orientador. Tal iniciativa constituiu uma antecipação aos atuais programas MINTER e DINTER da CAPES, que visam apoiar o desenvolvimento regional e nucleação de novos programas

30 Inserção Social Em 2007, 2008 e 2009 foram realizadas as III, IV e V Semanas da Física da UFSCar, tendo como principal objetivo a integração dos alunos de graduação em Física com os avanços na área e as possibilidades de desenvolvimento profissional. A partir de 2005, ocorre anualmente o Circo da Ciência, organizado pela Graduação em Física dentro do Evento Universidade Aberta. Em 2006 foi criada a Revista Eletrônica de Divulgação Científica CLICK CIÊNCIA (http://www.clickciencia.ufscar.br), no âmbito dos Projetos: FAPESPPRONEXCNPq, CNPq (Processo 553279/2006-8) e FAPESP (Processo 2006/57324-9 ). O site tem a média de 5.000 acessos por mês. A revista foi criada pelo Prof. Dr. Adilson de Jesus Aparecido de Oliveira, egresso e docente do PPGF, que é o seu editor e colunista A partir de 2007, foi aprovado o Curso de Pós-Graduação, na modalidade Mestrado Profissionalizante, em Ensino de Ciências, que teve início em 2008 sob a coordenação do Prof. Dr. Nelson Studart Filho (docente do PPGF).

31 Destino dos Pós-Graduandos (Dr´s) Egressos de 2007: 04 são professores em universidades públicas brasileiras. Egressos de 2008: 08 são professores em universidades públicas (07 no Brasil e 01 na Colombia), 03 pós-doc’s e 01 está trabalhando em um banco. Egressos de 2009: 06 são professores em universidades públicas (05 no Brasil e 01 no Uruguai), 02 Pós-doc´s.

32 Concluindo: Visibilidade através da página do PPGF: http://www.ppgfis.df.ufscar.br Informações Complementares: ppgfis@ufscar.br


Carregar ppt "Pós-Graduação em Física (PPGF) Universidade Federal de São Carlos Coordenadora: Profª. Drª. Odila Florêncio Vice-Coordenadora: Profª. Drª. Yara Galvão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google