A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Operacionais Gerência de Processos1 Processos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Operacionais Gerência de Processos1 Processos."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Operacionais Gerência de Processos1 Processos

2 Sistemas Operacionais Gerência de Processos2 PROCESSOS É o ambiente onde se executa um programa. O processo é quem define o ambiente, os recursos, e os buffers disponíveis à este. Nenhum programa é executado diretamente na memória e sim dentro de um processo.

3 Sistemas Operacionais Gerência de Processos3 Estados de um processo Execução (Running): –Quando um processo está sendo processado pela CPU. Tais processos se revezam na execução. Pronto (Ready): –Quando um processo aguarda que o sistema operacional aloque a CPU para sua execução. Espera (Wait): –Quando um processo está aguardando algum evento externo para prosseguir com o processamento.

4 Sistemas Operacionais Gerência de Processos4 Mudança de Estados Execução -> Pronto Execução -> Espera Espera -> Pronto Pronto -> Execução

5 Sistemas Operacionais Gerência de Processos5 CONCEITOS System Calls –É um mecanismo que protege o núcleo do sistema operacional intermediando as chamadas dos aplicativos ao nucleo Metodos de acesso –É um mecanismo que monitora as instruções executadas pelos programas

6 Sistemas Operacionais Gerência de Processos6 HIERARQUIA ENTRE PROCESSOS Um processo pode criar outros processos e que podem, por sua vez, criarem também outros processos de maneira hierárquica (subprocesso) depois de um certo numero de subprocessos a situação se torna crítica gerando erros no sistema

7 Sistemas Operacionais Gerência de Processos7 THREAD's onde um processo pode efetuar várias operações concorrentemente ou simultaneamente através das chamadas "Linhas de execução" compartilham o mesmo espaço de endereçamento

8 Sistemas Operacionais Gerência de Processos8 COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS processos trabalharem concorrendo e compartilhando recursos do sistema, como arquivos, registros, dispositivos e áreas de memória Exemplo: dois processos concorrentes que trocam informações através de operação de gravação e leitura em um Buffer

9 Sistemas Operacionais Gerência de Processos9 MECANISMO DE SINCRONIZAÇÃO Mecanismo que controla o acesso a um mesmo recurso compartilhado, gerenciando este compartilhamento para uso de dois ou mais processos Este mecanismo tem o propósito de garantir a confiabilidade e a integridade da gravação dos dados, evitando que os dados armazenados fiquem sem consistência

10 Sistemas Operacionais Gerência de Processos10 EXCLUSÃO MUTUA Enquanto um processo estiver acessando determinado recurso, todos os outros que queiram acessar esse mesmo recurso deverão esperar deverá agir apenas sobre os processos que estão concorrendo em um determinado recurso

11 Sistemas Operacionais Gerência de Processos11 PROBLEMAS DE SINCRONIZAÇÃO Velocidade de execução dos processos –um processo mais rápido é obrigado à esperar que um lento use o recurso e o libere Starvation –Quando um processo nunca receberá o acesso ao recurso, e então este processo nunca executará sua rotina

12 Sistemas Operacionais Gerência de Processos12 PROBLEMAS DE SINCRONIZAÇÃO Sincronização condicional –Quando um recurso não está pronto para ser utilizado, o processo que vai acessar o recurso ficará em estado de espera até que o mesmo esteja pronto

13 Sistemas Operacionais Gerência de Processos13 SOLUÇÕES SOLUÇÕES DE HARDWARE –Desabilitação de interrupções –Instrução Test-And-Set SOLUÇÕES DE SOFTWARE –Semáforos –Monitores –Troca de mensagens

14 Sistemas Operacionais Gerência de Processos14 DEADLOCK Quando um processo pára de responder porque está esperando por um evento que nunca ocorrerá –Cada recurso só pode estar alocado a um único processo em um determinado instante. (Exclusão mútua) –Um processo além dos recursos já alocados, pode estar esperando por outros recursos. –Um recurso não pode ser liberado de um processo porque outros processos desejam o mesmo recurso (Não-preempção) –Um processo pode ter de esperar por um recurso alocado a outro processo e vice-versa (Espera circular).


Carregar ppt "Sistemas Operacionais Gerência de Processos1 Processos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google