A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Proteção do Meio Ambiente

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Proteção do Meio Ambiente"— Transcrição da apresentação:

1 Proteção do Meio Ambiente
Boa noite a todos Revisão do último encontro ‘Post by ’ Sustentabilidade Atlas IDH 2000 (PNUD) Múltiplos usos da água Eutrofização Hoje Gestão dos recursos hídricos Referência ‘A Politica_de_Recursos_hídricos_no_Brasil_BNDS.pdf’ Quem instalou o Atlas IDH 2000? Há dúvidas sobre ‘post by ’? Out/10 -

2 Sol, fonte de energia e vida
Discutir origem das formas de energia. Todas provêm direta ou indiretamente do sol. Qual não provém? (Biomassa, CaC, Diesel, Eólica, Gás Natural, Hidrelétrica, Nuclear, PCH, Solar Fotovoltaica, Solar Térmica, Termoelétrica) Out/10 -

3 A água é um bem ou recurso econômico? É um ‘ativo’ da humanidade?
Água - Valoração A água é um bem ou recurso econômico? É um ‘ativo’ da humanidade? Ativos: Bens ou direitos mensuráveis monetariamente que possam trazer benefícios futuros. A água é finita, vulnerável e essencial para a conservação da vida e do meio ambiente. Sua escassez impede o desenvolvimento de diversas regiões. Água: Bem da humanidade? Pode-se dizer que sim (não é bem de animais ou ETs!). Propriedade? Não!! Pertence ao meio ambiente, sendo recurso de plantas, animais, etc. Mensuração objetiva: Sim por partes. Não como um todo (ausência d’água=> morte). Benefícios presentes e futuros: Sim. CONCLUSÃO: não é ativo da humanidade!!! Out/10 -

4 Água vs. Meio Ambiente Recurso Econômico Recurso Ambiental Água A vida no meio aquoso depende da quantidade de oxigênio dissolvido, de modo que o excesso Degradação Água Conservação Degradação Meio Ambiente Conservação de dejetos orgânicos e tóxicos na água reduz o nível de oxigênio e impossibilita o ciclo biológico normal. degradação ambiental afeta, a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a fauna e a flora; as condições estéticas e sanitárias do meio; e a qualidade dos recursos ambientais. Cite exemplos em que a degradação do meio ambiente afeta a água e vice e versa. Out/10 -

5 Recurso hídrico com derivação de águas no abastecimento urbano e industrial, na irrigação, na agricultura etc. sem derivação de águas geração hidrelétrica, navegação fluvial, pesca, recreação, assimilação de esgotos, etc. Uso consuntivo: diferença entre água retirada e a água devolvida do recurso hídrico. Quais as estimativas ‘intuitivas’ para os usos consuntivos? (apenas classificações em maior ou menor) Out/10 -

6 Abastecimento urbano: 10% (sem as perdas na distribuição)
Água – Uso consuntivo Abastecimento urbano: 10% (sem as perdas na distribuição) Irrigação: 90%!! Geração elétrica: baixa Abastecimento industrial: 20% Requisito : baixo Resultado : altera regime e qualidade Requisito: alto Resultado: poluição orgânica, bacteriológica, resíduos tóxicos e elevação de temperatura Requisito: médio Resultado: poluição orgânica, bacteriológica, resíduos tóxicos e elevação de temperatura Quais são as ações mitigadoras para cada um dos usos? Requisito: médio Resultado: agrotóxicos e fertilizantes Requisito de Qualidade Resultado da Atividade Out/10 -

7 Água – Uso consuntivo Consumo Consciente Out/10 -

8 ETA – Estação de Tratamento de Água
Os usos da água Uso Doméstico ETA – Estação de Tratamento de Água Adição de coagulantes: Sulfato de alumínio, sulfato ferroso, etc. permitem a aglutinação das partículas em suspensão. Atenção: distribuição de água potável junto com recebimento de esgoto não é usual! Note que a água é derivada para uso humano e retorna como água servida. Out/10 -

9 Os usos da água Coágulo-sedimentação: Formação de flocos entre o íon alumínio ou ferro trivalente e as partículas presentes na água. No fundo dos tanques, depositam-se flocos que arrastam grande parte das impurezas. Filtração: Unidades de areia de granulometria variada retêm as impurezas restantes. Desinfecção: Cloro, aplicado em forma de gás ou em soluções de hipoclorito, destrói bactérias e outros organismos patogênicos que podem provocar doenças como a febre tifóide, disenteria bacilar e cólera. Fluoretação: O flúor e seus sais têm se revelado notáveis como fortalecedores da dentina e na prevenção da cárie dentária. Out/10 -

10 Consumo em zonas rurais: 5 a 90 litros/dia/habitante.
Os usos da água Consumo em zonas rurais: 5 a 90 litros/dia/habitante. Consumo em zonas urbanas: 150 a litros/dia/habitante. De acordo com a Organização das Nações Unidas, cada pessoa necessita cerca de 110 litros de água por dia para atender as necessidades de consumo e higiene. No Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia. 200 litros/dia é muito ou pouco? Quanto você gasta? Banheiro: 2 banhos ½ volta, 5 min. 1 vaso sanitário, 3 pias ½ volta 1 min., Cozinha: 2 louças ½ volta 3 min. Lavanderia 1 tanque ½ volta 2 min (14 min/semana). => 3.168m3 ou 3.168lt/30=105,6lt/dia Out/10 -

11 Os usos da água Esgoto Situação no Brasil
60 milhões de pessoas sem coleta de esgoto. (Ambiente Brasil) 75% do esgoto coletado não é tratado. Fossa séptica pode contaminar aquifero? Sim Out/10 -

12 Os usos da água 65% das internações hospitalares no País são devidos às doenças transmitidas pela água, como por exemplo disenteria, hepatite, meningite, ascaridíase, tracoma, esquistossomose e outras. Mais de cinco milhões de pessoas morrem por ano no mundo devido às doenças transmitidas pela água. O esgoto, assim como os detergentes, provocam eutrofização dos corpos d’água (fósforo). Out/10 -

13 Incorporação no produto, lavagem, refrigeração, geração de vapor, etc.
Os usos da água Indústria Quando lançado no rio/ mar podem causar morte de peixes e/ ou intoxicação no homem. As indústrias de tecidos, petróleo e papel são as que mais consomem (lt/ton). Incorporação no produto, lavagem, refrigeração, geração de vapor, etc. Detalhe: Cervejaria Out/10 -

14 Os usos da água Agricultura Mundo
2/3 da água do mundo usada para irrigação. Os agrotóxicos e fertilizantes podem ser carregados para os corpos d’água, causando a contaminação, tanto da água superficial, quanto subterrânea. Out/10 -

15 Gestão dos recursos hídricos
Gestão ambiental Os dados pertinentes à bacia hidrográfica permitem o desenho de cenários futuros. Estes por sua vez quantificam os investimentos e o valor a ser cobrado por sua cobertura. Quanto melhor a gestão, menor o caráter impositivo da cobrança. Interesses Há gestão ambiental entre os indígenas? Por que? (Não. Pequeno número) Há limite para a ganância do homem no uso da água? (Não. A correlação não é tão forte entre poluição e prejuízo do indivíduo. São os menos favorecidos que se prejudicam. Quem pode toma água Perrier!) Out/10 -

16 Gestão dos recursos hídricos
Princípios fundamentais de gerenciamento: todos têm direito a pleitear acesso aos recursos hídricos; a água é um bem econômico; a bacia hidrográfica é a unidade de planejamento; a água deve ser distribuída conforme critérios sociais, econômicos e ambientais; os usuários devem participar da administração da água; a avaliação sistemática dos recursos hídricos de um país é responsabilidade nacional e deve ser assegurada pelos governos federal e estaduais; deve haver esforço constante na educação ambiental da sociedade; é indispensável a cooperação internacional quando se trata de rios que atravessam ou servem de fronteiras entre países; e a cooperação internacional deve visar ao intercâmbio científico e tecnológico. Bacia hidrográfica como unidade do planejamento: Alemanha não. Inglaterra não. Finlândia sim. Estados Unidos sim. França sim. Brasil sim. Out/10 -

17 Planejamento: o uso e a proteção das águas são promovidos por muitas entidades, públicas e privadas, com distintos graus de poder. Quando a apropriação da água atinge nível próximo do esgotamento de sua disponibilidade qualitativa ou quantitativa, surgem os conflitos. No Brasil há a Política Nacional de Recursos Hídricos. (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9433.htm) Out/10 -

18 Instrumentos de Gestão
Out/10 -

19 Os recursos hídricos no mundo
Os usos da água Os recursos hídricos no mundo Out/10 -

20 Os recursos hídricos no Brasil
Os usos da água Os recursos hídricos no Brasil Out/10 -

21 Experiência Internacional em Gestão
Alemanha Bacia do Ruhr apresentava problemas de poluição no início do século. Foi criada a Associação de Água da Bacia do Ruhr. Cobrava pelo uso e poluição. De posse dos recursos, realizava investimentos. O modelo espalhou-se criando 12 associações de água nas regiões vizinhas. O princípio básico (o uso da água deve ser racional, pois é um bem econômico escasso; geração de esgoto e lixo deve ser a menor possível e passar por tratamento) foi incorporado a outra associações. Discutir cobrança pelo uso e poluição Out/10 -

22 Experiência Internacional em Gestão
Inglaterra e país de Gales Administração fluvial em 1948. Lei das águas de 1973. Agência Nacional de Águas determina a estratégia de uso dos recursos. Autoridades regionais: conservação, distribuição, depuração de águas domésticas, etc. Licenças para o uso da água concedidas por períodos de cinco anos e através de edital público. Tarifa cobrada sobre o volume. Custo é diferenciado conforme a finalidade da captação de água. Medição para evitar o consumo excessivo. Outorga brasileira por período de até 35 anos. Tarifa diferenciada é correta? Sim. Exemplo: captação para atendimento de pequenas comunidades é sem preço. Out/10 -

23 Experiência Internacional em Gestão
Finlândia O Comitê Nacional de Águas abrigava diversas agências na área de recursos hídricos até 1970. Controlava poluição hídrica, implementava o abastecimento, esgotamento sanitário, uso recreativo dos recursos hídricos, aproveitamento energético, proteção contra inundações, etc. A Finlândia foi dividida em 19 regiões correspondentes às bacias hidrográficas. As Cortes de Água são independentes do Comitê Nacional de Águas atuam de forma autônoma. Por que as Cortes de Água são independentes do Comitê Nacional de Águas? Provavelmente para atender questões locais mais rapidamente. Out/10 -

24 Experiência Internacional em Gestão
Estados Unidos Leste do Mississipi: úmido. Direito ribeirinho. Oeste do Mississipi: semi-árido. Propriedade da água era de quem se apropriasse primeiro. Em 1965, foi publicada lei federal voltada para o planejamento dos recursos hídricos. Para reforçar as medidas antipoluidoras, foi aprovada, em 1972, lei federal relativa ao controle de poluição das águas com controles mais rígidos das fontes poluidoras. Exemplo de controle rígido de fontes poluídoras? Esgotos, industrias, etc. Out/10 -

25 Experiência Internacional em Gestão
França A gestão de recursos hídricos na França data de 1898. A lei de dezembro de 1964 permitiu a criação de um sistema racional de gestão de águas. O Ministério da Saúde é responsável por todos os problemas da água relacionados com a saúde pública. o Comitê de Bacia é composto por representantes dos usuários (industriais, agricultores, etc.), das coletividades locais (eleitos indiretamente) e do Estado (nomeados pelo governo). O comitê de Bacia se aplicaria ao Brasil? Por que? Out/10 -

26 Experiência Nacional – Brasil – em Gestão
Em 1933, foi criada a Diretoria de Águas. Modelo burocrático de gestão. Em 1948 tivemos um modelo econômico-financeiro. Cia. de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codesvasf). Durante a década de 70, foram efetuados estudos sobre o aproveitamento múltiplo de cursos d'água e bacias hidrográficas. Em 1984, o DNAEE criou o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Out/10 -

27 Experiência Nacional – Brasil – em Gestão
A partir da Constituição de 1988, iniciou-se a discussão de uma terceira etapa da gestão de recursos hídricos, denominada modelo sistêmico de integração participativa. Em janeiro de 1997 foi sancionada a Lei 9.433, que estabelece a Política Nacional de Recursos Hídricos. Plano Nacional de Recursos Hídricos - consolida todos os planos diretores de recursos hídricos de cada bacia hidrográfica. Outorga do Direito de Uso dos Recursos Hídricos - o usuário recebe uma autorização para uso da água. Out/10 -

28 Experiência Nacional – Brasil – em Gestão
Cobrança pelo uso da água - instrumento necessário para o equilíbrio entre a oferta e a demanda. Enquadramento dos corpos d'água em classes de uso. Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos - compreende a coleta, a organização, a crítica e a difusão da base de dados referente aos recursos hídricos, seus usos e o balanço hídrico de cada bacia, para prover os usuários e gestores com informações para o planejamento e a gestão. A centralização das informações desse sistema será na SRH. Out/10 -

29 Out/10 -


Carregar ppt "Proteção do Meio Ambiente"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google