A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROTEIRO  O Passista  Postura Intima  Requisitos Básicos  Passe, Parceria e Responsabilidade  O Passe na Obra de André Luis  Estudo – Preparo Intelectual.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROTEIRO  O Passista  Postura Intima  Requisitos Básicos  Passe, Parceria e Responsabilidade  O Passe na Obra de André Luis  Estudo – Preparo Intelectual."— Transcrição da apresentação:

1

2 ROTEIRO  O Passista  Postura Intima  Requisitos Básicos  Passe, Parceria e Responsabilidade  O Passe na Obra de André Luis  Estudo – Preparo Intelectual  Quando Aplicar o Passe  O Paciente  Condições para Receber o Passe  Preparo Físico, Moral, Espiritual e Prece  O Passe o Conceito e Mecanismo da Cura  Mediunidade Curadora

3 JESUS CURAVA PELA IMPOSIÇÃO DAS MÃOS; E DE SUA AURA CELESTIAL SAÍA VIRTUDE. O SEU PODER DE CURA ESTAVA NA RAZÃO DIRETA DE SUA MORAL ELEVADA. “ Agia, pois, por si mesmo, em virtude de seu poder pessoal, assim como podem fazê-lo os encarnados em certos casos e na medida de suas forças” ( A Gênese- Cap xv – ítem II )

4 O PASSISTA O PASSISTA Todo aquele, que movido pela boa- vontade, e o desejo de auxiliar ao próximo, pode e deve aplicar o passe. Excetuando as crianças, idosos(em idade avançada) enfermos de qualquer natureza, ou grávidas. Excetuando as crianças, idosos(em idade avançada) enfermos de qualquer natureza, ou grávidas.

5 POSTURA ÍNTIMA DO PASSISTA O clima interior do trabalhador da seara de Jesus, será sempre de equilíbrio físico e emocional, para melhor servir em nome da caridade e do amor ao próximo. Mas quanto ao passista, esse preparo íntimo deve constar como prioridade em sua vida, pois ninguém dá aquilo que não tem. Mas quanto ao passista, esse preparo íntimo deve constar como prioridade em sua vida, pois ninguém dá aquilo que não tem. Para doarmos bons fluidos aos nossos irmãos, é preciso que os tenhamos em boa qualidade; pois que os energias saudáveis provém de mentes saudáveis. Para doarmos bons fluidos aos nossos irmãos, é preciso que os tenhamos em boa qualidade; pois que os energias saudáveis provém de mentes saudáveis. Portanto, o passista precisará em suas atividades, estar sempre pronto para o trabalho, que se faz necessário nos momentos em que menos se espera, e quando seu concurso torna-se valioso recurso para o necessitado. Portanto, o passista precisará em suas atividades, estar sempre pronto para o trabalho, que se faz necessário nos momentos em que menos se espera, e quando seu concurso torna-se valioso recurso para o necessitado.  2- PREPARO MORAL - É claro que o trabalhador do passe não precisa apresentar as credenciais do “Santo” para se inscrever no trabalho de caridade junto ao próximo. Mas é imprescindível que esteja sempre voltado para a reforma interior, habilitando-se melhor para o serviço.  Portanto o médium passista fica convocado a trilhar a senda evangélica pelos pensamentos, palavras e atitudes, pois a conduta impecável, assentada numa postura moralmente elegante é o que lhe garantirá lograr êxito em suas funções.  Os Espíritos do Bem e da Verdade certamente não poderão contar com amplos recursos daquele médium passista que não se prepara, e não apresenta recursos necessários para o serviço indicado.  PREPARO INTELECTUAL- “ Se alguém pensa saber alguma coisa, ainda não conhece nada como convém conhecer.”( Paulo- I cor. 8-2)  Já diziam os antigos, “O saber não ocupa espaço”  O trabalhador da seara de Jesus deverá instruir-se nas obras de cunho específico para o desempenho de suas atividades. Saber o que está fazendo é primordial. A livraria Espírita é farta em obras sobre o assunto, e o passista bem informado, tem melhores condições de servir.  5- PREPARO ESPIRITUAL – A atmosfera fluídica do passista reflete a sua vida interior, seus pensamentos, seus sentimentos que se exteriorizam em atitudes diárias, que denunciam a natureza íntima da fonte de onde provém.  Os ambientes também tem sua atmosfera fluídica, portanto os locais por onde o passista transita, recebem também a carga das emanações psíquicas das pessoas que ali se encontram, e manipulam os objetos presentes no recinto. O médium passista vigilante e comprometido com a causa, funcionará como elemento higienizador do ambiente, diluindo as más vibrações que pairam no ar, com as correntes de seus pensamentos e sentimentos cristãos.  O médium curador, deve se preparar espiritualmente pela transformação interior, mudando seu quadro espiritual, pelo esforço em adotar posturas moralmente elevadas.

6 REQUISITOS BASICOS PARA O PASSISTA  -Disposição sincera de ajudar o próximo, encarando-o como irmão.  -Conhecimento sobre o assunto, e reconhecer-se apenas como intermediário dos recursos ministrados ao paciente.  -Interesse pelo estudo.  -Perseverança no trabalho, inspirando confiança aos Espíritos.  -Fé raciocinada e profunda confiança, alicerçadas nos ensinos de Jesus  -Buscar o domínio sobre si mesmo, equilibrando as emoções e sentimentos.  -Palavras, gestos e atitudes moralmente elegantes Procurar sempre melhorar seu clima fluídico.  -Exercício da caridade, vigilância e buscar apoio constante na prece.

7 PASSE E PARCERIA - RESPONSABILIDADE GERAL (diálogo entre Hilário e Conrado, orientador espiritual de trabalhos de passe) – O amigo permanece freqüentemente aqui? – Sim, tomamos sob nossa responsabilidade os serviços assistenciais da instituição, em favor dos doentes, duas noites por semana. – Dos enfermos tão-somente encarnados? – Não é bem assim. Atendemos aos necessitados de qualquer procedência. – Conta com muito cooperadores? – Integramos um quadro de auxiliares, de acordo com a organização estabelecida pelos mentores da Esfera Superior. – Quer dizer que, numa casa como esta há colaboradores espirituais devidamente fichados, assim como ocorre a médicos e enfermeiros num hospital terrestre comum? – Perfeitamente. Tanto entre os homens como entre nós, que ainda nos achamos longe da perfeição espiritual, o êxito do trabalho reclama experiência, horário, segurança e responsabilidade do servidor fiel aos compromissos assumidos. A Lei não pode menosprezar as linhas da lógica. – E os médiuns? São invariavelmente os mesmos? – Sim, contudo, em casos de impedimento justo, podem ser substituídos, embora nessas circunstâncias se verifiquem, inevitavelmente, pequenos prejuízos resultantes de natural desajuste. André Luiz (Nos Domínios da Mediunidade, cap. 17, pág. 163)

8 REQUISITOS BÁSICOS PARA O PASSISTA  - Higiene corporal.  -Evitar o uso de bijouterias, perfumes fortes e vestuario inadequado.  -Alimentação saudável, disciplinada pelo bom senso, observando a qualidade e quantidade necessárias.  -Controle no uso da carne, pelo menos no dia da tarefa. Ingerimos com a carne, substâncias tóxicas, gérmens psíquicos, que são eliminados pelos Espíritos, exigindo desgaste de energias.  -Abstenção do uso de substâncias tóxicas, visto que alteram as funções orgânicas causando sérios prejuízos ao paciente e passista.  -Rigoroso controle das atividades sexuais, que exigem em qualquer tempo, funções equilibradas, prudência e bom senso.  -Superar vícios de qualquer natureza, evitando ligação com entidades espirituais desequilibradas.

9 ESTUDO - PREPARO INTELECTUAL “ Se alguém pensa saber alguma coisa, ainda não conhece nada como convém conhecer.”( Paulo- I cor. 8-2) “ Se alguém pensa saber alguma coisa, ainda não conhece nada como convém conhecer.”( Paulo- I cor. 8-2) Já diziam os antigos, “O saber não ocupa espaço” Já diziam os antigos, “O saber não ocupa espaço” O trabalhador da seara de Jesus deverá instruir-se nas obras de cunho específico para o desempenho de suas atividades. Saber o que está fazendo é primordial. A livraria e os Ciclos de Estudos KSSF é farta em obras e aulas sobre o assunto, e o passista bem informado, tem melhores condições de servir.

10 Por que é tão importante a nossa elevação moral para o êxito do nosso trabalho como passista? O passe é uma das tarefas bem delicadas, exigindo muito critério, responsabilidade e boa vontade, André Luiz através do instrutor espiritual Alexandre nos diz: "O passista precisa revelar algumas qualidade de ordem superior e certos conhecimentos especializados. (...) o missionário do auxilio magnético, na crosta ou aqui em nossa esfera, necessita Ter: GRANDE DOMÍNIO SOBRE SI MESMO, ESPONTÂNEO EQUILÍBRIO DE SENTIMENTOS, ACENDRADO AMOR AOS SEMELHANTES, ALTA COMPREENSÃO DA VIDA, e PROFUNDA CONFIANÇA NO PODER DIVINO.

11 * Que semelhantes requisitos, no plano espiritual, constitui exigências a que não se pode fugir, entretanto, na esfera carnal a BOA VONTADE SINCERA, EM MUITOS CASOS, PODE SUPRIR ESSA OU AQUELA DEFICIÊNCIA, o que justifica que em virtude da assistência espiritual prestada pelos benfeitores ao servidor humano, ainda incompleto no terreno das qualidades desejáveis."

12 * O medianeiro do passe deve ou não participar de outros trabalhos no Centro Espírita? Por que? O passe é tarefa mediúnica sustentada através do tempo, não brota da personalidade, exige burilamento, estudo, disciplina, renuncia, amor, trabalho e muito suor. Por isso temos que cooperar ao máximo em todos os trabalhos desenvolvidos em nossa Casa Espírita.

13 Por que é importante a imposição das mãos no passe? Embora as radiações magnéticas se propaguem de aura a aura, as mãos do médium cria para as energias um caminho mais curto, de maior penetração e de maior escoamento.

14 QUANDO APLICAR O PASSE Quando o paciente procura tal serviço. Em caso de o paciente se encontrar sob influencia espiritual, de forma natural ou provocada, e é necessário tirá-la deste estado. Como recurso terapêutico total, complementar, reparador ou preparatório. Complementar – Quando associado ao tratamento médico.

15 Reparador – Visa corrigir equívocos e excessos de terapia mal aplicada. Reparador – Visa corrigir equívocos e excessos de terapia mal aplicada. Preparatório- Como recursos auxiliares no primeiro momento em que se vai submeter a tratamento médico, Preparatório- Como recursos auxiliares no primeiro momento em que se vai submeter a tratamento médico, fluidoterápicos, ligamentos e desligamento em casos reencarnatórios e desencarnatórios. fluidoterápicos, ligamentos e desligamento em casos reencarnatórios e desencarnatórios. Sob influência obsessiva- Além da Evangelhoterapia, o passe fará muito Sob influência obsessiva- Além da Evangelhoterapia, o passe fará muito bem. bem. Para efeito de pesquisas científicas. Para efeito de pesquisas científicas. Em caso de indicações diversas. Em caso de indicações diversas.

16 O PACIENTE  São aqueles que buscam a terapia dos passes, necessário esclarecer sobre essa terapia (AF), sua ação, e as condições apropriadas de melhor receber seus recursos, e obter bons resultados.  Esclarecer quanto à fé e a confiança no trabalho dos Espíritos; mas, sobretudo manter uma disposição íntima para receber o tratamento fluidoterápico, apoiando-se na oração, renovando os padrões de conduta,que favorecerão a desobstrução dos “canais espirituais” para melhor receber os benefícios do passe.  Esclarecer que o passe não opera milagres, mesmo porque os milagres, sob o ponto de vista humano, nada mais são que favores gratuitos recebidos do céu.

17 CONDIÇÕES INDISPENSÁVEIS PARA RECEBER O PASSE É importante que entre o paciente, o passista e os Espíritos se estabeleça uma relação de confiança mútua, favorecendo a sintonia necessária ao trabalho, onde o beneficiário poderá colher maiores benefícios do tratamento. A menor ou maior capacidade de assimilação dos fluídos, varia de pessoa para pessoa, pois a falta de fé, e a influência negativa de outros fatores de natureza física e mental, influem de modo a impermeabilizar o paciente, que se torna refratário a qualquer tipo de ajuda.

18 Receptividade do paciente Alinhando apontamentos, começamos a reparar que alguns enfermos não alcançavam a mais leve melhoria. As irradiações magnéticas não lhes penetravam o veículo orgânico. Registrando o fenômeno, a pergunta de Hilário não se fez esperar. – Por que? – Falta-lhes o estado de confiança – esclareceu o orientador. – Será, então, indispensável a fé para que registrem o socorro de que necessitam? – Ah! sim. Em fotografia precisamos de chapa impressionável para deter a imagem, tanto quanto em eletricidade carecemos do fio sensível para a transmissão da luz. No terreno das vantagens espirituais, é imprescindível que o candidato apresente uma certa “tensão favorável”. Essa tensão decorre da fé. Certo, não nos reportamos ao fanatismo religioso ou à cegueira da ignorância, mas sim à atitude de segurança íntima, com reverência e submissão, diante das Leis Divinas, em cuja sabedoria e amor procuramos arrimo. Sem recolhimento e respeito na receptividade, não conseguimos fixar os recursos imponderáveis que funcionam em nosso favor, porque o escárnio e a dureza de coração podem ser comparados a espessas camadas de gelo sobre o templo da alma. (Nos Domínios da Mediunidade, cap. 17, págs. 167 e 168)

19 Passe com desobsessão (narração de André Luiz) Obsidiados ganhavam ingresso no recinto (câmara de passes), acompanhados de frios verdugos, no entanto, com o toque dos médiuns sobre a região cortical, depressa se desligavam, postando-se, porém, nas vizinhanças, como que à espera das vítimas, com a maioria das quais se reacomodavam, de pronto. (Nos Domínios da Mediunidade, cap. 17, págs. 164 e 165)

20 NÃO É RECOMENDÁVEL APLICAR PASSE QUANDO :  Quando o paciente não quer tomar o passe.  Por simples curiosidade, comodidade ou teste.  Quando o paciente se nega a seguir as recomendações a serem seguidas

21 Em sua essência profunda, o passe é a mobilização ativa de nosso amor em favor do bem do semelhante. Jesus, o Divino Modelo, ensinou-nos a fazê-lo em diversas e bem conhecidas passagens de sua vida

22 A mediunidade curadora “consiste [...] no dom que certas pessoas possuem de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por um gesto, sem o concurso de qualquer medicação. O fluido magnético desempenha aí importante papel.” O Livro dos Médiuns, cap. 14. item 175

23 Médiuns curadores: os que têm o poder de curar ou de aliviar o doente, só pela imposição das mãos, ou pela prece. “Esta faculdade não é essencialmente mediúnica; possuem-na todos os verdadeiros crentes, sejam médiuns ou não. As mais das vezes, é apenas uma exaltação do poder magnético, fortalecido, se necessário, pelo concurso de bons Espíritos.” Médiuns curadores: os que têm o poder de curar ou de aliviar o doente, só pela imposição das mãos, ou pela prece. “Esta faculdade não é essencialmente mediúnica; possuem-na todos os verdadeiros crentes, sejam médiuns ou não. As mais das vezes, é apenas uma exaltação do poder magnético, fortalecido, se necessário, pelo concurso de bons Espíritos.” LM, item 189

24 Kardec enumera as diversas maneiras em que a ação fluídica pode produzir-se: Pelo próprio fluido do magnetizador; magnetismo humano, cuja ação se acha adstrita à força (entenda-se “força fluídica”e não física) e, sobretudo, à qualidade do fluido. Trata-se, pois, do passe que provém somente do passista encarnado (“magnetizador”). Era o recurso utilizado por Jesus para restabelecer as saúde dos enfermos. As forças fluídicas abundante, penetrantes, puras no mais alto grau que se pode ajuizar, saíam dele próprio. No livro Pão Nosso, Emmanuel legou-nos página intitulada “Magnetismo de Jesus”, que muito elucida a grandeza de seu magnetismo balsâmico.

25 É lícito buscar a cura, mas não se pode exigi-Ia, pois ela dependerá da atração e fixação dos fluidos curadores por parte daqueles que devem recebê-los. A cura se processa conforme nossa fé, merecimento ou necessidade. Quando uma pessoa tem merecimento, sua existência precisa continuar ou as tarefas a seu cargo exigem boa saúde, a cura poderá ocorrer em qualquer tempo e lugar, até mesmo sem intermediários (aparentemente, porque ajuda espiritual sempre haverá). No entanto, às vezes, o bem do doente está em continuar sofrendo aquela dor ou limitação, que o reajusta e equilibra espiritualmente, o que nos faz pensar que nossa prece não foi ouvida. Condições fundamentais para a CURA

26 Emmanuel no livro Seara dos Médiuns, no capítulo "Oração e Cura“ diz: "Lembremo-nos de que lesões e chagas, frustrações e defeitos em nossa forma externa são remédios da alma que nós mesmos pedimos à farmácia de Deus. A cura só se dará em carácter duradouro se corrigirmos nossas atuais condições materiais e espirituais. A verdadeira saúde e equilíbrio vêm da paz que em espírito soubermos manter onde, quando, como e com quem estivermos. Empenhemo-nos em curar males físicos, se possível, mas lembremos que o Espiritismo cura sobretudo as moléstias morais".

27 De uma maneira primorosa, Allan Kardec nos situa sobre o assunto: A cura se opera mediante a substituição de uma molécula doente por uma molécula sadia. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas depende também da energia da vontade que, quanto maior for, mais abundante emissão fluídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido. Depende ainda das intenções daquele que deseje realizar a cura, seja homem ou espírito.” Como se explicam as curas

28 Daí então se deduz que são quatro as condições fundamentais das quais depende o êxito da cura: o poder curativo do fluido magnético do médium, a vontade na doação de sua força, a influencia dos espíritos para dirigir e aumentar a força do homem e as intenções, méritos e fé daquele que deseja se curar. Jesus curava pelo olhar; pelo suave magnetismo do Seu amor; pelo impulso da vontade; à distância; pela imposição das mãos... ele deixou-nos o exemplo.

29 O PENSAMENTO e a VONTADE como AGENTES Os Espíritos agem sobre os fluidos espirituais, não que os manipulem como os homens manipulam os gases, mas com o auxílio do pensamento e da vontade. O pensamento e a vontade são para os Espíritos aquilo que a mão é para o homem. Pelo pensamento, eles imprimem a tais fluidos esta ou aquela direção; eles o aglomeram, os combinam ou os dispersam... Allan Kardec (A Gênese, cap. 14, item 14)

30 Importância da MENTE no passe (Diálogo entre Hilário e Áulus) – Por que motivo a energia transmitida pelos amigos espirituais circula primeiramente na cabeça dos médiuns? – Ainda aqui – disse Áulus –, não podemos subestimar a importância da mente. O pensamento influi de maneira decisiva, na doação de princípios curadores. Sem a idéia iluminada pela fé e pela boa-vontade, o médium não conseguiria ligação com os Espíritos amigos que atuam sobre essas bases. André Luiz (Nos Domínios da Mediunidade, cap. 17, pág. 165)

31 O PASSE E A PRECE.  “Pela prece o homem atrai o concurso dos bons Espíritos” Allan Kardec: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 27/11  “ Cabe ao médium passista buscar na prece o fio de ligação com os planos mais elevados da vida, porquanto, através da oração, contará com a presença sutil dos instrutores que atendem aos misteres da Providência Divina, a lhe utilizarem os recursos para a extensão incessante do Eterno Bem.” André Luiz: Mecanismos da Mediunidade, cap. 22/

32 Acho que acabou o tempo!!!

33 MENSAGEM FINAL “ VÓS SOIS DEUSES, PODEIS FAZER TUDO O QUE EU FAÇO E MUITO MAIS. QUE BRILHE A VOSSA LUZ.” Até a próxima!


Carregar ppt "ROTEIRO  O Passista  Postura Intima  Requisitos Básicos  Passe, Parceria e Responsabilidade  O Passe na Obra de André Luis  Estudo – Preparo Intelectual."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google