A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perspectivas da Previdência Complementar Apresentação CVG RS Maio 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perspectivas da Previdência Complementar Apresentação CVG RS Maio 2005."— Transcrição da apresentação:

1 Perspectivas da Previdência Complementar Apresentação CVG RS Maio 2005

2 Estágios da vida e das Finanças 25 anos30 anos 65 anos Estabilização Profissional Plena 50 anos Capacitação Profissional plena Iniciação profissional Formação intelectual e profissional Fonte: Frankenberg, L. (1999) Consolidação da carreira Acumulação de patrimônio financeiro e imobiliário Família, filhos. Aumento de despesas com educação, saúde Início da preocupação com a aposentadoria Último estágio da vida profissional Queda da empregabilidade Proximidade da aposentadoria Aposentadoria Período para curtir a vida, dedicar-se a hobbies OU ?

3 Prazo (anos) Renda: R$5.000,00 Renda Ideal: R$3.500,00 (70%) Taxa de Juros: 8%aa Contribuição Mensal (R$) Aposentadoria 65 anos ,58 577, , ,73 Valor de Contribuição X Prazo 5,1% da renda 11,6% da renda 28,6% da renda 90,3% da renda

4 Alguns dados relevantes da Previdência Social: Aumento crescente da expectativa de vida do brasileiro Diminuição da taxa de natalidade Esgotamento do regime de repartição simples Mudanças no mercado de trabalho: aumento da economia informal Conseqüências: Diminuição da arrecadação de contribuições Aumento do compromisso com o pagamento de benefícios Carga insuportável para as finanças públicas

5 Taxa de Natalidade* (1890 a 2050) - Brasil Fonte: IBGE Elaboração: SPS/MPS * Taxa Bruta de Natalidade = Número de Nascidos Vivos / Total da População Obs. (1): Dados a partir de 2002 são projeções.

6 Expectativa de Vida no Brasil – 2001 Fontes: IBGE Elaboração: SPS/MPS

7 Pirâmides Populacionais no Brasil (em Milhões de pessoas) Fonte: IBGE Elaboração: SPS/MPS As projeções indicam que a população mais idosa (topo das pirâmides) aumentará cada vez mais seu contingente em relação às pessoas mais jovens (base das pirâmides)

8 Fonte: MPAS- dez/04

9 Déficit da Previdência Social: Déficit = R$28,649 bi Benefício Médio = R$457,52 Déficit em relação ao PIB = 1,7% Déficit = R$32,703 bi Benefício Médio = R$480,31 Déficit em relação ao PIB = 1,82% 14,1% de aumento Fonte: Estado de São Paulo / jan Déficit = R$21,4 bi Benefício Médio = R$456,68

10 Cálculo do benefício da Previdência Social: Critérios de elegibilidade para Aposentadoria Integral: o trabalhador homem deve comprovar pelo menos 35 anos de contribuição e a trabalhadora mulher, 30 anos. Cálculo do benefício:  O salário de benefício será a média dos 80% maiores salários de contribuição de todo o período contributivo (para inscritos a partir de 29/11/1999) ou desde Julho/1994 (inscritos até 28/11/1999).  Será aplicado o Fator Previdenciário (parâmetros: Idade do trabalhador, tempo de contribuição e expectativa de sobrevida do segurado, conforme tabela do IBGE. Fonte: site do INSS

11 Impactos do Fator Previdenciário: R$2.106,1260 anos R$1.940,2558 anos R$1.869,4657 anos R$2.668,15 (*)66 anos R$2.596,2765 anos R$1.733,2655 anos Benefício InicialIdade de Aposentadoria Simulações do cálculo da renda mensal de Aposentadoria Integral por tempo de contribuição, Salário de Contribuição = R$3.000,00 * Atual teto do INSS Fonte: site do INSS

12 Nos últimos 5 anos e 4 meses, a Captação Líquida dos PGBL/VGBL, representou quase a totalidade dos recursos captados na Industria de Fundos Evolução patrimonial crescente dos fundos de Previdência (PGBL/VGBL). Atualmente, o patrimônio acumulado, representam 8% da Industria de Fundos Fonte: Previdência PGBL/VGBL x Industria de Fundos

13 Receita dos Planos de Previdência Fonte: Dados Estatísticos ANAPP Março-2005

14 Market Share por contribuições das Principais Entidades Fonte: XIX Workshop ANAPP Grande concentração da Industria de Previdência entre as entidades ligadas aos grandes conglomerados financeiros

15 Carteira de Investimentos Março/2005 Fonte: Dados Estatísticos ANAPP Março-2005

16 Captação Bruta da Previdência Complementar Fonte: XIX Workshop ANAPP Tipo de Público Alvo IndividualEmpresarialJovens FGBPGBLVGBL Tipo de Plano

17 Ranking de Contribuições por Produtos Fonte: Dados Estatísticos ANAPP Março-2005

18 Comparações entre VGBL (Tabela Decrescente) x FIF (CP & LP) Contribuição Mensal - R$200 Taxa de juros projetada - 12% ao ano

19 Dedução Fiscal no PGBL - Tabela Progressiva Valores L í quidos de IR calculados com juro de 12%aa

20 Benefício Fiscal do PGBL - Regime Tabela Decrescente Reserva Acumulada - contribuições mensais de R$250 Benefício Fiscal Acumulado - parcela correspondente ao benefício fiscal incluída nas contribuições mensais ($68,75) Taxa de juros de 10% ao ano

21 Comparativo dos Atuais Critérios de Tributação - PGBL Cartilha SulAm é rica

22 Impacto do Novo Regime Tributário Cartilha SulAm é rica

23 Contribuição Mensal - R$250 Taxa de juros projetada - 10% ao ano Comparação entre Regimes Tributários PGBL - Contr.Mensal

24 Comparação entre Regimes Tributários PGBL - Aporte Único Aporte Único - R$ Taxa de juros projetada - 10% ao ano

25 O que acontece hoje no Mercado  Evitar indesej á vel concentra ç ão de mercado;  Proteger o sistema, o m á ximo poss í vel, contra situa ç ões isoladas de insolvência; e  Garantir condi ç ões de equil í brio atuarial e financeiro aos produtos e à entidade.  Consolida ç ão das regras de avalia ç ão atuarial;  Regras de capital m í nimo com base em crit é rios de margem de solvência;  Cria ç ão de Fundo de Prote ç ão do Mercado de Seguros - FPM;  Blindagem de ativos garantidores das reservas de benef í cios a conceder;  Possibilidade de redefini ç ão dos parâmetros t é cnicos dos planos de aposentadoria. è Medidas implementadas ou em discussão è Objetivos do Governo e Metas SUSEP

26 OBRIGADO ! Equipe SulAmérica Previdência Sede SulAmérica – São Paulo


Carregar ppt "Perspectivas da Previdência Complementar Apresentação CVG RS Maio 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google