A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Colecistite Aguda & Íleo Biliar Prof Dr Mauro Monteiro Correia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Colecistite Aguda & Íleo Biliar Prof Dr Mauro Monteiro Correia."— Transcrição da apresentação:

1 Colecistite Aguda & Íleo Biliar Prof Dr Mauro Monteiro Correia

2 Colecistite Aguda Calculosa  90% casos CA  65% culturas bile são estéreis  E.coli, K. pneumoniae e S. faecalis – 80%  Anaeróbios(Clostrídeos, Bacterioides fragilis e Peptoestreptococcus – 10%

3

4 Colecistite Aguda Acalculosa  5 a 10% dos casos de CA  HIV – CMV e Criptosporidium  Sepse, hipovolemia,NPT  Pacientes em UTI  Pior prognóstico  Maiores complicações  Diabéticos- Colecistite Emfizematosa

5

6 Colecistite Aguda Calculosa Fisiopatologia Obstrução cístico – (edema e ulceração) Lecitinas Lisolecitinas liberação fosfolipase A Inflamação...

7

8

9 Colecistite Aguda Calculosa  Dor súbita e severa no HD irradiada para região escapular D  Geralmente com quadros prévios de cólica biliar  Nauseas e vômitos  Febre(37,5 – 38,5°C)  Pode haver icterícia e associação com coledocolitíase, colangite, pancreatite  25% casos tem “massa” palpável do QSD Quadro Clínico

10 Colecistite Aguda Calculosa  Ùlcera perfurada  Pancreatite Aguda  Apendicite retrocecal/subhepática  Abscesso Hepático  Câncer Vesícula  Outros... Diagnóstico Diferencial

11

12

13

14 Colecistite Aguda Calculosa  Rx simples – 10 a 20%  US  TC  RNM  Cintilografia Diagnóstico

15 Colecistite Aguda  Clínico  Cirúrgico Colecistectomia Conv Colecistectomia Lap Colecistectomia Parcial – Torek Colecistostomia(cirúrgica/percutânea) Tratamento

16 Características Clínicas da Colecistite Aguda Acalculosa(CAA) Set 98 a Mar 2002 – 156 pacientes c/ Coleciste Aguda 29 casos(14%) suspeitos - U.S 07 casos – revelou cálculos no Pós Op 22 casos 54,5% - Laparoscopia; 0% mort Gangrena – 60% CAA x 27% CAC CAA - 14% dos casos de Colecistite Aguda - Ocorre mais frequentemente em pacientes com doenças crônicas debilitantes, trauma, queimados... - Idade média foi de 63 anos - Patogênese é multifatorial, incluindo estase biliar, sepsis e isquemia - 59% dos casos de CAA desenvolveram complicações como gangrena, perfuração e empiema Ryu J.Clin Gastroenterol- Nov 2003

17 Avaliação Prospectiva da Colecistectomia Emergência x Eletiva na Colecistite Inicial Jul 99 a Dez 2001 – 207 pacientes com Colecistite Aguda Critérios U.S – distensão vesicula Biliar espessamento parede ; Murphy + Coleção subhepática e liquido pericolecístico Critérios Clínicos – Dor HD ; Murphy + Sinais locais de peritonite; febre > 37,5°C Grupo I (82 pacientes) – Cirurgia Laparoscópica em 72h Grupo II (87 Pacientes) – Cirurgia Postergada Tempo Procedimento (59,5 – 89,9) (71,1 – 117,3) Tempo Anestésico (70,6 – 109,7) (91,4 – 138,2) Conversão 2 ( 2,4%) 15 ( 17,2%) Tempo Hospitalização global ( 2,6 – 8,5) (10,3 – 16,4) CE CP Serralta Surg Lapar.Endo Out 2003

18 Custo na Espera da Colecistectomia 156 pacientes 127 – cólica biliar 24 - coleciste aguda 04- icterícia Obstrutiva 01 – pancreatite aguda 37 Readmitidos com recidiva dos sintomas (23,3%) Tempo de espera ± 1 ano 14 dos 24 pacientes(58%) com CA readmitidos e tempo médio internação – 5 dias e taxa conversão CA – 11% Custo; Diária hospitalar - 299£/dia CC video £ Somasekar Postgrad Med J 2002

19 Colecistite Aguda Calculosa  Sínd Mirizzi  Ìleo Biliar  Câncer Vesícula  Pancreatite  Colangite Empiema  Peritonite  Sepse Complicações

20

21

22

23


Carregar ppt "Colecistite Aguda & Íleo Biliar Prof Dr Mauro Monteiro Correia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google