A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TREINAMENTO PROVA RIO - 2014 ALFABETIZA RIO- 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TREINAMENTO PROVA RIO - 2014 ALFABETIZA RIO- 2014."— Transcrição da apresentação:

1 TREINAMENTO PROVA RIO ALFABETIZA RIO- 2014

2 PÚBLICO ALVO ALFABETIZA RIO turmas e alunos PROVA RIO turmas e alunos

3 Divisão das CREs CREs 1, 3, 4, 5 e 10 1ª semana 2, 6, 7, 8, 9 e 11 2ª semana

4 DATAS DE APLICAÇÃO CREs1º dia2º dia3º dia 1ª semana 1, 3, 4, 5, 1011/11/1412/11/1413/11/14 2ª semana 2, 6, 7, 8,9,11 17/11/1418/11/1419/11/14 ALFABETIZA RIOMatemática Alfabetizaçã o/Leitura Escrita PROVA RIO Língua Port./Mat. Ciências (8º ano) x

5 HORÁRIOS DE APLICAÇÃO ESCOLASMANHÃINTERMEDIÁRIOTARDE 2 TURNOS8h às 10h - 13h30 às 15h30 3 TURNOS8h às 10h12h30 às 14h30 15h30 às 17h30 DE TEMPO INTEGRAL 8h30 às 10h30 - -

6  Aplicador chegar com mais de 1 hora de atraso, em relação à hora de início.  Se não houver 60% de alunos presentes.  Se uma turma não tiver quórum e as demais tiverem, estas fazem a prova normalmente. SITUAÇÕES EM QUE NÃO HAVERÁ APLICAÇÃO

7 Os malotes das turmas que não tiverem aplicação não podem ser abertos, pois serão utilizados no dia da repescagem. EM CASO DE NÃO APLICAÇÃO

8 A repescagem irá ocorrer uma ÚNICA vez, até 25 de novembro REPESCAGEM

9 CAIXA DA ESCOLA IDENTIFICAÇÃO

10 A Escola Municipal X, que tem 1 turma de 3º ano, 6 turmas de 6º ano, 2 turmas de 7º ano e 2 turmas de 8º ano, receberá 5 caixas, assim distribuídas:  para o 3º ano – 1 caixa  para o 6º ano – 1 caixa  para o 7º ano – 1 caixa  para o 8º ano – 2 caixas, sendo uma para o primeiro dia de aplicação e outra para o segundo dia de aplicação A CAIXA DA ESCOLA PROVA RIO

11 A Escola Municipal X, independente do número de turmas de 1º ano, receberá 3 caixas, sendo uma por dia de aplicação, assim distribuídas:  1 caixa para o 1º dia de aplicação (Mat.)  1 caixa para o 2º dia de aplicação (Alf./Leit.)  1 caixa para o 3º dia de aplicação (Escrita ) A CAIXA DA ESCOLA ALFABETIZA RIO

12 1ª SEMANA 10 de novembro de 08 às 20 horas ENTREGA DAS CAIXAS DA ESCOLA AOS SUPERVISORES

13 2ª SEMANA14 de novembro de 08 às 20 horas ENTREGA DAS CAIXAS DA ESCOLA AOS SUPERVISORES

14 1ª SEMANA 13 e 14 de novembro de 08 às 20 horas DEVOLUÇÃO DAS CAIXAS PELOS SUPERVISORES

15 2ª SEMANA 18 e 19 de novembro de 08 às 20 horas DEVOLUÇÃO DAS CAIXAS PELOS SUPERVISORES

16 Caso o Supervisor trabalhe nas duas semanas de aplicação, ao devolver as caixas da escola, no final da aplicação da primeira semana, deverá receber as caixas da escola referentes à segunda semana de aplicação, no mesmo local. ATENÇÃO!

17 INSTRUMENTOS DE APLICAÇÃO TREINAMENTO

18 1º dia – Matemática – Caderno azul 15 questões 2º dia – Alfabetização/Leitura– Caderno verde 15 questões Tempo máximo de prova: 2 horas 3º dia – Escrita – Caderno branco 5 questões Tempo máximo de prova: 1 hora ALFABETIZA RIO

19 CADERNOS DE PROVA DOS ALUNOS ATENÇÃO!! Na capa do Caderno de Prova, constam os dados individuais de cada aluno, além dos dados específicos da escola e da turma. O aluno deve escrever seu nome completo. LOCAL PARA O ALUNO ESCREVER O NOME

20 CADERNOS DO APLICADOR

21 1º dia 3º ano – Língua Portuguesa e Matemática - verde 6º ano – Língua Portuguesa e Matemática - rosa 7º ano – Língua Portuguesa e Matemática - amarelo 8º ano – Língua Portuguesa e Matemática – branco 2º dia 8º ano - Ciências – azul Tempo máximo de prova: 2 horas Tempo mínimo de prova: 1 hora PROVA RIO

22 CADERNOS DE PROVA DOS ALUNOS

23 Identificadas por aluno, grampeadas em seus respectivos Cadernos de Prova. O aluno deve escrever seu nome completo e depois destacar. FOLHAS DE RESPOSTAS PROVA RIO

24 Questionário do aluno no verso da Folha de Respostas QUESTIONÁRIO DO ALUNO PROVA RIO

25 Ao iniciar a aplicação, o Aplicador deve solicitar ao aluno que confira seus dados e escreva seu nome completo tanto no Caderno de Provas quanto na Folha de Respostas, que deverá ser destacada do Caderno de Provas, para maior facilidade de manuseio pelo aluno no momento da transcrição das respostas. PROVA RIO

26  Haverá reserva técnica de dois Cadernos de Prova por turma, cujo tipo é o de número 1.  No caso de inclusão, usar a reserva técnica, mesmo que tenha sobra de caderno de aluno ausente, fazendo a devida anotação no Relatório do Aplicador.  A Folha de Respostas da reserva técnica DEVE SER PREENCHIDA com os dados dos ALUNOS INCLUÍDOS e solicitar que o aluno escreva seu nome completo no local indicado. RESERVA TÉCNICA PROVA RIO

27  Haverá reserva técnica de dois Cadernos de Prova por turma.  No caso de inclusão, usar a reserva técnica, mesmo que tenha sobra de caderno de aluno ausente, fazendo a devida anotação no Relatório do Aplicador.  O aluno incluído deverá ter seus dados preenchidos na capa do caderno de reserva técnica, conforme campos pré-estabelecidos. RESERVA TÉCNICA ALFABETIZA RIO

28  Na prova ALFABETIZA RIO não é permitido usar cadernos de prova da reserva técnica de outras turmas, uma vez que cada turma receberá tipos de cadernos de provas diferentes.  Na PROVA RIO é permitido usar cadernos de prova da reserva técnica de outras turmas, do MESMO TURNO, pois o caderno reserva será sempre o tipo 1. ATENÇÃO !!!

29 NÃO É PERMITIDO TIRAR CÓPIA DO CADERNO DE PROVA SOB NENHUMA HIPÓTESE. ATENÇÃO!!

30 RELATÓRIO DO APLICADOR/ LISTA DE PRESENÇA – PROVA RIO

31 QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR – PROVA RIO FRENTE QUESTIONÁRIO DO PROFESSORVERSO QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR

32 RELATÓRIO DO SUPERVISOR PROVA RIO

33 RELATÓRIO DO COORDENADOR DA CRE PROVA RIO

34 RELATÓRIO DO APLICADOR/ LISTA DE PRESENÇA – ALFABETIZA RIO

35 QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR – ALFABETIZA RIO FRENTE QUESTIONÁRIO DO PROFESSORVERSO QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR

36 RELATÓRIO DO SUPERVISOR ALFABETIZA RIO

37 RELATÓRIO DO COORDENADOR DA CRE ALFABETIZA RIO

38 TERMO DE RETIRADA DA CAIXA DA ESCOLA (02 VIAS)

39 TERMO DE COMPROMISSO (COORDENADOR / SUPERVISOR / APLICADOR)

40 CARTAO DE APRESENTAÇÃO (COORDENADOR / SUPERVISOR / APLICADOR)

41 Responsáveis: Coordenador Geral, Coordenadores das CREs, Superviosres Participantes: Aplicadores Local: Escola polo, por CRE Período: 03 a 07 de novembro de 2014 TREINAMENTO DOS APLICADORES

42 Objetivos: Repassar o treinamento recebido Fazer a leitura integral do MANUAL Resolver dúvidas Adotar procedimentos que sejam padrão TREINAMENTO DOS APLICADORES

43 É obrigatória a participação nos treinamentos de todos os envolvidos no processo de aplicação das provas. Os participantes devem assinar a ata do treinamento, que deverá ser encaminhada para o Coordenador Geral. TREINAMENTO DOS APLICADORES

44 VERMELHO - FERIADO CINZA – TREINAMENTO DOS APLICADORES ROXO – ENTREGA DAS CAIXAS DA ESCOLA AOS SUPERVISORES AZUL – APLICAÇÃO DAS PROVAS VERDE – REPESCAGEM LARANJA – DEVOLUÇÃO DAS CAIXAS DA ESCOLA PELO SUPERVISOR NOVEMBRO 2014 SEGTERQUAQUISEXSÁBDOM CRONOGRAMA

45 CONFIRMAÇÃO DOS APLICADORES - Na véspera, Coordenador e Supervisor entram em contado com os Aplicadores, confirmando presença. PRESENÇA de um professor da escola na sala de aula durante toda a aplicação das provas, que não seja o professor da turma e da disciplina avaliada. PROCEDIMENTOS GERAIS DE ORDEM TÉCNICA

46  FALTA DE 1 APLICADOR NO DIA - O Supervisor substitui.  FALTA DE MAIS DE 1 APLICADOR NO DIA – Coordenador da CRE é informado e deve mandar alguém, de sua lista de reserva, substituir. FALTA DE APLICADOR

47  Devem-se incluir os alunos constantes na LISTA DE CONFERÊNCIA DA TURMA que não estejam na Lista de Presença constante do verso do Relatório do Aplicador, até dois alunos por turma, adotando o critério de ordem alfabética.  Os dados dos alunos incluídos devem ser colocados nas duas linhas finais (em branco) da Lista de Presença, e marcar “OUTROS” para esses alunos.  No Relatório do Aplicador, campo 2, deve-se informar a quantidade de alunos incluídos. INCLUSÃO DE ALUNO

48  FALTA DE ATÉ 2 CADERNOS DE PROVA – usar a reserva técnica, mesmo que tenha sobra de caderno de aluno ausente.  PROIBIÇÃO DE REPRODUÇÃO DO CADERNO DE PROVA - em hipótese alguma os Cadernos de Prova poderão ser retirados da sala de aula, vistos ou copiados por qualquer pessoa da comunidade escolar. FALTA DE CADERNO DE PROVA

49 usar primeiro os Cadernos de Prova da reserva técnica usar reserva técnica da outra turma do mesmo ano e mesmo turno, se houver em última hipótese devem-se usar os Cadernos de Prova dos alunos ausentes ou transferidos FALTA DE MAIS DE 2 CADERNOS DE PROVA - PROVA RIO

50 Anotar no campo “OUTROS”, da Lista de Presença, o nome do aluno que fez a prova. Ex.: Marcos da Silva, incluído, fez a prova de Ariel. Na Lista de Presença, marcar Ariel como ausente e no campo OUTROS, anotar o nome de Marcos da Silva, informando que a prova feita por ele foi a do Ariel. No Relatório do Aplicador, no campo 2, deve ser computado o Ariel como ausente e o Marcos como incluído. UTILIZAÇÃO DO CADERNO DE PROVA DO ALUNO AUSENTE PROVA RIO/ALFABETIZA RIO

51 Nesse caso, o Aplicador deve anotar, na Folha de Respostas, os dados do aluno incluído, bem como solicitar a esse aluno que escreva seu nome completo no local indicado tanto do Caderno de Prova quanto da Folha de Respostas, fazendo o devido registro no campo 17 do Relatório do Aplicador. UTILIZAÇÃO DO CADERNO DE PROVA DO ALUNO AUSENTE PROVA RIO

52 Usar primeiro os Cadernos de Prova da reserva técnica, em última hipótese devem-se usar os Cadernos de Prova dos alunos ausentes ou transferidos. Nesse caso, o Aplicador deve solicitar ao aluno incluído que escreva seu nome completo no local indicado do Caderno de Prova e fazer o devido registro no campo 15 do Relatório do Aplicador. Não se pode usar a reserva técnica de outra turma, pois os Cadernos de Prova são diferentes para cada turma. FALTA DE MAIS DE 2 CADERNOS DE PROVA – ALFABETIZA RIO

53  ALUNO AUSENTE EM UM DIA E PRESENTE EM OUTRO - aluno que faltar ao primeiro dia de aplicação e for no segundo dia deverá fazer a prova somente do segundo dia normalmente. ATENÇÃO!! EM NENHUMA HIPÓTESE PODERÁ SER REABERTO O MALOTE DO DIA ANTERIOR PARA RETIRAR O CADERNO DESSE ALUNO. ALUNO AUSENTE

54  ALUNO TRANSFERIDO DE TURNO – O aluno transferido de turno, cujo nome ainda esteja no turno anterior, deverá ser considerado como inclusão.  ALUNO TRANSFERIDO DE SALA, NO MESMO TURNO – esse aluno fará a prova a ele destinada, para isso, ele deverá ser encaminhado para a turma onde se encontra seu Caderno de Prova. EM NENHUMA HIPÓTESE PODERÁ SER ABERTO O MALOTE DO OUTRO TURNO PARA RETIRAR O CADERNO DESSE ALUNO. ALUNO TRANSFERIDO

55 TEMPO DE DURAÇÃO DA PROVA – 1º dia - 2h30min 2º dia – 2h (somente para 8º ano) TEMPO MÍNIMO PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA – 1 hora PERMANÊNCIA EM SALA DOS 3 ÚLTIMOS ALUNOS PROVA RIO

56 TEMPO DE DURAÇÃO DA PROVA Alfabetização/Leitura - 2h Matemática – 2h Escrita – 1h TÉRMINO DA PROVA – A prova será realizada sob o comando do Aplicador, portanto TODOS OS ALUNOS DEVERÃO FINALIZÁ-LA AO MESMO TEMPO. ALFABETIZA RIO

57 Os instrumentos utilizados devem ser mantidos na Caixa da Escola, sob a guarda da Direção da Escola, em lugar seguro e de acesso controlado, até o último dia de aplicação, quando serão transportados pelo Supervisor até o local do recebimento do material. GUARDA DA CAIXA DA ESCOLA

58  PREPARAÇÃO – o Aplicador deve estudar cuidadosamente os procedimentos para aplicação das provas, contidos neste Manual e tirar suas dúvidas.  CONHECIMENTO DIDÁTICO – a Aplicador deve demonstrar conhecimento didático na aplicação da avaliação, agindo com firmeza e, ao mesmo tempo com cuidado, repetindo a questão quando necessário, aguardando os alunos responderem cada questão, para nenhum aluno ficar para trás ou perdido. PROCEDIMENTOS INDISPENSÁVEIS

59  DOMÍNIO DA TURMA – o Aplicador tem a função de manter a ordem na sala, para que o resultado da avaliação não fique comprometido, sem que para isso traga medo ou insegurança para os alunos.  LINGUAGEM UTILIZADA – a linguagem padrão é a que deve ser utilizada, para tanto não é admitido o uso de gírias, nem de expressões ou palavras que não estejam adequadas à faixa etária dos alunos. PROCEDIMENTOS INDISPENSÁVEIS

60  INFORMAÇÃO – o Aplicador, durante todo o processo, deve informar, de forma clara, os procedimentos que serão adotados, bem como esclarecer dúvidas dos alunos e anotar no quadro o horário de início e término da prova.  LISTA DE CONFERÊNCIA DA TURMA – O Supervisor, ao chegar à Escola, deve solicitar ao Diretor a lista de conferência das turmas e entregá-las aos respectivos Aplicadores. PROCEDIMENTOS INDISPENSÁVEIS

61 SOMENTE PARA ALFABETIZA RIO - deve ser feita com entonação, de forma clara, com tom de voz adequado (nem alto demais, nem baixo demais), sem pressa, para que o aluno entenda o que está sendo lido e não se sinta perdido. LEITURA DA PROVA

62 O aplicador deve demonstrar respeito no trato com a equipe escolar e os alunos, lembrando que devem ter bastante paciência e, no caso do 1º ano, muita tranquilidade na leitura das questões. IMPORTANTE!!!!!!!

63 O Aplicador deverá ler apenas os enunciados que apresentam desenho do megafone, naturalmente, com calma e pronunciando-se bem as palavras (mas sem artificializar a leitura), de forma clara para o aluno. APLICAÇÃO ALFABETIZA RIO

64 QUESTÃO 05 MARQUE O QUADRINHO QUE MOSTRA A ÚLTIMA PALAVRA DO TEXTO. ERA UMA CASA MUITO ENGRAÇADA NÃO TINHA TETO, NÃO TINHA NADA CASA NÃO TETO NADA Caderno do Aplicador

65 QUESTÃO 05 ERA UMA CASA MUITO ENGRAÇADA NÃO TINHA TETO, NÃO TINHA NADA CASA NÃO TETO NADA Caderno do Aluno

66 QUESTÃO 2 OBSERVE OS FILHOTES QUE ANA E CAROL GANHARAM. Caderno do Aplicador

67 ELAS VÃO DIVIDI-LOS IGUALMENTE ENTRE AS DUAS. COM QUANTOS FILHOTES FICARÁ CADA UMA? Caderno do Aplicador

68 Caderno do Aluno Questão 2

69 Caderno do Aluno

70 OCORRÊNCIAS 2013 TREINAMENTO

71

72

73

74

75

76 VÍDEO DE TREINAMENTO https://www.youtube.com/watch?v=qpXM1w9Rbiw https://www.youtube.com/watch?v=pUFrP6hGHv4

77 DÚVIDAS

78 Desejamos a todos um bom trabalho! A Consulplan e a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro agradecem sua colaboração.

79 Desejamos a todos um bom trabalho!


Carregar ppt "TREINAMENTO PROVA RIO - 2014 ALFABETIZA RIO- 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google