A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS:  Prazo médio de recebimento de vendas - PMRV: PMRV = Contas a Receber x 360 Vendas Anuais  Prazo médio de pagamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS:  Prazo médio de recebimento de vendas - PMRV: PMRV = Contas a Receber x 360 Vendas Anuais  Prazo médio de pagamento."— Transcrição da apresentação:

1 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS:  Prazo médio de recebimento de vendas - PMRV: PMRV = Contas a Receber x 360 Vendas Anuais  Prazo médio de pagamento de compras - PMPC: PMPC = Contas a pagar (Fornecedores) x 360 Compras  Prazo médio de Renovação dos Estoques - PMRE PMRE = Estoque x 360 CMV

2 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: O PMRE, representa, na empresa comercial, o tempo médio de estocagem de mercadorias; na empresa industrial, o tempo médio de produção e estocagem. O PMRV, expressa o tempo decorrido entre a venda e o recebimento. A soma dos prazos, PMRE + PMRV, representa o que se chama de Ciclo Operacional, ou seja, o tempo decorrido entre a compra e o recebimento da venda da mercadoria. Como demonstrado na figura a seguir:

3 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: Ciclo Operacional CompraVendaRecebimento __________ PMRE________________________PMRV ____________

4 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: O ciclo operacional mostra o prazo de investimento. Paralelamente ao Ciclo Operacional ocorre o financiamento concedido pelos fornecedores, a partir do momento da compra, até o momento do pagamento aos fornecedores, a empresa não precisa preocupar-se com o financiamento, o qual é automático. Se o PMPC for superior ao PMRE, então os fornecedores financiarão também uma parte das vendas da empresa.

5 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: O tempo decorrido entre o momento em que a empresa coloca o dinheiro (pagamento ao Fornecedor) e o momento em que recebe as vendas (recebimento de clientes) é o momento em que a empresa precisa arrumar financiamento. É o Ciclo de Caixa, também chamado de Ciclo Financeiro. Podemos afirmar que o Ciclo Financeiro é igual ao Ciclo Operacional menos o PMPC. Vejamos nos quadros a seguir duas situações distintas:

6 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: 1) Os fornecedores financiam totalmente os estoque e uma parte das vendas: Ciclo Operacional Compra Venda PagamentoRecebimento __________ PMRE________________________PMRV ____________ Ciclo de Caixa ______________________PMPC______________ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

7 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: 2) Os fornecedores financiam apenas parte do estoque: Ciclo Operacional CompraPagamento Venda Recebimento __________ PMRE________________________PMRV ____________ Ciclo de Caixa ____PMPC______________ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

8 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: No caso 2, a empresa deve obter financiamentos para suas vendas a ainda para uma parte do tempo em que a mercadoria permanece em estoque. Quanto maior o Ciclo Financeiro, pior para a empresa, pois representa maior tempo de utilização de financiamentos e portanto, maior custo. Com base nas Demonstrações Contábeis, vamos calcular os Prazos Médios dos anos de x1, x2 e x3, da Cia Big. Após isso faremos a interpretação dos índices inter- relacionados.

9 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: Índices de Prazos Médios Cia Big. Índices / Anosx1x2X3 PMRE PMRV PMPC

10 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: Índices de Prazos Médios Cia Big. Índices / Anosx1x2X3 PMRE PMRV PMPC858373

11 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: Lembrando que o Ciclo Operacional, é igual ao PMRE + PMRV, e que o Ciclo Financeiro, é igual ao Ciclo Operacional – PMPC, vamos demonstrar graficamente os resultados e calcular o Ciclo de Caixa ou Ciclo Financeiro.

12 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: X1: Ciclo Operacional = PMRE + PMRV 137 dias Compra Venda Pagamento Recebimento ____ PMRE = 74 dias________________________PMRV = 63 dias____ Ciclo de Caixa = 52 dias ____PMPC = 85 dias______________ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

13 CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS: Inter-relação dos Índices de Prazo Médios: Períodosx1x2X3 Ciclo Operacional 137 dias181 dias182 dias Ciclo Financeiro 52 dias98 dias109 dias

14 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO A analise de Custo x Volume X Lucro é uma importante ferramenta no planejamento de curto prazo, por que explora o relacionamento existente entre suas quatro principais variáveis: custo, receita, volume de vendas e lucro. Ao realizar um planejamento estratégico de curto prazo, o gestor precisa saber qual será o efeito das mudanças em uma ou mais desses variáveis, e o efeito dessas mudanças no lucro. O relacionamento entre o custo e o volume de vendas auxilia o estabelecimento das estratégias de preço.

15 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Esta análise também é importante na seleção do melhor mix de vendas, quando a empresa trabalha com a produção de vários produtos. Neste caso, é essencial selecionar a combinação mais lucrativa dos diferentes produtos. Através da análise das quatro variáveis (custo, receita, volume de vendas e lucro), o gestor pode ter uma visão geral no processo de planejamento.

16 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Alguns custos são constantes, ou fixos, enquanto outros variam, é essencial distinguir os custos em fixos e variáveis, sendo fixos aqueles que não são influenciados pelo volume de produção, e variáveis aqueles que estão diretamente ligados ao nível de produção. A análise exige que os custos fixos e variáveis sejam segregados e calculados de modo que todos os custos possam ser divididos simplesmente em fixos ou variáveis.

17 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Vamos supor que a empresa Vitória Ltda, produz um artigo que vende por R$ 10,00 cada, os custos fixos totais são de R$ ,00 por ano, e os custos variáveis são de R$ 4,00 por unidade. O volume anual de vendas da empresa é de unidades, mas pode ser de usando a mesma estrutura. Este aumento de produção e vendas causará impactos na empresa, qual será o impacto nos custos totais e qual será o impacto nos lucros, nas duas situações?

18 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Na situação atual a empresa apresenta o seguinte quadro: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:4, ,00 Custo Fixo:3, ,00 Custo Total:7, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:2, ,00

19 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Na situação onde a empresa aumente sua produção e venda: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:4, ,00 Custo Fixo:3, ,00 Custo Total:7, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:3, ,00

20 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Comparando as duas opções: A análise mostra que os custos variáveis aumentam proporcionalmente ao volume de produção e vendas, já os custo fixo total permanece inalterado. Já o custo fixo unitário diminui, aumentando assim o lucro. Receita:1ª2ªDiferença: Receita Total: Custos: Fixos: Variáveis: (40.000) Lucros: Lucro Total:

21 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Agora vamos supor uma 3ª situação onde a empresa Vitória Ltda possa aumentar sua produção e venda para unidades, com o mesmo custo fixo, como ficaria a situação do custo e do lucro comparando com a 2ª situação?

22 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Comparando as duas opções: Percebemos que o custo fixo unitário fica menor cada vez que a empresa produz e vende mais sem alterá-lo. Receita:2ª3ªDiferença: Receita Total: Custos: Fixos: Variáveis: (40.000) Lucros: Lucro Total:

23 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Outro conceito bastante importante é o de margem de contribuição, que é calculada deduzindo-se das receitas totais os custos variáveis. Uma vez que os custos fixos incorrem independente das vendas, a empresa terá perdas se a margem de contribuição for insuficiente para cobrir os custos fixos. Quando o nível de atividade é baixo a empresa tem prejuízo, pois os custos fixos são maiores do que a margem de contribuição. A medida que aumenta o nível de atividade, aumenta também a margem de contribuição, que acabará por cobrir e exceder os custos fixos, passando então a formar o lucro.

24 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Custo e Planejamento do Lucro: Vejamos como se portou a margem de contribuição nas situações anteriores: Eventos:1ª2ª3ª Receita Total Custos Variáveis Margem de Contribuição

25 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Ponto de Equilíbrio: Quando pensamos em ponto de equilíbrio devemos lembrar e levar em consideração que o ambiente empresarial é muito dinâmico e que muitas variável podem interferir no processo de custos e receitas. Para que possamos calcular o ponto de equilíbrio, que é o momento onde a empresa atinge seu equilíbrio financeiro na relação entre despesas e receitas, ou seja, é o ponto onde a empresa consegue o faturamento necessário para cobrir suas despesas, e a partir daquele ponto começa a construir o lucro de suas atividades, dependeremos de algumas informações como:

26 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Ponto de Equilíbrio:  A clara definição dos custos fixos e variáveis;  A determinação da margem de contribuição;  O volume de vendas e produção no período; Para o calculo do Ponto de Equilíbrio existem várias formulas que nos levam ao mesmo resultado, vamos usar a seguinte fórmula: Ponto de Equilíbrio = Custos Fixos Margem de Contribuição Unitária Margem de contribuição Unitária= Margem de contribuição / total de produtos vendidos.

27 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Ponto de Equilíbrio: Usando como exemplo as situação vista anteriormente da empresa Vitória Ltda, com a produção e venda de unidades, vamos calcular o seu ponto de equilíbrio. Ponto de Equilíbrio = Custos Fixos Margem de Contribuição Unitária PE = PE = unidades. Confirmando:

28 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Ponto de Equilíbrio: Confirmação: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:4, ,00 Custo Fixo:6, ,00 Custo Total:10, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:0,00

29 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Análise do Ponto de Equilíbrio: Podemos concluir que a empresa Vitória Ltda, com a atual situação de seus custos fixos e variáveis, precisa produzir e vender no mínimo unidades para cobrir suas despesas totais.

30 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Exercícios de fixação: A empresa Esmeralda Ltda, possui atualmente um faturamento anual de R$ ,00, seu custo fixo é de R$ ,00, e o preço unitário de venda de seu produto é de R$ 56,00. o departamento financeiro da empresa realizou um levantamento e descobriu que o custo variável é de R$ 32,00 por unidade. Na situação atual qual é o lucro liquido unitário e total da empresa? E qual é o seu ponto de equilíbrio.

31 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Exercício de fixação: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:32, ,00 Custo Fixo:18, ,00 Custo Total:50, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:6, ,00

32 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Ponto de Equilíbrio: Ponto de Equilíbrio = Custos Fixos Margem de Contribuição Unitária PE = PE = unidades.

33 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: O planejamento do lucro está relacionada a 4 fatores: custos fixos, custos variáveis, volume de vendas e preço de vendas. Ao analisar Custo X Volume X Lucro o gestor poderá fazer considerações a respeito dos efeitos causados pelas diferentes mudanças nos fatores que influenciam o lucro.

34 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Levando em consideração que todas os outros fatores permaneçam estáveis, uma mudança nos custos fixos afetará diretamente o lucro e o ponto de equilíbrio. Tomando como exemplo ainda a empresa Vitória Ltda, na situação onde: seu volume de produção e venda seja unidades, seu preço de venda unitário de R$ 10,00, um custo variável unitário de R$ 4,00, e um custo fixo de R$ ,00, qual será a alteração no lucro e no ponto de equilíbrio de um aumento de 10% nos custos fixos?

35 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:4, ,00 Custo Fixo:3, ,00 Custo Total:7, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:2, ,00

36 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Com relação ao ponto de equilíbrio teremos a seguinte mudança: Ponto de Equilíbrio = Custos Fixos Margem de Contribuição Unitária Custos Fixos: Margem de contribuição Unitária: (Receita total – custos variáveis) / numero de produtos vendidos Margem de Contribuição: ( ) / = 6 PE: unidades

37 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Percebemos que uma possível mudança no aumento dos custos fixos em 10% resultará em uma redução de 10% no lucro total da empresa, e elevará o Ponto de Equilíbrio em 10%. Eventos:Situação atualSituação com aumento Diferenças: Faturamento % Custo Variável % Custo Fixo % Lucro % Ponto de Equilíbrio %

38 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Exercícios de fixação: Levando em consideração o exercício de fixação anterior da empresa Esmeralda Ltda, vamos considerar que ela teve um aumento de 15% em seu custo fixo, como ficará a situação do lucro e do ponto de equilíbrio?  Faturamento anual de R$ ,00;  Custo Fixo antes do aumento R$ ,00;  Preço unitário de venda de seu produto é de R$ 56,00;  Custo variável é de R$ 32,00 por unidade.

39 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Percebemos que uma mudança nos custos fixos em 15% resultará em uma redução de 45% no lucro total da empresa, e elevará o Ponto de Equilíbrio em 15%. Eventos:Situação inicialSituação com aumento Diferenças: Faturamento % Custo Variável % Custo Fixo % Lucro % Ponto de Equilíbrio %

40 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Variáveis: Da mesma maneira que nos custos fixos, uma mudança nos custos variáveis mudará o panorama da lucratividade da empresa, vejamos: Tomando como exemplo ainda a empresa Vitória Ltda, na situação onde: seu volume de produção e venda seja unidades, seu preço de venda unitário de R$ 10,00, um custo variável unitário de R$ 4,00, e um custo fixo de R$ ,00, qual será a alteração no lucro e no ponto de equilíbrio de um aumento de 10% nos custos variáveis?

41 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Variáveis: Receita: Custos: Lucro: Quant. Vendas:Preço de vendaReceita Total: , ,00 Tipo de Custo:Valor Unitário:Valor Total: Custo Variável:4, ,00 Custo Fixo:3, ,00 Custo Total:7, ,00 Lucro:Valor Unitário:Valor Total: Lucro Líquido:2, ,00

42 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Variáveis: Com relação ao ponto de equilíbrio teremos a seguinte mudança: Ponto de Equilíbrio = Custos Fixos Margem de Contribuição Unitária Custos Fixos: Margem de contribuição Unitária: (Receita total – custos variáveis) / numero de produtos vendidos Margem de Contribuição: ( ) / = 5,6 PE: unidades

43 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Variáveis: Percebemos que uma possível mudança no aumento dos custos variáveis em 10% resultará em uma redução de 13,4% no lucro total da empresa, e elevará o Ponto de Equilíbrio em 7,14%. Eventos:Situação atualSituação com aumento Diferenças: Faturamento % Custo Variável % Custo Fixo % Lucro ,40% Ponto de Equilíbrio ,14%

44 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Exercícios de fixação: Levando em consideração o exercício de fixação anterior da empresa Esmeralda Ltda, vamos considerar que ela teve um aumento de 15% em seu custo variável, como ficará a situação do lucro e do ponto de equilíbrio?  Faturamento anual de R$ ,00;  Custo Fixo R$ ,00;  Preço unitário de venda de seu produto é de R$ 56,00;  Custo variável antes do aumento é R$ 32,00 por unidade.

45 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Mudança nos Custos Fixos: Percebemos que uma mudança nos custos variáveis em 15% resultará em uma redução de 80% no lucro total da empresa, e elevará o Ponto de Equilíbrio em 25%. Eventos:Situação inicialSituação com aumento Diferenças: Faturamento % Custo Variável % Custo Fixo % Lucro % Ponto de Equilíbrio %

46 CONTROLADORIA ANÁLISE DE CUSTO X VOLUME X LUCRO Planejamento do Lucro através de Mudanças: Assim percebemos que as mudanças nos custos fixos e variáveis interferem de forma diferente nos resultados da empresa. Enquanto os custos fixos alteram de forma igual o ponto de equilíbrio, os custos variáveis alteram de forma inconstante o ponto de equilíbrio, pois, eles são afetados diretamente pela produção e venda. Através da análise do Custo x Volume x Lucro poderemos perceber qual será a melhor opção para o empresário, no sentido de planejar uma mudança nos custos fixos e variados.


Carregar ppt "CONTROLADORIA ÍNDICES DE PRAZOS MÉDIOS:  Prazo médio de recebimento de vendas - PMRV: PMRV = Contas a Receber x 360 Vendas Anuais  Prazo médio de pagamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google