A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminário Plano Decenal de Expansão de Energia – 2019 Perspectiva de Desenvolvimento do Nordeste – 2010/2020 José Narciso Sobrinho Superintendente do ETENE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminário Plano Decenal de Expansão de Energia – 2019 Perspectiva de Desenvolvimento do Nordeste – 2010/2020 José Narciso Sobrinho Superintendente do ETENE."— Transcrição da apresentação:

1 Seminário Plano Decenal de Expansão de Energia – 2019 Perspectiva de Desenvolvimento do Nordeste – 2010/2020 José Narciso Sobrinho Superintendente do ETENE 19 de novembro de 2010 Recife – PE

2 Área de Atuação Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território do NE) Área de atuação: 1.775,4 mil Km² Municípios atendidos: (11 Estados) Agências: 185 (04 extra-regionais) – 6,1% da Região Semi-árido

3 BNB – Operações Totais 1 Valores Contratados (R$ milhões) (1) Longo Prazo: Financiamentos rurais, industriais, agroindustriais, infraestrutura e comércio/serviços. Curto Prazo: Empréstimos de microcrédito (Crediamigo), Crédito Direto ao Consumidor (CDC), capital de giro, desconto, câmbio e conta garantida Mercado de Capitais 2.034, , , , , , , ,0

4 Fonte: SISBACEN e BNB Operações de Crédito (%) BNB / Sistema Financeiro do Nordeste LONGO PRAZO CURTO PRAZO Curto + Longo Prazo: 29,7% Ranking FEBRABAN de Crédito Rural (exclui o Banco do Brasil) – Agosto/2010: 1º – BNB, saldo de R$ 17,4 bilhões 2º – Bradesco, saldo de R$ 13,4 bilhões 3º – Itaú Unibanco, saldo de R$ 5,3 bilhões

5 Cenário Internacional Crescente importância geopolítica e sócioeconômica dos BRICs; Melhoria dos indicadores sociais dos Países em Desenvolvimento; Envelhecimento das populações dos Países Desenvolvidos e dos Países em Desenvolvimento de renda média; Intensificação do comércio e da cooperação entre América Latina, Ásia e África; Acirramento das disputas por recursos naturais; Intensificação das normas de proteção ambiental; Crises financeiras e ameaças de recrudescimento do protecionismo comercial por parte dos Países Desenvolvidos; Fluxos migratório reverso: dos Países Desenvolvidos para os Países em Desenvolvimento e entre Países em Desenvolvimento; Guerra Cambial.

6 Projeção das Taxas de Crescimento do PIB Fonte: FMI Nota: 1 Média anual do período

7 Economia Mundial As economias emergentes, menos prejudicadas pela crise financeira e beneficiadas pelo dinamismo chinês, devem manter ritmo mais firme de expansão, de modo que a sua participação na economia mundial tende a seguir crescendo.

8 Papel Ativo na Geopolítica Internacional; Estabilidade Macroeconômica e Retomada do Crescimento; O Brasil é credor internacional; Reservas cambiais são suficientes para enfrentar possíveis ataques especulativos contra o Real; O Brasil dispõe de um sistema financeiro com maior nível de regulação do que o observado nos países centrais; O fortalecimento do sistema de Bancos públicos implementado pelo Governo Lula; Políticas keynesianas adotadas desde 2003, como o PAC e o Bolsa Família; A dívida interna foi alongada e desindexada em grande parte da taxa cambial; O Nordeste possui importante papel a desempenhar em um novo projeto de desenvolvimento do País. Novo Contexto do Desenvolvimento Brasileiro

9 Indicadores Nordeste e Brasil Fontes: (1) IBGE (2) Estimativa BNB/ETENE (3) Estimativa Banco Central do Brasil

10 Crescente importância do Brasil no cenário internacional; Brasil: 5º PIB Mundial em 2016 (China, Estados Unidos, Japão, Alemanha e Brasil); Melhoria nos indicadores sociais mas persistência das desigualdades; Nordeste desponta como Região de oportunidades mas persistem as diferenças espaciais; Exercício: O Nordeste necessitaria crescer 8% aa e 3 pontos percentuais acima da taxa de crescimento do Brasil, de forma que o PIB per capita da Região possa convergir com o PIB per capita brasileiro em um intervalo de 16 anos; Cenário Sócio-Econômico: Brasil e Nordeste

11 Nordeste: pobreza caiu de 31% para 19% entre 2003 e 2009 (IPEA); Nordeste: taxa de analfabetismo diminuiu de 23,4% para 18,7%, entre 2002 e 2009 (maiores de 15 anos); Nordeste: rede de abastecimento de água ampliada de 64% para 74,6%, entre 2002 e 2009; Nordeste: expansão de rede federal de educação profissional e 04 novas universidades federais. Cenário Sócio-Econômico: Brasil e Nordeste

12 Brasil: PIB Total, População e PIB per capita Fonte: Estimativa BNB-ETENE

13 Nordeste: PIB Total, População e PIB per capita Fonte: Estimativa BNB-ETENE

14 Brasil e Nordeste – Investimentos Taxas de Investimentos para o Brasil e para o Nordeste (%PIB) Investimentos no Nordeste (R$ bilhões) Fonte: BNB/ETENE e BNDES

15 Brasil e Nordeste Taxa de Crescimento do PIB (%) Fontes : IBGE - para o Brasil até 2009 e para o Nordeste até 2007; BNB/ETENE- projeção para o Brasil ( ) e para o Nordeste ( ).

16 PIB – Valor Adicionado por Setor Valores correntes R$ milhão Fonte: IBGE Elaboração: BNB/ETENE/CIEST Setor VALORES ABSOLUTOSPARTICIPAÇÃO PERCENTUAL (%) BrasilNordesteNE/BR (%)BrasilNordeste Agropecuária ,665,567,79 Indústria ,6327,8124,27 Serviços ,5966,6367,95 PIB Total ,07100,00

17 Nordeste Composição Setorial do PIB (%) Fonte : IBGE e Projeções BNB/ETENE.

18 Impactos na Produção segundo a MIP NE (2010 – 2020) – R$ Bilhões Total Investimentos Previstos: R$ 1,3 trilhão

19 Impactos no Valor Adicionado segundo a MIP NE (2010 – 2020) – R$ Bilhões Total Investimentos Previstos: R$ 1,3 trilhão

20 Impactos na Geração de Emprego segundo a MIP NE (2010 – 2020) – Em milhões de emprego Total Investimentos Previstos: R$ 1,3 trilhão

21 Impactos nos Salários segundo a MIP NE (2010 – 2020) – R$ Bilhões

22 Total Investimentos Previstos: R$ 1,3 trilhão Impactos nos Tributos segundo a MIP NE (2010 – 2020) – R$ Bilhões

23 Brasil desponta como grande produtor agropecuário, de petróleo e de biocombustíveis, considerando a dimensão territorial e a disponibilidade de recursos naturais. Brasil e Nordeste: importante destino turístico internacional (sede de eventos esportivos). Necessidade de grandes investimentos em geração e distribuição de energia, habitação, transportes, telecomunicações, água tratada, esgotamento sanitário, escolas e equipamentos de saúde e lazer. Modernização das principais metrópoles. Interiorização do Desenvolvimento. Cenário : Brasil e Nordeste

24 Melhoria dos níveis educacionais mas a geração do conhecimento estará aquém dos patamares que garantirão ao País tornar-se importante produtor e exportador de produtos tecnologicamente avançados, não ingressando na economia do conhecimento. Planejamento da Educação: Básica, Profissional,Tecnológica, Superior e Continuada. Diversificação da Matriz Energética (hidroeletricidade, petróleo, gás, solar, eólica, nuclear e biomassas). Conservação e Preservação Ambiental. Utilização Racional da Água e dos Recursos Naturais. Cultivares Adaptados as mudanças climáticas. Cenário: Brasil e Nordeste

25 Nordeste e Semi-árido: impactos em função das mudanças climáticas. Crise nos Países Desenvolvidos: Possibilidade para que o Brasil estruture empresas e atividades em setores tecnologicamente avançados e em bens de capital. Internacionalização de empresas brasileiras. Desafio para o Nordeste: Atrelar as MPEs da Região aos projetos estruturantes. Aumento das exportações (Brasil e Nordeste em 2020 US$ 350 bilhões e US$ 30 bilhões, respectivamente). Incremento dos fluxos de investimentos estrangeiros (Brasil e Nordeste em 2015, US$ 50 bilhões/ano e US$ 5 bilhões/ano, respectivamente). Cenário: Brasil e Nordeste

26 Principais Projetos Estruturantes do Nordeste Ferrovia Transnordestina; Duplicação da BR 101 (RN,PB e PE). Integração de Bacias do Rio São Francisco (solução definitiva do déficit hídrico, ao invés de ações paliativas); Siderurgia (CE, MA); ZPEs (MA, PI, CE, RN, PB, PE, SE, BA); Estaleiros (MA,PE,AL,BA) Refinarias (PE - CE - MA); Pólo Petroquímico de Pernambuco; Copa do Mundo 2014 (Fortaleza,Natal,Recife,Salvador). Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Pré-sal

27 Oportunidades de investimentos privados em infraestrutura Previsão de investimentos do PAC em infraestrutura Os investimentos do PAC induzem à necessidade de financiamento de projetos complementares de infra-estrutura de natureza privada. Exemplos: Ramais ferroviários; Redes secundárias de gasodutos; Redes de transmissão de energia de baixa potência para grandes empreendimentos privados; cont.

28 Oportunidades de investimentos privados em infraestrutura Estruturas de armazenamento de grãos e óleos; Terminais inter-modais; Terminais portuários de cargas (granel, combustíveis e containers); Tratamentos de efluentes industriais; Investimentos nas zonas de processamento de exportação (ZPE); Investimentos em saneamento (água, esgoto e lixo) em cidades de médio porte; Investimentos privados de infra-estrutura em pólos de irrigação. cont.

29 Estimativa de Produção do Pré-Sal e Recursos para o Fundo Social Fontes: Petrobras e Estimativas BNB/ETENE.

30 Atual Pauta de Discussão do Desenvolvimento do Nordeste Projetos Estruturantes; Reforma Tributária; Pré-Sal; PNDR; Novo Projeto de País e o Papel do Nordeste.

31 Obrigado! José Narciso Sobrinho Superintendente do ETENE Banco do Nordeste do Brasil


Carregar ppt "Seminário Plano Decenal de Expansão de Energia – 2019 Perspectiva de Desenvolvimento do Nordeste – 2010/2020 José Narciso Sobrinho Superintendente do ETENE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google