A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Colonização portuguesa na América AMÉRICA PORTUGUESA 6/1/2015 1 WWW.NILSON.PRO.BR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Colonização portuguesa na América AMÉRICA PORTUGUESA 6/1/2015 1 WWW.NILSON.PRO.BR."— Transcrição da apresentação:

1

2 Colonização portuguesa na América AMÉRICA PORTUGUESA 6/1/

3 A conquista de Ceuta foi o marco inicial de sua grande empreitada PORTUGAL 6/1/ ► Já sabia da existência do Brasil (fragilidade da teoria da casualidade) ► O Brasil acabou sendo um excelente entreposto no caminho para as índias ► Foi muito útil a herança cultural deixada pelos árabes (bússola, astrolábio... ) ► A posição geográfica favorável de Portugal também ajudou muito...

4 Toda essa história começou por que os europeus almejavam chegar às índias... LEMBRETE: 6/1/

5 1494 – a Espanha tenta emplacar a “Bula Inter Coetera” A 1ª CONTROVÉRSIA DIPLOMÁTICA 6/1/ ► 1498 – Espanha e Portugal firmam o “Tratado de Tordesilhas” ► As demais nações apelam para o “Ut Possidetis”

6 Pelos seus termos, o chamado "novo mundo" seria dividido entre Portugal e Espanha, através de um meridiano situado a "100 léguas" a oeste do arquipélago do Cabo Verde. O que estivesse a oeste do meridiano seria espanhol, e o que estivesse a leste, português. BULA INTER COETERA 6/1/

7 6/1/

8 Tratado de Tordesilhas transformou os limites do antigo pacto. Segundo o novo acordo, todas as terras descobertas até o limite de 370 léguas (2500 quilômetros) a oeste de Cabo Verde seriam de domínio português, sendo as restantes de posse espanhola. Com esse novo acordo, Portugal assegurou sua autoridade sobre parte dos territórios do Brasil, que teve sua descoberta anunciada sete anos mais tarde. TRATADO DE TORDESILHAS 6/1/

9 No início de março de 1500, partiu de Lisboa uma expedição com destino a Calicute, nas Índias. Era a maior e mais poderosa esquadra que saía de Portugal. Dela faziam parte mil e duzentos homens: famosos e experientes navegadores e marinheiros desconhecidos. Eram nobres e plebeus, mercadores e religiosos, degredados. 6/1/

10 6/1/ Quarenta e cinco dias após a partida, na tarde de 22 de abril de 1500, um grande monte "mui alto e redondo" foi avistado e, logo em seguida, "terra chã com grandes arvoredos", chamada de Ilha de Vera Cruz pelo Capitão, conforme o relato do escrivão Pero Vaz de Caminha ao rei de Portugal.

11 6/1/ Em 26 de abril, frei Henrique de Coimbra, celebrou uma missa observada por homens "pardos, maneira de avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos, andam nus, sem nenhuma cobertura, nem estimam nenhuma coisa cobrir, nem mostrar suas vergonhas, e estão acerca disso com tanta inocência como têm em mostrar o rosto", na descrição de Caminha.

12 CANDIDO PORTINARI, A PRIMEIRA MISSA NO BRASIL 6/1/

13 VICTOR MEIRELLES, PRIMEIRA MISSA NO BRASIL 6/1/

14 Durante muitos anos, as terras pertencentes ao rei de Portugal na América receberam diferentes denominações: Ilha de Vera Cruz, Terra de Santa Cruz e Terra do Brasil. Os dois primeiros nomes refletiam o sentido da propagação da fé e, o terceiro, o sentido mercantil da expansão marítima portuguesa. O brasil, madeira útil para tingir tecidos, era o único produto encontrado no litoral com possibilidade de comercialização. OS NOMES DA TERRA 6/1/

15 6/1/

16 6/1/ Durante os primeiros anos após o seu descobrimento, o Brasil ocupou posição secundária na política portuguesa. Não possuía, aparentemente, riquezas que interessassem à Coroa, e que eram fartamente obtidas no comércio com o Oriente. Nesse período, os ataques de corsários e traficantes de países europeus rivais tornaram-se cada vez mais freqüentes. Era preciso assegurar o domínio do território por ela descoberto e levantar suas potencialidades e riquezas. Iniciativas foram tomadas: ergueram-se feitorias e realizaram-se expedições exploradoras e guarda-costas.

17 PAU-BRASIL 6/1/

18 6/1/

19 6/1/ A primeira riqueza explorada pelo europeu em terras brasileiras foi o pau-brasil (caesalpinia echinata). O interesse comercial nessa madeira decorria da possibilidade de extrair-se dela uma substância corante, comumente utilizada para tingir tecidos. Antes da conquista da América indústria européia de tintas comprava o pau-brasil trazido do Oriente pelos mercadores que atuavam nas rotas do comércio indiano. O monopólio do pau-brasil durou até 1859, quando foram descobertos os corantes artificiais (anilinas), que tornavam inviável o comércio de madeiro.

20 6/1/

21 6/1/

22 A vinda dos portugueses para o Brasil atendeu a necessidades históricas de expansão da economia capitalista de mercado em sua etapa de formação (século XVI). PACTO COLONIAL 6/1/ ► O Estado garantia os lucros da burguesia metropolitana, simultaneamente se fortalecendo, através da tributação. ► A Igreja assumia o papel de justificadora da empreitada. ► Plantation: escravismo, monocultura e latifúndio. ► Exclusivos comercial e de transporte, e a proibição de manufaturas.

23 Nos primeiros trinta anos do século XVI, Portugal enviou apenas expedições de patrulha e extração do pau-brasil. A montagem do Sistema Colonial foi iniciada com a chegada de Martim Afonso de Sousa, fundador da Vila de São Vicente, em O açúcar foi escolhido como atividade principal, pois ampliava-se o mercado consumidor europeu, os lusos já o produziam nas ilhas atlânticas e o Brasil tinha o clima e o solo adequados. Além disso, os burgueses flamengos (futuros holandeses) financiaram os primeiros grandes engenhos. A COLONIZAÇÃO MERCANTILISTA 6/1/

24 Em 1530, o rei de Portugal D. João III resolveu dividir a terra brasileira em faixas, que partiam do litoral até a linha imaginária do Tratado de Tordesilhas. Estas enormes faixas de terras, conhecidas como Capitanias Hereditárias, foram doadas para nobres e pessoas de confiança do rei. Estes que recebiam as terras, chamados de donatários, tinham a função de administrar, colonizar, proteger e desenvolver a região. Cabia também aos donatários combater os índios de tribos que tentavam resistir à ocupação do território. Em troca destes serviços, além das terras, os donatários recebiam algumas regalias, como a permissão de explorar as riquezas minerais e vegetais da região. CAPITANIAS HEREDITÁRIAS 6/1/

25 6/1/

26 A EUROPA MAJESTOSA E A AMÉRICA SELVAGEM: UM EXEMPLO DA VISÃO DE MUNDO DO COLONIZADOR. 6/1/


Carregar ppt "Colonização portuguesa na América AMÉRICA PORTUGUESA 6/1/2015 1 WWW.NILSON.PRO.BR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google