A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mestrado em Engenharia e Gestão de Tecnologia Contributo para a Análise dos Factores Críticos de Sucesso para a Dinamização da Cooperação Inter - Empresarial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mestrado em Engenharia e Gestão de Tecnologia Contributo para a Análise dos Factores Críticos de Sucesso para a Dinamização da Cooperação Inter - Empresarial."— Transcrição da apresentação:

1 Mestrado em Engenharia e Gestão de Tecnologia Contributo para a Análise dos Factores Críticos de Sucesso para a Dinamização da Cooperação Inter - Empresarial Apresentação, IST – 29 de Maio de 2001 Teresa Maria de Oliveira Rolo

2 Estrutura da Apresentação ¬ Objectivos da Dissertação de Mestrado ¬ Modelo Conceptual ¬ Evidência Empírica ¬ Conclusões e Recomendações

3 Objectivos da Dissertação de Mestrado ¬ A economia de inovação e do conhecimento ¬ As redes de cooperação, a inovação e o conhecimentoAs redes de cooperação, a inovação e o conhecimento ¬ Pergunta de investigação ¬ Contribuição da tese

4 As Redes de Cooperação, a Inovação e o Conhecimento ¬ A dinamização da cooperação no âmbito do PEDIP I ¬ O Programa de Dinamização para a Cooperação Inter Empresarial ¬ Os relatórios da OCDE

5 Pergunta de Investigação ¬ Quais são os factores críticos de sucesso para a dinamização da cooperação inter empresarial ? ¬ Quais são os instrumentos que potencialmente poderão reforçar a interacção entre os intervenientes ao nível da operacionalização das actividades de forma integrada ?

6 Contribuição da Tese ¬ Da necessidade de informação técnico – estratégica.... Motivações, a evidência empírica e política ¬... À oportunidade técnica científica Uma revisão bibliográfica, a discussão e conclusões

7 Modelo de Análise: Dos Factores Críticos de Sucesso à Dinamização de Processos de Cooperação em Rede Processo de Cooperação em Rede Actividade ou conjunto de actividades desenvolvidas por um conjunto de intervenientes onde determinados recursos são partilhados com vista à optimização dos resultados e com retornos positivos para todos os intervenientes Rede de Cooperação Instrumento de optimização da interacção dos intervenientes no funcionamento do mercado.

8 Modelo de Análise: Dos Factores Críticos de Sucesso à Dinamização de Processos de Cooperação em Rede ¬ Variáveis de Caracterização ¬ Indicadores de Performance ¬ Factores Críticos de Sucesso Variáveis de CaracterizaçãoIndicadores de Performance DinamizadorCaracterização do dinamizador ObjectivosCurto Prazo/Longo Prazo; tipologia Processo de SelecçãoCritérios de selecção; Competências e capacidades Dimensão dos IntervenientesGrau de variação (vol de vendas e nº de trabalhadores) Comunicação entre os IntervenientesTipologia de atitude, nível de frequência e tendência (dinamizador, proc. de selecção, etc) Tipologia de ActividadesClassificação das Actividades (âmbito de actuação, sector, intensidade do processo de cooperação, vol. Vendas...etc) Grau de ExperiênciaCaracterização da experiência na dinamização de processos de cooperação em rede Resultados dos Processos de Coop. em RedeTangíveis e Intangíveis (Actividade e Objectivos) Grau de Formalização das ActividadesCaracterização da formalização das actividades em cooperação Design de RedeDefinição da tipologia de rede Competências Vs CapacidadesAnálise das capacidades e competências Relação das capacidades e competências face ao design e à actividade em cooperação Apoio do EstadoComparticipações e apoios concedidos por parte do Estado Posicionamento da Rede face ao MercadoAnálise da Cadeia de Valor Cultura em Relação à Ciência, Tecnologia e Inovação Tipologia de Pavitt

9 Evidência Empírica: Casos de Estudo ¬ Os processos de cooperação do PEDIP IOs processos de cooperação do PEDIP I ¬ A ACECIA, ACEA ACECIA, ACE

10 Os Processos de Cooperação do PEDIP I

11 A ACECIA, ACE – Componentes Integrados para a Indústria Automóvel ¬ O enviesamento da amostra principal: os processos de cooperação dinamizados no âmbito do PEDIP I Algumas limitações... ¬ A aplicação ao sector automóvel “ Fortes movimentos de modernização”

12 Conclusões e Recomendações ¬ O modelo de análise ¬ Os factores críticos de sucesso para a dinamização da cooperação inter empresarialOs factores críticos de sucesso para a dinamização da cooperação inter empresarial ¬ Contributo da tese para a definição de políticaContributo da tese para a definição de política ¬ O trabalho futuro

13 Os Factores Críticos de Sucesso para a Dinamização da Cooperação Inter Empresarial Actividades ¬ Resultados Recursos ¬ Competências e Capacidades Intervenientes ¬ Dinamizador ¬ Objectivos ¬ Processo de selecção ¬ Dimensão ¬ Comunicação Envolvente ¬ Cultura em relação à ciência, tecnologia e inovação

14 Contribuição da Tese para a Definição de Política Políticas Públicas ¬ Intervenção ao nível do comportamento das empresas nacionais ¬ Intervenção ao nível das estruturas de mercado ¬ Reforço das competências dos intervenientes e uma intervenção forte ao nível das condições básicas Estratégias Empresariais ¬ Promoção estruturada e estratégica da dinamização e gestão das actividades em cooperação ¬ Reforço da cultura e desenvolvimento de competências dos intervenientes ao nível da dinamização da cooperação ¬ e - business Contributo Chave das Conclusões

15 Contribuição da Tese para a Definição de Política Contributo Chave das Conclusões ¬ O investimento estrangeiro como instrumento ¬ Promoção de uma cultura de cooperação nacional ¬ Reforço e intensificação das competências ao nível da dinamização de processos de cooperação em rede ¬ Os factores críticos para a dinamização da cooperação inter empresarial, enquanto instrumento de desenvolvimento de dinâmicas empresariais estratégicas de excelência


Carregar ppt "Mestrado em Engenharia e Gestão de Tecnologia Contributo para a Análise dos Factores Críticos de Sucesso para a Dinamização da Cooperação Inter - Empresarial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google