A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EMPREENDEDORISMO. EMPREENDEDORISMO  estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação e execução de um projeto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EMPREENDEDORISMO. EMPREENDEDORISMO  estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação e execução de um projeto."— Transcrição da apresentação:

1 EMPREENDEDORISMO

2 EMPREENDEDORISMO  estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação e execução de um projeto (técnico, científico, empresarial). Tem origem no termo empreender que significa realizar, fazer ou executar. 1. INTRODUÇÃO AO EMPREENDEDORISMO

3 Empreendedor  é o indivíduo que apresenta determinadas habilidades e competência para criar, abrir e gerenciar um negócio de forma a produzir resultados positivos. EMPREENDEDOR PROCURA E CRIA OPORTUNIDADES DESENVOLVE MEIOS PARA UTILIZÁ-LAS A SEU FAVOR FAZ AS COISAS ACONTECEREM SE ANTECIPA AOS FATOS SABE SE PROGRAMR E ORGANIZAR PARA APROVEITAR AS OPORTUNIDADES

4 “Os empreendedores são pessoas diferenciadas, que possuem motivação singular, apaixonadas pelo que fazem, não se contentam em ser mais um na multidão, querem se reconhecidas e admiradas, referenciadas e imitadas, querem deixar um legado.” Dornelas (2005, p. 21)

5 O termo empreendedor - do francês entrepreneur - significa aquele que assume riscos e começa algo novo. EMPREENDEDOR  ADMNISTRADOR A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência). Conceitualmente pode significar: é o ato de trabalhar com e através de pessoas para planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos, para realizar objetivos tanto da organização quanto de seus membros. O empreendedor não é somente aquele que constrói uma empresa ou inicia um novo negocio, mas sim a pessoa que inicia e/ou opera um negocio para realizar uma idéia ou projeto pessoal assumindo riscos e responsabilidades e inovando continuamente, busca e sabe avaliar as oportunidades.

6 É uma arte É transformar idéias em oportunidades. ADMINISTRAR EMPREENDER

7 EMPREENDEDOR E ADMNISTRADOR: DIFERENÇAS 1-) Quanto à orientação estratégica: o Empreendedor tem a percepção de oportunidade, já o Administrador guia-se pelos critérios de desempenho. 2-) Quanto à análise de oportunidades: o Empreendedor toma decisões rápidas, já o Administrador vê mais a redução dos riscos. 3-) Quanto à alocação dos recursos financeiros e de mão de obra: o Empreendedor prioriza a eficiência, o Empreendedor vai pelo planejamento formal. 4-) Quanto ao controle dos recursos: o Empreendedor é flexível, o Administrador valoriza o poder, o “status” e a recompensa. 5-) Quanto à estrutura gerencial: o Empreendedor é informal, o Administrador é formal e segue a cultura organizacional. (Dornelas)

8 2. O EMPREENDEDOR E OS FATORES DE SUCESSO EMPRESARIAL CRIATIVIDADE E CAPACIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DISPOSIÇÃO PARA ASSUMIR RSCOS PERSEVERANÇA E OTIMISMO SENSO DE INDEPENDÊNCIA

9 EMPREENDEDORES

10 CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS AO EMPREENDEDOR NUNCA PARAR DE APRENDER E DE CRIAR O empreendedor deve estar sempre inovando, melhorando seus serviços e produtos. CAPACIDADE DE ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO Para que qualquer negócio tenha chance de crescer e dar certo é preciso planejar com antecedência o que irá ser realizado. Mas um planejamento bem feito só irá funcionar se houver organização de idéias e do ambiente de trabalho. RESPONSABILIDADE Um empreendedor deve ter responsabilidade em suas ações, que devem estar sempre voltadas para a melhoria do negócio, por isso deve preocupar-se com a qualidade dos produtos e do atendimento, bem como a imagem de sua empresa frente ao público.

11 PERSISTÊNCIA E DETERMINAÇÃO Isso diferencia as pessoas que superam os problemas que surgem nos negócios daquelas que se rendem a estes problemas e desistem. TER VISÃO DE FUTURO E CORAGEM PARA ASSUMIR RISCOS Conhecimento e a capacidade de interpretar as tendências para que possa assumir o risco de investir em serviços e produtos novos. CAPACIDADE DE LIDERANÇA Saber motivar a equipe, corrigir desvios de caminhos, avaliar o planejamento, selecionar os membros da equipe e levantar desafios para que as metas da empresa sejam atingidas.

12 HABILIDADE PARA TRABALHAR EM EQUIPE O empreendedor terá que lidar com um grupo de pessoas que estarão ao seu lado, deverá transmitir autoridade, sem ser autoritário. SABER BUSCAR, UTILIZAR E CONTROLAR RECURSOS O empreendedor deverá saber como obter os recursos, como utilizá-los para evitar desperdícios e como investir estes recursos para obter lucros. INFORMAÇÃO Procurar estar sempre atualizado em termos de conhecimentos técnicos, gerenciais, financeiros e legais. Manter-se muito bem atualizado em seu ramo de atividade para poder aproveitar as oportunidades que surgem ou mesmo criar novas oportunidades.

13 CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS AO EMPREENDEDOR É uma compreensão muito mais ampla que inclui todas as técnicas e informações que o empreendedor deve dominar, sendo fundamentais para o bom desempenho de seu negócio. É adquirido por meio do estudo individual, de cursos e de conversas com pessoas do ramo.  Conhecimento do produto e seu processo de produção.  Conhecimento do tipo de serviço e o modo de prestar esse serviço ao cliente.  Conhecimento dos aspectos administrativos e organizacionais do empreendimento.  Conhecimentos para entender e interpretar a realidade  Conhecimentos para lidar de modo adequado com as pessoas (fornecedores, funcionários ou clientes). CONHECIMENTO

14 HABILIDADES NECESSÁRIAS AO EMPREENDEDOR Diferentemente do conhecimento, são adquiridas através da experiência Conjunto de aptidões e capacidades que o empreendedor pode adquirir ou desenvolver durante a sua formação profissional.  Busca de oportunidades  Comunicação persuasiva  Facilidade em negociar  Busca de informações  Resolução de problemas  Uso da intuição  Relacionamento pessoal:  Senso inovador HABILIDADES

15  Imaginar como fazer o negócio funcionar.  Acreditar que pode fazer.  Ser criativo nas suas ações.  Estar insatisfeito com sua situação atual e tentar melhorar esta situação.  Assumir apenas os riscos necessários.  Ser rápido para perceber quando erra e corrigir os erros.  Não desperdiçar as oportunidades.  Aproveitar o potencial da equipe de colaboradores.  Ter orgulho de suas realizações e procurar novos desafios. (CIELO, 2009) PRINCIPAIS FATORES DE SUCESSO PARA O EMPREENDEDOR

16 3. PROCESSO EMPREENDEDOR INFLUENCIADO POR FATORES AMBIENTAIS E SOCIAIS + APTIDÕES DO EMPREENDEDOR DORNELAS, 2001.

17 FASES DO PROCESSO EMPREENDEDOR

18 4. O EMPREENDEDOR E A ECONOMIA DE MERCADO Agentes de mudança e crescimento numa economia de mercado. EMPREENDEDORES EMPREENDEDORISMO Benéfico para a vida econômica e social de países e regiões TEORIA DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - SCHUMPETER Os empreendedores são a força motriz do crescimento econômico, ao introduzir no mercado inovações que tornam obsoletos os produtos e as tecnologias existentes.

19 EMPREENDEDORISMO E DESEMPENHO ECONÔMICO

20 MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL As micro e pequenas empresas são um dos principais pilares de sustentação da economia brasileira  Representam 25% do Produto Interno Bruto (PIB)  Geram 14 milhões de empregos - 60% do emprego formal no país  Constituem 99% dos 6 milhões de estabelecimentos formais existentes  Respondem por 99,8% das empresas que são criadas a cada ano (SEBRAE)

21 5. A CRIAÇÃO DE UMA NOVA EMPRESA · Para que essa empresa deve existir? · Qual será sua particularidade? · Em que aspecto ela é única? · Será competitiva? · Quais os seus clientes? · Em que sua existência modificará as coisas? · A empresa será local, regional ou nacional?

22 METAS VARIÁVEIS  Especificidade  objetivo muito bem definido  Mensurabilidade  a deve ser quantificável, tornando-se objetiva, palpável.  Exeqüibilidade  uma meta tem que ser alcançável, possível, viável.  relevância  a meta tem que ser importante, significativa, desafiadora.  Tempo  muitas metas são bem definidas, mensuráveis, possíveis e importantes, mas não estão definidas num horizonte de tempo.

23 CONSTITUIÇÃO DA EMPRESA 1.Escolha da forma jurídica 2.Escolha do nome identificativo da sociedade. Pedido do certificado de admissibilidade da firma 3.Cartão de identificação de pessoa coletiva ou empresário individual 4.Elaboração dos estatutos da sociedade 5.Depósito no montante do capital social 6.Escritura pública de constituição da sociedade 7.Publicação da escritura pública, no diário da república e num jornal da localidade da sede da sociedade ou num outro de grande difusão local 8.Inscrição no Registro Nacional de pessoas coletivas 9.Declaração do inicio de atividade 10.Registro comercial 11.Inscrição na segurança social 12.Comunicação ao Instituto para o Desenvolvimento e Inspção das condições de trabalho (IDICT) 13.Licenciamento

24 CONSTITUIÇÃO DA EMPRESA – PROCEDIMENTOS LEGAIS 1. Sociedade em nome coletivo; 2. Sociedade em Comandita Simples; 3. Sociedade em Comandita por Ações; 4. Sociedade Anônima; e 5. Sociedade Limitada. 1º Passo – A escolha do tipo societário2º Passo - O nome da empresa 1.Fotocópia do IPTU do imóvel onde será a sede da empresa; 2.Contrato de locação registrado em cartório (se o imóvel for alugado), ou declaração do proprietário (quando o imóvel for cedido); 3.Fotocópia autenticada do RG e CPF/MF dos sócios; 4. Fotocópia autenticada do comprovante de endereço dos sócios; e 5.Verificar as exigências do Conselho Regional quanto à elaboração do Contrato Social, especialmente sobre a formação societária e responsabilidades técnicas. 3º Passo – Providenciar documentos 1.denominação social 2.firma.

25 CONSTITUIÇÃO DA EMPRESA – PROCEDIMENTOS LEGAIS Elaborar e apresentar o contrato social da empresa na Junta Comercial. 4º Passo – Contrato Social 5º Passo – Órgãos de Registro 1. Registro na Junta Comercial 2. Receita Federal (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ) 3. Secretaria da Fazenda do Estado 4. Inscrição Municipal

26 6. PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócio é o melhor instrumento para traçar um retrato fiel do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor. A elaboração de um Plano de negócios é uma etapa fundamental. Documento com o objetivo de estruturar as principais idéias e opções que o empreendedor analisará para decidir quanto à viabilidade da empresa a ser criada. Utilidade na busca de recursos mas, principalmente, como forma de sistematizar as idéias e planejar de forma mais eficiente o negócio. Um plano de negócios bem feito aumentará muito suas chances de sucesso.

27 FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS PLANEJAMENTO ORGANIZAÇÃO DIREÇÃO CONTROLE  diagnosticar e analisar situações atuais,  estabelecer resultados (objetivos e metas),  delinear estratégias, leis e normas que servem como sustentação a este procedimento administrativo. PLANEJAMENTO  Processo que objetiva a produção de resultados futuros desejáveis, os quais não ocorrerão a menos que se pratique uma ação.  Trata-se de tomar decisões, escolhendo uma dentre diversas alternativas, antecipando- se aos acontecimentos.

28 Orienta a capacidade de ordenação, estruturação e apresentação de um sistema, projeto e de recursos alocados, visando alcançar os objetivos estabelecidos. ORGANIZAÇÃO Cuida da capacidade e habilidade de supervisionar e orientar os recursos, alocados nas atividades das empresas, visando o processo decisório direcionado ao alcance dos objetivos estabelecidos. DIREÇÃO Procura medir e avaliar o desempenho corporativo e os resultados das ações e estratégias, com a finalidade de realimentar com informações os tomadores de decisões. CONTROLE

29 ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIOS Sumário executivo A empresa Plano de marketing Plano financeiro

30 SUMÁRIO EXECUTIVO  Sintetiza os principais pontos, apresentando os cenários, a empresa e o negócio.  Permite que, rapidamente, se possa entender, avaliar e acompanhar o planejamento administrativo e financeiro da empresa, seus produtos, serviços e o mercado.

31 A EMPRESA - Informações para a atual estrutura de negócios e inclui: 1.a missão, 2.os objetivos, 3.estrutura organizacional e legal, 4.responsabilidades da equipe dirigente, 5.plano de operações e 6.parcerias. PLANO DE MARKETING - principais enfoques relacionados ao mercado pretendido pela empresa (setor, clientela, concorrência e fornecedores) e as estratégias de marketing (produtos e serviços, preços, distribuição, promoção e publicidade, serviços ao cliente, relacionamento com os clientes) para otimizar o desempenho organizacional. PLANO FINANCEIRO - principal fonte de referência e controle da saúde financeira do negócio. É utilizado para conduzir as atividades dentro do planejamento, corrigir distorções, adaptar-se às mudanças e projetar novos investimentos com base em um nível de crescimento. É também um documento para divulgar a empresa e buscar parceiros, investidores e captar capital.

32 7. ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS Os objetivos de um Plano de Negócios devem ser:  ESPECÍFICOS  CONCRETOS  MENSURÁVEIS PLANO CLARO E CONCISO

33

34 1.Breve resumo da organização da empresa 2.História e status atual da empresa 3.Descrição dos aspectos chaves que tornam o empreendimento único 4.Descrição da equipe de gestão 5.Organograma do Empreendimento 6.Descrição da estrutura legal da empresa 7.Descrição da localização e infra-estrutura disponíveis 8.Descrição dos registros fiscais, gerenciais, patentes e marcas da atual empresa 9.Descrição dos aspectos relacionados a segurança das informações ou de mercadorias 10.Descrição dos serviços fornecidos por terceiros - assessoria jurídica, manutenção preventiva, escritórios de engenharia, etc DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO

35 1.A descrição do público alvo (características) 2.A segmentação do mercado conforme seu público alvo 3.A abrangência do mercado pretendido (regional, municipal, estadual, nacional, internacional) 4.A mensuração do mesmo em mercado total, potencial e pretendido 5.Comprovações da existência do mercado no nível descrito (explicação do raciocínio e fontes) 6.Níveis de crescimento do mercado e tendências 7.Barreiras de entrada e de saída 8.Análise do setor 9.Análise da cadeia do setor 10.Avanços tecnológicos recentes 11.Regulamentações governamentais e tendências futuras ANÁLISE DE MERCADO

36 A análise dos consumidores  Taxa de compra por cliente, perfil do tomador de decisões, evidenciar se o comportamento do consumidor está alinhado com o descrito no projeto Análise da concorrência  Quem são, quantos são, perfil posicionamento (como se apresentam, espaço que pretendem ocupar), participação de mercado, prováveis ações futuras, nível tecnológico, nível de RH, preços praticados/preço de produtos similares Análise de fornecedores  Quem são, quantos são, política de fornecimento, política de qualidade, preços praticados, possibilidades de parcerias, desenvolvimento futuro, plano de contingências

37 1.Recursos (investimentos) necessários para o projeto (usos e fontes dos recursos) 2.Previsão de receita para 3.Previsão de custos variáveis para a receita estimada 4.Previsão de custos fixos para a estrutura necessária para produção ou prestação dos serviços 5.Quantificação dos recursos humanos e seus custos 6.Demonstrativo de resultados (Receitas – custos variáveis – custos fixos = resultado) 7.Análise de Resultado (Lucratividade, Rentabilidade, Pay-back, Ponto de Equilíbrio, Valor Atual Líquido, Taxa Interna de Retorno) 8.Índices Financeiros – custo/m2, custo/posto de trabalho gerado, etc 9.Indicadores a serem utilizados para monitoramento ANÁLISE FINANCEIRA

38 1. Produto marca, qualidade, design, serviços, embalagens, garantias, pós-venda, posicionamento em relação à concorrência) PLANO DE MARKETING 2. Preço nível de preço, descontos, margens, financiamentos 3. Ponto canais de distribuição, logística, localização – como diferencial de marketing 4 Promoção como será a divulgação da empresa junto ao seu público alvo, propaganda – veículos apropriados, promoções de vendas, marketing direto, relações públicas, imagem da empresa e dos produtos)

39 Principal ferramenta para empreendedores no financiamento de projetos 8. TRANSFORMANDO O PLANO EM REALIDADE PLANO DE NEGÓCIOS Se não sabemos onde queremos chegar, será difícil decidirmos quem são os parceiros mais adequados e que métodos de captação serão mais eficientes,. Relacionar os custos envolvidos para abertura e manutenção de um empreendimento está dentre os principais desafios na confecção de um plano de negócios


Carregar ppt "EMPREENDEDORISMO. EMPREENDEDORISMO  estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação e execução de um projeto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google