A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Promovendo a qualidade na ESE Bianor Valente, Carlos Pires, Cristina Loureiro, Nuno Melo, Ana Caseiro Alexandra Barros, Ana Cartaxo 11 dezembro 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Promovendo a qualidade na ESE Bianor Valente, Carlos Pires, Cristina Loureiro, Nuno Melo, Ana Caseiro Alexandra Barros, Ana Cartaxo 11 dezembro 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Promovendo a qualidade na ESE Bianor Valente, Carlos Pires, Cristina Loureiro, Nuno Melo, Ana Caseiro Alexandra Barros, Ana Cartaxo 11 dezembro 2013

2 Promovendo a qualidade na ESE 1. Apresentação 2. GGQ-ESE 3. Resultados 4. Melhoria

3 GGQ-ESELx Apresentação Melhoria Resultados — Clarificar o conhecimento do Sistema de Garantia da Qualidade do IPL e reforçar o envolvimento dos professores para a implementação deste sistema. — Sensibilizar os professores para o seu papel junto dos alunos no que respeita à implementação deste sistema. — Apresentar o relatório de aplicação dos questionários relativo a — Apresentar alguns dados resultantes do trabalho de melhoria do sistema que o GGQ está a realizar.

4 GGQ-ESELx Apresentação Melhoria Resultados Lei 38/2007 – novo sistema de avaliação das instituições e dos ciclos de estudo a) Proporcionar a melhoria da qualidade das IES; b) Prestar informação fundamentada à sociedade sobre o desempenho das instituições de ensino superior; c) Desenvolver uma cultura institucional interna de garantia de qualidade. Decreto Lei 369/2007 – criação do organismo destinado à coordenação do novo sistema de avaliação (A3ES) “exigência de concretização, pelas instituições de ensino superior, de sistemas próprios de garantia da qualidade, passíveis de certificação”

5 Departamento de Gestão da Qualidade (DGQ-IPL) Gabinete de Gestão da Qualidade do IPL (GGQ-IPL) Conselho de Gestão da Qualidade do IPL (CGQ-IPL) Gabinete de Gestão da Qualidade das UO (GGQ-UO) Gabinete de Gestão da Qualidade da ESELx Sistema Interno da Garantia da Qualidade do IPL Apresentação GGQ-ESELx Melhoria Resultados

6 Sistema Interno da Garantia da Qualidade do IPL Gabinete de Gestão da Qualidade da ESELx Órgão consultivo Órgão executivo Presidente da ESE 4 docentes Ana Caseiro, Bianor Valente, Carlos Pires, Nuno Melo 2 funcionários Alexandra Barros, Ana Cartaxo Presidente da ESE Presidente do CR, CTC e CP Diretora de serviços 2 representantes dos alunos 1 parceiro externo Apresentação GGQ-ESELx Melhoria Resultados

7 Avaliação Interna (IPL) Avaliação Interna (ESE) Avaliação Externa (A3Es) Processo de Acreditação de todos os Cursos (16) Avaliação do curso de ASC Avaliação dos 4 cursos de Educação 1º Relatório Criação do GGQ-ESE 1º Regulamento ESE Aplicação on-line de Questionários 1º Relatório Global Melhoria do SIGQ-ESE Avaliação de 2 Licenciaturas 7 Mestrados Avaliação de 1 Mestrados Acreditação do SIGQ-IPL Melhoria do SIGQ-IPL 1º Regulamento IPL Visitas às UOs Criação do GGQ-IPL

8 Avaliação Interna (IPL) Avaliação Interna (ESE) Avaliação Externa (A3Es) Processo de Acreditação de todos os Cursos(16) Avaliação do curso de ASC Avaliação dos 4 cursos de Educação 1º Relatório Criação do GGQ-ESE 1º Regulamento ESE Aplicação on-line de Questionário s 1º Relatório Global Melhoria do SIGQ-ESE Avaliação de 2 Licenciaturas 7 Mestrados Avaliação de 1 Mestrados Acreditação do SIGQ-IPL Melhoria do SIGQ-IPL 1º Regulamento IPL Visitas às UOs Criação do GGQ-IPL

9 Relatório de aplicação dos questionários relativo a Apresentação Resultados Melhoria GGQ-ESELx Relatório global relativo a A investigação — CTC Os cursos — CP A relação com a comunidade Internacionalização Funcionamento Avaliação individual enviada aos professores em Outubro 2013 Avaliação dos cursos e das UCs

10 Estudo de natureza qualitativa que visa: - Caracterizar a experiência dos estudantes na avaliação da ESELx - Contribuir para a melhoria dos questionários (Ucs e docentes) que se pretendem conceptual e empiricamente mais consistentes Objetivos Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

11 - Focus group (guião semi-estruturado): - Avaliação global da experiência dos estudantes - Análise do questionário sobre as Ucs - Análise do questionário sobre os docentes - Sete delegados de turma da Licenciatura em Educação Básica e do Mestrado em Educação Pré-escolar - Análise de conteúdo (Nvivo) Recolha de dados | Participantes Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

12 Na perspetiva dos estudantes o seu envolvimento na avaliação ocorre durante: -o preenchimento dos questionários sobre o grau de satisfação dos estudantes relativamente às Ucs e docentes; - as reuniões com a coordenação de curso; - o balanço final da Uc com o docente que a leciona. Envolvimento dos estudantes na avaliação Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

13 Ausência de divulgação dos resultados da avaliação “teríamos mais interesse em responder algo se depois soubéssemos quando é que ia ser divulgado e tínhamos interesse de ir ver para saber se também estava de acordo com com aquilo que pensávamos e tudo o mais, se calhar essa divulgação ia ajudar um bocadinho” (P3, LEB) “nós nunca tivemos acesso a nenhuma avaliação, nós estamos a avaliar o professor e queremos saber se foi só a minha opinião, se é só a minha turma, e se é a nível geral porque é que não é feito nada para ser modificado, essa divulgação nunca chegou” (P5, MEPE) Envolvimento dos estudantes na avaliação Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

14 - Alterações ao nível do curso “pelos menos as alterações todas que foram feitas ao plano de estudos, quem esteve nas reuniões todas, percebia que foram feitas essas alterações porque outros alunos falaram” (P5, MEPE) “antes nós fizemos o estágio mesmo no fim, havia trabalhos durante o estágio, no 3º ano da licenciatura nós já não passámos por isso” (P5, MEPE) - As alterações são mais visíveis quando a avaliação é reportada à coordenação de curso ou diretamente ao professor da UC Impacto da avaliação Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

15 - Reduzidas alterações relativamente ao comportamento de alguns professores “há professores que durante todos os anos as queixas são as mesmas e nós não entendemos como é que isso é possível e, lá está” (P4, LEB) Impacto da avaliação Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

16 -Carga horária presencial da Uc - Relação entre o nº total de ECTS e o nº de horas de trabalho exigido pela Uc -Dimensão da turma para esta Uc -Ligação com outras Ucs do curso -Qualidade e interesse da matéria lecionada - Qualidade do material de apoio - Coordenação entre a componente T/P/L MS S Ind Ins MI Ns/Na    Itens pouco informativos ao nível da interpretação dos resultados “posso dizer que estou muito insatisfeito com a carga presencial mas depois ninguém vai saber se eu estou insatisfeita pois é muita ou pouca” (P3, LEB) Questionário da Uc

17 -Carga horária presencial da Uc - Relação entre o nº total de ECTS e o nº de horas de trabalho exigido pela Uc -Dimensão da turma para esta Uc -Ligação com outras Ucs do curso -Qualidade e interesse da matéria lecionada - Qualidade do material de apoio - Coordenação entre a componente T/P/L MS S Ind Ins MI Ns/Na    Dificuldades em compreender o conceito de ECTS “ou altera-se a pergunta (…) ou a ESE tem que tentar fazer uma sensibilização maior aos alunos sobre o que é que é isto dos créditos, nós chegamos à faculdade e passamos a ter créditos mas na verdade não percebemos” (P3, LEB) Questionário da Uc

18 -Carga horária presencial da Uc - Relação entre o nº total de ECTS e o nº de horas de trabalho exigido pela Uc -Dimensão da turma para esta Uc -Ligação com outras Ucs do curso -Qualidade e interesse da matéria lecionada - Qualidade do material de apoio - Coordenação entre a componente T/P/L MS S Ind Ins MI Ns/Na    Pouca “utilidade” dos ECTS “de que é que nos serve estar a avaliar, se fosse por créditos, porque a média não foi avaliada por créditos, no final” (P1, LEB) Questionário da Uc

19 -Carga horária presencial da Uc - Relação entre o nº total de ECTS e o nº de horas de trabalho exigido pela Uc -Dimensão da turma para esta Uc -Ligação com outras Ucs do curso -Qualidade e interesse da matéria lecionada - Qualidade do material de apoio - Coordenação entre a componente T/P/L MS S Ind Ins MI Ns/Na    Reduzido nº de Ucs abrangidas por este item “a parte prática e laboratorial é mais para as ciências” (P1, LEB) Questionário da Uc

20 -Carga horária presencial da Uc - Relação entre o nº total de ECTS e o nº de horas de trabalho exigido pela Uc -Dimensão da turma para esta Uc -Ligação com outras Ucs do curso -Qualidade e interesse da matéria lecionada - Qualidade do material de apoio - Coordenação entre a componente T/P/L - Métodos de avaliação da Uc MS S Ind Ins MI Ns/Na    Questionário da Uc

21 - Grau de exigência do docente - Assiduidade e pontualidade do docente - Capacidade do docente relacionar a Uc com os objetivos do curso - Explicitação das regras de avaliação - Clareza de exposição - Preparação científica manifestada - Disponibilidade e apoio do docente fora das aulas - Relação do docente com os seus alunos - Qualidade geral da atuação do docente MS S Ind Ins MI Ns/Na    Questionário docente Itens pouco informativos ao nível da interpretação

22 MS S Ind Ins MI Ns/Na    Questionário docente Desconhecimento dos objetivos do curso “a este nível eu gostava de referir que os objetivos do curso por vezes não são conhecidos pelos alunos e nem pelos professores” (P3, LEB) - Grau de exigência do docente - Assiduidade e pontualidade do docente - Capacidade do docente relacionar a Uc com os objetivos do curso - Explicitação das regras de avaliação - Clareza de exposição - Preparação científica manifestada - Disponibilidade e apoio do docente fora das aulas - Relação do docente com os seus alunos - Qualidade geral da atuação do docente

23 MS S Ind Ins MI Ns/Na    Questionário docente Dificuldade (revelada por alguns estudantes) em avaliar este item - Grau de exigência do docente - Assiduidade e pontualidade do docente - Capacidade do docente relacionar a Uc com os objetivos do curso - Explicitação das regras de avaliação - Clareza de exposição - Preparação científica manifestada - Disponibilidade e apoio do docente fora das aulas - Relação do docente com os seus alunos - Qualidade geral da atuação do docente

24 - Grau de exigência do docente - Assiduidade e pontualidade do docente - Capacidade do docente relacionar a Uc com os objetivos do curso - Explicitação das regras de avaliação - Clareza de exposição - Preparação científica manifestada - Disponibilidade e apoio do docente fora das aulas - Relação do docente com os seus alunos - Qualidade geral da atuação do docente -Estratégias e metodologias adotadas MS S Ind Ins MI Ns/Na    Questionário docente

25 Impacto da avaliação - Existem áreas onde o impacto da avaliação é mais reconhecido pelos estudantes (curso versus docentes) - As estratégias que se baseiam numa interação “face-a-face” são mais geradoras desse impacto Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

26 Envolvimento dos estudantes - Reduzido conhecimento quanto aos momentos e processos em que os estudantes se podem envolver na avaliação da instituição. - Forte associação entre o reduzido envolvimento dos estudantes e a fraca divulgação dos resultados da avaliação (em especial nos questionários). Divulgar de forma sistemática os resultados Fomentar uma cultura de avaliação através da sensibilização de docentes e estudantes sobre a importância e propósitos da avaliação (In)formar os estudantes sobre os momentos e processos de implementação da avaliação Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

27 Questionários - Pouca clarificação de alguns conceitos presentes nos itens - Limitação quanto à interpretação de alguns dados obtidos - Existem áreas relevantes que não são contempladas Complementar os questionários com formas alternativas de recolha de informação (quando se diagnosticam situações relevantes) Definir estratégias para informar os estudantes sobre os conceitos mais “problemáticos” Reformular os questionários Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

28 Obrigados Apresentação Melhoria Resultados GGQ-ESELx

29 Questionários já elaborados centralmente Questionários aplicados relativamente a Relatório relativo aos questionários elaborado na ESE e apresentado em CTC Aplicação de questionários relativos a (outubro 2010) 1ª Visita Externa da Comissão do IPL (3 dezembro 2010), relatório recebido em janeiro 2011 (apresentado em CTC) Relatório relativo aos questionários elaborado e apresentado em abril º Relatório de Avaliação da Comissão de Avaliação Externa do IPL, relativo a , apresentado em CTC Regulamento da Qualidade do IPL Nova Organização do GGQ-ESE Aplicação de questionários relativos a , ainda em papel Relatório relativo aos questionários elaborado e apresentado em janeiro 2013 Aplicação de questionários on-line Decisão de acreditação do SIGQ-IPL Relatório relativo aos questionários elaborado 1º Relatório da UO, conforme previsto no regulamento (CTC, CP, Diretor de Serviços e Presidente da UO) Apresentação do relatório relativo aos questionários (dezembro 2013) Processo de acreditação do SIGQ


Carregar ppt "Promovendo a qualidade na ESE Bianor Valente, Carlos Pires, Cristina Loureiro, Nuno Melo, Ana Caseiro Alexandra Barros, Ana Cartaxo 11 dezembro 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google