A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Liderança e Comunicação João Couto Departamento de economia e Gestão Universidade dos Açores Mestrado em Ambiente Saúde e Segurança.

Cópias: 1
Liderança e Comunicação João Couto Departamento de economia e Gestão Universidade dos Açores Mestrado em Gestão e Conservação da Natureza.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Liderança e Comunicação João Couto Departamento de economia e Gestão Universidade dos Açores Mestrado em Ambiente Saúde e Segurança."— Transcrição da apresentação:

1 Liderança e Comunicação João Couto Departamento de economia e Gestão Universidade dos Açores Mestrado em Ambiente Saúde e Segurança

2 Objectivos Conceito de Liderança e Gestão Descrever as aproximações à liderança Descrever os estilos de liderança Definição de Poder e Bases de Poder Aspectos da Negociação Política A comunicação nas Organizações

3 Definição de Liderança A liderança é um processo de influência não coerciva de direcção e coordenação de actividades dos membros do grupo na obtenção de objectivos. A liderança é ainda associada a um conjunto de características atribuídas às pessoas que exercem com sucesso esta influência.

4 A Importância da Liderança Na perspectiva da organização a liderança é vital na determinação do comportamento individual e de grupo.

5 Liderança vs. Gestão A liderança e a Gestão estão ligadas mas não são o mesmo. As organizações necessitam de Gestão e Liderança para serem eficazes.

6 Liderança vs. Gestão Criação de um agendaPlaneamento e OrçamentaçãoEstabelecer a Direcção DesenvolverOrganizar e RecrutarOrientar Pessoas a agenda Executar PlanosControlar e Resolver Motivar e Inspirar problemas ActividadeGestãoLiderança

7 Aproximações Iniciais à Liderança Abordagem Características Abordagem Comportamento Inicialmente considerava-se que os líderes tinham qualidades distintas. A partir de 1940 passou-se a considerar-se o processo de liderança.

8 Abordagem das Características Os investigadores centravam o estudo nas características que distinguem os líderes e em desenvolver métodos de medição de capacidades e selecção. Apesar de esta abordagem estar um pouco ultrapassada continuam a existir certas capacidades importantes, tal como motivação, empenhamento e integridade que são fundamentais para liderar.

9 Abordagem Comportamento O objectivo neste perspectiva é determinar que comportamentos estão associados a uma liderança eficaz. Destacam-se dois estudos Michigan e Ohio.

10 Estudos de Michigan Centrados TarefaCentrados no Trabalhador Tentativa de obter os resultados pela desempenho funcional. Tentativa de obter resultados através do desempenho no relacionamento do grupo. Este estudo sugere que o líder pode adoptar qualquer uma destas duas perspectivas mas não ambas.

11 Estudos de Ohio Consideração ConstanteEstrutura Inicial Envolve estar constantemente atento aos aspectos humanos dos subordinados. Envolve uma definição clara do relacionamento subordinado-líder. Estes dois aspectos não fazem parte de uma abordagem alternativa mas sim duas dimensões simultâneas de actuação.

12 Modelos de Liderança Criados inicialmente como um instrumentos de consultoria, avaliam o comportamento do líder de acordo com duas dimensões: preocupação com a produção e preocupação com as pessoas. Esta aproximação sugere que o estilo de liderança eficaz inclui ambas as preocupações.

13 Estilos de Liderança AutocráticaLiberalDemocrática Líder fixa directrizesLiberdade DecisãoDebate das Directrizes Líder define técnicasEscolha livre técnicasTécnicas definidas grupo Líder divide tarefasEscolha tarefasGrupo divide tarefas Líder controla desempenhoLíder comentaLíder membro grupo

14 Grelha de Black e Mouton 9 1,99, , ,19, Interesse pelos Resultados Interesse pelas Pessoas Desinteressado Autocrata Benemérito Perfil Ideal Gestor Equilibrado

15 Teoria da Contingência A teoria da contingência sugere que a eficácia da liderança depende da situação. De acordo com esta teoria temos que obter uma combinação entre a personalidade de líder e as exigências da situação.

16 Teoria da Contingência Relações Líder-Membro BoasMás Estrutura Tarefa Estruturada Posição de Poder Elevada Baixa Situação Favorável Desfavorável Comportamento Preocupação Preocupação Recomendado Pessoas Tarefa Não Estruturada

17 Teoria de Liderança Objectivos Esta teoria de liderança sugere que os lideres eficazes clarificam os caminhos que conduzem aos objectivos. Nesta perspectiva o líder afecta o desempenho dos subordinados pela orientação para os objectivos.

18 Liderança por Objectivos Nesta teoria temos quatro aspectos de liderança: direcção, realização, participação e suporte. O lideres são aconselhados a variar os seus comportamentos em resposta à situação, as características pessoais dos subordinados e do meio envolvente.

19 Liderança por Objectivos Comportamento do Líder Motivações dos subordinados Situação Directivo Suporte Participativo Orientado para os Resultados Características Pessoais dos Subordinados Locus de Controlo Percepção das Capacidades Características do Meio Envolvente Estrutura da Tarefa Sistema de Autoridade Dinâmica de Grupo

20 O Modelo de Hershey e Blanchard Este modelo estabelece um conjunto de estilos de liderança a adoptar em função dos diferentes níveis de maturidade da organização e dos funcionários

21 O Modelo de Hershey e Blanchard Estilo de Apoio Estilo Orientação Estilo Delegação Estilo Direcção Comportamento Directivo Comportamento de Apoio Alto Baixo Alto Baixo

22 O Modelo de Hershey e Blanchard Alta Competência Alta Competência Alta Competência Alta Competência Alguma Competência Alguma Competência Baixa Competência Baixa Competência Alto Empenhamento Alto Empenhamento Variável Empenhamento Variável Baixo Empenhamento Baixo Empenhamento Alto Empenhamento Alto Empenhamento D4 D3 D2 D1 Desenvolvido Em Desenvolvimento Níveis de Desenvolvimento

23 O Modelo de Hershey e Blanchard

24 Transaccional vs. Organizacional Liderança Transaccional –Conjunto de capacidades que envolvem a gestão de tarefas de rotina e repetitivas. Liderança Organizacional –Conjunto de capacidades que permitem reconhecer a necessidade de mudança, criação uma visão da organização e guiar a execução para uma mudança efectiva.

25 Liderança Carismática Carisma –Forma de atracção interpessoal que inspira suporte e aceitação. Liderança Carismática –Tipo de influência baseada no carisma pessoal do líder.

26 Liderança Carismática Criar uma Visão Motivadora Definir Expectativas Ambiciosas Modelizar Comportamentos Conscientes Visão Demonstrar Empenhamento Pessoal Expressar Confiança Pessoal Procurar o Sucesso Activação Expressa Suporte Pessoal Empatia Expressar Confiança nas Pessoas Suporte

27 Substitutos à Liderança –Características Individuais Habilidade, experiência, treino, conhecimento autonomia, independência e indiferença por recompensas organizacionais. –Características da Tarefa Alto nível de estruturação, controlo frequente e satisfação intrínseca. –Características Organizacionais Planos e objectivos, regras e procedimentos, grupos de trabalho coesos e estrutura de recompensas rígida.

28 Definição de Poder Poder é a habilidade de uma pessoa ou grupo de exercer controlo sobre outra pessoa ou grupo.

29 Bases de Poder Legitimidade e Poder Poder e Recompensas Poder Coercivo Especialistas Identificação

30 Poder Pessoal vs.Organizacional Poder Organizacional –O poder resulta da posição na organização que a pessoa ocupa independentemente de quem assume o cargo. –Assim a legitimidade, as recompensas e aspectos de coerção estão implícitos.

31 Poder Pessoal vs.Organizacional Poder Pessoal –O poder pessoal reside na pessoa independentemente da posição que possa ocupar na organização. –Desta forma as bases do poder pessoal resultam de conhecimentos especializados, de poder coercivo, e de identificação.

32 Poder Pessoal vs.Organizacional Poder Moderado Poder Forte Poder Reduzido Poder Moderado Posição de Poder Poder Pessoal elevado Baixo

33 A Utilização do Poder nas Organizações Fontes de InfluênciaTipos de Resultados EmpenhamentoCumprimentoResistência ProvávelPossívelPossível Identificação Provável PossívelPossível Especialista LegitimidadePossívelProvávelPossível Recompensas PossívelProvávelPossível CoercivoPouco Provável PossívelPossível

34 Negociação Política –Actividades que as pessoas realizam para adquirir e aumentar o seu poder de modo a obter as suas preferências em situações de incerteza ou discordância. –Podemos considerar que é um comportamento onde se pretende levar avante as ideias do indivíduo.

35 Gestão da Negociação Política A gestão destas situações está dependente: –Das razões da negociação política. –Das técnicas utilizadas na negociação política. –Das estratégias existentes para limitar os efeitos da negociação política.

36 Razões, Comportamentos e Consequências da Negociação Política Objectivos ambíguos Escassez de Recursos Tecnologia e Envolvente Decisões Não Programadas Mudança Organizacional Razões Controlo de Canais de Comunicação Utilização Especialistas Externos Envolvimento em Jogos Gestão Imagem Criação de Coligações Comportamento Ganho Pessoal em detrimento dos objectivos perseguidos Maximização da obtenção Recursos Ganhos Pessoais face à incerteza Tomada de Decisão Paroquial Resultados

37 Limitações à Negociação Política A limitação da Negociação Política envolve: –Comunicação Aberta –Redução da Incerteza –Conhecimento das técnicas de Negociação O simples facto de conhecer o funcionamento do processo de negociação política permite cortar ou limitar os seus efeitos.

38 Liderança e a Comunicação nas Organizações Obter Coordenação das Acções Obter Coordenação das Acções Expressar Sentimentos e Emoções Expressar Sentimentos e Emoções Partilha de Informação Partilha de Informação

39 O Processo de Comunicação Codificação Fonte Barulho de Fundo TransmissãoDescodificação Recepção e Resposta DescodificaçãoTransmissãoCodificação Envio Feedback Loop (Verificação)

40 Processo de Comunicação nas Organizações Estrutura Organizacional –Estabelece as relações de reporte das pessoas que fazem parte da organização. Comunicação Topo para a Base –Providência orientação aos trabalhadores. Comunicação Base para o Topo –Providência feedback à gestão.

41 Actores e Papéis na Comunicação Controlador –Possui uma posição estratégica na estrutura da organização que lhe permite controlar a informação Elemento de Ligação –Serve de ponte, facilitando os fluxos de comunicação e integrado diferentes grupos. Interface Exterior –Indivíduo que liga o ambiente interno da organização com o ambiente externo.

42 Gestão da Comunicação nas Organizações Fidelidade da Comunicação –O grau de correspondência entre a mensagem original e mensagem compreendida pelo receptor.

43 Problemas de Comunicação nas Organizações Origem do ProblemaTipo de Problema FonteFiltragem CodificaçãoFalta de Conhecimento Nomenclatura, Semântica Problemas de Medida FeedbackOmissão

44 Problemas de Comunicação nas Organizações Origem do ProblemaTipo de Problema Factores OrganizacionaisBarulho de Fundo Diferenças de Estatuto Pressões de Tempo Sobrecarga de Informação Estrutura de Comunicação

45 Factores para Melhorar a Comunicação Reduzir Barulho de Fundo Fomentar a Comunicação Informal Desenvolver um sistema de informação equilibrado.

46 Sumário A liderança é ao mesmo tempo um processo e um conjunto de características. O estilo de gestão deve ser flexível de modo a adequar-se a diferentes situações. O poder pode ser organizacional e pessoal em função das bases com que se exerce. A negociação política é um elemento a lidar por parte de quem exerce o poder.

47 Sumário A comunicação organizacional é um processo formal e informal. As dificuldades e problemas de comunicação devem ser uma preocupação do gestor.


Carregar ppt "Liderança e Comunicação João Couto Departamento de economia e Gestão Universidade dos Açores Mestrado em Ambiente Saúde e Segurança."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google