A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Negócios Internacionais Cap. 14 Estratégias Colaborativas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Negócios Internacionais Cap. 14 Estratégias Colaborativas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Negócios Internacionais Cap. 14 Estratégias Colaborativas

3 Introdução When one party is willing, the match is half made. Provérbio Americano

4 Objectivos Explicar as principais motivações que orientam os gestores na escolha das medidas colaborativas para o negócio internacional Definir os principais tipos de medidas colaborativas Descrever os factores que as empresas têm em consideração quanto entram em negociações com outras empresas Discutir o que faz com que as medidas colaborativas tenham sucesso ou falhem Discutir como as empresas conseguem diversificar as medidas colaborativas

5 Medidas Comparativas como Modos Operacionais de Negócio Internacional

6 Modos Operacionais para Mercados de Expansão Estrangeiros

7 Motivos para Medidas Colaborativas

8 Medidas Colaborativas Motivos Gerais Distribui e reduz custos Especialização nas competências Possibilita conhecimento de mercado Assegura as ligações verticais e horizontais Evita ou contrapõe a concorrência

9 Medidas Colaborativas Motivos Gerais

10 Medidas Colaborativas Motivos específicos das Empresas Ganha bens locais específicos Supera contrições legais Diversifica geograficamente Minimiza a exposição em ambientes de risco

11 Medidas Colaborativas Considerações Variáveis chave na determinação das medidas colaborativas apropriadas: Controlo Mais flexibilidade Mais receitas Mais competitividade Expansão prévia da empresa

12 Formas de Acordos Colaborativos

13 Licenciamento Licenciar: a empresa concede direitos de propriedade intangível a outra empresa a fim de usar uma área geográfica específica durante um determinado período: Patentes Formulas Designs Copyrights Trademarks Brand names Franchises Métodos/programas

14 Motivos para Licenciar Baixas expectativas de volume de vendas Tempo de oportunidade limitado O Produto é somente uma pequena parte do output total da empresa A empresa local pode ser capaz de produzir um produto mais barato A empresa local pode ter um tempo de arranque mais baixo

15 Licenciamento Formas de Pagamento Pagamento fixo; Pagamentos regulares variáveis em função das vendas realizadas; Pagamento inicial fixo único e posteriormente em pagamentos variáveis em função das vendas.

16 Licenciamento A empresa que internacionaliza não necessita de instalações físicas no país de destino: Investimento reduzido

17 Licenciamento Quando ocorre ? Empresas com conhecimentos tecnológicos avançados; Uma forte imagem de marca; Objectivo: atingir rentabilidade através de um investimento reduzido.

18 Determinantes da Compensação para a Licença Internacional de Tecnologia

19 Licenciamento Vantagens Obtenção de conhecimentos em regime quase exclusivo; Avaliação do risco antes do investimento; Custos reduzidos em investigação e desenvolvimento; Avanço rápido para a produção; Formação dos colaboradores antes da utilização da tecnologia; Necessidades de financiamento relativamente baixas

20 Licenciamento Desvantagens X Custos e tempo de pesquisa de tecnologias licenciáveis; X Tempo de negociação do contrato de licenciamento; X Risco de incompreensão da tecnologia licenciada. X Risco de inadequação da tecnologia ás necessidades da empresa; X Perda da licença no final do contrato.

21 Licenciamento Exemplos A Disney e a Pierre Cardin têm licenças em todo o mundo para a utilização dos seus vários produtos.

22 Franchising Forma especializada de licenciar um negócio completo, na qual uma empresa- o franchisador licencia alguns revendedores-franchisee para comercializar um produto ou serviço utilizando o nome, a marca registada, o know-how, independente o uso de propriedade intangível essencial ao negócio do franchising para dar apoio a áreas como a promoção e preparação.

23 Motivos para o Franchising Economias de escala Standardização Identificação alta através da promoção Processos de aprendizagem Controlo de custos efectivo

24 Franchising Formas de Pagamento Pagamentos de direitos de entrada; Comissão de vendas - pagamento de despesas de publicidade e gestão.

25 Problemas frequentes do Franchising Regulamentação Governamental; Dificuldade de controlo dos franchisados; Recrutamento de franchisados com qualidade; Formação de pessoal; Língua e barreiras culturais; Dificuldade de matérias-primas; Adaptação do package a franchisar.

26 Franchising Vantagens Valor da marca e do produto; Aconselhamento de Gestão; Obtenção de capital necessário para o desenvolvimento do negócio; Ajuda do franchisador para um maior empreendimento; Obtenção total do know-how.

27 Franchising Desvantagens X Dificuldade de controlo pelo franchisador; X Dificuldade em encontrar bons franchisados.

28 Franchising Exemplos A Refrige é o franchisado da Coca-Cola. A Gelgurte é o franchisado da Yoplait. Produção

29 Franchising Exemplos Distribuição

30 Franchising Exemplos Serviços

31 Franchising Exemplos Cadeias de Fast-food: O Hard Rock Café surge como um dos franchising mais caros do mundo. Produção Serviços Distribuição

32 Contratos de Gestão Contratos de gestão são meios pelos quais uma empresa pode transferir talentos de gestão para dar apoio a uma empresa estrangeira durante um determinado período de tempo,com uma propina já estabelecida

33 Contratos de Gestão Investidor assegura a construção e equipamento de um bem económico; A empresa prestadora de serviços não entra no capital da empresa contratante; Gestão de um bem pela empresa contratada Rentabilizar os capitais investidos a curto prazo

34 Contratos de Gestão Formas de Pagamento Remuneração fixa; Remuneração Variável em função das vendas.

35 Contratos de Gestão Exemplo Grupo Pestana, explora várias unidades hoteleiras e afins Grupo Amorim em joint-venture com o Grupo francês Accor explora hotéis em Cuba

36 Operações Turnkey (Contratos Chave-na-mão) Medidas nas quais uma empresa contrata outra para construir um edifício completo, com infra- estruturas prontas a usar Tipicamente grandes contratos Tipicamente projectos de construção Requer contactos de topo no estrangeiro Motivações Perícia Exportar finanças Qualidade de Gestão e Tecnológica Operadores Turnkey: especialistas em trabalhar, frequentemente, em áreas remotas

37 Joint-venture Sociedade conjunta ou sociedade em co- propriedade originam uma nova organização distinta. Têm influência na gestão, mas não domina completamente o negócio; Fortes laços de relacionamento. (Exploração Comum)

38 Joint-Ventures Tipo de propriedade popular partilhada entre empresas internacionais Duas empresas de um mesmo país entram num mercado estrangeiro Empresa estrangeira juntando-se a uma empresa local Empresa privada e governo local formam uma exploração comum

39 Joint-venture Políticos; Dificuldade de penetração em mercados difíceis; Aumento de economias de escala ao nível da produção, pesquisa e distribuição; Acesso à mão-de-obra barata; Proximidade aos factores produtivos. Motivos para a sua constituição:

40 Partilha do investimento, custos e riscos; Redução do risco político; Aceleração do desenvolvimento da tecnologia; Maior participação na gestão e envolvimento nas operações internacionais; Melhor aproveitamento do potencial de mercado; Conhecimento dos mercados locais; Maior e melhor experiência a nível de marketing internacional. Joint-venture Vantagens

41 X Aumento de investimento em capital e tempo de gestão; X Aumento do risco; X Conflitos entre parceiros; X Perda do controlo sobre as operações; X Menor flexibilidade e confidencialidade; X Nula exclusividade da tecnologia; X Possível cedência de conhecimentos ou quebra dos standards de qualidade habituais da marca. Joint-venture Desvantagens

42 Joint-venture Exemplos Ford e Volkswagen instalaram em Portugal a Autoeuropa

43 Alianças Estratégicas Relações contratuais, frequentemente entre concorrentes de um mesmo país e/ou entre concorrentes de diferentes países; Origem no aparecimento de um novo produto; Forma de expansão internacional mais utilizada. Objectivo: necessidade de entrar e ganhar quota de mercado;

44 Alianças Estratégicas Porque motivo uma empresa quererá ajudar um seu concorrente a entrar no seu mercado? Obtenção de um novo produto Complemento da oferta

45 Alianças Estratégicas Vantagens/ Desvantagens Evita-se eventuais esgotamentos financeiros e económicos; Áreas vantajosas X Culturas empresariais diferentes podem originar problemas; X Comportamentos monopolísticos

46 Alianças Estratégicas Exemplos Sonae tem uma aliança com o grupo Nicolau Sousa Lima na implementação do centro comercial Parque Atlântico e hipermercado Modelo Renault e a Mafra através de uma aliança desenvolveram a Renault Espace

47 Complexidade de Controlo

48 Provisões Contratuais Terminar o acordo se as partes não aderirem às directrizes Métodos para testar a qualidade Limitações geográficas no uso dos bens Que empresa gere quais partes da operação Quais serão os compromissos de cada empresa Com é que cada empresa compra, vende, ou usa bens intangíveis que provêm de medidas colaborativas

49 Dissolução de Explorações Comuns

50 Problemas das Medidas Colaborativas Importância Colaborativa para os parceiros Objectivos divergentes Problemas de Controlo Contribuições e Apropriações dos parceiros (o elo mais fraco) Diferenças culturais

51 Gerir Acordos Estrangeiros Dinâmica das medidas colaborativas Arranjar parceiros compatíveis Processo de Negociação Provisões Contratuais Desempenho

52 Conclusão As diferentes opções distinguem-se pela quantidade de recursos disponibilizados e pela proporção destes implantados no estrangeiro. A empresa deve optar pela forma colaborativa que melhor corresponde aos seus objectivos estratégicos Não há uma forma ideal de acesso aos mercados

53 Bibliografia Viana, C., e Hortinha, J. (2002), Marketing Internacional 2ª Edição, Lisboa, Edições Sílabo. Daniels,John D.; Raderaugh, Lee H. e Sullivan, D. (2004) International Business: Environments and Operations,10ª Edição, Pearson Education, Inc. New Jersey.

54 FIM


Carregar ppt "Negócios Internacionais Cap. 14 Estratégias Colaborativas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google