A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unidades participantes: Escola Marista Champagnat de Contagem Escola Marista Champagnat de Iguatu Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unidades participantes: Escola Marista Champagnat de Contagem Escola Marista Champagnat de Iguatu Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha."— Transcrição da apresentação:

1

2 Unidades participantes: Escola Marista Champagnat de Contagem Escola Marista Champagnat de Iguatu Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha

3 Eixo desenvolvido Direitos Humanos e Educação: Justiça Social, Inclusão, Diversidade e Cultura de Paz nas instituições Educativas

4 Escola Marista Champagnat de Contagem Contagem - MG

5 Contextualização A Escola Marista Champagnat de Contagem é uma Unidade Social da UBEE – União Brasileira de Educação e Ensino, localizada no município de Contagem/MG. É fruto de uma experiência pioneira em Contagem no âmbito de parceria público-privada. A Prefeitura Municipal cedeu o espaço físico da então Escola Municipal Maria Olinta para a implantação da Escola Marista. Foram elementos decisivos para a efetivação do acordo o compromisso Marista no atendimento gratuito e de qualidade das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

6 Metodologia A metodologia e o desenvolvimento das atividades foram construídos em diálogo com os jovens participantes; Critério de escolha de participação. Educandos do ensino médio. Escolha aleatória de 15 educandos do ensino médio e o desejo de participação destes convidados; garantia da diversidade(étnica, gênero e tribos). Dinâmicas de apresentação Roda de conversa Debate entre os jovens; Proposições

7 Registro Fotografias Vídeos Cartazes Poesia Tá lá sossegada na dela Tá vendo é fútil tanta confusão Tá vivendo progredindo, enquanto isso O menino na rua A rua no menino A rua com seu asfalto negro Traz medo à população Novidade Pintando de branco À luz agora circula, A vida progride e agora sim! O menino na rua e a rua no menino!

8 Propostas Continuidade do grupo de discussão da conferencia livre na escola. Reflexão acerca da necessidade de conhecer para compreender a criança, o jovem e o adolescente e assim construir os processos educativos; Fomentar o diálogo entre educadores e educandos fora dos espaços de sala de aula. Propor seminários – debates na escola onde todos pudessem se posicionar(educandos e educadores). Apresentar as reflexões à todos os educandos pelo grupo participante; Propor ações de reflexão com todos os educandos sobre os temas propostos. Construir o Projeto Incluir: proposta de conversar e pensar junto com toda a comunidade educativa para que haja respeito às diferenças e recomeço nas relações. Levar as discussões, e o vídeo de registro à todos os educadores da escola.

9 Assista o vídeo cristina-de-morais-palheiros-landim/videos/video/4692-mini- conae-escola-marista-champagnat-de-contagem-mg em

10

11

12

13

14

15

16 Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha – Vila Velha/ES

17 A Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha é uma Unidade Social da UBEE – União Brasileira de Educação e Ensino, localizada no município de Vila Velha na periferia da grande Terra Vermelha. Região de extrema situaçãode vulnerabilidade social. Os jovens são convidados todos os dias a fazerem parte do mundo do crime e das drogas. A Mitra Diocesana cedeu o espaço físico para a implantação da Escola Marista. Foram elementos decisivos para a efetivação do acordo o compromisso Marista no atendimento gratuito e de qualidade das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

18 Assista o vídeo cristina-de-morais-palheiros-landim/videos/video/4691- miniconferencia-conae-escola-marista-champagnat-de-terra- vermelha em

19 Escola Marista Champagnat de Iguatu – Iguatu/CE

20 A Escola Marista Champagnat de Iguatu é uma Unidade Social da UNBEC, localizada no bairro João Paulo II, município de Iguatu/CE. Nos primeiros anos da presença Marista na comunidade, os Irmãos criaram uma escolinha em uma casa alugada. Mais tarde construíram uma sede em terreno doado pela comunidade. Entre os anos de 2000 a 2004 foram sendo tecidas parcerias que possibilitaram a organização do espaço, a ampliação e qualificação do atendimento. Até o ano de 2010 o Centro Social funcionou em parceria com a Prefeitura Municipal de Iguatu. De forma articulada com a Educação Infantil a Unidade reestruturou o atendimento anteriormente oferecido aos adolescentes de modo a não interrompê-lo na integra. A proposta pedagógica consiste no atendimento da Educação Infantil s em Tempo Integrado.

21 OBJETIVO GERAL: Articular e promover ações que garantam a participação de crianças da educação infantil nas discussões e debates, referente a CONAE OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Proporcionar as crianças o conhecimento sobre a CONAE 2014, bem como garantir sua participação; Criar espaços de debates com crianças a cerca do EIXO II: Direitos Humanos e Educação: Justiça Social, inclusão, diversidade e cultura de paz nas instituições educativas. Potencializar a divulgação e mobilização para as conferências livres, garantindo um bom número de participantes; Fornecer subsídios, para que os debates atendam aos objetivos da proposta de uma politica nacional de uma educação com qualidade.

22 AÇÕES METOLÓGICAS Roda de conversa com as crianças e adolescentes sobre o que eles entendem sobre direito e deveres e sobre a diversidade. Seminário e estudos de grupo com os educadores da escola. Vídeos educativos sobre o assunto. Debates com os representantes dos conselhos. Oficinas de artes e cultura para adolescentes e comunidade. Amostra cultural dos talentos da comunidade e das crianças da escola. Fóruns temáticos, com espaço de debates aproximando as práticas de vivências cotidianas. Cobertura do evento pelas emissoras de rádio da cidade tornando público as ações desenvolvidas. PRODUTO FINAL Será feito registros através de relatórios, fotos, vídeos, debates com as vivências da conferência, apresentando sugestões a CONAE 2014.

23 PRODUÇÕES DAS CRIANÇAS Aluno: José Vitor Rocha – 5 anos Depoimento: Quero respeito para todo mundo

24 PRODUÇÕES DAS CRIANÇAS Aluno: Maria Meiriane Almeida Depoimento: Uma escola que as pessoas ajudem as outras, que tenha comida para crescer, que respeite e cuide bem.

25 PRODUÇÃO DOS EDUCADORES Garantir formação continuada aos professores, com condições de tempo para busca de conhecimento, para a realização de um trabalho de qualidade com a diversidade na escola e principalmente em sala de aula. Garantir profissionais e ou convênios com área da saúde para as unidades Escolares publicas para atender toda a clientela Escolar, e em especial as com deficiência onde a responsabilidade devem ser entre a União, Distrito Federal, Estados e Municípios. Garantir tempo integrado nas escolas de ensino público, onde todas as crianças e adolescentes possam aprender e vivenciar projetos voltados para a cultura, lazer e educação. Políticas que favoreçam a sociedade o conhecimento dos movimentos em respeito à diversidade, buscando a transformação e quebra de paradigmas discrimatórias. Defender nas políticas da educação o projeto dos 10º/º do PIB para a educação. Garantir a construção de um modelo societário diferenciado e mais qualificado, potencializando a criticidade e a capacidade de atuação dos educandos na defesa dos seus direitos, sugerimos que todas as instituições brasileiras adotem a proposta de Educação popular inspirada no teórico Paulo Freire. Fazer valer a lei que garante a implantação em todas as instituições de ensino o Plano de cargos e carreira dos profissionais da educação.


Carregar ppt "Unidades participantes: Escola Marista Champagnat de Contagem Escola Marista Champagnat de Iguatu Escola Marista Champagnat de Terra Vermelha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google