A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os Jovens no Mundo Os Jovens e o Álcool Carina Vidal nº 12 Aissatu Seide nº 25.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os Jovens no Mundo Os Jovens e o Álcool Carina Vidal nº 12 Aissatu Seide nº 25."— Transcrição da apresentação:

1 Os Jovens no Mundo Os Jovens e o Álcool Carina Vidal nº 12 Aissatu Seide nº 25

2 O que é o álcool? O que é o alcoolismo?

3 A origem do Álcool O álcool, que deve ser tão antigo quanto a própria humanidade pois é consumido pelo homem desde sempre. Os primeiros indícios sobre o consumo desta bebida datam de 6000 a.C. Na mitologia considerava-se uma substância divina O processo de destilação foi introduzido pelos árabes Foi considerado um desinfectante

4 Tipo I Ocorre tanto em homens como em mulheres. Requer influências genéticas e ambientais. Tem um início tardio na vida. Este tipo apresenta uma maior possibilidade de recuperação. Tipo II Ocorre principalmente em homens. Tem uma origem predominantemente genética. Começa na adolescência ou no início da idade adulta. Está intimamente associado a um comportamento criminoso. Este tipo apresenta uma menor possibilidade de recuperação.

5 Porque é que o álcool é uma doença … …Física? Porque o indivíduo tem uma má alimentação; má nutrição ; é pobre em vitaminas ; sofre de desidratação, tremuras e cefaleias. …Psíquica? A pessoa é dependente do álcool para aceitar a realidade; foge às responsabilidades ;sofre de angústia agressividade,... Social? Apresenta negligência perante a família; divórcio ;desemprego; problemas financeiros e agressividade … Moral? O indivíduo perde o senso moral.

6 O Álcool e os Jovens Adolescência, do latim ad, para + olescere, crescer para. A adolescência é precedida por um período de mudanças físicas que determinam a maturação sexual – a puberdade, cujo objectivo é favorecer a passagem da infância para a vida adulta, sem dramas ou crises.

7 Os Jovens começam a beber : -Por curiosidade, -Pelo desejo de inserção social -Para esquecer problemas, -Para experimentar o novo, -Para procurar novas emoções e desafios.

8

9 Na adolescência, há dois tipos de adolescentes, o adolescente fraco e o forte : -O adolescente fraco para o beber é aquele que com uma ou duas doses de bebida alcoólica já se sente alterado. Não consegue então beber mais que isso, porque sente os efeitos do álcool. -O adolescente forte para o beber é o que suporta beber quantidades maiores sem muita alteração. Desenvolve com o aprendizado de beber, a tolerância comportamental. Mostra sempre disposição para beber novamente. Está sempre disposto a beber. E ao ser enaltecido pelo grupo de convivência por ser forte para beber, sente-se elogiado com isso, o que reforça seu comportamento.

10

11 Quais as causas do alcoolismo? Vários factores contribuem para o seu desenvolvimento, mas cada caso é um caso à parte. Na família, se um dos pais é alcoólico, a probabilidade de um filho se tornar alcoólico é muito maior. A razão para isso não é conhecida, mas anormalidades genéticas ou bioquímicas podem estar presentes, bem como factores psicológicos como : baixa auto-estima, conflitos amorosos, etc. Factores sociais, como : a facilidade de acesso ao álcool, aceitação social do vício e estilo de vida stressante, também incentivam o alcoolismo.

12 Quais as consequências do alcoolismo? Consequências corporais Os órgãos mais atingidos são: o cérebro, tubo digestivo, coração, músculos, sangue e glândulas hormonais. -provoca irritação na camada externa de revestimento da pele do estômago, -pancreatite aguda, cirrose, - desenvolvimento de patologias cardíacas, - tornam-se mais susceptíveis a infecções, -Infertilidade e diminuição das hormona masculinas, -O álcool pode afectar o desejo sexual e levar à impotência -Afecta a produção hormonal feminina, levando diminuição da menstruação, infertilidade e afectando as características sexuais femininas, -Dependência.

13

14 Efeitos do Álcool sobre o Cérebro Os resultados de exames pos-mortem (necropsia) mostram que pacientes que têm um consumo prolongado e excessivo de álcool têm o cérebro menor, mais leve e encolhido do que o cérebro de pessoas sem história de alcoolismo. A parte do cérebro mais afectada costuma ser o córtex pré-frontal, a região responsável pelas funções intelectuais superiores como o raciocínio, capacidade de abstracção de conceitos e lógica. Quanto mais álcool mais dano. Depois do córtex, regiões profundas seguem na lista de mais acometidas pelo álcool: as áreas envolvidas com a memória e o cerebelo que é a parte responsável pela coordenação motora.

15 Intoxicação pelo álcool O estado de intoxicação é simplesmente a conhecida por embriaguez, que normalmente é obtida voluntariamente. No estado de intoxicação a pessoa tem : -alteração da fala, -descoordenação motora, - instabilidade no andar, - nistagmo, -prejuízos na memória e na atenção, -coma nos casos mais extremos. - comportamento inadequado ou impróprio da pessoa que está intoxicada

16 Síndrome de abstinência A síndrome de abstinência provocada pela supressão do álcool costuma ser bastante intenso, requerendo, por vezes, cuidados médicos urgentes. Geralmente, nas primeiras horas de privação pode sentir dor de cabeça forte, náuseas, enjoo, vómitos, inquietação, nervosismo e ansiedade, aos quais se podem seguir cãibras musculares, tremores e grande irritabilidade.

17


Carregar ppt "Os Jovens no Mundo Os Jovens e o Álcool Carina Vidal nº 12 Aissatu Seide nº 25."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google