A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bruna Venceslau Cristiana Martins Marisa Lopes

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bruna Venceslau Cristiana Martins Marisa Lopes"— Transcrição da apresentação:

1 Bruna Venceslau Cristiana Martins Marisa Lopes
Economia e Finanças Empresariais Módulo de Economia A Importância das Divulgações e da Transparência para o Desenvolvimento dos Mercados Bruna Venceslau Cristiana Martins Marisa Lopes Docente: Prof. Humberto Nuno Rito Ribeiro

2 Economia e mercados Informação clara, transparente e de confiança
“Mercados eficientes são aqueles em que os participantes formam expectativas em relação aos preços com base na informação disponível sobre eventos que possam influenciar os preços dos activos “ Informação clara, transparente e de confiança Em tempo útil Pilar da avaliação das empresas

3 Teoria de agência Aborda as questões entre agente e principal
Problemas de agência Selecção adversa e assimetria da informação (encobrimento de informações) Uma vez que a informação é distinta para ambas as partes, pode haver um desvio da eficiência do mercado. sinalização

4 É cada vez maior a necessidade de divulgações, reduzindo a informação assimétrica, e ajudando as empresas a funcionar com mais eficiência Divulgações: Instrumento de interacção das empresas com o exterior As contabilísticas devem ser interpretadas por profissionais da Contabilidade Cruciais para correctas decisões de investimento A sua ausência é por vezes um factor de vantagem competitiva Os investidores reagem bem à sua divulgação pública, até porque aumenta a confiança do mercado e a liquidez das organizações

5 Schmidt (2005): O problema da selecção adversa causado pela ausência de divulgação contabilística pode levar a um bloqueio do investimento nas empresas, ou limitar as tomadas de decisão dos investidores É aqui que surge a divulgação voluntária, como forma de reduzir os problemas causados pela assimetria da informação

6 Divulgação Voluntária
Niyama e Gomes (1996): O disclosure voluntário diz respeito à qualidade das informações de carácter financeiro e económico, sobre as operações, recursos e obrigações de uma empresa, que sejam úteis aos accionistas das demonstrações contabilísticas, entendidas como sendo aquelas que de alguma forma influenciam na tomada de decisões, envolvendo a empresa e o acompanhamento da evolução patrimonial, possibilitando o conhecimento das acções passadas e a realização de inferências em relação ao futuro.

7 Teorias Meek et al (1995): O disclosure voluntário é a divulgação de informações que excede o que é recomendado pela lei e representa uma escolha livre por parte dos gestores em divulgar informações adicionais para o processo de tomada de decisão dos investidores. De agência; De sinalização; Da legitimidade; Dos stakeholders; Económica da política; Da contabilidade positiva. Conjunto de Teorias

8 Benefícios vs Custos das Divulgações
Os gestores evidenciam voluntariamente informações: Para reduzir o custo e o risco inerente à informação; Manipular o preço das acções; Para melhorar a imagem da equipa de administração. Full Disclosure Custos Disclosure Graham, Harvey e Rajgopal (2005)

9 Benefícios vs Custos das Divulgações
Como benefícios do disclosure podemos considerar: O menor custo de capital próprio; O menor custo de capital de terceiros; O aumento da liquidez das acções da empresa; E o aumento do acompanhamento por parte dos analistas. (Lanzana, 2004)

10 Evidência Legal vs Evidência Espontânea
Está relacionado com aspectos de mercado tais como: a concorrência; e o desenvolvimento das diversos stakeholders das empresas. Está relacionada com imposições de carácter legal ou regulamentar.

11 Mecanismos para Aumentar a Credibilidade do Disclosure
De acordo com Lanzana (2004), a divulgação da informações é confiável: Pois baseia-se na premissa dos riscos e processos legais; E na reputação da empresa associados à manipulação de informação. O grau de credibilidade é um aspecto muito importante, pois a eficácia da divulgação depende deste, tal como da qualidade da informação, que é produzida no ambiente da empresa.

12 Mecanismos para aumentar a credibilidade do disclousure
Segundo Healy e Palepu (2001), há dois mecanismos potenciais para aumentar a credibilidade das divulgações voluntárias: 1º - Envolver uma terceira parte intermediária para avaliar a qualidade do disclosure da administração; 2º- validar disclosures voluntários anteriores. Órgãos reguladores; Organismos profissionais; Auditores e os intermediários do mercado de capitais; Analistas financeiros.

13 Auditorias Auditoria Interna Auditoria Externa
A auditoria serve para confirmar a exactidão das divulgações de contabilidade, permitir melhor controlo administrativo, permite atender às exigências legais, verificar o cumprimento das obrigações fiscais, entre outros, apurar erros e fraudes (Pinheiro e Cunha, 2003). Auditoria Interna Auditoria Externa

14 Auditorias Auditoria Interna
É executada pelos funcionários das empresas, de forma permanente e com absoluta independência, cujo objectivo principal, é atender à administração da empresa, na implementação e vigilância das normas internas definidas, avaliando e aperfeiçoando com sugestões o controlo interno. O auditor interno para alcançar o seu objectivo, também deve ter em atenção permanente na identificação das possíveis fraudes.

15 Auditorias Auditoria Externa
É a que é feita por profissionais liberais, independentes e externos à empresa, sem qualquer subordinação com a mesma, tendo como objectivo principal, expressar a sua opinião relativamente às demonstrações financeiras, ver se estas estão apresentadas de acordo com os princípios de contabilidade geralmente aceites e se esses princípios foram aplicados de forma consistente em relação ao período anterior. Porém não se preocupa em identificar e prevenir fraudes, a não ser que as mesmas afectam substancialmente as demonstrações contabilísticas (Pinheiro e Cunha ,2003).

16 Críticas ao Disclosure
Pode ser visto como uma actividade que limita a transferência de recursos dos accionistas de controlo para os minoritários, na medida em que os torna mais visíveis; A divulgação verdadeira de informações, baseia-se na premissa dos altos custos judiciais e a desgaste do nome da empresa associados à manipulação de informação; Acarreta custos para a empresa como, por exemplo os custos de preparação e certificação (auditoria) das demonstrações contabilísticas, custos com o pessoal envolvido nesse trabalho e custos de propriedade;

17 Críticas ao Disclosure
Aumentar o risco de problemas legais por estar a privilegiar determinada classe de investidores; A credibilidade do disclosure voluntário, em razão dos incentivos pessoais dos gestores; A empresa estará a transmitir informação de alto valor para a concorrência, prejudicando potencialmente sua posição competitiva no mercado (Lanzana, 2004).

18 Penalizações Sociais e Económicas Associadas ao Disclosure
Consequência da mudanças de métodos de contabilidade e nas mudanças de padrões de contabilidade, feitos pelas autoridades reguladoras. A não existência de uma relação significativa entre o preço das acções no momento do anúncio e considerações relacionadas a arranjos contratuais ou custos políticos; As consequências económicas do aumento do disclosure voluntário das empresas, que seriam o aumento da liquidez das acções, redução do custo de capital e aumento da cobertura por parte dos analistas de mercado (Lanzana, 2004).

19 Motivações As motivações dos gestores para facultarem informações voluntariamente baseiam-se nas hipóteses: De transacções no mercado de capitais; De contestação do controlo corporativo; De compensação em acções; De processos legais; De sinalização de talento; Custos dos proprietários. (Healy e Palepu, 2001)

20 Meios de Incentivos Desejo de manter uma boa imagem
Manutenção da credibilidade Obter legitimidade Redução do custo do capital Redução da incerteza dos investidores Acréscimo de valor aos títulos (Garcia e Monterry, 1993)

21 Factores de “Desincentivos”
Custos + Processos Judiciais Uso de informação pela concorrência As empresas divulgam voluntariamente informação com a finalidade de clarificar, informar, comunicar e transmitir a maior quantidade possível de dados aos stakeholders, criando vantagens competitivas com estes intervenientes. (Garcia e Monterry, 1993)

22 Disclosure e Transparência
Bushman et al (2004): Transparência “pode ser definida como a abrangente disponibilidade de informação relevante e confiável sobre o desempenho periódico, situação financeira, oportunidades de investimento, governança, valor e risco das empresas de capital aberto”.

23 Disclosure e Transparência
Abrangência do Disclosure Transparência “Divulgação” não significa apenas divulgar, mas divulgar com qualidade, oportunidade e clareza. O disclosure claro e completo associado ao conceito de transparência deverá permitir ao investidor maior confiança na tomada de decisão. (Ball, 2006)

24 Disclosure e Transparência
The Disclosure + Transparência meio de monitorização dos gestores, de maneira a torná-los mais responsáveis pelos seus actos pressupõe que os gestores direccionem suas actividades para o interesse dos investidores. (Ball, 2006) O conceito de disclosure está relacionado ao conceito de transparência corporativa, como a disseminação de informação relevante e confiável acerca da performance operacional, performance financeira, oportunidades de investimento, governação, valores e risco. (Bushman et al, 2004)

25 Disclosure, Transparência e Desenvolvimento dos Mercados
A divulgação de informações relevantes e confiáveis é fundamental para o desenvolvimento e estabilidade do mercado de capitais, pois possibilita a diminuição da assimetria informacional, reduzindo os problemas de selecção adversa e risco moral. Valorização da entidade; Aumenta a confiança dos agentes; Aumento da liquidez das acções; Redução do custo de capital.


Carregar ppt "Bruna Venceslau Cristiana Martins Marisa Lopes"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google