A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RECURSOS HUMANOS II Prof. Shirley Moura FORMAÇÃO DE EQUIPES FORMAÇÃO DE EQUIPES Entendo os grupos e desenvolvendo equipes. “Administrar é aplicar conhecimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RECURSOS HUMANOS II Prof. Shirley Moura FORMAÇÃO DE EQUIPES FORMAÇÃO DE EQUIPES Entendo os grupos e desenvolvendo equipes. “Administrar é aplicar conhecimento."— Transcrição da apresentação:

1 RECURSOS HUMANOS II Prof. Shirley Moura FORMAÇÃO DE EQUIPES FORMAÇÃO DE EQUIPES Entendo os grupos e desenvolvendo equipes. “Administrar é aplicar conhecimento em ação”. Peter Drucker.

2 EQUIPE Conjunto de pessoas que trabalham na mesma área ou são reunidas para desempenhar uma ou mais tarefas. Em geral, formadas por número reduzido de pessoas com habilidades complementares, que confiam umas nas outras e estão solidariamente comprometidos com a abordagem, os propósitos e os resultados; CONCEITO: Atividade grupal de grande interação para aumentar a confiança e sinceridade entre os membros da equipe. Wagner III, John A. ( Wagner III, John A., 2006).

3 EQUIPE CONCEITO: Uma equipe de trabalho gera uma sinergia positiva por meio de esforço coordenado. Os esforços individuais resultam em um nível de desempenho maior do que a soma daquelas contribuições individuais.

4 É definido como dois ou mais indivíduos, interdependentes e interativos, que se reúnem visando à obtenção de um determinado objetivo. É o conjunto de interações que ocorre entre duas ou mais pessoas, as quais se diferenciam pela força de uso de poder, crenças, valores e tipo de tomada de decisão, com diversos graus de complexidade. França, Ana Cristina Limongi. (2006). GRUPO É um conjunto de duas ou mais pessoas que interagem entre si de tal forma que cada um influencia e é influenciada pelas outras. Wagner III, John A. (2006).

5 Um grupo/equipe é eficaz quando satisfaz três critérios importantes: PRODUÇÃO: atender ou superar padrões de quantidade e qualidade definidos pela organização. SATISFAÇÃO DOS MEMBROS: a filiação deve propiciar às pessoas satisfação a curto prazo, e facilitar seu crescimento e desenvolvimento a longo prazo. CAPACIDADE DE COOPERAÇÃO CONTÍNUA: Os processos interpessoais que o grupo utiliza para concluir uma tarefa devem manter ou ampliar a capacidade dos membros de trabalhar juntos. 1. definem a si mesmas como membros; 2. São definidas pelas outras como membros; 3. identificam-se umas com as outras; 4. envolvem-se em interação freqüente; 5. participam de um sistema de papéis interdependentes; 6. compartilham normas comuns; 7. buscam metas comuns, interdependentes; 8. possuem uma percepção coletiva da unidade; 9. Sentem que sua filiação ao grupo é compensadora; 10. unem-se em todo confronto com outros grupos ou indivíduos; EM GERAL:

6 EQUIPES DE TRABALHO TRADICIONAIS EQUIPES DE TRABALHO CONTEMPORÂNEAS - as pessoas trabalham "sozinhas"; - treinamento em geral focalizado em habilidades técnicas; - as atividades e tarefas são estritamente definidas; - coordenadores determinam e planejam o trabalho; - treinamento interdisciplinar é considerado ineficiente; - coordenadores determinam os "melhores métodos"; - recompensas baseiam-se no desempenho individual; - a maioria da informação é restrita aos coordenadores; - a prática de assumir riscos é desencorajada e, às vezes, punida. - as pessoas trabalham "juntas"; - treinamento interdisciplinar é a norma; - as tarefas exigem habilidades e conhecimentos amplos; - treinamentos são administrativos e técnicos para todos; - coordenadores e equipes determinam e planejam juntos; - maioria da informação é compartilhada em todos os níveis; - aprendizado é contínuo e exige treinamentos interpessoais; - prática de assumir riscos, dentro de limites, é encorajada e apoiada; - as recompensas baseiam-se no desempenho individual e de equipe; - todos trabalham visando buscar e melhorar métodos e práticas ótimas.

7 Pela maior quantidade de recursos, informação, habilidades e talentos - do que cada indivíduo que a forma, desenvolvendo tarefas que não poderiam ser feitas isoladamente. Organizar, capacitar e treinar equipes... POR QUE FORMAR EQUIPES ? A diversidade de recursos humanos possibilita o desempenho de tarefas complexas com segurança e mais chances de sucesso. O agrupamento de indivíduos é bastante proveitoso no tocante ao aprendizado, tanto sobre si mesmo, como também sobre novas habilidades e estratégias.

8 Habilidades são conhecimentos específicos que resultam de entendimento, informação, prática e aptidão. Deve-se considerar os aspectos técnicos e funcionais, a capacidade de solucionar problemas, tomar decisões e as habilidades interpessoais. Habilidade técnica: A capacidade de executar uma tarefa especializada que envolve um determinado método ou processo. LIDERANÇA Habilidade conceituais e de decisão: habilidades relativas à capacidade de identificar e solucionar problemas em benefício da organização e de seus membros. Ex.: A experiência tem importante papel em seu desenvolvimento. Habilidade interpessoais e de comunicação: habilidades no trato com pessoas; a capacidade de liderar, motivar e de se comunicar com os outros de forma eficaz. Ex.: Habilidades humanas, trato com as pessoas, saber comunicar-se eficazmente. As habilidades técnicas são muito mais importantes no início de sua carreira. As conceituais e de decisão se tornam mais relevantes do que as técnicas à medida que você sobe de hierarquia de uma empresa. Já as interpessoais são importantes por toda sua carreira.

9 1.r ecrutar membros com habilidades diversificadas e complementares; 2. recrutar membros com valores e experiências semelhantes; 3.e stabelecer parâmetros altos e rigorosos de seleção e admissão; 4.e stabelecer recompensas para o desempenho da equipe; 5.m anter a equipe com o menor tamanho possível, mas grande o suficiente para desempenhar suas funções e atender demandas. 6. O melhor desempenho ocorre quando uma equipe tem como norma geral o alto desempenho. DESEMPENHO DE EQUIPES Grupos pouco coesos, com normas de desempenho alto, geralmente são mal sucedidos. Grupos pouco coesos, com normas de desempenho alto, geralmente são mal sucedidos. Para se formar uma equipe coesa e com normas de desempenho definidas, deve-se considerar os seguintes critérios:

10 A função do coordenador é ajudar a equipe a entender seus objetivos e metas, agindo como apoio e fonte de recursos (econômicos, humanos e técnicos). LÍDER O LÍDER deve estar preparado para: enxergar o que é relevante e significativo; estabelecer e manter a confiança e o comprometimento; administrar habilidades e experiências dos membros da equipe; manter o foco nos objetivos e nas metas; administrar conflitos internos e externos; criar e administrar as oportunidades e tarefas da equipe e membros; trabalhar em conjunto ao invés de só comandar ou liderar. COORDENAÇÃO

11 TIPOS DE EQUIPES EQUIPES DE SOLUÇÃO DE PROBLEMAS: Grupos de 05 a 12 pessoas do mesmo departamento que se reúnem durante algumas horas da semana para discutir modos de melhorar a qualidade, a eficiência e o ambiente de trabalho. Raramente são dotadas de autoridade para implementar de modo unilateral as ações por eles sugeridas. EQUIPES DE TRABALHO AUTOGERIDA: Grupo de 10 a 15 pessoas que assumem as responsabilidades de seus supervisores anteriores, podendo resolver problemas, implementar soluções e assumir responsabilidade total pelos resultados. EQUIPES INTERFUNCIONAIS: Funcionários com quase o mesmo nível hierárquico, mas de diferentes áreas de trabalho, que se juntam para realizar uma tarefa. Também podendo incluir membros de outras organizações. Força-tarefa equipe interfuncional temporária; Comitê diferentes linhas departamentais, equipe interfuncional.

12 FORMANDO EQUIPES DE ALTO DESEMPENHO: TAMANHO: As melhores equipes de trabalho tendem a ser pequenas (máx. 10 componentes). Equipes muito grandes tendem a não desenvolver coesão, comprometimento e a responsabilidade mútua.

13 São exigidas três habilidades diferentes para se desempenharem com eficácia: conhecimento técnico, aptidões para soluções de problemas e tomada de decisão, e habilidades interpessoais (ouvir, dar feedback e resolver conflitos). APTIDÕES DOS MEMBROS: DISTRIBUINDO PAPÉIS E PROMOVENDO A DIVERSIDADE: As pessoas devem ser selecionadas com base em suas personalidades e preferências. Pessoas certas para os diversos papeis. Podendo desempenhar múltiplos papéis.

14 PREPARE-SE !!!! –CRIADOR: põe em práticas idéias criativas –VINCULADOR: coordena e integra –CONSULTOR: encoraja e pesquisa + informações –MANTENEDOR: trava combates externos –CONTROLADOR: examina detalhes e aplica regras –PRODUTOR: provê direção e acompanhamento –ORGANIZADOR: estabelece estrutura –ASSESSOR: análise perspicaz das opções –PROMOTOR: defende idéias após terem sido praticadas PAPÉIS FUNDAMENTAIS NAS EQUIPES

15 OBRIGADA !!! Bateman, Thomas S., Administração: novo cenário competitivo/Thomas S. Bateman, Scott A. Snell; tradução Bazán Tecnologia e Lingüística Ltda. 2. ed. São Paulo: Atlas, França, Ana Cristina Limongi. Comportamento Organizacional: Conceitos e práticas. São Paulo: Saraiva, Wagner III, John A. Comportamento Organizacional/ John A. Wagner III, John R. Hollenbeck; tradução Cid Knipel Moreira; revisão técnica Laura Zaccarelli. São Paulo: Saraiva, Robbins, Stephen Paul, Comportamento Organizacional / Stephen Paul Robbins; tradução Reynaldo Marcondes; 11. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, Robbins, Stephen Paul, Administração: mudanças e perspectivas / Stephen Paul Robbins; tradução Cid Knipel Moreira; São Paulo: Saraiva, BIBLIOGRAFIA


Carregar ppt "RECURSOS HUMANOS II Prof. Shirley Moura FORMAÇÃO DE EQUIPES FORMAÇÃO DE EQUIPES Entendo os grupos e desenvolvendo equipes. “Administrar é aplicar conhecimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google