A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desafios para Implantação dos Requisitos de Ergonomia – NR-36 Tiago Golo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desafios para Implantação dos Requisitos de Ergonomia – NR-36 Tiago Golo."— Transcrição da apresentação:

1 Desafios para Implantação dos Requisitos de Ergonomia – NR-36 Tiago Golo

2 OBJETIVO Estabelecer requisitos mínimos para avaliação, controle e monitoração dos riscos existentes nas atividades de abate e processamento de carnes e derivados, de forma a garantir permanentemente a segurança, a saúde e a qualidade de vida no trabalho.

3 RISCOS FISICOS QUIMICOS BIOLÓGICOS ACIDENTES (MÁQUINAS E ELETRICIDADE) ERGONÔMICOS

4 ANÁLISE ERGONÔMICA Avaliar as condições de trabalho e subsidiar a implementação das medidas e adequações necessárias; Etapas: discussão e divulgação, recomendações, avaliação e validação;

5 ANÁLISE ERGONÔMICA FREQUÊNCIA (AÇÕES TÉCNICAS); MAUSEIO DE PESO; POSTURA (OMBROS, PUNHOS E TRONCO); (NBR-ISO : OCRA E NIOSH by OCRA) POSSIBILIDADE DE ALTERNAR POSTURA (EM PÉ / SENTADA)

6 FREQUENCIA / AÇÕES TÉCNICAS Ação que comporta atividades dos membros superiores; não deve ser identificada como cada movimento articular, mas como o conjunto de movimentos de um ou mais segmentos corporais que permitem a execução de cada operação de trabalho (COLOMBINI). Limites: 30 a 40 ações/minuto.

7 FREQUENCIA / AÇÕES TÉCNICAS Recomendações: Reduzir ações técnicas; Aumentar número de funcionários; Diminuir produção; Automatização;

8 MANUSEIO DE PESO Movimentação (levantamento e deposição) de objetos com massa de 3kg ou superior; Transporte de cargas eventualmente ligadas ao levantamento e à deposição; Puxar / empurrar cargas;

9 MANUSEIO DE PESO Limites: Peso – 25kg para homens, 20 kg para mulheres; Distância do corpo - 60cm; Altura mínima – 50cm do chão; Altura máxima – 170cm do chão; Carga movimentada – kg / dia / trabalhador; Lifting Index – 1,00 / 1,80 ??

10 MANUSEIO DE PESO Recomendações: Organização (alturas mínima/máxima, distância, carga movimentada); Adequação do peso; Treinamentos; Automatização;

11 POSTURA CONJUNTO DAS POSTURAS E DOS MOVIMENTOS UTILIZADOS POR PARTE DE CADA ARTICULAÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES E COLUNA PARA EXECUTAR A SEQUENCIA DE AÇÕES TÉCNICAS DE UMA ATIVIDADE. O FATOR DE RISCO É DETERMINADO PELA PRESENÇA DE POSTURAS E MOVIMENTOS INADEQUADOS POR UM TEMPO SIGNIFICATIVO.

12 POSTURA Atentar: altura e características da superfície de trabalho compatíveis com o tipo de atividade; área de trabalho dentro da zona de alcance manual permitindo o posicionamento adequado dos segmentos corporais; Equipamentos/ferramentas adequadas;

13 POSTURA Ombros: Elevação / abdução; Punhos: Flexões / extensões / desvios; Tronco: Rotações / flexões / extensões / inclinações; Recomendações: Adequações de mobiliário, layout, fluxo,...

14 ALTERNAR POSTURAS Sempre que o trabalho puder ser executado alternando a posição de pé com a sentada, o posto de trabalho deve ser planejado ou adequado para essa alternância

15 ALTERNAR POSTURAS Recomendações: Escolha da cadeira adequada; Projetar/adequar mobiliário – espaço para as pernas e altura;

16 ESPAÇO DE TRABALHO O dimensionamento do espaço de trabalho deve: garantir que as atividades sejam efetuadas de maneira segura e sem ocasionar limitação dos movimentos dos segmentos corporais dos trabalhadores; características dimensionais que possibilitem posicionamento e movimentação adequados dos segmentos corporais isentas de amplitudes articulares excessivas, tanto para o trabalho na posição sentada quanto na posição em pé;

17 ESPAÇO DE TRABALHO Plantas antigas e não projetadas; Necessidade de alteração de layouts;

18 AUTOMATIZAÇÃO TAREFAS CRÍTICAS: REPETIVIDADE E MANUSEIO DE PESO

19 MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "Desafios para Implantação dos Requisitos de Ergonomia – NR-36 Tiago Golo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google