A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cloreto e Sódio Docente: Prof. Me. Suellen Lavoyer Zonatto Discentes: Andréia Fontes, Camila Rúbia, Daniel Vitor, Ellen Karen, Gisely Cardenetti, Maikon.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cloreto e Sódio Docente: Prof. Me. Suellen Lavoyer Zonatto Discentes: Andréia Fontes, Camila Rúbia, Daniel Vitor, Ellen Karen, Gisely Cardenetti, Maikon."— Transcrição da apresentação:

1 Cloreto e Sódio Docente: Prof. Me. Suellen Lavoyer Zonatto Discentes: Andréia Fontes, Camila Rúbia, Daniel Vitor, Ellen Karen, Gisely Cardenetti, Maikon Douglas, Pamela Rodrigues, Silvana Vidoy, Vanessa crisina.

2 CLORETO Um cloreto trata-se de um sal inorgânico onde está presente como ânion Cl- (particula carregada negativamente). São extremamente solúveis em água. Podem ser de cálcio, magnésio, sódio, ferro e outros. Os cloretos estão presentes em todas as águas naturais, em concentrações variáveis, como em amostras de águas, tais como: Água potável, Água de poço, de Caldeira e Água destilada. Cada pessoa expele através da urina cerca 4 g de cloreto por dia, O restante é expelido pelas fezes e pelo suor (WHO, 2009).

3 O cloreto não apresenta toxicidade ao ser humano, exceto no caso da deficiência no metabolismo de cloreto de sódio, por exemplo, na insuficiência cardíaca congestiva, e entre outras patologias. A Portaria 518/04 do Ministério da Saúde estabelece o valor máximo de 250 mg/L de cloreto na água potável como padrão de aceitação de consumo. O conhecimento do teor de cloretos das águas tem por finalidade obter informações sobre o seu grau de mineralização ou indícios de poluição, como esgotos domésticos e resíduos industriais das águas e por essa razão o sua concentração deve ser conhecida e controlada.

4 Sódio O sódio é um elemento químico de símbolo Na (Natrium em latim), de número atômico 11 ( 11 prótons e 11 elétrons ) e massa atómica 23 u. É um metal alcalino, sólido na temperatura ambiente, macio, untuoso, de coloração branca, ligeiramente prateada. Foi isolado em 1807 por Sir Humphry Davy por meio da eletrólise da soda cáustica fundida. Fonte:

5 Sódio e saúde Consideramos o sodio como ião mais importante do meio extracelular, contribuindo grandemente para: Manter o equilíbrio aquoso e ácido básico do organismo, retendo a água. Em caso de excesso, verifica-se perda de cálcio com urina, edemas e hipertensão arterial.

6 O sódio adquire importância em casos de vômitos, diarreias intensas ou em casos de sudação abundante. Fonte:

7 O sódio é um mineral que ajuda a controla o volume de líquidos das células e do sangue, regulando a pressão arterial. Na composição dos alimentos, ele também tem sua importância, influenciando no sabor e na durabilidade. Por isso ele é utilizado na indústria de alimentos, colaborando com a conservação deles.

8 SÓDIO NOS ALIMENTOS Os alimentos de origem vegetal são todos muito pobres em sódio, sendo praticamente inexistente nas frutas e muito escasso em cereais e leguminosas, contudo, os alimentos de origem vegetal que apresentam uma maior concentração de sódio são as algas, aipo, espinafres e hortaliças. Já nos alimentos de origem animal, o sódio é bastante abundante, tal como no leite, carne, ovos e peixe.

9 Sengundo o Guia alimentar do Ministério da Sáude, a recomendação diária do consumo de sódio para um adulto é de, no máximo, 1,7 g, o que equivale a 5 gramas de sal. Isto é suficiente para manter a pressão e o volume sanguíneo dentro dos padrões adequandos. Fonte: appp.com.br

10 CLORETO DE SÓDIO (sal de cozinha) Formado por cloro, Cl e Sódio, Na, que regulam a quantidade de água no organismo. Atualmente é obtido nas águas do mar, lagos rios, e rochas. O problema do sal está no sódio, que faz o organismo reter mais líquidos, o que acarreta o aumento da pressão arterial. Fonte: ecofrenfood.wordpress.com

11 Fonte:www.bpiropo.com.br Fonte:www.quimica.seed.pr.gov.br A sua fórmula química é NaCl. O cloreto de sódio e os íons são os dois principais componentes do sal.

12 Cloreto de sódio, ajuda o nosso corpo a manter o equilíbrio de fluidos, ajuda a relaxar os músculos e os nervos transmitindo sinais. Também ajuda a manter a pressão arterial normal. Um dos primeiros papéis do sal era preservar alimentos (ele faz isso, chamando para fora a água, impedindo o crescimento de bactérias). Hoje, ele recebe uma má reputação (e merecidamente), porque as pessoas comem muitos alimentos processados e, portanto, consomem mais sal do que o necessário, o que resulta em efeitos adversos para a saúde. Fonte:

13 Fonte:gordinhaserounaosereisaquestao.blogspot.com

14 Fonte:

15 Fonte: gordinhaserounaosereisaquestao.blogspot.com

16 REFERÊNCIAS: 1.Martel, B.; Cassidy, K. (2004), Chemical Risk Analysis: A Practical Handbook, Butterworth- Heinemann, p.369, ISBN CRORETO DE SÓDIO- Esquema de fabricação- 3.http://www.rc.unsp.br/ib/bioquíca/ana.pdf 4.http://www.ebah.com.br/content/determinacao- cloretos-na-agua


Carregar ppt "Cloreto e Sódio Docente: Prof. Me. Suellen Lavoyer Zonatto Discentes: Andréia Fontes, Camila Rúbia, Daniel Vitor, Ellen Karen, Gisely Cardenetti, Maikon."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google