A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Química dos Elementos Não-Metálicos Valentim M. B. Nunes Departamento de Engenharia Química e do Ambiente Abril de 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Química dos Elementos Não-Metálicos Valentim M. B. Nunes Departamento de Engenharia Química e do Ambiente Abril de 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Química dos Elementos Não-Metálicos Valentim M. B. Nunes Departamento de Engenharia Química e do Ambiente Abril de 2009

2 Química dos elementos não-metálicos. A química destes elementos é muito variada. Alguns destes elementos são considerados metalóides, porque apresentam propriedades químicas dos metais e dos não-metais.

3 Propriedades gerais O hidrogénio, H 2, oxigénio, O 2, azoto, N 2, flúor, F 2 e cloro, Cl 2 são gases à temperatura ambiente (assim como os gases nobres!) O bromo, Br 2, é um líquido. Os restantes elementos são sólidos. Contrariamente aos metais, são fracos condutores de calor e electricidade. Os números de oxidação são + ou -. São mais electronegativos que os metais. Os compostos formados entre elementos metálicos e não- metálicos tendem a ser iónicos.

4 Hidrogénio Mais simples de todos os elementos. É o elemento mais abundante do Universo (~70%), embora não exista na atmosfera da Terra. Isótopos: Na forma, elementar é uma molécula diatómica, H 2 (gás inodoro, incolor e não-tóxico. Assemelha-se aos metais alcalinos, no sentido em que é facilmente oxidado a H +, mas também aos halogéneos porque forma o ião hidreto, H -.

5 Posição central na Tabela Periódica? Many years ago in the now classic textbook College Chemistry (W.H. Freeman & Co., 1954), Linus Pauling placed the symbols for hydrogen and helium at the head and center of the periodic table We believe an adaptation in which hydrogen is centered at the head of the periodic table has great merit (see figure) and raise this proposal for consideration and adoption by IUPAC. Herb Kaesz and Peter Atkins, Chemistry International, 25(6), 14 (2003)

6 Obtenção, reacções e aplicações O hidrogénio é obtido industrialmente a partir da reacção entre o propano e vapor de água na presença de um catalisador: C 3 H 8 (g) + H 2 O(g) 3 CO(g) + 7 H 2 (g) Hidretos iónicos*: 2 Li(s) + H 2 (g) 2 LiH(s) Ca(s) + H 2 (g) CaH 2 (s) H - (aq) + H 2 O(l) OH - (aq) + H 2 (g) Hidretos covalentes*: CH 4, NH 3, (BeH 2 ) x, etc.. Hidretos intersticiais*: TiH 1.8, TiH 2, etc... Aplicações: indústria alimentar (hidrogenação de óleos vegetais contendo moléculas poliinsaturadas), pilhas de combustível, etc. *ver figura 21.3 do Chang.

7 Carbono Elemento essencial na matéria viva. Forma cadeias longas dando origem a milhões de compostos orgânicos. Ocorre na forma não combinada como grafite ou diamante (alótropos do carbono) e ainda no gás natural, petróleo e hulha (plantas fossilizadas)

8 Reacções inorgânicas e aplicações Carbonetos: CaC 2, Be 2 C C 2 2- (aq) + 2 H 2 O(l) 2 OH - (aq) + C 2 H 2 (g) C 4- (aq) + 4 H 2 O(l) 4 OH - (aq) + CH 4 (g) Cianetos: HCN NaCN(s) + HCl(aq) NaCl(aq) + HCN(aq) Óxidos de carbono: CO, CO 2 2 C(s) + O 2 (g) 2 CO(g) 2 CO(g) + O 2 (g) 2 CO 2 (g) Aplicações: Grafite (lubrificantes, lápis,...), Cianetos (na extracção de ouro e prata), dióxido de carbono (refrigerantes, extintores, produção de NaHCO 3 ), etc..

9 Azoto Constitui cerca de 78% em volume de ar. Elemento essencial para a vida (constituinte das proteínas e ácidos nucleicos). Ocorrência: KNO 3 (salitre) e NaNO 3 (nitrato do Chile) Obtenção: destilação fraccionada do ar (ponto de ebulição do azoto líquido ~ °C)

10 Reacções e aplicações Nitretos: 6 Li(s) + N 2 (g) 2 Li 3 N(s) N 3- (aq) + 3 H 2 O(l) NH 3 (g) + 3 OH - (aq) Amoníaco: N 2 (g) + 3 H 2 (g) 2 NH 3 (g) NH 4 Cl(aq) + NaOH(aq) NaCl(aq) + H 2 O(l) + NH 3 (g) Hidrazina: N 2 H 4 (l) + O 2 (g) N 2 (g) + 2 H 2 O(l) Óxidos e oxoácidos: NH 4 NO 3 (270 ºC) N 2 O(g) + 2 H 2 O(l) N 2 (g) + O 2 (g) 2 NO(g) 2 NO(g) + O 2 (g) 2 NO 2 (g) Aplicações: amoníaco (fertilizantes), hidrazina (polímeros, produção de pesticidas,..), óxido nitroso (analgésico), ácido nítrico (fertilizantes, corantes, medicamentos, explosivos,...).

11 Fósforo Química semelhante à do azoto. As duas formas alotrópicas mais comuns são o o fósforo branco,P 4 e o fósforo vermelho, (P 4 ) n. Ocorrência: Ca 3 (PO 4 ) 2 (fosfato de cálcio) e Ca 5 (PO 4 ) 3 F (fluoroapatite) Obtenção: 2 Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) + 10 C(s) + 6 SiO 2 (s) 6 CaSiO 3 (s) + 10 CO(g) + P 4 (s)

12 Reacções e aplicações Fosfina, PH 3 : P 4 (s) + 3 NaOH(aq) + 3 H 2 O(l) 3 NaH 2 PO 2 (aq) + PH 3 (g) PH 3 (g) + 2 O 2 (g) H 3 PO 4 (g) Halogenetos de fósforo: P 4 (l) + 6 Cl 2 (g) 4 PCl 3 (l) PCl 3 (l) + 3 H 2 O(l) H 3 PO 3 (aq) + 3 HCl(g) PCl 3 (l) + Cl 2 (g) PCl 5 (s) Óxidos e oxoácidos: P 4 (s) + 3 O 2 (g) P 4 O 6 (s) P 4 (s) + 5 O 2 (g) P 4 O 10 (s) P 4 O 10 (s) + 6 H 2 O(g) 4 H 3 PO 4 (aq) Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) + H 2 SO 4 (aq) 2 H 3 PO 4 (aq) + 3 CaSO 4 (s) Aplicações: fósforo branco (bombas incendiárias, granadas), ácido fosfórico e fosfatos (detergentes, fertilizantes, pasta de dentes, tampões em bebidas carbonatadas,...).

13 Oxigénio Elemento mais abundante da crosta terrestre (~ 46%). Constitui 21% em volume da atmosfera. Gás incolor e inodoro essencial à vida. Obtenção: industrialmente pela destilação fraccionada do ar liquefeito (ponto de ebulição do oxigénio líquido ~ ºC)

14 Reacções e aplicações Óxidos, peróxidos e superóxidos: O 2- (aq) + H 2 O(l) 2 OH - (aq) O 2 2- (aq) + 2 H 2 O(l) O 2 (g) + 4 OH - (aq) 4 O 2 - (aq) + 2 H 2 O(l) 3 O 2 (g) + 4 OH - (aq) BaO 2.8H 2 O(s) + H 2 SO 4 (aq) BaSO 4 (s) + H 2 O 2 (aq) + 8 H 2 O(l) Ozono: 3 O 2 (g) 2 O 3 (g) Aplicações: Oxigénio (indústria do aço, tratamento de esgotos, branqueador de papel, maçaricos de oxoacetileno, medicina,...), peróxido de hidrogénio (antiséptico, branqueador de têxteis, cabelo,...), ozono (purificação de águas potáveis, desodorizante de esgotos, branqueador,...).

15 Enxofre Forma mais estável é o S 8. Pode apresentar vários estados de oxidação. Ocorrência: na forma elementar; CaSO 4.2 H 2 O (gesso), FeS 2 (pirite). Obtenção: extracção de depósitos subterrâneos pelo método de Frasch.

16 Reacções e aplicações Sulfureto de hidrogénio: FeS(s) + H 2 SO 4 (aq) FeSO 4 (aq) + H 2 S(g) Óxidos: S(s) + O 2 (g) SO 2 (g) SO 2 (g) + H 2 O(l) H + (aq) + HSO 3 - (aq) 2 SO 2 (g) + O 2 (g) 2 SO 3 (g) SO 3 (g) + H 2 O(l) H 2 SO 4 (aq) Ácido sulfúrico: Mg(s) + H 2 SO 4 (aq) MgSO 4 (aq) + H 2 (g) C(s) + 2 H 2 SO 4 CO 2 (g) + 2 SO 2 (g) + 2 H 2 O(l) Dissulfureto de carbono: C(s) + 2 S(l) CS 2 (l) Aplicações: H 2 SO 4 (processos químicos; produto químico mais utilizado à escala mundial); CS 2 (solvente para borrachas).

17 Halogéneos Os halogéneos são não-metais extremamente reactivos. Formam elevado número de compostos. No estado elementar formam moléculas X 2. Os números de oxidação podem variar de –1 a +7, excepto o flúor. Ocorrência: Cl, Br e I (halogenetos na água do mar); CaF 2 (fluorite); Na 3 AlF 6 (criolite) Obtenção: Cl 2 : electrólise do NaCl fundido ou electrólise de uma solução aquosa concentrada (processo cloro-alcalino) F 2 : electrólise do HF(l) Br 2 e I 2 : oxidação dos iões pelo Cl 2 (reacção de deslocamento)

18 Reacções Halogenetos de hidrogénio: H 2 (g) + X 2 (g) 2 HX(g) CaF 2 (s) + H 2 SO 4 (aq) 2 HF(g) + CaSO 4 (s) 2 NaCl(s) + H 2 SO 4 (aq) 2 HCl(g) + Na 2 SO 4 (aq) Óxidos e oxoácidos: grande variedade de compostos. HClO (ácido hipocloroso), HClO 2 (ácido cloroso), HClO 3 (ácido clórico), HClO 4 (ácido perclórico) Compostos inter-halogéneos: XX; XX 3 ; XX 5, XX 7 Cl 2 (g) + F 2 (g) 2 ClF Cl 2 (g) + 3 F 2 (g) 2 ClF 3 KI(s) + 4 F 2 (g) KF(s) + IF 7 (g)

19 Aplicações Flúor: NaF (prevenção da cárie dentária); UF 6 (separação dos isótopos do urânio); produção de teflon (-CF 2 -CF 2 -) utilizado em isoladores, plásticos, utensílios culinários... Cloro: indústria da pasta de papel e têxteis; NaClO (detergentes); Cl 2 (desinfecção de piscinas); CCl 4 e CHCl 3 (solventes orgânicos). Bromo: AgBr (películas fotográficas); insecticidas... Iodo: anti-séptico (tintura de iodo); AgI (formação artificial de nuvens)...


Carregar ppt "Química dos Elementos Não-Metálicos Valentim M. B. Nunes Departamento de Engenharia Química e do Ambiente Abril de 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google