A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Susana Seabra

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Susana Seabra"— Transcrição da apresentação:

1 1 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Susana Seabra Sociedade Portuguesa de Inovação Curia, 24 de Abril de 2013

2 2 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Índice 1. Contexto 2. Atividade Empreendedora em Portugal 3. Condições Estruturais em Portugal 4. Conclusões

3 3 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 1. Contexto A SPI Ventures é uma empresa de consultoria fundada em 2008, que tem por missão atuar como catalisador na criação e desenvolvimento de novos negócios; Atua no mercado como um knowledge broker e investment facilitator, oferecendo serviços que combinam áreas como a vigilância tecnológica e o business intelligence com o planeamento de negócios e o fomento do empreendedorismo;

4 4 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 1. Contexto A SPI Ventures beneficia da experiência da Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) em consultoria nas áreas da inovação e fomento do empreendedorismo, assim como da sua vasta rede de contactos; A SPI constitui-se como um nó ativo de redes nacionais e internacionais ligadas à Inovação, assumindo-se como um promotor privilegiado de relações entre empresas, instituições do sistema científico e tecnológico, organizações nacionais públicas e privadas e instituições internacionais.

5 5 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 1. Contexto O projeto Global Entrepreneurship Monitor (GEM): Surge em 1999, como iniciativa conjunta do Babson College (Estados Unidos da América) e da London Business School (Reino Unido); Consiste numa avaliação anual da atividade empreendedora, aspirações e dificuldades dos indivíduos num largo conjunto de países;

6 6 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 1. Contexto O projeto Global Entrepreneurship Monitor (GEM): O maior estudo sobre dinâmicas empreendedoras no mundo, tendo contado, em 2011, com a participação de 55 países, divididos em 3 grupos, de acordo com o seu estádio de desenvolvimento económico: Economias orientadas para a inovação (estádio avançado, inclui Portugal) Economias orientadas para a eficiência (estádio intermédio) Economias orientadas por fatores de produção (estádio inicial) Primeira vez que o estudo foi feito com apenas 1 ano de intervalo

7 7 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 1. Contexto O projeto GEM Portugal 2011 resulta do trabalho de uma parceria que integra especialistas em empreendedorismo em Portugal provenientes de duas entidades:

8 8 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Índice 1. Contexto 2. Atividade Empreendedora em Portugal 3. Condições Estruturais em Portugal 4. Conclusões

9 9 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Foi efetuada uma Sondagem à População Adulta, utilizando um questionário padronizado, administrado a cerca de 2000 indivíduos residentes no Continente; Em 2011, a análise da Sondagem à População Adulta em Portugal focou-se, essencialmente, em cinco vertentes do empreendedorismo: Atividade empreendedora total; Características demográficas dos empreendedores; Setores de atividade; Motivações para empreender; Cessação de atividade empreendedora.

10 10 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Taxa TEA Principal índice do GEM; Ilustra a proporção de indivíduos em idade adulta (entre os 18 e os 64 anos) que está envolvida num processo de start-up (negócio nascente) ou na gestão de negócios novos e em crescimento; Em 2011, Portugal registou uma Taxa TEA de 7,5%, o que o que significa que existem no País 7 a 8 empreendedores early-stage por cada 100 indivíduos em idade adulta; Este resultado coloca Portugal no36º lugar do universo GEM 2011; No entanto, regista-se um aumento considerável da atividade empreendedora early-stage em relação a 2010, ano em que a Taxa TEA era de 4,4%. 1º EUA (12,3%)23º Eslovénia (3,7%) 8º Portugal (7,5%) Economias orientadas para a inovação

11 11 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal PT 2010 – 4,4% PT 2011 – 7,5% TEA média 16,1% TEA média 14,1% TEA média 6,8%

12 12 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Características demográficas Portugal 2011 Portugal ,5% 4,7% 5,9% 3,0%

13 13 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Atividade empreendedora por setor 43,4% 54,0% 25,0% 15,5%

14 14 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Motivações para a atividade empreendedora 26,6% 31,1%

15 15 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Descontinuação da atividade empreendedora Em Portugal, no ano de 2011, 2,9% da população adulta desistiu de um negócio nos 12 meses anteriores à realização da Sondagem; Desse total: 1,1% da população total (38% dos desistentes) afirma que os negócios em causa permaneceram ativos; 1,8% da população total (62% dos desistentes) declara que a continuidade dos negócios em causa foi interrompida. Os resultados são superiores aos registados em 2010, em que apenas 2,5% da população adulta declarou ter desistido de um negócio nos 12 meses anteriores à Sondagem; Em 2010: 1,0% da população total (40% dos desistentes) afirmou que os negócios em causa permaneceram ativos; 1,5% da população total (60% dos desistentes) declarou que a continuidade dos negócios em causa foi interrompida.

16 16 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 2. Atividade Empreendedora em Portugal Descontinuação da atividade empreendedora 57,0% 29,8% 29,4% 21,3% 29,7% 6,3% 3,1%

17 17 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Índice 1. Contexto 2. Atividade Empreendedora em Portugal 3. Condições Estruturais em Portugal 4. Conclusões

18 18 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 3. Condições Estruturais em Portugal O GEM 2011 analisou 9 condições estruturais para o empreendedorismo: A principal fonte de informação utilizada para avaliar as 9 condições estruturais associadas ao empreendedorismo foi a Sondagem a Especialistas (padronizada em todos os países/regiões participantes no GEM). Em Portugal, este procedimento implicou a realização de entrevistas a 32 especialistas em empreendedorismo no País, que avaliaram cada condição recorrendo a uma escala de Likert, de 5 graus, variando entre insuficiente e suficiente. Apoio FinanceiroPolíticas Governamentais Programas GovernamentaisEducação e Formação Transferência de Investigação e DesenvolvimentoInfraestrutura Comercial e Profissional Abertura do Mercado/Barreiras à EntradaAcesso a Infraestruturas Físicas Normas Sociais e Culturais

19 19 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 3. Condições Estruturais em Portugal Média PT 2010 = -0,40Média PT 2011 = -0,23

20 20 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Índice 1. Contexto 2. Atividade Empreendedora em Portugal 3. Condições Estruturais em Portugal 4. Conclusões

21 21 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 4. Conclusões 1.Os níveis de atividade empreendedora em Portugal registaram um aumento significativo entre 2010 e 2011; 2.Houve uma alteração na estrutura setorial do empreendedorismo early-stage em Portugal, privilegiando os setores transformador e orientado ao cliente organizacional em detrimento do setor orientado ao consumidor; 3.A proporção de empreendedores portugueses que cessou, em 2011, a atividade por ausência de lucros é drasticamente superior às registadas nas médias dos diferentes tipos de economias e também à registada em Portugal em Trata-se de uma estatística anunciada mas preocupante;

22 22 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas 4. Conclusões 4.Todas as Condições Estruturais para o Empreendedorismo avaliadas melhoraram a sua classificação em relação a Ainda assim, à exceção das infraestruturas físicas e das infraestruturas comerciais e profissionais, todas permanecem marginal ou significativamente negativas; 5.As Condições relativas às políticas governamentais e às normas sociais e culturais continuam, à luz da avaliação dos especialistas, a ser fortemente penalizadoras da atividade empreendedora; 6.Registou-se uma clara dicotomia ao nível da educação e formação em empreendedorismo, com avaliações muito positivas a nível do ensino superior e bastante desfavoráveis a nível dos ensinos básico e secundário.

23 23 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Contactos SPI Ventures Av. Marechal Gomes da Costa, Porto


Carregar ppt "1 O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas O Empreendedorismo em Portugal: Caracterização e Perspetivas Susana Seabra"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google