A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SENSORIAMENTO REMOTO Prof Daniel Veras

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SENSORIAMENTO REMOTO Prof Daniel Veras"— Transcrição da apresentação:

1 SENSORIAMENTO REMOTO Prof Daniel Veras

2 Sensoriamento = obtenção de dados Remoto = à distância Definição

3 Definição genérica  Ciência de derivar informações a respeito de um objeto a partir de medidas feitas à distância, sem entrar em contato com o mesmo.  A Ciência ou arte de obter informações a respeito de um objeto, área ou fenômeno pela análise de dados adquiridos por um sistema que não se encontra em contato com o objeto, área ou fenômeno sob investigação.

4 Definição  Medir propriedades dos objetos sem contato físico;  Exemplos de sensores: olho humano, câmeras fotográficas, radares, sonares, máquina de raio X, medidores de radiação,...  Exemplos de medidas: distância, forma, cor, temperatura, rugosidade,...

5 Definição específica  O Sensoriamento Remoto é a utilização conjunta de sensores em satélites ou aeronaves e equipamentos para aquisição e processamento de dados com o objetivo de estudar o ambiente terrestre através do registro e da análise das interações entre a radiação eletromagnética e as substâncias componentes do planeta Terra, em suas mais diversas manifestações.

6 Definição

7 Teoria ondulatória  A energia utilizada em SR é a radiação eletromagnética, que se propaga em forma de ondas eletromagnéticas com a velocidade da luz ( km por segundo) Frequência Comprimento de onda

8 Espectro eletromagnético  O espectro eletromagnético representa a distribuição da radiação eletromagnética, por regiões, segundo o comprimento de onda e a frequência.

9  O olho humano é capaz de enxergar apenas uma faixa que chamamos de faixa do visível, que vai do violeta ao vermelho. Espectro eletromagnético

10 Comportamento espectral dos alvos

11  A interação da energia eletromagnética com os objetos da superfície terrestre varia em função das características bio-físicas-químicas de cada objeto.  Isso significa que cada objeto na superfície terrestre (vegetação, água, solo, edificações, etc) refletem, absorvem e transmitem a radiação eletromagnética de uma maneira diferente. É o que chamamos de assinatura espectral.

12 INTERAÇÃO Alvo Absorvida Transmitida REM Refletida Emitida Comportamento Espectral dos Alvos Principais propriedades dos Alvos -Coeficiente de emissividade -Coeficiente de transmissividade -Coeficiente de refletividade -Coeficiente de Absorvicidade

13 Comportamento Espectral dos Alvos Interação da energia solar com a folha: radiação incidente (I), energia refletida (R), parte absorvida (A) e parte transmitida (T)

14 Assinatura Espectral dos Alvos

15  E a representação dos objetos nessas imagens vai variar do BRANCO (quando refletem muita energia) até o PRETO (quando absorvem muita energia) Interação da REM com os alvos

16

17

18  Importante notar que: para cada faixa do espectro eletromagnético, o alvo terá um valor diferente de refletância. Assinatura Espectral dos Alvos

19 SENSORES REMOTOS Prof Daniel Veras –

20 Definição  Sensores: Os sensores são os equipamentos capazes de coletar a energia eletromagnética proveniente dos objetos ou fenômenos, convertê-la em sinal passível de ser registrado e apresentá-lo na forma adequada à extração de informações.

21  Dependendo de suas características eles podem ser instalados em plataformas terrestres, aéreas e orbitais. Sensores Remotos

22  A detecção ou identificação de um objeto nas imagens de sensoriamento remoto é determinada pelas características da imagem. São elas:  Resolução Espacial  Resolução Temporal  Resolução Espectral  Resolução Radiométrica Características das imagens

23  Resolução Espacial: o menor elemento ou superfície distinguível por um sensor. A melhor maneira de verificar a resolução espacial é pelo tamanho do pixel. Resolução

24

25  É definido pelo intervalo de tempo que define a órbita do sensor. Ex.: 16 dias, 2 dias, 98 minutos. RESOLUÇÃO TEMPORAL

26  A resolução espectral tem a ver com o número e a “finura” dos canais espectrais; RESOLUÇÃO ESPECTRAL É definida como a habilidade de separar coisas espectralmente semelhantes.

27 LANDSAT TM 5 BANDA 3 - RED LANDSAT TM 5 BANDA 4 - IV

28 RESOLUÇÃO ESPECTRAL

29  SENSOR MULTIESPECTRAL RESOLUÇÃO ESPECTRAL

30  SENSOR HIPERESPECTRAL RESOLUÇÃO ESPECTRAL

31  A resolução radiométrica está associada à sensibilidade do sensor em distinguir dois níveis de intensidade do sinal refletido.  Ex.: 2 bits – transforma o sinal de entrada em quatro níveis digitais. 4 bits – transforma o sinal de entrada em 16 níveis digitais. RESOLUÇÃO RADIOMÉTRICA

32

33 S ENSORIAMENTO R EMOTO NO E STUDOS DE F ENÔMENOS A MBIENTAIS Prof Daniel Veras

34  Uma das mais bem sucedidas tecnologias de coleta automática de dados para o levantamento e monitoração do ambiente terrestre em escala global. (Meneses, 2012)

35  A capacidade de imagear em curto espaço de tempo toda a superfície do planeta e de uma maneira sistemática.  Possibilitam uma visão sinóptica (de conjunto) e multitemporal (em diferentes datas) de extensas áreas da superfície terrestre.

36  Produção de mapas

37  As imagens de satélites meteorológicos contribuem muito na previsão do tempo e no estudo de fenômenos naturais extremos, como furações, tempestades, geadas, etc.;  Com isso, podemos minimizar as perdas de vidas humanas e prejuízos materiais causados por esses fenômenos.

38

39  Detecção e monitoramento de queimadas

40  A importância da detecção e do monitoramento de queimadas vai desde a preocupação com as áreas desmatadas, passando pelos grandes incêndios florestais até a modificação do clima, qualidade do ar, chuva ácida, efeito estufa, etc.

41  O aspecto MULTITEMPORAL das imagens de satélites permite avaliar e monitorar as áreas desmatadas.

42 Rondônia

43 Rondônia

44 Rondônia

45  Desde 1989, o INPE faz estimativas anuais das taxas de desflorestamento da Amazônia Legal, a partir da interpretação de imagens do satélite Landsat e CBERS.  Disponível em:

46  Total de área afetada (inundada)  Estimativa da população atingida  Edificações em áreas de risco  Sistema viário afetada (quais rodovias foram cortadas)

47

48

49  Ambientes urbanos

50  Ambientes Rurais

51 Vantagens  Investigar diversos alvos sem entrar em contato com eles;  Reduz custo e agiliza o trabalho;  Informações computadorizadas;  Podemos manipular a imagem para ver o que nossos olhos não enxerga naturalmente.

52 Desvantagens  É uma tecnologia cara;  Mão-de-obra especializada;  Mediçõs sujeitas a interferência como, por exemplo, das condições atmosféricas.

53  Fim  Boa Semana !  Bons Estudos !  Prof Daniel Veras –


Carregar ppt "SENSORIAMENTO REMOTO Prof Daniel Veras"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google