A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mudanças no espaço urbano de Macaé : 1970-2010 Denise Terra José Henrique Ressiguier OFICINA SOBRE IMPACTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS E URBANOS DAS ATIVIDADES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mudanças no espaço urbano de Macaé : 1970-2010 Denise Terra José Henrique Ressiguier OFICINA SOBRE IMPACTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS E URBANOS DAS ATIVIDADES."— Transcrição da apresentação:

1 Mudanças no espaço urbano de Macaé : Denise Terra José Henrique Ressiguier OFICINA SOBRE IMPACTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS E URBANOS DAS ATIVIDADES PETROLÍFERAS E SEUS ROYALTIES. ( PPGSD ; LACTA/ UFF )

2 Objetivo : Analisar o crescimento urbano de Macaé entre 1970 e 2010, com destaque para a ocupação de áreas de mangue, restingas e lagoa.

3 Estrutura da apresentação: Macaé – pólo de atração demográfica e econômica Transformações socioespaciais

4

5

6

7

8 Segundo Baruqui (2004), até o final dos anos 70 os limites da área urbana estavam contidos no entorno do chamado Centro Histórico. A partir daí, obedeceu a três vetores de expansão a partir deste centro histórico, dois deles acompanhando o litoral, em sentidos opostos, norte e sul, e um terceiro para o interior, conforme Figura 3.

9 Não tendo mais como se expandir na costa litorânea, está ocorrendo uma interiorização da expansão, surgindo vários vetores perpendiculares à orla, em direção ao interior. ( Figura 4)

10 A ocupação de manguezais e restingas tem sido muito frequente para fins de moradia nas áreas urbanas. No entanto, a ocupação dessas áreas é considerada ilegal desde a aprovação do Código Florestal de 1965 ( BRASIL, Lei nº 4771, de 15/09/1965). Além disso são consideradas Áreas de Proteção Permanente, segundo o Conselho Nacional de Meio Ambiente ( BRASIL, CONAMA, Resolução nº 303 de 20/03/2002).

11 O presente estudo apresentará três áreas de ocupação irregular, traçando o perfil socioeconômico dos moradores e condições de infraestrutura das localidades, com base em dados da pesquisa do Programa Macaé Cidadão. na área de restinga será pesquisado o bairro Lagomar, de baixo poder aquisitivo. No mangue, a localidade de Nova Holanda, Colônia Leocádia, Nova Esperança, ocupadas por pessoas de baixo poder aquisitivo e Ilha Caieira, ocupada por pessoas de médio-alto poder aquisitivo. No aterro da Lagoa de Imboassica, a localidade Mirante da Lagoa, ocupada por pessoas de poder aquisitivo mais alto. ( Figura 6)

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22 Percebe-se que a condução política para o conflito tem sido o de garantir a urbanização das áreas ocupadas ilegalmente, evitando-se a remoção dos moradores. Desta forma, pode-se intuir que a população dessas áreas exerceu um poder de influência sobre as decisões dos gestores municipais. Estes têm tomado iniciativas de legalizar as posses e melhorar a infraestrutura, aderindo ao Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS) e fazendo constar do novo Código de Urbanismo, aprovado em maio de 2010, os seguintes parâmetros urbanísticos para essas áreas: Ilha Caieira e Mirante da Lagoa estão na Zona Residencial, cujo lote mínimo é de 450 m², altura máxima permitida na construção é de 10m e a taxa de ocupação de 60%. Nova Esperança, Nova Holanda e Lagomar estão na Zona de Especial Interesse Social, com lotes mínimos de 125m² e taxa de ocupação de 80%. A Colônia Leocádia está na Zona de Especial Interesse Ambiental, e a definição dos parâmetros urbanísticos não está dada previamente, mas dependerá de análise prévia do projeto pelo órgão municipal de meio ambiente, considerando as limitações impostas pela legislação específica.


Carregar ppt "Mudanças no espaço urbano de Macaé : 1970-2010 Denise Terra José Henrique Ressiguier OFICINA SOBRE IMPACTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS E URBANOS DAS ATIVIDADES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google