A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Histórico: 1929 - Forssmann; 1945: Zimmerman, Meyers Indicações de acesso venoso central em pediatria: PVC, infusão uniforme, infusão rápida, instabilidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Histórico: 1929 - Forssmann; 1945: Zimmerman, Meyers Indicações de acesso venoso central em pediatria: PVC, infusão uniforme, infusão rápida, instabilidade."— Transcrição da apresentação:

1 Histórico: Forssmann; 1945: Zimmerman, Meyers Indicações de acesso venoso central em pediatria: PVC, infusão uniforme, infusão rápida, instabilidade hemodinâmica, NPT, EXT. Contra-indicação do acesso percutâneo: discrasias sangüíneas, lesões cutâneas, malformações e/ou tumores cervicais ou torácicos, RN baixo peso, insuficiência respiratória grave, trombose venosa. Tipos de catéter: material sintético / revestimento / flexibilidade (cloreto de polivinil + éster ftálico; polietileno, teflon, silastic, poliuretano) / calibre / comprimento Considerações anatômicas: posicionamento em veia cava ou átrio direito. Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

2 Considerações anatômicas: Localização das veias periféricas utilizadas para introdução de catéteres Veia jugular interna Veia jugular externa Veia subclávia Veia axilar Veia antecubitais Veia cefálica Veia basílica Veia femural Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

3 Disposição anatômica dos grandes vasos da região cervical em relação às estruturas musculares e osteoarticulares Artéria carótida interna e externa Músculo esternocleido- mastóideo Veia jugular externa Veia jugular interna Músculo omohióideo Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

4 Projeção da veia jugular interna sob o Triângulo de Sedellot sob o Triângulo de Sedellot Veia jugular interna Veia inominada Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

5 Pontos de referência para a passagem do cateter percutâneo pelos acessos Anterior, Lateral e Posterior Músculo esternocleido- mastóideo Veia jugular interna L A P Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

6 Técnica de punção da veia jugular interna Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

7 Técnica de punção de veia jugular interna pelo acesso anterior Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

8 Técnica de punção da veia jugular interna Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

9 Artéria subclávia Pontos de referência para punção da veia subclávia Veia subclávia Veia inominada Y A Acesso supraclavicular: YOFFA ( Y ) Acesso infraclavicular: AUBANIAC ( A ) Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

10 Posição do cateter central Veia cava superior Veia cava inverior Átrio direito Cateter Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

11 Complicações: 1) Acidentes no procedimento: punção arterial punção arterial punção pleural punção pleural lesão dos plexos nervosos: braquial (subclávia); lesão dos plexos nervosos: braquial (subclávia); Sind Horner (jugular posterior) Sind Horner (jugular posterior) perfuração traqueal (jugular posterior) perfuração traqueal (jugular posterior) lesão de ducto torácico (jugular interna esquerda) lesão de ducto torácico (jugular interna esquerda) mal posicionamento do cateter mal posicionamento do cateter trombose venosa, arritmias, perfuração miocárdica, trombose venosa, arritmias, perfuração miocárdica, erro na leitura da PVC erro na leitura da PVC progressões anômalas: veia mamária, torácica interna, progressões anômalas: veia mamária, torácica interna, ázigon (efusão peural, trombose, abscesso de parede. ázigon (efusão peural, trombose, abscesso de parede. embolização por secção do cateter embolização por secção do cateter parada cardiorespiratória parada cardiorespiratória Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

12 Complicações: 2) Outros: hemorragia por laceração venosa hemorragia por laceração venosa fístula arteriovenosa iatrogênica fístula arteriovenosa iatrogênica osteomielita clavicular e artrite séptica osteomielita clavicular e artrite séptica perfuração miocárdica perfuração miocárdica 3) Complicações durante a permanência do cateter: trombose venosa profunda trombose venosa profunda infecção infecção arritmias por troca de cateter arritmias por troca de cateter Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

13 Recomendações: indicação criteriosa; pessoal habilitado; técnica asséptica indicação criteriosa; pessoal habilitado; técnica asséptica na presença de quadros pulmonares puncionar lado mais acometido na presença de quadros pulmonares puncionar lado mais acometido evitar punções repetidas e intempestivas evitar punções repetidas e intempestivas não reintroduzir o guia não reintroduzir o guia fixação cuidadosa na pele fixação cuidadosa na pele curativos diários curativos diários suspeita de infecção: suspeita de infecção: swab do pertuito swab do pertuito hemocultura pelo cateter e por veia periférica hemocultura pelo cateter e por veia periférica na retirada - ponta para cultura na retirada - ponta para cultura utilizar catateres venosos pelo menor tempo necessário, de acordo utilizar catateres venosos pelo menor tempo necessário, de acordo com a indicação inicial com a indicação inicial Cateterismo Venoso Percutâneo em Pediatria

14 IV Cateter com extremidade distal no átrio direito (vaso central ou intra-torácico.)Cateter com extremidade distal no átrio direito (vaso central ou intra-torácico.) Reflete a pré-carga do VD (VE - determi- nante do débito cardíaco)Reflete a pré-carga do VD (VE - determi- nante do débito cardíaco) Monitorização hemodinâmica (PAM / Swan-Ganz)Monitorização hemodinâmica (PAM / Swan-Ganz) PVC IVPVC IVPVC Pressão Venosa Central

15 Cateterismo Venoso Percutâneo Superficial


Carregar ppt "Histórico: 1929 - Forssmann; 1945: Zimmerman, Meyers Indicações de acesso venoso central em pediatria: PVC, infusão uniforme, infusão rápida, instabilidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google