A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EQUILÍBRIO ÁCIDO BÁSICO Dr. Nivaldo Pereira Alves Hospital Regional da As Sul/SES/DF www.paulomargotto.com.br Brasília, 25/5/2010 www.paulomargotto.com.br.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EQUILÍBRIO ÁCIDO BÁSICO Dr. Nivaldo Pereira Alves Hospital Regional da As Sul/SES/DF www.paulomargotto.com.br Brasília, 25/5/2010 www.paulomargotto.com.br."— Transcrição da apresentação:

1 EQUILÍBRIO ÁCIDO BÁSICO Dr. Nivaldo Pereira Alves Hospital Regional da As Sul/SES/DF Brasília, 25/5/2010

2 Equilíbrio ácido-básico é um delicado equilíbrio químico entre os ácidos e as bases existentes no organismo para a manutenção da quantidade ideal de íons hidrogênio nos líquidos intracelular e extracelular Quando a concentração dos íons hidrogênio se eleva ou se reduz, alteram-se a permeabilidade das membranas e as funções enzimáticas celulares; em conseqüência, deterioram-se as funções de diversos órgãos e sistemas.

3 DESEQUILÍBRIO Os pacientes com disfunção de órgãos frequentemente apresentam alterações no equilíbrio ácido-base. Nos pacientes graves, especialmente os que necessitam de terapia intensiva, aquelas alterações são mais manifestas e, não raro, assumem a primazia do quadro clínico. O diagnóstico e o tratamento dos desvios do equilíbrio ácido-base, geralmente, resultam em reversão do quadro geral do paciente e garantem a sua sobrevida.

4 ÁCIDOS Substâncias que cedem hidrogênio em uma solução Metabolismo celular produz ácidos - liberados continuamente na corrente sanguínea - precisam ser neutralizados Principal ácido do organismo: –ácido carbônico: ácido instável se transforma facilmente em dióxido de carbono e água. O dióxido de carbono é transportado pelo sangue e eliminado pelos pulmões, enquanto o excesso da água é eliminada pela urina. Demais ácidos do organismo são fixos- permanecem em estado líquido –os ácidos alimentares, o ácido lático e os ceto-ácidos;

5 BASES Substâncias que captam o hidrogênio nas soluções Principal base do organismo: –Bicarbonato produzido à partir do metabolismo celular pela combinação do dióxido de carbono com a água Demais bases: –Fosfatos –numerosas proteínas –hemoglobina.

6 METABOLISMO Função normal das células do organismo depende de uma série de processos bioquímicos e enzimáticos do metabolismo celular. Vários fatores devem ser mantidos dentro de estreitos limites, para preservar a função celular: –Osmolaridade –Eletrólitos –Nutrientes –Temperatura –Oxigênio e dióxido de carbono –Íon hidrogênio

7 ÍON HIDROGÊNIO quantidade de hidrogênio livre existente dentro e fora das células é um dos fatores mais importantes para o metabolismo celular As variações da concentração do hidrogênio podem produzir grandes alterações na velocidade das reações químicas celulares A unidade de medida da concentração dos íons hidrogênio nos líquidos do organismo é denominada pH

8 EFEITOS DA VARIAÇÃO DO pH Produzem alterações significativas no funcionamento do organismo: –Aumento da resistência vascular pulmonar; –Redução da resistência vascular sistêmica; –Alterações da atividade elétrica do miocárdio; –Alterações da contratilidade do miocárdio; –Alterações da atividade elétrica do sistema nervoso central; –Alterações da afinidade da hemoglobina pelo oxigênio; –Modificação da resposta a certos agentes químicos, endógenos e exógenos, como por exemplo, hormônios e drogas vasoativas.

9 ORIGEM DO ÍON HIDROGÊNIO

10 SISTEMAS TAMPÕES sistemas que tendem a se opor à mudanças de pH mantém a homeostase Equilíbrio ácido - básico

11 SISTEMAS ATUANTES TAMPÕES PLASMÁTICOS SISTEMA PULMONAR SISTEMA RENAL o efeito de ácidos ou bases adicionados nos líquidos corporais atuação imediata elimina ou retém CO 2 atuação em minutos a horas excreção de urina ácida ou básica atuação em horas a dias

12 pH ? Quantidades iguais de H + + OH - = 1 x H 2 O H 3 O + + OH - H 2 O H + + OH - SORENSEN (1909) pH (H 2 O) [H + ] = 1 x pH = 7,0 pH (sangue) [H + ] = 40 x pH = 7,4 pH = - log [H + ]

13 ÁCIDO ? BASE ? SOLUÇÃO AQUOSA H + OH - TEORIA DA DISSOCIAÇÃO ELETROLÍTICA Eletrólise: as moléculas sofrem um maior ou menor grau de dissociação em íons + ou – ÁCIDO FRACO : ligeira tendência em ceder prótons para a H 2 O FORTE: transfere facilmente prótons propriedades e reações próprias

14 a velocidade de uma reação química é proporcional ao produto das massas ativas (concentrações) das substâncias reagentes LEI DAS AÇÕES DAS MASSAS AH + H 2 O H + + A H + + A - AH + H 2 O K 1 = [ H + ] [ A - ] 2 - AH + H 2 O H + + A - K 2 = [AH ] [ H 2 O ] K 1 / K 2 = K = [ H + ] [ A - ] [AH ]

15 EQUAÇÃO DE HENDERSON - HALSSELBALCH H 2 CO 3 H 2 O + CO 2 H + + HCO 3 - K 1 = [H 2 CO 3 ] [ CO 2 ] [ H 2 O] K 2 = [H 2 CO 3 ] [ H + ] [ HCO 3 - ] K 1 / K 2 = K = [ H + ] [HCO 3 - ] [CO 2 ] [ H + ] = K [CO 2 ]. [HCO 3 - ] pH = pK + log [HCO 3 - ] [CO 2 ]

16 7,4 = 6,1 + 1,3 7,0 7,4 7,8 acidose alcalose 20:1 Relação no sangue: pH = pK + log [HCO 3 - ] [CO 2 ]

17 REAÇÃO DE TAMPONAMENTO Ácido Forte H 2 O + CO 2 Sal AL + NaALH 2 CO 3 + Na HCO Sal Forte Ácido Fraco

18 TAMPÕES PLASMÁTICOS FOSFATO MONOSSÓDICO – FOSFATO DISSÓDICO HCL + Na 2 HPO 4 NaCl + NaH 2 PO 4 NaOH + NaH 2 PO 4 H 2 O + Na 2 HPO 4 POUCO SIGNIFICATIVO BAIXA CONCENTRAÇÃO

19 TAMPÕES PLASMÁTICOS ÁCIDO CARBÔNICO - BICARBONATO DE SÓDIO HCl + NaHCO 3 NaCl + H 2 CO 3 H 2 O + CO 2 NaOH + H2CO3 H2O + NaHCO3

20 TAMPÕES PLASMÁTICOS PROTEÍNAS H + + PROT HPROT H + + HbO 2 HHb + O 2 MAIS IMPORTANTE TAMPÃO DO SANGUE 15 g de Hb 3,85 g de proteínas

21 BASE TAMPÃO é a soma das duas bases no sangue: 1 - Hb = 17 mEq/l 2 - Bicarbonato = 25 mEq/l = 42 mEq/l PERTUBAÇÕES: Respiratória (CO 2 ) NÃO ALTERA BASE TAMPÃO Metabólica (H + ) ALTERA BT H + + HCO 3 - H 2 CO 3 H 2 O + CO 2 H + + PROT HPROT

22 EXCESSO DE BASE BT BTN ACIDOSE METABÓLICA BT BTN ALCALOSE METABÓLICA PCO 2 RESPIRATÓRIA EB METABÓLICA EB = Base Tampão - Base Tampão Normal BT - BTN

23 Nomograma de Siggaard- Andersen

24 VariáveisNormal Acid Vent Acid Met Alcal Vent Alcal Met pH7,4 PCO EB00-0+ pH < 7,4 PCO 2 = 40 mmHg BE < 0 Acidose M pH 40 mmHg BE = 0 Acidose V pH > 7,4 PCO 2 = 40 mmHg BE > 0 Alcalose M pH > 7,4 PCO 2 < 40 mmHg BE = 0 Alcalose V

25 BE = 0 BE = + 5 BE = + 8 BE = - 10 BE = - 9,5 BE = - 8 pH = 7,29 PCO2 = 60 mmHg acidose M sendo compensada por alcalose V pH = 7,35 PCO2 = 30 mmHg acidose V sem compensação acidose V sendo compensada por alcalose M pH = 7,31 PCO2 = 70 mmHg pH = 7,51 PCO2 = 40 mmHg alcalose M sem compensação pH = 7,4 PCO2 = 20 mmHg alcalose V compensada por acidose M pH = 7,2 PCO2 = 50 mmHg acidose V somada a acidose M

26 Diagrama de Devenport

27 Mecanismo Renal

28 Modelo de Stewart

29 CAUSAS DE ACIDOSE METABÓLICA Insuficiência renal Acidose tubular renal (uma forma de malformação renal) Cetoacidose diabética Acidose lática (acúmulo de ácido lático) Substâncias tóxicas como o etileno glicol, o salicilato, o metanol, o paraldeído, a acetazolamida ou o cloreto de amônia Perda de bases (p.ex., bicarbonato) através do trato gastrointestinal, (diarréia, ileostomia ou colostomia)

30 CAUSAS DE ALCALOSE METABÓLICA sangue alcalino devido a uma concentração anormalmente alta de bicarbonato. Ocorre quando o corpo perde ácido em excesso. Exemplo: –Perda de ácido gástrico durante os períodos de vômito prolongado ou quando é realizada a aspiração do suco gástrico com o auxílio de uma sonda gástrica (como é algumas vezes realizado em hospitais, sobretudo após cirurgias abdominais). –Em raros casos, a alcalose metabólica ocorre em um indivíduo que ingeriu uma quantidade excessiva de substâncias alcalinas (p.ex., bicarbonato de sódio). –Perda excessiva de sódio ou de potássio afeta a capacidade dos rins de controlar o equilíbrio ácido- básico do sangue.

31 Nota do Editor do site Dr. Paulo R. Margotto. Consulte: GASOMETRIA A LÓGICA DO RACIOCÍNIO (slide) Autor(es): Paulo R. Margotto DISTÚRBIOS DO EQUILÍBRIO ÁCIDO-BÁSICO Autor(es): Paulo R. Margotto Correlação da análise dos gases arterial, venosa e capilar Autor(es): Ana Marily Soriano Ricardo, Albaneide Formiga, Paulo R. Margotto


Carregar ppt "EQUILÍBRIO ÁCIDO BÁSICO Dr. Nivaldo Pereira Alves Hospital Regional da As Sul/SES/DF www.paulomargotto.com.br Brasília, 25/5/2010 www.paulomargotto.com.br."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google