A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Indústria CONFERÊNCIA MARCAS, DESIGN E INOVAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA INOVAÇÃO Carlos Melo Brito.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Indústria CONFERÊNCIA MARCAS, DESIGN E INOVAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA INOVAÇÃO Carlos Melo Brito."— Transcrição da apresentação:

1 Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Indústria CONFERÊNCIA MARCAS, DESIGN E INOVAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA INOVAÇÃO Carlos Melo Brito Centro de Congressos de Lisboa, 30 de Novembro de 2005

2

3 A PRESSÃO PARA INOVAR CONDIÇÕES DE CONCORRÊNCIA Globalização dos mercados Redução dos ciclos de vida Mudanças rápidas / incerteza Flexib. estratégica com baixos custos CONDIÇÕES DE CONCORRÊNCIA Globalização dos mercados Redução dos ciclos de vida Mudanças rápidas / incerteza Flexib. estratégica com baixos custos MERCADO Proximidade em relação ao cliente Individualização do marketing Primazia do consumidor final MERCADO Proximidade em relação ao cliente Individualização do marketing Primazia do consumidor final TECNOLOGIA Tecnologias emergentes Informação & comunicação Transportes & logística TECNOLOGIA Tecnologias emergentes Informação & comunicação Transportes & logística

4 A INOVAÇÃO EM PORTUGAL O investimento em I&D é baixo...

5 A INOVAÇÃO EM PORTUGAL... mas tem vindo a aumentar.

6 A INOVAÇÃO EM PORTUGAL Por outro lado, a I&D é realizada fundamentalmente pelo Estado...

7 A INOVAÇÃO EM PORTUGAL... e, em especial, nas universidades.

8 INOVAÇÃO EMPRESARIAL INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Inovação ao nível do modelo de negócio PRODUTOS PROCESSOS

9 Mercado Identificar áreas de negócio atractivas: rentáveis estratégicas Conhecer as vantagens competitivas: eficiência valor Empresa vs Concorrência Definir uma Estratégia Competitiva INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio

10 Preço Focalização INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio Diferenciação ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS

11 Produtos / Mercados CompetênciasRelacionamentos Identificar áreas de negócio atractivas: rentáveis estratégicas Apostar e dominar as competências críticas – i.e. aquelas que asseguram o controlo da cadeia de valor: + valor + eficiência (Ex., economias de escala) Externalizar as outras actividades – i.e. aquelas onde se consegue: + eficiência + flexibilidade apesar do eventual  dos custos de transacção INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio

12 Apostar nas COMPETÊNCIAS CENTRAIS que agregam mais valor Engenharia de desenvolvimento Design Marca Comercialização Serviço (...) A Inovação é um factor de criação de valor Externalizar as ACTIVIDADES onde se consegue Maior flexibilidade Valor Ganhos de eficiência (...) INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio

13 KNOW WHATKNOW HOWKNOW WHO Produtos / Mercados CompetênciasRelacionamentos Identificar áreas de negócio atractivas: rentáveis estratégicas Apostar e dominar as competências críticas – i.e. aquelas que asseguram o controlo da cadeia de valor: + valor + eficiência (Ex., economias de escala) Externalizar as outras actividades – i.e. aquelas onde se consegue: + eficiência + flexibilidade apesar do eventual  dos custos de transacção INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio

14 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c c c GESTÃO DE RELACIONAMENTOS

15 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c c c GESTÃO DE RELACIONAMENTOS

16 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c c c GESTÃO DE RELACIONAMENTOS

17 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c c c GESTÃO DE RELACIONAMENTOS

18 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c RELAÇÃO TÍPICA CONFLITO Mas também há... COOPERAÇÃO COOPERAÇÃO COMPRADOR-VENDEDOR

19 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio E C C F F F c c c RELAÇÃO TÍPICA COMPETIÇÃO Mas também pode haver... COOPERAÇÃO COOPTIÇÃO COOPERAÇÃO ENTRE CONCORRENTES

20 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Redefinição do modelo negócio CLUSTERS EmpresasUniversidades Organismos públicos Associações empresariais Outros  Cooperação para a competitividade  Atracção de IDE  Desenvolvimento regional e local

21 FALSA VERDADE Uma empresa internacionalizada é aquela que opera em mercados externos. INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Globalização dos negócios

22 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Globalização dos negócios VERDADE VERDADEIRA

23 A internacionalização não é uma opção. É, fundamentalmente, uma questão de competitividade em mercados alargados. INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Globalização dos negócios

24 Infra-estruturas Cadeias de valor globais Clusters / empresas nacionais CONTEXTO INTERNACIONAL CONTEXTO NACIONAL INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Globalização dos negócios Políticas governamentais e sectoriais

25 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA VISÃO Factor Crítico de Sucesso

26 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Visão de Longo Prazo

27 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Visão Criativa Gertrude Stein

28 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Visão Estratégica

29 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Visão Disruptiva Há pessoas que, observando as coisas tal como elas existem, perguntam: “Porquê?”. Eu sonho com coisas que não existem e pergunto: “E porque não?” Robert Kennedy

30 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Fazer mais do que falar! Trabalho

31 INOVAÇÃO ESTRATÉGICA Muito obrigado. E bom trabalho!

32 Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Indústria CONFERÊNCIA MARCAS, DESIGN E INOVAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA INOVAÇÃO Carlos Melo Brito Centro de Congressos de Lisboa, 30 de Novembro de 2005


Carregar ppt "Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Indústria CONFERÊNCIA MARCAS, DESIGN E INOVAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA INOVAÇÃO Carlos Melo Brito."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google