A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)"— Transcrição da apresentação:

1 A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)

2 VINDE, SANTO ESPÍRITO E DO CÉU MANDAI LUMINOSO RAIO! (BIS) VINDE, PAI DOS POBRES, DOADOR DOS DONS, LUZ DOS CORAÇÕES! (BIS)

3 A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)

4 GRANDE DEFENSOR, EM NÓS HABITAI E NOS CONFORTAI! (BIS) NA FADIGA POUCO, NO ARDOR BRANDURA E NA DOR TERNURA! (BIS)

5 A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)

6

7 M: Alegres vibrem no Senhor, ó justos, Pois a vocês fica tão bem louvar, Com a guitarra ao Senhor celebrem, Com violões pra ele vão tocar!

8 H: Um canto novo cantem ao Senhor, Toquem com a arte na festividade, Pois a palavra do Senhor é certa E sua obra toda é verdade!

9 M: O seu prazer consiste na justiça E o seu amor preenche toda a terra, O céu foi feito pela sua palavra, Sua boca sopra e surgem as estrelas!

10 H: Do mar as águas é ele quem represa E os oceanos o Senhor contém; Que a terra inteira o respeite eo tema E os moradores deste chão também!

11 M: Fala o Senhor e as coisas acontecem, E o que ele manda faz-se derepente; Ele desfaz os planos da nações, Mas seu projeto dura eternamente!

12 H: Feliz nação, que tem Deus por Senhor, Feliz o povo que o tem por herança! De lá do céu contempla o mundo todo E os corações o seu olhar alcança.

13 M: Ninguém se salva pela própria força, Nem o valente, nem o poderoso; Para salvar, as armas nada valem E o seu poder é sempre enganoso.

14 H: O Senhor vela por quem o respeita, Por quem espera por seu amor Para livrar da morte a sua vida E sustentá-lo em tempo de horror.

15 M: Por isso nós por ele esperamos, É nosso auxílio e nossa proteção! E no seu nome é que nos confiamos, Nele se alegra o nosso coração!

16 H: O teu amor repouse em nós, Senhor, Tal como está em ti a nossa esperança! Ao Pai, ao Filho e ao Divino amor Todo o louvor e toda a confiança!

17

18 As sementes que me deste, que não eram pra guardar, pus no chão da minha vida, quis fazer frutificar. /:Dos meus dons que recebi pelo Espírito do amor, trago os frutos que colhi e em tua mesa quero pôr.:/

19 Pelos campos deste mundo, quero sempre semear os talentos que me deste, para eu mesmo cultivar. /:Dos meus dons que recebi pelo Espírito do amor, trago os frutos que colhi e em tua mesa quero pôr.:/

20 Quanto mais eu for plantando, mais terei para colher; quanto mais eu for colhendo, mais terei a oferecer. /:Dos meus dons que recebi pelo Espírito do amor, trago os frutos que colhi e em tua mesa quero pôr.:/

21 Assembleia 2012

22

23 1ª PRIORIDADE: ORGANIZAÇÃO DAS PARÓQUIAS EM REDES DE CEBs E OUTRAS PEQUENAS COMUNIDADES

24 PROJETO 01: FORTALECIMENTO DOS GRUPOS DE REFLEXÃO ATRAVÉS DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROCESSO DE FORMAÇÃO DE DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS DE JESUS CRISTO, QUE CONTEMPLA A INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS E A LEITURA ORANTE DA BÍBLIA.

25 PROJETO 02: IMPLANTAÇÃO DO CONSELHO MISSIONÁRIO PAROQUIAL (COMIPA) EM TODAS AS PARÓQUIAS A PARTIR DE MEMBROS ESCOLHIDOS PELAS CEBs E MOVIMENTOS.

26 PROJETO 03: CRIAÇÃO DE UMA ESCOLA BÍBLICO- TEOLÓGICA POR MÓDULOS EM CADA PARÓQUIA.

27 PROJETO 04: IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ NA CATEQUESE COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES.

28

29 PROJETO 01: IMPLANTAÇÃO DO SETOR FAMÍLIA OU PASTORAL FAMILIAR EM TODAS AS PARÓQUIAS.

30 PROJETO 2: ACOMPANHAMENTO DE CASAIS RECÉM- CASADOS.

31 PROJETO 3: ACOLHIDA DAS PESSOAS QUE VIVEM EM SITUAÇÃO DE CASOS ESPECIAIS.

32 3ª PRIORIDADE:

33 PROJETO 01: REALIZAÇÃO DE MISSÕES JOVENS EM OUTUBRO EM TODAS AS PARÓQUIAS. PROJETO 02: NUCLEAÇÃO DE NOVOS GRUPOS DE JOVENS.

34 PROJETO 03: PÓS-CRISMA – GRUPOS DE VIVÊNCIA. PROJETO 04: EVANGELIZAÇÃO NAS ESCOLAS E UNIVERSIDADES. (Através da Pastoral da Educação e Universitária).

35

36 PROJETO 1: IMPLANTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DA PASTORAL DA SAÚDE EM TODAS AS PARÓQUIAS.

37 PROJETO 02: INTEGRAÇÃO, EM NÍVEL ARQUIDIOCESANO, DAS PASTORAIS, MOVIMENTOS E ORGANISMOS QUE TRABALHAM DIRETAMENTE NA DIMENSÃO SOCIAL DA FÉ (“SETOR DA DIMENSÃO SOCIAL”) ATRAVÉS DA ARAS- CÁRITAS.

38 PROJETO 03: PROJETO AMBIENTAL SOBRE O MATERIAL RECICLÁVEL. PROJETO 04: PROJETO DE PREVENÇÃO E COMBATE ÀS DROGAS, QUE CONTEMPLE O ACOMPANHAMENTO DAS

39 FAMÍLIAS, O APOIO FINANCEIRO ÀS CASAS DE RECUPERAÇÃO LIGADAS À IGREJA CATÓLICA E A CRIAÇÃO DE UM ORGANISMO QUE SE RESPONSABILIZE POR ESSA ÁREA, INCLUSIVE OCUPANDO A VAGA DA IGREJA NO CONSELHO MUNICIPAL ANTI-DROGAS.

40 PROJETO 05: IMPLANTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DA PASTORAL DA PESSOA IDOSA EM TODAS AS PARÓQUIAS.

41 PROJETO 06: PROIBIÇÃO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS NAS FESTAS E EVENTOS DA IGREJA.

42 PROJETO 07: PROJETO DE PARTILHA DE BENS ENTRE AS PARÓQUIAS, A FIM DE AJUDAR AS PARÓQUIAS COM DIFICULDADES.

43 Avaliação

44 1.1. Olhando para nossa realidade paroquial no geral, apresente os avanços e as dificuldades que percebemos. Que sugestões apresentamos para suprir estas dificuldades? (essa pergunta é para cada um avaliar todos os serviços, menos o seu)

45

46 Criação da Paróquia Santa Paulina; (18) Construção da secretaria paroquial; (17) Peregrinação da Imagem de Santa Isabel nas CEBs; (12) Reforma (bancos, vidros, pintura, climatizadores) na matriz; (12)

47 Site paroquial; (11) Adoração ao Santíssimo e confissão às quintas-feiras; (10) Material para os grupos de reflexão (Leitura Orante, Catecumenato); (8) Organização para Romaria do Trabalhador; (8)

48 Implantação do pós-crisma; (7) A organização/preparação das festas litúrgicas (participação e união das CEBs); (5) Reforma das capelas; (5) Terço itinerante na semana da família; (5) Forma que se realizou Semana da Família; (5)

49 Participação das crianças na liturgia das 9h30; (5) Informativo paroquial muito bem elaborado; (3) A forma de como Padre Israel conduz a paróquia, o atendimento. O carinho e o respeito a todos; (3)

50 Disponibilidade das salas novas da secretaria; (2) Atendimento das psicólogas voluntárias; (2) Procissão do encontro de mulheres e homens na Semana Santa; (2) Encontro dos viúvos; (2)

51 Diáconos e ministros muito bem preparados nos momentos das celebrações; (2) O uso de tecnologia nas Capelas (aquisição de data show); (2) Celebração nas capelas; A Paróquia cresceu em número e ações;

52 Reunião dos coordenadores de algumas pastorais nas CEBs; Adequações dos banheiros e bebedouros para os paroquianos nos dias de celebrações; Equipe de canto infantil; Investimento em som e mídia nas capelas/CEBs;

53 Ótimo atendimento do pessoal da Secretaria Paroquial; Ofício Divino para as catequistas; Festa da Padroeira com cardápio novo no almoço; Missa na televisão;

54 Aspersão de água benta nas Missa das 16h; Organização da liturgia da Matriz e Capelas; Mais abertura (para que todos participem); Qualidade e continuidade dos estudos nos grupos de reflexão;

55 Corpus Christi, emprenho; Caminhada Jovem; Carnaval Jovem; Procissão de ramos e páscoa; Aumento de dizimistas.

56

57 Conscientização sobre o dízimo; A maioria das CEBs ainda não conseguiu aplicar o conceito correto de CEBs; Falta de incentivo para formar novos coordenadores; Formação da Pastoral da saúde; Motivação para a participação do povo nos grupos, pastorais e movimentos da paróquia;

58 A disponibilidade do padre, talvez fosse interessante dividir o atendimento: um dia para assuntos de serviço paroquial e outro para atendimento espiritual e confissões; (tenho uma sugestão....)

59 Falta de pessoas para assumir os serviços nas pastorais e CEBs (catequistas, missionários do dízimo, coordenadores de grupos de reflexão, etc.);

60 Mais humildade nas pessoas que estão nas lideranças; Pouca participação nas reuniões de CPC; Dificuldade das CEBs no entendimento do sentido de CEB que abrange, outras pastorais e serviços, não ficando limitado aos grupos de reflexão;

61 Comprometimento de um maior número de pessoa para assumir serviços e o som dos instrumentos muito alto dificulta audição dos cantos; Falta de comprometimento dos leigos; Disponibilidade; Implantação das pastorais não existentes;

62 Missa do dízimo: dificuldade de pessoas para atuar; Conquistar pessoas novas para os serviços; Sobrecarga de serviços para algumas pessoas; As equipes abrem a Igreja, mas no momento de fechar deixam a desejar;

63 Melhorar o data show, aparelhos de som e conscientização das pessoas que atuam diretamente nesse departamento; As cadeiras nos corredores, impedem a circulação das pessoas principalmente no momento de partilhar a eucaristia

64 (Onde colocar as cadeiras? Se não colocar, as pessoas ficarão em pé... E “atrapalharão” a mesma coisa... Então que “atrapalhem” sentadas... E afinal, é uma dificuldade que não gera impedimento e nem impede alguém de comungar...).;

65 Falta de pessoas nas pastorais que tenham coragem de assumir coordenação e trabalhos; Falta implantar a Pastoral da Acolhida e fortalecer a Pastoral da Saúde; Material reciclado na porta das salas de catequese; Procissão muito longe (perigo);

66 Bênção dos Ramos fora do local da Santa Missa (reclamação de que não pode participar) – (isso nós não podemos mudar, pois, a bênção dos Ramos é um Rito próprio e feito antes de iniciar a caminhada... A Liturgia pode estudar outra possibilidade...); Som dos instrumentos/microfones altos; Não temos a Pastoral da Saúde;

67 Reunir mais pessoas para as reuniões de apoio e celebrações; Disponibilidade de pessoas para colaborar em alguns eventos; Precisaria ter mais Grupos de Reflexão; Falta de envolvimento das pessoas nos movimentos, ficando indecisas se ajudam na pastoral ou no movimento;

68 Falta de atuação mais firme da Pastoral da Saúde; Sobrecarga de serviço por falta de disponibilidade; Falta de comunicação por parte da coordenação paroquial nas festividades e eventos realizados na Paróquia, informações em cima da hora;

69 Pecamos muito por falta de divulgação das atividades que ocorrem na paróquia; Percebemos que em todos os segmentos pastorais, CEBs e movimentos, os leigos estão exercendo mais de uma função, havendo consequentemente um volume maior de serviços/reuniões a participar; Falta de segurança noturna nos dias de catequese e reuniões;

70 Falta pessoas disponíveis para formar a Pastoral da Saúde; Coordenadores não preparados para exercer um cargo na CEB; Maior ou mais comprometimento dos membros dos grupos de reflexão para as missas na Matriz;

71 Eventos passados em cima da hora, principalmente a liturgia, não tendo às vezes, tempo para organizar, sobrecarregando assim o pessoal; Poucas missas celebrada pelo padre (onde? Presido ao menos 4 por final de semana);

72 Falta um zelador que cuide melhor do Centro Catequético na parte de limpeza e conservação da cozinha e salão (já temos... Então é ver o que está faltando...);

73

74 Devemos suprir a dificuldade em entender o que é CEBs, questionando mais sobre o assunto, explicando o significado para todos e principalmente para os novos coordenadores, propor uma formação para assimilar melhor o conceito de CEBs; (está em fase final a elaboração da Cartilhas das CEBs...)

75 Usar no organograma paroquial de 2013, CEBs, no lugar de COMUNIDADE, vai ajudar na conscientização; Trazer a realidade a CEB nas homilias; O Padre deve reforçar a participação das pessoas nos CPCs;

76 Aumentar o número de Zeladoras da Mãe Peregrina nas CEBs, pois, ainda há CEB que esse movimento não atinge todas as casas que querem a visitação da Santa, por exemplo, CEB Nossa Senhora de Guadalupe; Implementar a formação de lideranças disponibilizando cursos direcionados à oratória e postura;

77 Oportunamente, nas missas e celebrações enfatizar o valor das Pastorais e Movimentos; Cobrar uma maior participação dos coordenadores das Pastorais, Movimentos e Serviços nos Grupos de Reflexão e ampliação dos serviços sociais, como por exemplo, quando das missas, disponibilizar transporte para pessoas que possuem dificuldades de locomoção (idosos, etc). (Todas as missas?)

78 Lugar adequado para o material reciclado; Nova liderança para cuidar do Centro Catequético; Procissão mais próxima haverá mais participação; Um encontrão com os grupos de reflexão;

79 Verificar a possibilidade do informativo paroquial ter mais páginas para divulgar as atividade das pastorais com fotos; Diminuir o acúmulo de funções, pois, está comprometendo a vida particular dos leigos;

80 Contratar segurança noturna (sugiro que o CAE faça um orçamento e apresente para todos, pois, em tudo há gastos e a comunidade precisa se comprometer); Melhorar o som do salão (o CAE pode encaminhar?); Organizar e preparar cursos para todos os coordenadores (as);

81 Nas Missas das 16h, convidar as crianças para irem à frente para a bênção; Fazer o calendário de mesa ao invés de parede (esse ano vamos fazer de parede, por causa do alto custo do de mesa); Fazer as figurinhas em forma de santinho e não em forma de desenho animado (as figurinhas não são santinhos animados... Mas, desenhos que seguem o tema litúrgico);

82 Na Missa de sétimo dia de falecimento, acolher melhor os familiares e parentes (O que é acolher melhor? Às vezes nem sei quem são os familiares...). Maior integração entre as pastorais e movimentos; Formação para todas as equipes de canto referente o tempo litúrgico;

83 Providenciar vestes brancas para missas especiais; Contratar uma pessoa que seja responsável pela limpeza e conservação do Centro Catequético (isso já tem...);

84 As pessoas devem ser mais abertas no CPP para trazerem os problemas a serem discutidos ali mesmo (totalmente correto); Mais padres para ajudar nas Missas. (Onde encontraremos???)

85

86 Na Festa da Padroeira, foi avaliado como ponto positivo o horário que foi entregue as marmitas do almoço (mais cedo, comparado ao ano anterior); Todos os membros do conselho, mais presente nos trabalhos que envolve toda CEB, como Romaria do Trabalhador, Festa da Padroeira, Corpus Christi, Assembleias, no Almoço ajudando na cozinha também.

87 A transparência na prestação de conta; Reforma das capelas; A forma que foi feita a divisão do saldo de caixa para criação da nova paróquia, deixando a nossa paróquia irmã em situação confortável para seguir sua caminhada. (CAE)

88 Cumprimento de todo o calendário; Realização do primeiro anúncio; Encontros de cura e libertação; Grupo de Oração Vida Nova na Igreja; Unidade entre os grupos; Participação na catequese de adultos em (RCC)

89 Formações para novos vicentinos (ECAFO – Escola de Capacitação Antônio Frederico Ozanam); Melhoria das famílias assistidas material e espiritualmente; Apoio do padre nas conferências. (VICENTINOS)

90 Liturgia melhor organizada; Criação do grupo de canto infantil comprometido; Coroação de Nossa Senhora; Aquisição do data show; pintura da capela. (Com. Santa Rita de Cássia)

91 Aumento de Dizimistas; Comprometimento de coordenadores e missionários; Aumento na doação do dízimo; O incentivo do Padre Israel sobre o Dízimo; Apresentação de slides sobre o dízimo no mês da conscientização; Mudanças no informativo Paroquial mensal (nova cara). (Pastoral do Dízimo)

92 Participação dos coordenadores nos CPCs; O empenho dos voluntários da Pastoral da Saúde (visita aos doentes); A participação no curso de capacitação de visitação ao HU; Maior disponibilidade para com os serviços na liturgia; Unidade nos trabalhos dos Vicentinos com os grupos de reflexão;

93 Novo material para o encontro de pais e padrinhos de batismo; Data e horário dos encontros de domingo; Atividade solidária dos adolescentes no dia das crianças; Maior número de celebrações/missas durante o ano na CEB; Maior contato da CEB com o Padre após as celebrações da missa. (Com. São Pedro e São Paulo)

94 Revigorou-se nossa iniciação à Vida Cristã e passamos por uma verdadeira catequese que culminou no aprofundamento da fé católica, em virtude da qualidade do novo material utilizado nos Grupos de Reflexão; Resgate da religiosidade popular com eventos

95 como a visita da Imagem de Santa Isabel nas CEBs; O Terço nas Ruas, as procissões, Via Sacra e Terço Mensal em determinadas CEBs; e crescimento do interesse pela leitura Bíblica, devido ao novo material dos Grupos de Reflexão. (Grupo de Reflexões)

96 Liturgia dinâmica, colocando em prática as atualizações; Perseverança do ofício Divino nos encontros; Encenações nas festas litúrgicas; Presença da imagem de Santa Isabel nas CEBs; Romaria do trabalhador; Semana da família (reza do terço nas casas);

97 Festa da padroeira; Presente do ofício divino para os catequistas; Participação das crianças nas missas; Aumento do número de participantes na formação de liturgia e canto; Novos grupos de canto; Carisma do Padre na missa com crianças. (Pastoral de Liturgia).

98 Âmbulas de 2 espécies; Padronização dos trabalhos desenvolvidos durante as celebrações; Maior participação presidindo celebrações e exéquias; Participação dos ministros em outras pastorais quando solicitados. (M.E.C.E.)

99 O ônibus fretado pela paróquia para levar as missionárias da Mãe Peregrina a participarem da Aliança de Amor no local em que será construído o futuro Santuário de Schoenstatt. (Mãe Peregrina)

100 Liturgia infantil (com crianças atuando); Coroação de nossa senhora (voltando para maio); O recebimento do ofício divino e orientação de como usá-lo. (Pastoral Catequese Infantil).

101 União entre Grupos de Reflexão; Maior aproximação entre as pessoas que participam das reuniões de grupos tem gerado um diálogo mais aberto e franco; Material de estudo muito bom. (Com Nossa Senhora de Fátima)

102 Mais ânimo nos grupos de reflexão; Participação da CEB na Festa da Padroeira; Aumento do número de dizimistas; Participação na liturgia. (Com. Santa Isabel)

103 Criação do CRISTMA, apesar do preconceito de outros movimentos e pastorais, justamente pelo motivo de não conhecer o movimento. (CRISTMA)

104 O avanço que percebemos é que muitos catequizandos, depois de receber os sacramentos, começaram a participar da vida da Igreja e alguns até assumiram serviços na CEB. (Catequese de Adultos)

105 Organização e compreensão da liturgia, cantos litúrgicos, etc. Novas pessoas se engajando nas atividades litúrgicas; Reforma da capela e melhoria do som; Os dois representantes da CEB cursando a formação de novos ministros; União dos coordenadores dos movimentos e pastorais, colocando em prática as necessidades da paróquia;

106 Batizados e 1ª comunhão na capela; Grupo de cantos das crianças e dos adolescentes; Liturgia da missa destinada para as crianças; Missa de 4ª feria de cinzas e Celebração da 6ª feira da Paixão na Capela; Intercessão diante do Santíssimo na capela junto com a RCC; Cresceu a ajuda nas missas e celebrações;

107 Celebrações e missas aos domingos, isso despertou no povo maior participação para os serviços em CEB; Criação e fortalecimento do Grupo de Reflexão Nossa Senhora das Graças; Via Sacra encenada; Organização e empenho da coordenação litúrgica;

108 Participação, empenho e a doação de material e serviço das pessoas nas atividades religiosas e festivas da paróquia e capela; Material dos Grupos de Reflexão muito bom; Festa das crianças na CEB; Festa da nossa Padroeira em dezembro; Arrecadação de alimento nas missas; Participação de todos na festa da CEB. (Com. Nossa Senhora de Guadalupe).

109 Livro NCS; Encontro para catequista iniciante; Conscientização dos membros participantes quanto à necessidade em trabalho de equipe buscando viver os mesmos anseios, tornando assim viva a presença de Deus na CEB; Maior participação da catequese na liturgia. (Com. Nossa Senhora Aparecida)

110 Aquisição dos equipamentos e utensílios para a barraca do cachorrão: fogão, prensa, barraca, panelas, toalhas e guardanapos; Escola Catequética; Implantação do Pós-Crisma; Implantação da turma em idade especial; Teatro proporcionou maior conhecimento dos sacramentos por parte dos catequizandos e entrosamento da turma;

111 A gincana foi um trabalho que trouxe além do conhecimento bíblico maior intimidade entre as etapas; O ENCAD obteve uma ótima aceitação por parte dos catequizandos; No tapete de Corpus Christi teve uma grande presença por parte de todas as etapas;

112 O filme exibido na sexta-feira Santa “Paixão de Cristo” foi positivo nesta caminhada da catequese; Dia do Catequista com grande participação tendo como presente o Ofício Divino; As palestras ocorridas no decorrer destes anos foram bem aceitas por parte dos pais e dos catequizandos (temas: drogas, trânsito, espiritualidade); PA no facebook. (Pastoral do Adolescente)

113 Reuniões com novos casais; Reuniões e almoço com viúvos (as); Encontro de noivos com participação na Missa do sábado e encerramento após o almoço de domingo; Participação dos viúvos (as) e filhos (as) de casais trabalhando na festa da padroeira. (Pastoral Familiar).

114 Missa da Festa do Sagrado Coração de Jesus; Aumentou o número de participantes no Apostolado da Oração; Troca do horário das reuniões mensais. (Apostolado da Oração)

115 Houve um aprofundamento nos estudos do grupo em virtude da qualidade do material; Resgate da religiosidade popular (visita da Imagem da Santa Isabel, terço, procissões); Sugerimos que é preciso nos lançar mais no trabalho missionário retomando a visitação. (Com. Santo Agostinho)

116 Reforma da Capela em geral; Maior participação da CEB nas celebrações; Fixação das datas; Participação das celebrações pelos diáconos e irmãs; Surgimento de participantes nos grupos de liturgia. (Cap. Papa João XXIII)

117 Participação e envolvimento maior nos serviços como: liturgia, festa da padroeira, procissão de Corpus Christi, via sacra nas CEBs, terço na semana da família; Visita da nossa padroeira na CEB; Presença do padre, sempre conversando com o pessoal após as missas na CEB. (Com. Santa Luzia)

118 Reativamos a Pastoral numa CEB que estava dormindo; Reforma da cozinha; Parceria no São Rafael, atendimento gratuito de pediatras, psicólogas, advogado na casa da Pastoral, brinquedos e brincadeiras; O resgate das brincadeiras (passa anel, lenço atrás...) no dia da celebração

119 da vida; Crianças que são atendidas pela casa e acompanhados pelas líderes que estão se recuperando, seja na parte de desnutrição ou obesidade; Ano Jubilar, hortas caseiras, visita da coord. às CEBs, saúde bucal, ida a Foz do Iguaçu. (Pastoral da Criança)

120

121 Os conselheiro/representante das Capelas, esperávamos que fosse um link direto das capelas com o CAE para agilizar os trabalhos, o que não ocorreu em algumas. (CAE)

122 Trazer o povo para participar dos grupos de oração. (RCC) Falta de conhecimento e entrosamento das outras pastorais e mais divulgação sobre a conferência. (VICENTINOS)

123 Dificuldade de reunir número significativo de pessoas para discussão e deliberação de assuntos de nosso interesse, principalmente a dificuldade de desenvolver novas lideranças. (Com. Santa Rita de Cássia)

124 Acúmulo de serviço para coordenador no 3º domingo do mês; Plantão do dízimo na porta da igreja (não tem em todas as missas); Convidar as pessoas para serem dizimistas; Dificuldade em evangelizar (falta persuasão e por isso as pessoas não quer nem saber de se comprometer). (Pastoral do Dízimo)

125 Dificuldade em conseguir catequistas para Pastoral dos adolescentes; Conseguir novos participantes para os grupos de reflexão; Melhorar o som do salão. (Com. São Pedro e São Paulo)

126 Atingir um maior número de católicos para a participação nos Grupos de Reflexão; e, fazer-se cumprir todos os gestos concretos propostos no material. (Grupo de Reflexão)

127 Novos leitores; Pessoas novas para ajudar nas missas; Falta de disponibilidade das pessoas; Sintonia dos grupos de canto (som muito alto); Salmista (cantar com dicção mais clara); Dificuldade de trabalhar com casais de segunda união. (Pastoral de Liturgia).

128 Pouca participação nas reuniões de formação (mensal); Dificuldade em conseguir mais candidatos para assumir os trabalhos (novos ministros); Participação dos ministros nas quintas-feiras de Adoração e confissões; Divergências nas informações entre ministros; Falta de silêncio na sacristia; Atraso dos ministros (M.E.C.E.)

129 Ainda não conseguimos conscientizar as famílias e missionárias a levarem todas as imagens na Matriz no dia da Santa Missa da Mãe Peregrina, de 53 imagens apenas 4% estão vindo; No dia da Santa Missa da Mãe Peregrina, o cântico que acompanha a entrada da mãe é cantado apenas o refrão, porque?, já reclamamos mais não foi solucionado este problema. (Mãe Peregrina)

130 Álbum litúrgico (forma de trabalhar, uniformizar a didática da catequese); Falta de envolvimento dos pais com a catequese; Material de apoio; Dízimo infantil (falta de conscientização de alguns catequistas). (Pastoral Catequese Infantil)

131 Pouco comprometimento das pessoas em relação aos serviços paroquiais; Não estamos conseguindo agregar novos participantes, ou seja, sempre os mesmos; Material de estudo com muito conteúdo, estamos resumindo para não ultrapassar de 1h30. (Com. Nossa Senhora de Fátima)

132 Existe pouca união entre os grupos de reflexão; Pouca formação para os coordenadores de grupo; Dificuldade para troca de coordenadores dos grupos. (Com. Santa Isabel)

133 Alguns catequizandos ainda não se conscientizaram do valor da Santa Missa e não participam todos os domingos. Faltam na catequese sem motivo justo (comodismo). (Catequese de Adultos).

134 Não conseguimos organizar e montar mais equipes de cantos para ajudar nas missas; Acomodação quanto à organização da liturgia na missa; Falta de lideranças para a equipe de canto: pessoas que toquem algum instrumento; Disponibilidade de pessoas para colaborar em alguns eventos na matriz; Falta de pessoal para atuar nas missas: são sempre as mesmas;

135 Dificuldade em interpretar o texto do novo livro Leitura Orante da bíblia; Falta da pastoral da acolhida; Falta de ministros para atuação na capela e visitações; Deslocamento com Jesus Eucarístico no dia da intercessão - Matriz/Capela/Capela/Matriz; Não ter o Santíssimo próximo na Capela; Desanimo de alguns catequistas;

136 O Armário dos paramentos litúrgicos, vestes, e outros itens da liturgia esta em um local apertado e com o espaço interno pequeno; Falta de participação das pessoas do nosso grupo nas atividades da capela e da paróquia; Falta de pessoal para acompanhar as missas do movimento no 3º sábado e nas reuniões da matriz;

137 Algumas pessoas desistiram do Grupo (G.R. N.Sra. do Carmo); Falta de reunião para os coordenadores do G.R. e vinda do Pe. nos Grupos; Faltou passar para novos integrantes dos G.R. os materiais do Catecumenato; Mais de uma etapa fazendo os encontros juntos

138 na capela coincide com o ensaio do canto; Falta apoio, incentivo e participação dos pais no caminhar da catequese; Devido às missas dominicais sempre que temos atuações na paróquia sobrecarrega as mesmas pessoas; Falta de pessoal na limpeza da capela pós-reforma. (Com. Nossa Senhora de Guadalupe).

139 Comodismo de algum participante da CEB nos serviços; medo de assumir compromisso proposto pela CEB; Novo grupo de reflexão; Criação do grupo de jovens; Falta de catequista; Pouco incentivo dos pais dos catequizandos; Dificuldade na Pastoral da Saúde. (Com. Nossa Senhora Aparecida)

140 Neste último ano não conseguimos eleger os coordenadores por CEB e etapas; Nas formações houve pouca participação dos catequistas, comprometendo assim a troca de informações entre eles; Insegurança por parte dos catequizandos em realizar leituras nas missas; Pouca participação de pais/catequizandos/catequistas nas missas destinadas a

141 esta pastoral; Nos encontros semanais os catequizandos estão faltando muito e os pais não estão justificando o porquê das faltas; Pouca contribuição do dízimo na pastoral; A participação dos pais na 5ª etapa esta cada vez mais difícil; O envolvimento do catequista em outras pastorais; Catequistas que estão atuando fora de sua CEB de origem. (Pastoral do Adolescente)

142 Poucos casais/agentes do setor pré-matrimônio para a escala de casamentos; Realizar reunião com casais de nova união com o Padre Israel, pois, o Setor Casos Especiais esta encontrando dificuldade em trazê-los para participar; Casais/agentes participam de outras atividades pastorais;

143 Programar reunião com Padre, diáconos e agentes para elaborar manual para o ritual do casamento, definindo o que pode e o que não deve ser aceito no dia da celebração; O novo método implantado para a realização do Encontro de noivos (não entendi essa última dificuldade). (Pastoral Familiar)

144 Poucas pessoas faz a assinatura do mensageiro, assim, tendo que fazer Xerox para reunião e Hora Santa; Falta pessoas para fazerem visitas aos doentes (poucas pessoas que querem assumir este compromisso). (Apostolado da Oração)

145 Há católicos no bairro que não participam de nenhum movimento, serviço ou pastoral; Nós, enquanto grupo, não estamos conseguindo “atingir” essas pessoas para que participem. (Com. Santo Agostinho)

146 Falta de retorno do som da Capela; Muita conversa no momento da Santa Missa; Falta de integração entre pastorais; Falta de formação para equipe de canto para o tempo litúrgico. (Com. Papa João XXIII)

147 Devido às reuniões dos grupos de Reflexão ser na terça-feira algumas pessoas que participam da liturgia não podem participar da reunião; Algumas pessoas exercem mais que uma atividade, dificultando assim ir às reuniões, pois, sempre coincidem os dias das mesmas. (Com. Santa Luzia)

148 Dificuldade dos líderes participarem mais dos encontros, pesagem e visitas; Dificuldade na falta de comprometimento dos líderes nas suas atividades; Caminhada contínua de quem fez a capacitação; Falta de local apropriado para colocar em prática novos grupos;

149 Pessoas dispostas a ajudar, comprometida todos os meses em fazer o lanche para as crianças; Fazer com que as gestantes queiram ser acompanhadas pela Pastoral; (Pastoral da Criança)

150

151

152 O C.A.E. junto com as CEBs. e Pastoral do Dízimo ajudar em uma melhor conscientização sobre o dízimo. (CAE) Estar a disposição para dar encontros de espiritualidade para pastorais e movimento da paróquia. (RCC)

153 Retiro espiritual com padre; divulgar mais o trabalho dos vicentinos nos meios de comunicação. (VICENTINOS)

154 Continuar a conscientização das pessoas da necessidade de se envolver mais com os serviços da igreja para que não sobrecarregue alguns e que o padre também ajude nesta conscientização, na medida do

155 possível, nas missas, pois a fala do padre sempre surte um melhor efeito do que dos pares. Propomos que sejam também realizados eventos paroquiais em nossa capela. (Com. Santa Rita de Cássia)

156 Designar mais pessoas responsáveis para recolher o dízimo nas missas; Orientar os missionários do dízimo (quando não puder fazer o plantão, pedir para outro missionário assumir); Comprometimento dos missionários do dízimo para entrega de informativo após as missas; Comprometimento cristão e humano, ser a mesma pessoa dentro da

157 Igreja e fora da Igreja; Saber ouvir as pessoas antes de tomar alguma decisão, ou seja, o leigo quer ser mais ouvido, caso contrário, não será necessário fazer reuniões sendo que a decisão é dos dirigentes(???); Rezar uma missa específica sobre o dízimo no 3º domingo (não deve haver missa específica, mas pode incluir a intenção e prece...). (Pastoral do Dízimo)

158 Mesclar pessoas mais idosas (experientes) com mais jovens para dar mais ânimo, com isso buscar novos participantes; Oportunizar maior interação entre os grupos da CEB. (Com. São Pedro e São Paulo)

159 Maior divulgação do atendimento psicológico (não tem como, pois, tem uma enorme lista de espera... Alguém sabe de mais alguma voluntária ou voluntário???); Comprometimento maior dos membros dos Grupos de Reflexão no convite aos afastados;

160 Promover confraternização com as famílias que recebem a Mãe Peregrina, em que possa estar presente o Pároco ou Diácono, para enfatizar a importância da participação nos Grupos de Reflexão, pois em algumas CEBs há muitas casas que recebem a Mãe Peregrina e não participam de nenhum Grupo de Reflexão;

161 Cobrar uma maior participação dos coordenadores de Pastorais, Movimentos e Serviços, nos Grupos de Reflexão; Realização das duas reuniões anuais com os coordenadores de Grupos de Reflexão conjuntamente com os CPC’s. (Grupo de Reflexão).

162 Estudar mais para aprimorar os trabalhos; Reestruturar as Comunidades em CEBs; Maior participação na festa das CEBs; Maior participação nas reuniões de liturgia, principalmente quando escalados para a missa; Convidar mais pessoas para os serviços;

163 Transmitir às pessoas, por meio de nossas atitudes, a importância da participação em algum serviço; Presença do Padre nas formações, principalmente nas de catequistas; Inserir nos cursos de formação, conteúdo para desenvolver: auto estima, confiança e segurança. (Pastoral de Liturgia).

164 Academia no salão ou no pátio da igreja; Insistir na formação de novos ministros; Estudo da Palavra nas reuniões de formação. (M.E.C.E.)

165 Citamos como proposta, rezar um terço por mês. Cada missionária vai convidar suas 30 famílias e escolher uma casa para rezar. Serão rezados 53 terços em apenas um dia, assim, as famílias terão mais aproximação e será um avanço para a caminhada da evangelização. (Mãe Peregrina)

166 Maior incentivo na missa das crianças, padre, catequista e crianças; Retiro Espiritual p/ catequistas e catequizando em qualquer etapa (Não entendi...). (Pastoral Catequese Infantil)

167 Continuar convidando as pessoas, as famílias a participarem das reuniões do grupo e das celebrações, visando uma melhor participação e abertura de portas para podermos agregar novos participantes. (Com. Nossa Senhora de Fátima)

168 Almoço/confraternização para incentivar os grupos com baixo custo (já existem as confraternizações de final de ano... Basta programar...). (Com. Santa Isabel)

169 Maior comprometimento entre os movimentos e pastorais, já que todos funcionam para o bem coletivo. (CRISTMA)

170 Continuar insistindo no convite para a participação da Santa Missa e no compromisso de não faltar na catequese; Promover encontros festivos com catequizandos e suas famílias para intensificar a amizade entre eles (basta planejar...). (Catequese de Adultos)

171 Uma equipe de trabalho que possa atuar juntamente aos grupos de reflexões; Fazer visitas às famílias que estão afastadas; Criar meios propícios para que as dificuldades encontradas em todos os serviços e pastorais sejam resolvidos juntos;

172 Missa e Celebrações aos domingos às 08h na Capela (acho inviável... Visto que a Capela não é longe e já temos um calendário completo...). (Com. Nossa Senhora Aparecida)

173 Aprimorar mais o que nós já estamos fazendo (formação, escola catequética...); Promover encontros de interação entre as etapas. (Pastoral do Adolescente)

174 Realizar os encontros de casais (regularização) nas salas da Paróquia para evitar certos deslocamentos, aluguel e otimizar o tempo. Obs.: Não cobrar taxa de inscrição, servir almoço no salão paroquial; Convidar mais pessoas para participar das atividades da Igreja; Melhor engajamento e mais comprometimento com os serviços; Formação para

175 casais na liturgia dos casamentos; Que todos os patrocinadores da Festa da Padroeira recebem carta de agradecimento assinada pelo Padre Israel; Construção de espaço coberto para a cozinha, isto é, com pia para lavar as louças no dia do evento, como a Festa da Padroeira, pois se chover compromete esta atividade e os serviços em geral (levar proposta concreta para a reunião do CAE). (Pastoral Familiar)

176 Visita do Padre Israel, no mínimo, duas vezes ao ano nas reuniões; Mais incentivo do Padre, principalmente na Missa da 1ª sexta-feira (nas homilias, falar da importância da oração do terço...). (Apostolado da Oração)

177 Gestos concretos; Persistir nos convites para participar das Missas, procissões, terços, via- sacra, novena, cantata de natal; Dar nosso testemunho de fé; Promover confraternizações das famílias “Mãe Peregrina”. (Com. Santo Agostinho)

178 Disponibilizar uma zeladora para a limpeza da Capela pelo menos uma vez por semana (já estamos providenciando); Toldo na porta da Capela (levar para o CAE executar – obs.: Ver o representante da Capela no CAE); Renovar as alfaias e roupas litúrgicas (trazer lista do que precisa);

179 Revisão dos ventiladores; Adequação para entrada dos cadeirantes (Ver com o CAE); Duas celebrações eucarística mensal (não é possível por causa do calendário que temos); Estudo de viabilização de uma porta do banheiro na Capela (Ver com o CAE). (Com. Papa João XXIII).

180 Conseguir formar um grupo maior para acolhida; Formar a Pastoral da Saúde; Serviços e atividades devem ser divulgados com freqüência no rádio; Colocar um painel na porta da Igreja no sábado e domingo com as missas das CEBs, local e endereço, onde será celebrada a Missa, esse painel deve ser colocado do lado direito da porta central; Deixar

181 o nome com coordenadores da CEB às pessoas que quiserem participar de alguma atividade como: leituras, preces, cantos (além dos que estão escalados); Formar um grupo de canto, pois sempre precisamos convidar pessoas de outras CEBs. (Com. Santa Luzia)

182 Se possível, antes da Santa Missa divulgar o nosso trabalho que realizamos. Convidar mais pessoas para serem capacitadas e mostrar o que de bom tem este trabalho. Promover palestras motivadoras; Cada grupo se comprometer a cadastrar duas crianças por CEB. (Pastoral da Criança)

183 Formação/Orientação litúrgicas; Acompanhar as atividades de canto e liturgia na matriz; Sacrário na Capela (por enquanto não há segurança para uma capela do Santíssimo no local); Aumentar ou fazer um móvel maior para os paramentos litúrgicos e outros itens (encaminhar junto ao CAE). Criação do Apostolado da Oração; Arrastão nos 3 bairros (Montreal, Indaiá e Carmo) para divulgação das atividades da nossa CEB ; Construir ou

184 reformar alguma sala para utilização dos encontros/ensaios para que fiquem em ambientes separados (estudar a viabilidade, se bem que essa Capela não tem nada regularizado junto à prefeitura, pois, está no terreno do Seminário); Criação de uma escala anual para as atividades litúrgicas na paróquia;

185 Oferecer cursos de canto, violão e teclado para a CEB ; Programar no ano 2 arrastão de limpeza da capela e área entorno da capela (só organizar e realizar...). Desenvolver, de forma eficaz, a pastoral da saúde. (Com. Nossa Senhora de Guadalupe)

186

187 O dízimo precisa ter pessoas mais perseverantes; Precisamos convencer mais pessoas a participar das reuniões dos Grupos de Reflexão; Compromisso de término da formação de ministro para apoio na CEB;

188 Se possível e em consenso que a divisão de Corpus Christi seja por CEB; Os movimentos e pessoal precisam se aproximar mais para “dar conta do recado” e não sobrecarregar um só;

189 Catequese e dízimo precisam melhorar; Tentar envolver mais os pais nas atividades da catequese; A paróquia precisa priorizar a Segurança da Capela (já está sendo orçado alarme).

190

191 REUNIÕES 1ª segunda feira - CAE - Catequese - ver os meses que agendaram 2ª segunda feira - Pastoral da Criança – ver meses que agendaram - MECE – Ver meses que agendaram - Dízimo – Ver meses que agendaram

192 3ª segunda feira - CPP – não agendar outra atividade para esse dia 4ª segunda feira - Pastoral familiar - Liturgia – Ver meses que agendaram - Mãe Peregrina – ver meses que agendaram

193

194

195

196

197

198 Programação

199 24/03 – Domingo de Ramos -Bênção dos Ramos, caminhada e Santa Missa – Saída da Capela Papa João XXIII até a praça da Matriz – 08h; - (nesse dia essa é a única missa de manhã); - Santa Missa – Matriz – 19h.

200 27/03 – Quarta-feira Santa - Procissão do Encontro – Decidir na Assembleia. 28/03 – Quinta- feira Santa - 09h – Santa Missa de Renovação dos compromissos do clero e bênção dos óleos – Catedral; - 20h – Santa Missa da Ceia do Senhor - Lava pés – Vigília.

201 29/03 – Celebração da Paixão e Morte do Senhor - Matriz - Capela Nossa Sra. de Guadalupe - Capela Santa Rita??? Sempre às 15h.

202 30/03 – Sábado Santo - 06h – Rito de preparação imediato dos catecúmenos – Matriz (Após o Rito, um café juntos); - 20h – Celebração da Vigília Pascal e celebração dos Sacramentos de iniciação – Matriz.

203 31/03 – Domingo da Ressurreição - 05h – Caminhada da Ressurreição – saída da Capela Papa João XXIII – Missa na Matriz e confraternização com toda comunidade.

204 MISSA DE NOSSA SENHORA APARECIDA (sábado) 12/10 - Procissão e Santa Missa – 08h - 20h – Santa Missa Matriz

205 MISSA DE FINADOS (sábado) - 09h – Santa Missa no Cemitério Parque - 20h – Santa Missa – Matriz

206 CATEQUESE COM ADULTOS - 17/02 – 19h – Santa Missa e Rito de Eleição dos catecúmenos – Matriz; - 03/03 – 19h – Santa Missa e 1º escrutínio dos catecúmenos – Matriz; - 10/03 – 19h – Santa Missa e 2º escrutínio dos catecúmenos – Matriz; - 17/03 – 19h – Santa Missa e 3º escrutínio dos catecúmenos – Matriz - Início de uma nova turma de catequese para adultos – dia 06 de abril – 18h30

207

208 - 22 e 23/06 – CEB Santa Rita - 24/06 – CEB Papa João XXIII - 25/06 – CEB Santo Agostinho - 26/06 – CEB Nossa Senhora de Fátima - 27/06 – CEB Nossa Senhora Aparecida - 28 e 29/06 – CEB Santa Luzia - 30/06 e 01/07 – CEB N. Sra. de Guadal. - 02/07 – CEB São Pedro e São Paulo - 03/07 – CEB Santa Isabel - 04/07 – Encerramento - Matriz

209

210 DATAPARÓQUIAHORÁRIO 14/03/2013 quinta- feira Nossa Sra. Aparecida 19h30 15/03/2013 sexta- feira Santo Antônio19h30 18/03/2013 segunda- feira São Judas19h30 19/03/2013 terça- feira Santa Paulina19h30 20/03/2013 quarta- feira Santa Isabel19h30 21/03/2013 quinta- feira Santa Maria Goretti 19h30 22/03/2013 sexta- feira Santo Expedito19h30

211

212

213

214

215 09 a 11/02/ Visita da Cruz Peregrina e do ícone de Nossa Senhora. Local: Catedral. Com programação aos jovens no dia 09 à noite, na madrugada do dia 09 para o dia 10, no dia 10 à tarde e à noite.

216 16 a 20/07/ Semana Missionária. Visita dos jovens estrangeiros à Arquidiocese. Com atividades diversas desenvolvidas pelo Setor Juventude da Arquidiocese. Os jovens serão acolhidos nas casas das famílias de nossas paróquias.

217 23 a 28/07/ Jornada Mundial da Juventude Local: Rio de Janeiro.


Carregar ppt "A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS! (BIS)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google