A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Após a formação da Terra, há 4600 milhões de anos, enormes quantidades de vapor de água foram libertadas dos vulcões e da superfície do planeta em fogo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Após a formação da Terra, há 4600 milhões de anos, enormes quantidades de vapor de água foram libertadas dos vulcões e da superfície do planeta em fogo."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Após a formação da Terra, há 4600 milhões de anos, enormes quantidades de vapor de água foram libertadas dos vulcões e da superfície do planeta em fogo. Alguns milhões de anos mais tarde, assim que a temperatura da superfície da Terra baixou, ocorreu a condensação deste vapor. Formou-se, então, toda a água existente atualmente, originando um "Oceano Primitivo".

4 Este Oceano Primitivo, formado há mais de 4 bilhões de anos, era muito diferente do atual. As águas eram ácidas e a sua temperatura rondava o ponto de ebulição.

5 As forças que o oceano exerceu sobre a costa primitiva ajudaram a moldar o relevo do globo. Lentamente, entre 4 e 2 bilhões de anos atrás, o fundo do mar abriu-se em diversas fissuras, permitindo o contato do magma com a água. moldaram-se os fundos oceânicos e iniciou-se um processo de deslocamento das diferentes placas tectônicas.

6 Em 1912, Alfred Wegener - meteorologista e geofísico alemão - sugeriu, com base em registos geológicos e paleontológicos, que durante vários períodos da história da Terra existiu apenas um continente - Pangeia - rodeado por um único oceano - Pantalassa. Este supercontinente ter-se-ia fragmentado durante o Jurássico(199 milhões de anos atrás), iniciando a atual deriva dos continentes. No final do Cretáceo (144 milhões de anos atrás) os continentes já apresentavam o aspecto atual.

7 A teoria de que todos os continentes poderão ter estado ligados tem quase 200 anos e baseia-se na configuração das margens continentais do Oceano Atlântico, que se ajustam em diversos locais. Posteriormente, em meados do século passado, a descoberta de fósseis idênticos em depósitos de carvão da América do Norte e Europa, veio consolidar a hipótese da deriva continental. Desde então e até aos nossos dias, a continuação dos estudos sobre o fundo marinho e do campo magnético da Terra apoiam a teoria da deriva dos continentes.

8

9

10 Toda água contém íons, inclusive a encontrada em rios e lagos. Nos oceanos, a quantidade é maior devido a um processo que começou há milhões de anos. A chuva foi diluindo os minerais presentes na superfície terrestre, carregando-os para o mar. Ao mesmo tempo, vulcões submersos foram lançando elementos químicos na água, contribuindo para o aumento da salinidade. Esses fenômenos ocorrem até hoje. Estima-se que os oceanos recebam anualmente 2,5 milhões de toneladas de sais variados. Isso quer dizer que os mares ficam mais salgados a cada ano? Não, pois eles também perdem sal. Moluscos, crustáceos, estrelas do mar, ouriços e tartarugas, entre outros animais marinhos, utilizam o sódio e o cálcio diluídos na água para construir suas conchas e carapaças. É por isso que a salinidade média de mares e oceanos ao redor do mundo mantém-se mais ou menos estabilizada em 3,5% - ou seja, 3,5 gramas de sais (principalmente cloro e sódio) para cada litro de água. Apenas no mar Morto, lago de água salgada do Oriente Médio, a salinidade chega a 35% - e por esse motivo é mais fácil flutuar em suas águas.

11 O que difere oceanos e mares são suas dimensões e posição geográfica. Os oceanos estão localizados afastados da costa continental. Possuem aguas mais profundas e extensas com milhares de KM². Já os mares são partes oceânicas próximas da costa com extensão e profundidade bem menores. Ambos são salgados porque em suas águas há predomínio de cloreto de sódio, o sal de cozinha (aquele que a mamãe usa para temperar a comida) e também de cloreto de magnésio. A cor do mar varia entre azul e outras cores, como o verde e o cinza escuro. As causas dessas variações se devem ao reflexo do céu, à temperatura das águas, ou ainda, à presença de sedimentos coloridos ou substâncias no fundo do mar. As ondas do mar são causadas pelo vento e a velocidade delas varia muito, dependendo sempre da velocidade e intensidade da ventania.

12


Carregar ppt "Após a formação da Terra, há 4600 milhões de anos, enormes quantidades de vapor de água foram libertadas dos vulcões e da superfície do planeta em fogo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google