A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Batismo é a porta de entrada na Comunidade. 1 Oração Inicial A - Irmãos e irmãs, estamos iniciando o nosso encontro de preparação para o batismo. Juntos,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Batismo é a porta de entrada na Comunidade. 1 Oração Inicial A - Irmãos e irmãs, estamos iniciando o nosso encontro de preparação para o batismo. Juntos,"— Transcrição da apresentação:

1 Batismo é a porta de entrada na Comunidade

2 1 Oração Inicial A - Irmãos e irmãs, estamos iniciando o nosso encontro de preparação para o batismo. Juntos, queremos aprender o que significa ser batizado e que frutos este sacramento realiza em nossa vida. Para bem iniciarmos nosso encontro cantemos: T - Em nome do Pai... A - A imersão nas águas do batismo nos dá acesso à vida no Espírito. É ele quem realiza em nós as obras do Pai. Por isso, rezemos, pedindo sobre nosso encontro a presença do Espírito Santo de Deus.

3 T - Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra. A - Oremos: T - Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

4 Reflexão 1: Sacramento: Graça e Compromisso

5 Para Iniciar a conversa A - Você certamente já participou de uma celebração do Sacramento do Batismo. Pai e mãe, padrinho e madrinha conduzem o batizando até a igreja. Lá, o celebrante, derramando água na cabeça do batizando, repete as mesmas palavras de Jesus: T - Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. L1 - Mas antes de batizar, é necessário saber o que é o batismo. Quando a mãe vai alimentar o seu filho, primeiro observa cuidado­samente o que é e para que serve: É comida? É remédio? É água? Isso também vale para o batismo.

6 T - Pais e padrinhos que têm Deus em suas vidas sabem o significado do batismo. Doam suas vidas e educam o batizando no amor, levando-o a assumir o compromisso da fé em Jesus Cristo. L2 - O batismo é um dos sacramentos da Igreja e o primeiro a ser ministrado. Sem o batismo, não podemos receber os demais sacramentos. Vamos procurar entender, neste primeiro encontro, o que é sacramento. T - Pelo batismo pertencemos a uma comunidade cristã. L1 - Uma senhora completou 80 anos e, por isso, houve uma celebração de ação de graças na comunidade. Depois da homilia, uma criança saiu do seu lugar e, sem nada dizer, correu até a senhora. Sorrindo, deu-lhe um grande abraço e um beijo. Aquela criança mal sabia falar, e nem precisava dizer coisa alguma. Aquele gesto já dizia tudo o que estava no seu coração.

7 T - Ternura, amor, alegria nascem dos nossos corações e são expressados através de nossas atitudes. L2 - Gestos ou palavras são sinais que revelam o que está acontecendo dentro de nós. Quando estamos alegres ou tristes, todos percebem através da nossa fisionomia. Sempre usamos sinais para nos comunicar. T - Deus também usa de sinais para se comunicar conosco. L1 - Batismo é a celebração da nossa união com Cristo e do nosso ingresso na comunidade cristã, como diz São Marcos: T - "Quem acreditar e for batizado, será salvo" (Mc 16,16).

8 L2 - Crisma ou Confirmação é a celebração da presença do Espírito Santo, que nos ajuda a viver como cristãos, conscientes do nosso compromisso e atuantes na Igreja e na sociedade. T - No Senhor, somos ungidos para o anúncio da boa- nova. L1 - Eucaristia é a celebração da morte e ressurreição de Jesus, que se faz alimento da vida cristã. T - Eucaristia é comungar da vida de Deus e da vida dos irmãos. L2 - Confissão, Penitência ou Reconciliação é a celebração do perdão de Deus diante dos nossos pecados que nos afastam dele e dos irmãos. T - Celebrar o perdão é celebrar a misericórdia de Deus para conosco.

9 L1 - Unção dos Enfermos é a celebração da presença de Jesus na vida do doente, para perdoar e para curar, como diz São Tiago: T - "A oração feita com fé salvará o doente: o Senhor o levantará e, se tiver pecados, serão perdoados" (Tg 5,15). L2 - Ordem é a celebração que confere ao cristão o ministério de coordenar a comunidade, consagrar, ungir e absolver. T - Deus conta com sua criação na obra da redenção. L1 - Matrimónio é a celebração da bênção de Deus, que une homem e mulher para viverem o amor e a fidelidade e serem sinal da sua Aliança. T - Esposo e esposa se unem uma vez para sempre no amor.

10 Atentos ao fato da vida A - Num curso de batismo, o dirigente perguntou: "Para que servem os sacramentos?" Dona Geralda, catequista há quase 40 anos, matou a charada na hora! Para ela a resposta era fácil demais, pois já estava mais do que acostumada a ensinar os seus catequi-zandos: L1 - "Os sacramentos são como sete canais, cada um contendo uma graça diferente. É só abrir a torneira de cada um desses canais, e a graça jorra sobre nós. O batismo, por exemplo, nos faz filhos de Deus. Antes, a criança era apenas criatura, agora ela virou filha de Deus, participa da comunhão divina. Sem o batismo ninguém entra no céu, por causa do pecado original com que nascemos. Só o batismo é que apaga esse pecado".

11 L2 - O seu João estava ouvindo, calado e pensativo, em seu canto. O dirigente percebeu que ele estava impaciente, e perguntou: "Quer falar alguma coisa, seu João?" Ele coçou a cabeça, se aprumou e arriscou: L1 - "Olhem, vocês me desculpem. Vocês são gente estudada, e eu sou analfabeto nas coisas da Igreja. Mas eu penso o seguinte: 'O batismo é o sinal de minha entrada na comunidade cristã'. Mas entrar na comunidade cristã não é a mesma coisa que virar filho de Deus. Eu tenho comigo que a criança já é filha de Deus antes de ser batizada: ela é linda, é pura, é inocente... Como é que não é filha de Deus?"

12 L2 - "Eu acho que todas as pessoas são filhas muito amadas de Deus, mesmo que não amem o seu semelhante, mesmo que não aceitem o batismo. Os católicos, os crentes, os de outra religião, os ateus, os espíritas, os pagãos... todos os homens e mulheres, sem exceção, mesmo que não respeitem a Deus! Agora: alguns são maus filhos e maus irmãos, mas nunca deixam de ser amados por Deus, de ser filhos de Deus e irmãos uns dos outros". T - Nós todos queremos ser bons filhos e bons irmãos.

13 Palavra de Deus (Gênesis 9,12-17) A - Desde a antiguidade e de muitas maneiras diferentes, Deus sempre ofereceu sinais do seu amor pela humanidade. E, aos poucos, o povo foi percebendo esses sinais do amor de Deus. Acolhamos, com alegria, a Palavra do Senhor.

14 L1 - Do livro do Genesis: 12 Disse Deus: "Eis o sinal da aliança que instituo entre mim e vós e todos os seres vivos que estão convosco, para todas as gerações futuras: 13 porei meu arco na nuvem e ele se tornará um sinal da aliança entre mim e a terra. 14 Quando eu reunir as nuvens sobre a terra e o arco aparecer na nuvem, 15 eu me lembrarei da aliança que há entre mim e vós e todos os seres vivos: toda carne e as águas não mais se tornarão um dilúvio para destruir toda carne. 16 Quando o arco estiver na nuvem, eu o verei e me lembrarei da aliança eterna que há entre Deus e os seres vivos com toda carne que existe sobre a terra." 17 Deus disse a Noé: "Este é o sinal da aliança que estabeleço entre mim e toda carne que existe sobre a terra." Palavra do Senhor. T - Graças a Deus.

15 Vamos Conversar A - Vamos conversar um pouco e expor nossas ideias. Assim nossa reflexão ficará mais rica e nós teremos a oportunidade de nos conhecer melhor. 1. O que você acha de tudo o que a dona Geralda falou, e daquilo que o seu João falou? 2. O que este texto bíblico esclarece para nós a respeito dos sacramentos da nossa fé? 3. O que significa assumir uma aliança de amor com Deus, no concreto da nossa vida? 4. Vamos repetir os nomes dos sete sacramentos? 5. Quais são os sacramentos que você já recebeu? Sabe em que dia você foi batizado? 6. O que mais te chamou atenção no último encontro o Querigma?

16 Reflexão A - Para os judeus, o arco-íris era como um sacramento, um sinal que lembrava a união entre o céu e a terra, entre Deus e os homens. As sete cores do arco-íris podem representar, para os cristãos, os sete sacramentos, sinais de nossa união com Deus. L2 - São João chama os milagres de sinais: T - "Jesus realizou diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes sinais foram escritos para que vocês acreditem que Jesus é o Messias, o Filho de Deus. E para que, acreditando, vocês tenham a vida em seu nome" (Jo 20,30-31).

17 L1 - Segundo São João, Jesus queria que as suas obras fossem um sinal de que ele era o enviado de Deus: T - "Se não faço as obras do meu Pai, vocês não precisam acreditar em mim. Mas se eu as faço, mesmo que vocês não queiram acreditar em mim, acreditem pelo menos em minhas obras. Assim vocês conhecerão, de uma vez por todas, que o Pai está presente em mim, e eu no Pai" (Jo 10,37-38). L2 - Os sacramentos são recebidos durante uma celebração. Falar em celebração é falar de festa, de alegria. Celebramos com alegria o dia das mães, o dia dos pais, o dia da pátria, o dia do professor, o dia do nosso aniversário, o dia do santo padroeiro da comunidade. T - O batismo nos possibilita viver como filhos de Deus. O batismo nos ajuda a viver como irmãos de todos. O batismo nos faz viver livres do pecado.

18 Reflexão 2: O Batismo é a porta de entrada na comunidade

19 A - No encontro passado, refletimos o sentido dos sacramentos como sinal da presença de Deus em nossa vida e do nosso compromisso de caminhar conforme a sua vontade. Hoje, vamos aprofundar nossos conhecimentos sobre o batismo. Dessa forma, damos mais um passo na nossa preparação para a celebração deste sacramento. L1 - Para São João Batista, o batismo era um sinal de conversão, de vida nova, de preparação para a vinda de Jesus. Era como a aurora que precede o nascimento do sol. Aqueles que acreditavam em sua palavra e se convertiam, João os batizava, mergulhando-os no rio Jordão. Este rito era facilmente entendido por todos: água é sinal de limpeza, de purificação, de vida nova. T - O mergulho no rio Jordão era um gesto que expressava conversão, mudança de vida, adesão a Deus.

20 L2 - O batismo de João Batista era restrito ao povo judeu. Jesus deu um passo à frente: para ele o batismo não significava apenas uma conversão pessoal, mas também tinha por finalidade formar entre os batizados uma comunidade unida que fosse sinal e instrumento de transformações da sociedade. T - A comunidade unida é sinal de pertença a Jesus Cristo. L1 - Além disso, o batismo de Jesus não é dado apenas aos judeus, mas a todos os povos. Muita coisa, portanto, deve mudar na vida de quem recebe o batismo. T - Agora ninguém mais pode viver sozinho, isolado, fora da comunidade.

21 L2 - A palavra batismo significa "mergulho, imersão". Batismo é mergulho, é inserção na vida de Jesus e ingresso na comunidade cristã. Muitos dizem assim: "Sou cristão, levo uma vida honesta, faço minhas caridades, minhas rezas... e isso basta". T - Pelo batismo, participamos da vida de Deus e da vida dos irmãos. O batizado nunca pode se esquecer disso em sua comunidade. A - Quem é batizado precisa viver a sua fé em comunidade. Vida cristã é essencialmente vida de comunidade. Quem tem bom procedimento, mas não participa da comunidade, não despertou a sua consciência de cristão. T - O verdadeiro cristão participa da vida comunitária e se empenha na vida de partilha e de doação.

22 Atentos ao fato da vida A - Na comunidade São Francisco houve uma festinha de aniversário e o seu Paulo, parente do aniversariante, foi convidado. Ele participou primeiro da reunião da comunidade junto com os outros, e depois falou assim: L1 - "Estou satisfeito por ter sido convidado. Eu não sabia que era tão bom participar de uma comunidade. Que ambiente sadio, quanta alegria, quanta fé, quanta humildade e simplicidade, e quantas palavras bonitas eu pude ouvir hoje". L2 - "Eu estava me sentindo muito sozinho e triste. A minha fé já estava se apagando e, agora, sinto-me mais entusiasmado. Parece que eu estava com fome, e que hoje tomei um alimento que me ajudará a caminhar por muito tempo".

23 L1 - "Agora eu compreendo melhor o que é ser cristão. A Igreja é uma família e eu não ia gostar se as pessoas de minha família vivessem separadas, cada uma por si, sem se encontrarem, mesmo que fossem boas e honestas. Era isso que eu estava fazendo com a minha família, a Igreja! Acho que Deus quer ver todos os seus filhos reunidos em comunidade". L2 - Depois desse testemunho, aquela comunidade reviveu. O seu Paulo foi convidado, aceitou o convite e passou a frequentar a comunidade todas as semanas.

24 Palavra de Deus (Atos dos Apóstolos 2,41-47) A - Para as primeiras comunidades cristãs, receber o batismo significava uma profunda mudança de vida, não só em termos de fé, mas principalmente na relação concreta com os irmãos e na partilha dos bens. Aclamemos a Palavra do Senhor.

25 L1 - Do livro dos Atos dos Apóstolos: 41 Aqueles, pois, que acolheram a sua palavra, fizeram-se batizar. E acrescentaram-se a eles, naquele dia, cerca de três mil pessoas. 42 Eles mostravam-se assíduos ao ensinamento dos apóstolos, à comunhão fraterna, à fração do pão e às orações. " 43 Apossava-se de todos o temor, pois numerosos eram os prodígios e sinais que se realizavam por meio dos apóstolos. 44 Todos os que tinham abraçado a fé reuniam-se e punham tudo em comum: 45 vendiam suas propriedades e bens, e dividiam-nos entre todos, segundo as necessidades de cada um. 46 Dia após dia, unânimes, mostravam-se assíduos no Templo e partiam o pão pelas casas, tomando o alimento com alegria? e simplicidade de coração. 47 Louvavam a Deus e gozavam da simpatia de todo o povo. E o Senhor acrescentava cada dia ao seu número os que seriam salvos. Palavra do Senhor. T - Graças a Deus.

26 Vamos conversar A - Chegou a hora de conversarmos um pouco sobre o que ouvimos. É bom que todos se sintam à vontade para falar. 1.Mencione quatro atitudes que o cristão deve ter. 2.Em quais desses itens a vida dos cristãos de hoje se identifica ou difere da vida dos primeiros cristãos? 3.Você acha que uma pessoa que não quer participar da comunidade pode ser chamada de cristã? Por quê? 4.Apresente duas diferenças entre o batismo de São João e o batismo de Jesus.

27 Reflexão A - O batismo nos coloca na família de Deus, a Igreja. Na Igreja nós convivemos com os irmãos, ouvimos a Palavra de Deus, recebemos a Eucaristia, rezamos juntos, ajudamos os mais necessitados. Com isso, a nossa fé se desenvolve. Ninguém nasce cristão: nós nos tomamos cristãos pelo batismo. L2 - Os que não foram batizados são chamados de "pagãos"; os que estão se preparando para o batismo são chamados "catecúmenos". Portanto, batismo é um renascimento para uma família maior, a Igreja, que nos ajuda a entrar no Reino de Deus. T - "Quem não renascer pela água e pelo Espírito Santo não poderá entrar no Reino de Deus" (Jo 3,5).

28 L1 - Na Carta aos Romanos, São Paulo nos diz que, pelo batismo, nós nos tornamos membros do Corpo de Cristo, que é a Igreja: T - "Embora sendo muitos, nós formamos um só corpo em Cristo e cada um, por sua vez, é membro dos outros" (Rm 12,5). L2 - São Pedro compara cada cristão a uma pedra viva no edifício espiritual, que é a Igreja: T - "Vocês, como pedras vivas, vão entrando na construção do templo espiritual, e formando um sacerdócio santo, destinado a oferecer sacrifícios espirituais que Deus aceita por meio de Jesus Cristo" (1Pd 2,5).

29 A - Há pais que pedem o batismo por uma série de superstições: L1 - "Padre, batiza meu filho. Ele está doente: quem sabe assim ele sara". L2 - "Meu filho é tão malcriado: batiza, padre, para ver se ele toma jeito!" L1 - "Meu filho morreu. Por favor, padre, venha batizar, senão ele não entra no céu". A - Batismo não é para nada disso. Batismo é ingresso na comuni-dade-lgreja. É sinal de pertença e de adesão a Jesus Cristo, como diz São Mateus: T - "Vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que ordenei a vocês" (Mt 28,19-20).

30 A - Há muitas pessoas que não podem estar presentes na comunidade porque moram longe, ou por motivos de doença ou de serviço. Mas todas as semanas se reúnem para a celebração da Palavra em pequenas comunidades, ou em família, ou participam através da televisão ou do rádio. Estes também estão unidos à comunidade. T - O batismo é compromisso de amor com Deus e com os irmãos. Ele acontece em comunidade e só em comunidade pode ser vivido plenamente.

31 Oração final A - Ao final de nosso encontro, elevemos ao Senhor nosso coração agradecido por tudo o que ele nos ensinou neste tempo de preparação para o batismo. T - Senhor, obrigado por este encontro que tivemos e por tudo o que vós falastes ao nosso coração, através dos nossos irmãos. A - Confiantes no seu amor, rezemos como irmãos. T - Pai nosso... A - Estamos nos preparando para o Sacramento do Batismo! Nosso coração transborda de alegria, pois neste sacramento Deus quer ter conosco um encontro de amigos, restabelecendo sua aliança de amor. Por isso, ao término do nosso encontro, invoquemos sobre nós a bênção da Trindade Santa: T - Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.


Carregar ppt "Batismo é a porta de entrada na Comunidade. 1 Oração Inicial A - Irmãos e irmãs, estamos iniciando o nosso encontro de preparação para o batismo. Juntos,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google