A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIÁLISE NO BRASIL Rodrigo Bueno de Oliveira Médico Assistente Nefrologia HC-FMUSP Prof. Assistente da Disciplina Nefrologia UNISA 1 o Secretário da Sociedade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIÁLISE NO BRASIL Rodrigo Bueno de Oliveira Médico Assistente Nefrologia HC-FMUSP Prof. Assistente da Disciplina Nefrologia UNISA 1 o Secretário da Sociedade."— Transcrição da apresentação:

1 DIÁLISE NO BRASIL Rodrigo Bueno de Oliveira Médico Assistente Nefrologia HC-FMUSP Prof. Assistente da Disciplina Nefrologia UNISA 1 o Secretário da Sociedade Brasileira de Nefrologia

2

3

4

5 1. 1. A doença renal crônica Serviços de Nefrologia Prevalência de Pacientes em Diálise Incidência de Pacientes em Diálise Indicadores de Qualidade Estágios Prédialíticos Roteiro Doença Renal Crônica

6 Censo SBN 2008 Número de Unidades de Diálise no Brasil Censo SBN

7 Total de Unidades Ativas por Região (N = 684) Censo SBN 2008 Sudeste 48,5 % (N = 332) Norte2,7% (N = 18) Norte2,7% Sul21,9% (N = 150) Nordeste17,7% (N = 121) Centro-Oeste9,2% (N = 63) Centro-Oeste9,2%

8 Número Médio de Profissionais por Unidade de Diálise Número Médio de Profissionais por Unidade de Diálise Auxiliares e Técnicos de Enfermagem 20,5 Médicos5,4Médicos5,4 Enfermeiros3,3Enfermeiros3,3

9 Número de Pacientes Conforme a Fonte Pagadora Número de Pacientes Conforme a Fonte Pagadora de Diálise Censo SBN 2008 SUS87,2% Outros Convênios: 12,7% (5.291 / ) Outros Convênios: 12,7% (5.291 / )

10 % de Uso de Medicações Selecionadas Censo SBN % 53,5% 29,7% % % Epo Fe_ev Vit.DSevelamerEstatina 30,2% 10,7%

11 Gastos Anuais com TSR no Brasil (Milhões de Reais por Ano) Ministério da Saúde, 2005

12 Gastos Anuais com TSR no Brasil (Milhões de Reais por Ano) ??? MAC 289 mi MB AIH 1,028 bi 1,78

13 1. 1. A doença renal crônica Serviços de Nefrologia Prevalência de Pacientes em Diálise Incidência de Pacientes em Diálise Indicadores de Qualidade Estágios Prédialíticos Roteiro Doença Renal Crônica

14 Prevalência de Pacientes Brasil

15 Prevalência de Pacientes em Diálise no Brasil 1994 a 2008 Prevalência (pmp) **

16 Sudeste 48,5 % (N = 332) Norte2,7% (N = 18) Norte2,7% Sul 21,9% (N = 150) Nordeste 17,7% (N = 121) Centro-Oeste9,2% (N = 63) Centro-Oeste9,2% Sul 16% (N = ) Sudeste 54% (N = ) Centro-Oeste 8% (N = 5.382) Centro-Oeste 8% (N = 5.382) Nordeste 19% (N = ) Norte 3% (N = 2.271) Norte 3% (N = 2.271) Pacientes em Diálise no Brasil (N = , Janeiro, Censo 2007)

17 467 pmp Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise Brasil por Região Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise Brasil por Região Sul Sudeste Centro-Oeste Nordeste Norte TOTAL Censo SBN 2008

18 Prevalência de Pacientes em Diálise no Brasil. Pmp Brasil

19 N (%) Pacientes Conforme o Tipo de Diálise N (%) Pacientes Conforme o Tipo de Diálise Censo SBN 2008 Hemodiálise89,4% DPA4,9% TOTAL (N = ) CAPD5,3% DPI0,4%

20 Características dos Pacientes em Diálise Censo SBN %Masculino57%Masculino 43%Feminino43%Feminino 50,6%Brancos50,6%Brancos 16,4%Negros16,4%Negros 30,5%Pardos30,5%Pardos 2,5%Outras2,5%Outras

21 1,6% 18,4% 43,7% 36,3% Distribuição de Pacientes em Diálise Conforme a Faixa Etária % % <

22 1. 1. A doença renal crônica Serviços de Nefrologia Prevalência de Pacientes em Diálise Incidência de Pacientes em Diálise Indicadores de Qualidade Estágios Prédialíticos Roteiro Doença Renal Crônica

23 99 pmp 141 pmp Incidência de Pacientes em TRS Brasil

24 149 pmp Taxa de Incidência Anual Estimada de Pacientes em Diálise no Brasil por Região Censo SBN 2008 Sul Sudeste CentroOeste Nordeste Norte TOTAL

25 1. 1. A doença renal crônica Serviços de Nefrologia Prevalência de Pacientes em Diálise Incidência de Pacientes em Diálise Indicadores de Qualidade Estágios Prédialíticos Roteiro Doença Renal Crônica

26 Pacientes Novos Conforme Modalidade Inicial e Uso de Cateter Censo SBN 2008 Modalidade Uso de cateter 92% 8% 61,4% 66,7%

27 Pacientes com Cateter Venoso Censo SBN ,4% Usam cateter venoso 11,4%

28 Diálise no Brasil 1.Mortalidade em Hemodiálise Japão 9,7% Chile13,4% Europa14,8% Uruguai15,9% Brasil16,1% Venezuela21,1% Am. Latina21,1% Argentina21,3% Estados Unidos22,3% África do Sul25,9% 2006 => 13,3% 2007 => 15,2% 2002

29 Percentual de Óbitos Conforme Faixa Etária Censo SBN ,4% 8,3% 32,2% 59,0% % % < >60

30 Sobrevida em TRS, segundo idade Brasil Tempo (meses) Mortalidade (%)

31 Sobrevida de pacientes em TRS, segundo causa da IRC Mortalidade (%) GNC N.Hipert. Diabetes Tempo (meses)

32 Distribuição Percentual de Causa de Óbito Senso SBN ,9% 9,9% 26% 21,2% % % CV AVC Infec Outras Desconhecida 6%

33 Pacientes em TRS PacientesDistr.IdadeMasc. Mortali- dade HEMO %49.7± %14.7% CAPD DPA %52.1± %15.5% MS, 2002

34 RR de mortalidade entre pacientes em TRS (Cox – IC=95%) SexoMasculinoReferência Feminino 1,10 (1,06-1,15) Idade< 20Referência ,36 (1,19 – 1,55) ,65 (2,33 – 3,01) > 644,95 (4,35 – 5,63) RegiãoNorte Referência Nordeste1,08 (0,94 – 1,24) Sudeste1,02 (0,90 –1,17) Sul1,03 (0,90 –1,18) Centro-oeste1,11 (0,95 – 1,30) DiabetesNão Referência Sim1,38 (1,31 – 1,45) MS, 2002

35 Prevalência de Sorologia Viral Positiva Censo SBN ,9% 7,6% 0,7%

36 Prevalência de AgHBs pcts (1,6%)

37 Prevalência de Anti-HCV (9,8%)

38 Pacientes portadores de Anti-HIV +

39 transplantes/ano Ano SBN-ABTO Transplante Renal no Brasil

40

41 Relevância pacientes mantidos em diálise pacientes transplantados renais Reduzida qualidade de vida Gastos de 2,3 bilhões de reais a cada ano. Doença Renal Crônica

42 RFG (mL/min/1,73 m 2 ) < >90 DOENÇA RENAL CRÔNICA AJKD, 39 (2), Suppl 1, Estágio Da DRC

43 1. 1. A doença renal crônica Serviços de Nefrologia Prevalência de Pacientes em Diálise Incidência de Pacientes em Diálise Indicadores de Qualidade Estágios Prédialíticos Roteiro Doença Renal Crônica

44 Freqüência de Doenças Renais em Hipertensos e Diabéticos HiperDia / MS, 2003 D = H = DH= Percentual (%) 6,6%

45 ä Prevalência de DRC ä Creatinina elevada em 0,48% dos adultos ä Nos idosos (>60 anos) foi de 5,09% DRC = 6,6% dos hipertensos e/ou diabéticos DRC = 20 a 30 x número de pacientes em TSR

46 RFG (mL/min/1,73 m 2 ) < >90 DOENÇA RENAL CRÔNICA AJKD, 39 (2), Suppl 1, Estágio Da DRC

47 Mundo EUA Europa Brasil População Em TSR Com DRC (4,7%) Nephrol Dial Transplant, Oct 2007 DOENÇA RENAL CRÔNICA DRC 11 milhões de brasileiros

48 O que fazer? Definir grupos de risco para DRC Definir grupos de risco para DRC Fazer diagnóstico Fazer diagnóstico Estratificar – Estágios Estratificar – Estágios Estratégias de tratamento Estratégias de tratamento Doença Renal Crônica Roteiro

49 Diretrizes para DRC Tratamento Red. Proteinúria Contr.Glicemia Contr. HAS Inib. ECA Anemia Osteodistrofia Alt. Eletrólitos DesnutriçãoEducação Acesso Tx direto Cardiopatia Vasculopatia Neuropatia Dislipemia Escolha TRS Retardar Progressão ProgressãoPrevenirComplicaçõesModificarComorbidadesPreparo para TRS Diagnóstico da DRC Restr. Protéica?AcidoseInício da TRSRetinopatia 2

50

51 OBRIGADO Rodrigo Bueno de Oliveira


Carregar ppt "DIÁLISE NO BRASIL Rodrigo Bueno de Oliveira Médico Assistente Nefrologia HC-FMUSP Prof. Assistente da Disciplina Nefrologia UNISA 1 o Secretário da Sociedade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google