A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2010 Percepção de representantes da imprensa escrita de São Paulo a respeito da humanização dos serviços de saúde Autora: Concília Aparecida Ortona Orientador:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2010 Percepção de representantes da imprensa escrita de São Paulo a respeito da humanização dos serviços de saúde Autora: Concília Aparecida Ortona Orientador:"— Transcrição da apresentação:

1 2010 Percepção de representantes da imprensa escrita de São Paulo a respeito da humanização dos serviços de saúde Autora: Concília Aparecida Ortona Orientador: Paulo Antônio de Carvalho Fortes Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública para a obtenção do título de Mestre em Saúde Pública, no dia 19 de agosto de 2010 Apresentado também no Congresso de Bioética de Ribeirão Preto – COBIRP, em 9 de outubro de 2010

2 Os meios de comunicação servem de janela do mundo McLuhan, 1974

3 2010 Pesquisa com três enfoques Humanização Bioética Comunicação

4 2010 Humanização Na década de 1990 o tema ganhou ênfase por iniciativas como assistência compassiva ao parto e voltadas à saúde mental Novo status em 2000 ao ser transformado em Programa pelo MS (PNHAH) e em Política (PNH), em 2003 Porém, desde a década de 1950, vários textos internacionais focalizavam o que levava à desumanização no atendimento em saúde. Na década de 70, é possível verificar a persistência de dilemas morais, éticos e religiosos vinculados à humanização* * Deslandes, 2004, 2006

5 2010 Humanismo: fundamento da Humanização Ambos os termos derivam do latim Humanus Santas Casas e Filantropia – atividades baseadas no Humanismo (precursor da Humanização) Declaração dos Direitos do Homem: primeira real interface entre humanismo e humanização A Humanização da atenção em Saúde tem seu fundamento na Declaração Universal de Direitos Humanos, todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos (...)* * Fortes, 2004

6 2010 Humanização e Bioética Vários aspectos bioéticos estão inseridos no contexto da humanização. Por exemplo, a Bioética e a Humanização não se restringem aos âmbitos tecnológicos e terapêuticos de um atendimento Incluem, entre outras, a ética no atendimento e as questões sociais aplicadas às investigações biomédicas e às do comportamento, independente de influírem de forma direta na terapêutica * A reflexão humanística abrange circunstâncias sociais, éticas, educacionais e psiquícas presentes nas ações em Saúde ** * Pessini e Barchifontaine (2007) ** Fortes (2004)

7 2010 Um termo, muitos significados Nem sempre o conceito e a aplicação da humanização são bem entendidos, por tratar-se de um termo polissêmico. Até o MS admitiu, em 2001, que a complexidade da definição decorre da natureza subjetiva da humanização No campo da atenção a saúde, o termo humanização tem sido usado com diferentes significados e entendimentos, relacionando-os com os direitos dos pacientes e a ética voltada ao respeito ao outro* Fortes (2004))

8 2010 Pergunta norteadora: Será que os jornalistas entendem o que seja Humanização, possibilitando que expliquem o conceito?

9 2010 Comunicação: essencial A comunicação é o que transforma essencialmente os homens em sujeitos (Paulo Freire) A televisão (e, por analogia, os demais veículos) não é um gênero, é um serviço, um jeito de obterem-se ferramentas necessárias ao cotidiano (Umberto Eco, 2006) Os meios de comunicação têm entre suas funções a de vigilância de contexto, serem sentinelas para os indivíduos sobre os fatos ao seu redor ( Harold Lasswell, 1987) Os meios de comunicação servem de janela para o mundo (McLuhan, 1974) 2010

10 Queiram ou não, os jornalistas desempenham papel de educadores, capazes de influenciar na adoção de medidas supostamente protetoras, sem garantias de eficácia Se é indiscutível o alcance e difusão do chamado jornalismo científico na mídia, é preciso ficar atento à relação entre cientistas da saúde e a difusão pública de seus achados 2010 Castiel, 2003 Comunicação: essencial

11 2010 Objetivos Objetivo geral : Identificar e analisar, à luz da Bioética, a percepção de representantes da imprensa escrita de São Paulo a respeito da Humanização dos serviços de saúde Objetivos específicos Identificar a percepção de representantes da imprensa escrita e São Paulo sobre os conceitos e práticas de um atendimento humanizado em Saúde

12 2010 Justificativa Como há pluralidade de conceitos e práticas sobre a humanização, a intenção foi conhecer quais são as percepções por parte de profissionais de imprensa que atuam em editorias de saúde Relevância social: um processo de informação truncado ou deturpado não prejudica apenas os jornalistas, mas INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE o leitor, que acaba tomando o que lê como A Verdade

13 2010 Procedimentos Metodológicos Estudo exploratório Metodologia qualitativa, com o uso de Análise de Conteúdo e interpretação inspirada no Discurso do Sujeito Coletivo Instrumento de coletas de dados: entrevistas semi-estruturadas, cujos conteúdos foram divididos em 12 categorias temáticas de análise. Ex. Direitos dos Pacientes; Autonomia; Bem-Estar; Profissional Virtuoso e Atendimento Integral ou Holístico * Minayo, 2003

14 2010 Sujeitos de Pesquisa Escolha por conveniência 15 jornalistas que atuam na área de saúde em jornais e revistas Jornais: Agora São Paulo; Diário de São Paulo; Folha de São Paulo; O Estado de São Paulo Revistas: Carta Capital; Época; Isto É; e Veja São Paulo.

15 2010 Entrevista 1) Como você informaria ao seu leitor o que é a Humanização dos serviços de saúde? 2) Quando está escrevendo (sugerindo uma pauta/editando), o que consideraria como um atendimento humanizado em saúde? 3) Quando está escrevendo (sugerindo uma pauta/editando), o que classificaria como um atendimento desumanizado em saúde? 4) Conte qual foi a experiência mais marcante verificada durante seu trabalho, relacionada a um atendimento humanizado em saúde. 5) Cite qual foi a experiência mais marcante relacionada a um atendimento desumanizado em saúde. 6) De acordo com sua experiência profissional, vê diferenças relativas à humanização em atendimentos prestados pelos serviços públicos e privados?

16 2010 Alguns discursos A humanização passa pelo respeito ao paciente como um indivíduo, e pressupõe atitudes básicas, como chamá-lo pelo nome. Está na lei. É pejorativo referir-se a uma gestante ou à mãe de paciente pediátrico como mãezinha: É mais fácil perguntar o nome dela, já que é lógico que não dá para lembrar o de todos. Atitudes humanizadoras significam ainda compartilhar informações de maneira que o paciente possa entender, é designar alguém a quem ele possa perguntar... e, fundamentalmente, a não se referir a ele como se fosse um idiota. (E.4, E.12, E.13) Não conheço bem o conceito de humanização, mas acho que o cerne da questão é a relação médico/paciente. Do ponto de vista do paciente, um bom médico é aquele que vai examinar, pedir exames e resolver seu problema: é ter um doutorzinho que esteja lá para passar uma receitinha e curar. Que te olhe. Nesse contexto, então, a figura principal é o médico. (E.2; E.9; E.10, E.14)

17 2010 Referencial teórico de análise Pellegrino e Thomasma Idéias: O bem-estar do paciente deve se sobrepujar ao do médico Profissional Virtuoso A promessa de salvar, por parte do médico, suscita no paciente a esperança de que o médico tenha a competência e a perícia necessárias (...) um profissional virtuoso empenha-se para cumprir seu trabalho com excelência e esforça-se para fazê-lo da melhor maneira possível Beauchamp e Childress Autonomia, Beneficência, Não Maleficência e Justiça Autores que atêm-se à alguns modelos bioéticos

18 2010 Alguns pontos da discussão Em vários discursos obtidos dos jornalistas foi depreendido, por exemplo, que estes esperam do profissional de saúde que tenham como foco o bem- estar do paciente, e que sejam virtuosos, concordando com as idéias de Pellegrino e Thomasma quando afirmam as transações médicas devem incluir algum grau de doação(...) A beneficência inclui a obrigação de atuar no interesse do paciente, ainda que isso custe seu próprio conforto, poder e prestígio

19 Alguns pontos da discussão Por outro lado, ao contrário do que se supôs no início da pesquisa, o princípio de Respeito a Autonomia em saúde foi pouco valorizado pelos participantes. Segundo Beauchamp e Childress esse princípio exige as obrigações de não-intervenção nas decisões das pessoas e fomento à capacidade das mesmas de decidirem autonomamente. Dúvida: os jornalistas preferem atitudes paternalistas? 2010

20 Considerações Finais Os jornalistas continuam associando a humanização às primeiras iniciativas divulgadas sobre o tema, vinculadas ao parto e à Saúde Mental Algumas suposições do início da pesquisa não foram confirmadas, entre elas, a relevância dada pelos sujeitos de pesquisa às normas deontológicas e a valorização da autonomia do paciente A prática dos Cuidados Paliativos e do atendimento holístico (integral) foram bastante vinculados à Humanização Vários participantes relacionaram a melhora na ambiência e na hotelaria como forma de se obter lucro Os jornalistas consideram que existem diferenças entre um atendimento humanizado prestado nos serviços públicos e particulares Quem mencionou a importância da comunicação referiu-se à comunicação médico/paciente

21 Considerações Finais... E o mais importante Parcela significativa dos entrevistados reconheceu desconhecer o conceito e a prática da humanização no atendimento, apesar de escreverem sobre Saúde Apesar de conhecerem de maneira informal itens da PNH, NENHUM dos 15 pesquisados mencionou de maneira direta a existência de uma política governamental estruturada sobre o tema Realmente é preciso deixar mais claro para a gente o que é a humanização, para que possamos fazer matérias... Hoje a humanização parece englobar tudo, desde levar o cachorrinho ao hospital para distrair crianças até cuidados paliativos. É um grande balaio O tudo isso significa exatamente? Nós da imprensa temos dificuldades para lidar com informações abstratas. Nosso negócio são fatos. 2010

22 Obrigada a todos !!!! Concilia Aparecida Ortona 09/10/


Carregar ppt "2010 Percepção de representantes da imprensa escrita de São Paulo a respeito da humanização dos serviços de saúde Autora: Concília Aparecida Ortona Orientador:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google