A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Simpósio de Bioética Hospitalar CREMESP Central de Transplantes SES/SP Luiz Augusto Pereira Novembro - 2010 Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Simpósio de Bioética Hospitalar CREMESP Central de Transplantes SES/SP Luiz Augusto Pereira Novembro - 2010 Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus."— Transcrição da apresentação:

1 Simpósio de Bioética Hospitalar CREMESP Central de Transplantes SES/SP Luiz Augusto Pereira Novembro Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini

2

3 Doação Transplante Extração Sociedade Processo doação transplante População Paciente Potencial Doador Diagnóstico de morte Manutenção doador Entrevista familiar Alocação de órgãos Extração Transporte Auditoria Sobrevida Ética e Bioética Banco de Tecidos Financiamento Legislação

4 Central de Transplantes Equipe de Transplante receptor Coração Pulmão Pâncreas isolado Fígado Rim Rim/Pâncreas Alocação de órgãos Laboratório de histocompatibilidade soro painel Equipe de Transplante Follow-up Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos - SPOT doador HLA crossmatch Laboratório histocompatibilidade material HLA e crossmatch Centro de Diálise paciente soro Coordenador intra hospitalar de doação receptor Resolução SS - 151, de

5 Hospital das Clínicas Central SISTEMA IIS / ASP Labratório Histocompatibilidade Equipes Centro de Diálise Central de Transplantes Workstation Dados Receptor Dados WEB OPO / OPC Sistema informatizado 1997 a 2006

6 Legibilidade/Arquivo de documentos

7 Laboratório de histocompatibilidade Equipe de Transplante SPOT Paciente Centro de diálise Gestor Ministério Público Telefone Central de Transplantes Secretaria de Estado da Saúde Sistema Dados LAN WEB Sistema informatizado com tecnologia WEB distribuição dos órgãos/tecidos

8 Cadastro de receptores e manutenção dos dados (WEB) Exames MELD/PELD ( Fígado ) (WEB) Confirmação de transplante e follow-up inicial (WEB) Follow-up pós-transplante (3 meses, 6 meses e anual) (WEB) Aceitação/recusa de órgãos ou tecidos Equipe de Transplante

9 Atualizar o soro e painel ( WEB ) Tipagem HLA dos receptores de rins e doadores falecidos Realização de crossmatch ( rins, pâncreas e rins/pâncreas) Laboratório de histocompatibilidade Atualização on-line do soro e painel Emissão de comprovante das atualizações

10 Encaminhar os pacientes para uma equipe de transplante; Encaminhar amostra de sangue para o laboratório de histocompatibilidade, dos pacientes inscritos, a cada 90 dias; Interagir com a equipe de transplante para a manutenção do cadastro dos receptores potenciais; Acesso ao sistema WEB de transplantes (WEB). Centro de diálise

11 Cadastro de receptores Ficha complementar Idade do doador Peso do doador Usuário de drogas Sódio, Creatinina, Bilirrubina, TGO e TGP Sorologia ( Chagas, vírus B e vírus C ) ATIVO Exames incompletos Suspenso pela equipe Suspenso sem condições clínicas Soro vencido/Sem soro no laboratório MELD/PELD vencido Suspenso MELD/PELD mínimo Removido pela equipe Removido ( suspenso>365 dias ) Removido ( 5 recusas ) Transplante pelo sistema Transplante com doador vivo Transferido para outro estado

12 São Paulo EUA casos PMP casos PMP Coração 138 3, ,7 Fígado , ,5 Pâncreas 52 1, ,7 Pulmão 37 0, ,6 Rim , ,0 Pâncreas/Rim 186 4, ,2 Inscrições

13 HCRP Coração Pulmão Pâncreas isolado Fígado Rim Rim/Pâncreas Central de Transplantes Distribuição de órgãos Equipe de Transplante Seguimento pós-transplante Seguimento pós transplante (follow-up) inicial 3 meses 6 meses anual

14 Tela inicial Pendências Confirmação de transplante realizado e follow-up inicial Follow-up pós-transplante ( 3 meses, 6 meses, anual ) Equipes de Transplante - WEB Suspende a equipe para novas inscrições quando a equipe não atualiza os dados

15 Sobrevida Coração Fígado Rim

16 Modelos de obtenção de órgãos e tecidos Hospital Equipes transplantadoras Hospital OPO Organizações Regionais e Nacional Hospital Coordenador Intra-hospitalar Equipes transplantadoras

17 Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos- SPOT

18 Distribuição das notificações e doadores. Estado de São Paulo, 1998 a 2004

19 Capacitação de recursos humanos Serviços de Procura de Órgãos e Tecidos UNIFESP – enfermagem Hospital Israelita Albert Einstein Secretaria de Estado da Saúde

20 Coordenadores intrahospitalares de doação Hospital Israelita Albert Einstein – Projeto NCAP - Hospital Estadual - Hospital Município de São Paulo Secretaria de Estado da Saúde - Projeto DOAR São Paulo - Hospital Estadual

21 Secretaria de Estado da Saúde Transporte terrestre e aéreo Doppler e EEG Remuneração para os coordenadores médicos e enfermeiros

22 1º exame clínico2º exame clínico Doppler/EEG Sorologia/ HLA Extração Central Entrevista 14 horas Doador – Sequência de eventos 6 horas 2 horas

23 Distribuição das notificações e doadores. Estado de São Paulo, 1998 a 2010 fonte: sistema estadual de transplantes Obs. Projeção 2010 – período de janeiro a outubro 22,6 PMP21,2 PMP

24 > 30 DONANTES PMP > 20 DONANTES PMP > 10 DONANTES PMP < 10 DONANTES PMP DONANTES DE ÓRGANOS p.m.p ,6 21,2

25 Distribuição dos transplantes e lista de espera. Estado de São Paulo, 2000 a 2009 CÓRNEA

26 Distribuição segundo número de notificações, doadores efetivos e órgãos extraídos, Projeto DOAR. São Paulo, Fonte: Sistema Estadual de Transplantes.

27 CENTRAL DE TRANSPLANTES COORDENAÇÃO INFORMÁTICA GESTÃO DA LISTA DE ESPERA ALOCAÇÃO DE ÓRGÃOS e TECIDOS SALA DE REUNIÕES ALOCAÇÃO DE CÓRNEAS/ ARQUIVO GESTÃO DA LISTA DE ESPERA(FÍGADO) GESTÃO DA LISTA DE ESPERA DO CORAÇÃO, PULMÃO, PÂNCREAS, CÓRNEA, FÍGADO E RIM. REUNIÕES DAS COMISSÕES TÉCNICAS ELABORAÇÃO DE NOTAS TÉCNICAS/RESOLUÇÕES INTERFACE COM O SISTEMA NACIONAL DE TRANSPLANTES ESTÁGIOS PARA COORDENADORES DE OUTROS ESTADOS (Acre, Sergipe, Goiás, Piauí, Mato Grosso – 2009/10) CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS AUDITORIA PARA INCLUSÃO EM LISTA DE ESPERA/ TRANSPLANTE DESENVOLVIMENTO E MANUTENÇÃO DO SOFTWARE ARMAZENAMENTO DO BANCO DE DADOS

28 Classificação de receptores Distribuição Gravador digital

29 Tabela de códigos de recusa de órgão Prontuário do doador

30 Tabela de códigos de recusa de receptor Prontuário do doador

31

32 Receptor – confirmação da inscrição

33 Receptor potencial – confirmação do correio

34 PACIENTE

35 Informações on-line via WEB Identificação Data da inscrição Posição na lista de espera Validade (soro ) Equipe Características do doador Ativo Suspenso pela equipe Suspenso sem condições clínicas Soro vencido Sem soro no laboratório Aguarda clearence Aguarda avaliação da CT PACIENTE

36 Sobrevida: permite criar até 4 relatórios com diversos filtros e plotar gráficos Relatórios Gerenciais e estatísticos: - receptor - doador - equipes - mortalidade - sobrevida O Sistema Informatizado de Transplantes - Web

37 Critérios de alocação Critérios de descarte dos órgãos Tempo de resposta-aceitação/recusa Laboratório de histocompatibilidade Transporte terrestre/aéreo Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração Indicação do transplante Manutenção em lista de espera Compatibilidade – doador Aceitação do órgão Cirurgia Pós operatório imediato/tardio Diagnóstico da morte encefálica identificação exame clínico Doppler/EEG sorologia/HLA Avaliação clínica/laboratorial Manutenção do doador intensivista Extração do órgãos horário de retirada(tempo) equipe de retirada líquido de preservação acondicionamento transporte Qualidade

38 SPIT Lei Decreto n° 879, de 22/07/93 Central de Transplantes Lei Transporte Terrestre Módulo transplante de córnea Gravação Digital Transporte aéreo privado Critério expandido 2004 SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES 1991 Morte Encefálica CFM Sistema WEB MELD/PELD Capacitação em obtenção de órgãos Tabela SUS Coordenadores Intra Hospitalares de Doação SISTEMA DE QUALIDADE

39

40 SPIT Lei Decreto n° 879, de 22/07/93 Central de Transplantes Lei Transporte Terrestre Módulo transplante de córnea Gravação Digital Transporte aéreo privado Critério expandido 2004 SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES 1991 Morte Encefálica CFM Sistema WEB MELD/PELD Capacitação em obtenção de órgãos Tabela SUS 2009 Coordenadores Intra Hospitalares de Doação 2008 Doppler/EEG OPO

41 Percentual de transplantes por doadores efetivos. Estado de São Paulo, 2008 a 2010 Órgão EUA-2009 Espanha-2009 Coração 15,2 13,3 10,7 27,5 17,1 Rim 83,5 81,5 81,2 70,4 72,5 Pâncreas 25,0 17,6 15,4 15,3 6,0 Pulmão 5,1 2,3 4,4 10,5 13,6 Fígado 88,4 82,3 75,5 76,1 68,4 fonte: sistema estadual de transplantes Obs – período de janeiro a maio

42 Motivo de descarte do órgão Coração Droga vasopressora/Instabilidade hemodinâmica – 25,9% Idade – 20,2% Rim Alteração morfológica – 50,0% Lesão do órgão – 9,2% Fígado Alteração morfológica – 41,2% Instabilidade hemodinâmica – 20,0% Pulmão Alteração laboratorial(gasometria) – 57,4% Pâncreas Idade – 42,9%

43 Sobrevida do enxerto – 1 ano Coração 61,6% Rim 84,2% Fígado 65,2% Pulmão 59,6% Pâncreas 79,3% Rim/Pâncreas Rim 80,5% Pâncreas 77,3% ( Transplantes de 2002 a 2009 )

44 Sobrevida Coração Fígado Rim

45 Idade > 50 anos 29,0 30,1 31,7 33,1 32,4 Causa morte – AVC 54,9 56,0 55,6 55,1 52,3 Na + > ,6 32,5 36,5 37,8 33,3 TGP > ,4 22,8 21,4 24,3 21,9 Creatinina > 3,0 7,1 10,7 12,6 14,0 10,1 Intubação > 5 dias 26,5 30,7 27,8 24,7 19,7 Noradrenalina 73,8 80,1 77,8 82,2 81,3 IMC > 30 9,1 7,2 6,5 8,3 9,6 Diabetes 5,6 3,3 5,5 5,4 8,8 Álcool 13,0 15,5 12,9 12,8 20,1 Perfil do doador Nota: valores em percentual

46 Doação Transplante Extração Sociedade Processo doação transplante População Paciente Potencial Doador Diagnóstico de morte Manutenção doador Entrevista familiar Alocação de órgãos Extração Transporte Auditoria Sobrevida Ética e Bioética Banco de Tecidos Financiamento Legislação

47 Critérios de alocação Critérios de descarte dos órgãos Tempo de resposta-aceitação/recusa Laboratório de histocompatibilidade Transporte terrestre/aéreo Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração Indicação do transplante Manutenção em lista de espera Compatibilidade – doador Aceitação do órgão Cirurgia Pós operatório imediato/tardio Diagnóstico da morte encefálica identificação exame clínico Doppler/EEG sorologia/HLA Avaliação clínica/laboratorial Manutenção do doador intensivista Extração do órgãos horário de retirada(tempo) equipe de retirada líquido de preservação acondicionamento transporte Qualidade

48 São Paulo EUA casos PMP casos PMP Coração 138 3, ,7 Fígado , ,5 Pâncreas 52 1, ,7 Pulmão 37 0, ,6 Rim , ,0 Pâncreas/Rim 186 4, ,2 Inscrições

49 lista de espera Ativo % Coração ,7 Fígado ,9 Pâncreas ,6 Pulmão ,8 Rim ,7 Pâncreas/Rim ,6 Situação atual da lista de espera (01/6/2010)

50 SPIT Lei Decreto n° 879, de 22/07/93 Central de Transplantes Lei Transporte Terrestre Módulo transplante de córnea Gravação Digital Transporte aéreo privado Critério expandido 2004 SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES 1991 Morte Encefálica CFM Sistema WEB MELD/PELD Capacitação em obtenção de órgãos Tabela SUS Coordenadores Intra Hospitalares de Doação SISTEMA DE QUALIDADE

51

52 Doador Diagnóstico da morte encefálica identificação exame clínico ME Doppler/EEG sorologia/HLA Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração

53 2º exame clínicoDoppler/EEG Sorologia/ HLA Extração 6 horas4 horas 6 horas 4 horas Central 24 horas 1º exame clínicoEntrevista Doador

54 1º exame clínico2º exame clínico Doppler/EEG Sorologia/ HLA Extração Central Entrevista 14 horas Doador 6 horas 2 horas

55 Doador Diagnóstico da morte encefálica identificação exame clínico Doppler/EEG sorologia/HLA Avaliação clínica/laboratorial Manutenção do doador intensivista Extração do órgãos horário de retirada(tempo) equipe de retirada líquido de preservação acondicionamento transporte Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração

56 casos % ano fonte: sistema estadual de transplantes-SP Distribuição dos doadores efetivos e percentual de doadores com mais de 50 anos. Estado de São Paulo, 2002 a 2009 > 50 anos EUA: 37,4%

57 Idade > 50 anos 29,0 30,1 31,7 33,1 32,4 Causa morte – AVC 54,9 56,0 55,6 55,1 52,3 Na + > ,6 32,5 36,5 37,8 33,3 TGP > ,4 22,8 21,4 24,3 21,9 Creatinina > 3,0 7,1 10,7 12,6 14,0 10,1 Intubação > 5 dias 26,5 30,7 27,8 24,7 19,7 Noradrenalina 73,8 80,1 77,8 82,2 81,3 IMC > 30 9,1 7,2 6,5 8,3 9,6 Diabetes 5,6 3,3 5,5 5,4 8,8 Álcool 13,0 15,5 12,9 12,8 20,1 Perfil do doador Nota: valores em percentual

58 Receptor Indicação do transplante Manutenção em lista de espera Compatibilidade – doador Cirurgia Pós operatório imediato/tardio Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração

59 São Paulo EUA casos PMP casos PMP Coração 138 3, ,7 Fígado , ,5 Pâncreas 52 1, ,7 Pulmão 37 0, ,6 Rim , ,0 Pâncreas/Rim 186 4, ,2 Inscrições

60 lista de espera Ativo % Coração ,7 Fígado ,9 Pâncreas ,6 Pulmão ,8 Rim ,7 Pâncreas/Rim ,6 Situação atual da lista de espera (01/6/2010)

61 Alocação Critérios de alocação Critérios de descarte dos órgãos Tempo de resposta-aceitação/recusa Laboratório de histocompatibilidade Transporte terrestre/aéreo Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração

62 Critérios de alocação Critérios de descarte dos órgãos Tempo de resposta-aceitação/recusa Laboratório de histocompatibilidade Transporte terrestre/aéreo Extração Sociedade Sociedade Doação SociedadeTransplante Extração Indicação do transplante Manutenção em lista de espera Compatibilidade – doador Aceitação do órgão Cirurgia Pós operatório imediato/tardio Diagnóstico da morte encefálica identificação exame clínico Doppler/EEG sorologia/HLA Avaliação clínica/laboratorial Manutenção do doador intensivista Extração do órgãos horário de retirada(tempo) equipe de retirada líquido de preservação acondicionamento transporte Qualidade

63 Sobrevida do enxerto – 1 ano Coração 61,6% Rim 84,2% Fígado 65,2% Pulmão 59,6% Pâncreas 79,3% Rim/Pâncreas Rim 80,5% Pâncreas 77,3% ( Transplantes de 2002 a 2009 )

64 Sobrevida Coração Fígado Rim

65 SPIT Lei Decreto n° 879, de 22/07/93 Central de Transplantes Lei Transporte Terrestre Módulo transplante de córnea Gravação Digital Transporte aéreo privado Critério expandido 2004 SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES 1991 Morte Encefálica CFM Sistema WEB MELD/PELD Capacitação em obtenção de órgãos Tabela SUS Coordenadores Intra Hospitalares de Doação SISTEMA DE QUALIDADE


Carregar ppt "Simpósio de Bioética Hospitalar CREMESP Central de Transplantes SES/SP Luiz Augusto Pereira Novembro - 2010 Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google