A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Boas Práticas Laboratoriais Preparo de soluções Disciplina de Reumatologia 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Boas Práticas Laboratoriais Preparo de soluções Disciplina de Reumatologia 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Boas Práticas Laboratoriais Preparo de soluções Disciplina de Reumatologia 2011

2

3 O que fazer antes do preparo Vc sabe quais são os reagentes? Todos os reagentes estão disponíveis? Quanto vc vai preparar? Solução estoque ou de uso? Vai usar algum produto tóxico? Veja no rótulo Que água vc vai usar? Onde vai guardar sua solução?

4 Soluções Estoque – ex. tampões concentrados PBS, TBS, TAE, NaCl – sempre colocar nome e concentração do reagente, pH, quem fez e data Solução de uso – quantidade suficiente para a reação Alíquotas – substâncias sensíveis a congelamento/descongelamento

5 Preparo de soluções Solvente universal – água As soluções podem ser: peso/volume (g/v ou w/v) – x gramas de soluto em um dado volume final de solução (ex 1g em 100ml = solução 1%), volume/volume (v/v)– x ml de soluto em x em um dado volume final de solução (líquidos), peso/peso – x gramas de soluto em 100 gramas de solução (uso em gradiente)

6 Molaridade (M) A molaridade de uma solução indica quantos moles da substância existem em 1 litro de solução. O mol é o peso molecular (PM) expresso em gramas e seu valor é encontrado no rótulo do frasco. M = Massa em gramas PM x volume de solução (L)

7 Você sabia? 1 mol equivale ao peso de ×10 23 moléculas do composto Esse é o número de átomos de 12 C presentes em 12g desse isótopo de carbono Esse número é conhecido como a constante de Avogadro

8 Ajuda dos universitários Chemical and radiochemical data Create and convert molar solutions Mass from volume & concentration Concentration: Formula Weight: Volume:

9 Preparar a solução a partir de reagente sólido: Qual o peso (ou massa) molecular do reagente? Veja no frasco – MW, mol wt, MMs, PM Qual o volume de solução você vai preparar em litros, V. Qual a molaridade da solução, M. Calcule as gramas (g) de soluto necessárias usando a equação: g = MW x M x V Exemplo: Preparar 800 mL de NaCl 2 M (MW = g/mol). g NaCl = g/mol x 2 mol/L x 0.8 L g NaCl = g NaCl Dissolva g de NaCl em 400 mL de água destilada e então adicione mais água até completar o volume de 800 mL.

10 Exemplo Preparar 200 mL de solução 0,4M de NaCl PM de NaCl=58,43g/mol Solução 1M de NaCl - 58,43g em 1L g=58,43g/mol x 0,4mol/L x 0,2L g=4,674g

11 Molaridade a partir de solução em % Determine a molaridade de HCl 37,2% (peso) (densidade 1,19 g/mL. MW 36,4 g/mol ). Calcule a massa de 1L da solução = 1000 mL x 1,19 g/mL = 1190 g Calcule quanto dessa massa é de HCl = 1190 g x 0,372 = 442,68 g Calcule quantos moles correspondem a essa massa = 442,68 g/36,4 g/mol = 12,1 moles Portanto a molaridade é 12,1 M

12 Normalidade (N) N é o nº de equivalentes grama (Eq) de soluto por litro de solução. O nº de Eq é o mol dividido pela valência (nº de H+ ou de OH-). Ex: uma solução 1M de H 2 SO 4 tem 1 mol por litro (peso molecular=98g). Como são 2 H+, o Eq do H 2 SO 4 é 98/2=49g. Como temos 98g do soluto, e o Eq é 49g temos 2 Eq por litro e a solução é 2N. Como regra, a Normalidade é a Molaridade multiplicada pela valência.

13 Grau de pureza ACS grade Mais alta qualidade possível (often equals or exceeds the latest purity standards set by the American Chemical Society (ACS). Reagent grade Pureza geralmente semelhante ao grau ACS. Adequado para trabalho analítico e para laboratórios em geral. USP grade Pureza suficiente para passar nos testes da U.S. Pharmacopoeia (USP).

14 Diluições Para diluir uma solução acrescentamos apenas solvente, a quantidade de soluto não é alterada Solução inicial adicionar solvente

15 Diluições A partir de uma solução estoque mais concentrada pode-se obter uma solução mais diluída empregando a fórmula abaixo: Ci x Vi = Cf x Vf Ci = concentração inicial (estoque) Vi= volume da solução inicial (estoque) Cf = concentração final desejada Vf = volume final desejado

16 Diluições Diluição 1:2 (ex.diluir soro em PBS) 1 parte do soluto (soro) + 1 parte de solvente (PBS) – o volume final é o dobro do inicial Diluição 1:10 1 parte do soluto + 9 partes do solvente O volume final é dez vezes o volume inicial

17 Atenção Em muitos protocolos encontramos: Prepare uma solução 100mM de cloreto de cálcio pH 7,5 (11,09 g de CaCl 2 em 1L de água, acertar pH com HCl 1N) Quanta água devo colocar para dissolver o cloreto de cálcio? Só tenho CaCl 2.2 H 2 O quanto devo pesar?

18 Acertando o pH Cuidados ao acertar o pH –O pHmetro está calibrado? –Sei calibrar? –Cuidados com os padrões de pH –Qual ácido ou base usar? –Tenho as soluções de ácido ou base que vou usar? Não? –Sei preparar?

19 Dicas Tris, Trizma-base, Tris-Cl o que significam? Como diluir um ácido ou base concentrados?

20 Acessórios

21 Sites úteis micalSafety/L _HS_SOLUTION_PREP.pdfhttp://www.flinnsci.com/sections/safety/che micalSafety/L _HS_SOLUTION_PREP.pdf esources/instructions+and+buying+guides/ chemistry+instruction+manuals/solution+pr eparation+manual.dohttp://www.carolina.com/category/teacher+r esources/instructions+and+buying+guides/ chemistry+instruction+manuals/solution+pr eparation+manual.do


Carregar ppt "Boas Práticas Laboratoriais Preparo de soluções Disciplina de Reumatologia 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google