A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Atenção: Recomendamos o material a seguir apenas com o objetivo de divulgar materiais de qualidade e que estejam disponíveis gratuitamente. Profª. Drª.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Atenção: Recomendamos o material a seguir apenas com o objetivo de divulgar materiais de qualidade e que estejam disponíveis gratuitamente. Profª. Drª."— Transcrição da apresentação:

1

2 Atenção: Recomendamos o material a seguir apenas com o objetivo de divulgar materiais de qualidade e que estejam disponíveis gratuitamente. Profª. Drª. Jani Cleria Bezerra, Ph.D. Medicina do Esporte e Saúde Pública CREF: 5948 G/RJ O presente arquivo é uma coletânea de figuras e textos extraídos de livros, artigos e sites que integram a bibliografia da disciplina. Profº. Drª. Jani Cleria Bezerra, Ph.D. Profº. Drª. Jani Cleria Bezerra, Ph.D. – CREF 5948 G/RJ Este arquivo está disponível em: Atenção à Saúde da Mulher2

3 3 Introdução e Conceitos

4 Introdução e Conceitos 4 Ítem 1 Apresentação da Disciplina; Conceitos Práticas em Promoção de Saúde da família 2 Métodos e procedimentos para estudo de saúde das famílias 3Redes de apoio e suporte social 4Modelos de intervenções: 5Inovações para Promoção de Saúde nas famílias

5 Introdução e Conceitos 5 POLÍTICA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA SAÚDE (PNPS) Alimentação saudável Prática Corporal / Atividade Física Prevenção e Controle do Tabagismo Redução da morbi- mortalidade por acidentes de trânsito Redução da morbi- mortalidade em decorrência do uso abusivo de álcool e outras drogas Prevenção da violência e estímulo à cultura de paz Promoção do desenvolvimento sustentável MEDIAÇÃO DE CONFLITOS

6 Introdução e Conceitos 6 AVALIAÇÃO Ítem TIPO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO METODOLOGIA 1 DiagnósticaEscritaIndividual 2 FormativaEscritoTrabalho em grupo 3 FormativaEscritoTrabalho em grupo 4 SomativaPráticoResolução de problemas 5 SomativaPráticoResolução de problemas

7 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 7

8 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 8 Conjunto de eventos, intencionais ou não intencionais, que podem ou não provocar lesão ou óbito, que surgiram a partir das transformações sociais e econômicas ocorridas no Brasil (transição epidemiológica).

9 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 9 Processo de mudança nos aspectos demográficos, como a queda nas taxas de fecundidade e natalidade e o progressivo acréscimo na proporção de idosos, favorecendo o aumento das doenças crônico-degenerativas (doenças cardiovasculares, cânceres, diabetes, doenças respiratórias); e a transição nutricional, com diminuição expressiva da desnutrição e aumento do número de pessoas com excesso de peso (sobrepeso e obesidade). Soma-se a isso o aumento dos traumas decorrentes das causas externas (acidentes, violências, envenenamentos, entre outras).

10 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 10 Implementação de políticas públicas voltadas para a prevenção e o controle dessas doenças e para a promoção da saúde.

11 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 11 Violência é um problema social de grande dimensão que afeta toda a sociedade, atingindo crianças, adolescentes, homens e mulheres, durante diferentes períodos de vida ou por toda a vida dessas pessoas. É responsável no mundo inteiro por adoecimento, perdas e mortes e se manifesta através de ações realizadas por indivíduos, grupos, classes e nações, provocam danos físicos, emocionais e/ou espirituais a si próprios ou a outros.

12 Começando a entender 1.O que são Doenças e Agravos Não Transmissíveis? 2. Cite alguns fatores que contribuíram para o seu surgimento? 3. Essa transição do quadro epidemiológico tem impactado a área de saúde pública no Brasil. Qual é a importância para a saúde pública? 4. Qual é a diferença entre violência e conflito? Introdução e Conceitos 12 Conflito é dissenso é um fenômeno inerente as relações humanas. É fruto de percepções e posições divergentes quanto a fatos e condutas que envolvem expectativas, valores ou interesses comuns

13 Introdução e Conceitos 13

14 Promover a qualidade de vida e reduzir vulnerabilidade e riscos à saúde relacionados aos seus determinantes e condicionantes – modos de viver, condições de trabalho, habitação, ambiente, educação, lazer, cultura, acesso a bens e serviços essenciais. Introdução e Conceitos 14 DESAFIODESAFIO OBJETIVO GERAL

15 PERSPECTIVAS DE IMPACTO SÓCIO - POLÍTICO Resolver 85% dos problemas de saúde da comunidade Realizar vigilância à saúde Racionalizar acesso aos serviços de média e alta complexidade / continuidade da assistência Ampliar ações de promoção à saúde, incluindo ações intersetoriais Identificar e fortalecer redes de proteção social, e/ou governamentais Resolver 85% dos problemas de saúde da comunidade Realizar vigilância à saúde Racionalizar acesso aos serviços de média e alta complexidade / continuidade da assistência Ampliar ações de promoção à saúde, incluindo ações intersetoriais Identificar e fortalecer redes de proteção social, e/ou governamentais Introdução e Conceitos 15

16 4. Trata o indivíduo como objeto da ação de para 4. O indivíduo é sujeito, integrado a família, ao domicílio, à comunidade. Introdução e Conceitos Atenção centrada na doença 2. Atua sobre a demanda espontânea 3. Ênfase na medicina curativa 1. Atenção centrada na saúde 2. Responde à demanda de forma continuada e racional. 3. Ênfase na integralidade da assistência

17 8. Relação custo/benefício desvantajosa de para 8. Relação custo benefício otimizada Introdução e Conceitos Baixa capacidade de resolver problemas 6. Saber e poder centrado no dentista 7. Desvinculado da comunidade 5. Otimização da capacidade de resolver problemas 6. Saber e poder centrados na equipe e comunidade 7. Vinculado à comunidade

18 Introdução e Conceitos 18 É necessária a aquisição constante de conhecimento técnico-científico; a substituição da visão curativa pela visão prognóstica (no sentido da prevenção e promoção da saúde individual e coletiva) e a capacidade de produzir resultados positivos que impactem sobre os principais indicadores de saúde e de qualidade de vida da população. IDEALIDEAL

19 Introdução e Conceitos 19

20 Acidente Evento não intencional, mas previsível e evitável, que pode ou não ser causador de lesões, mortes, traumas físicos ou emocionais, no âmbito doméstico ou em outros ambientes sociais, como trabalho, trânsito, escola, esporte e lazer. Introdução e Conceitos 20

21 Agravos por causas externas Introdução e Conceitos 21 Conjunto de eventos, intencionais ou não intencionais, que podem ou não provocar lesão ou óbito.

22 Alimentação saudável Introdução e Conceitos 22 Padrão alimentar adequado às necessidades biológicas e sociais dos indivíduos e de acordo com as fases do curso da vida.

23 Ambiente saudável Introdução e Conceitos 23 Território vivo, dinâmico, que incorpora, além das dimensões física e biológica, a social, a cultural, a econômica e a política, no qual se materializa a vida humana e que coloca a qualidade da vida em foco.

24 Análise da situação de saúde Introdução e Conceitos 24 Processo de identificação, priorização e interpretação de problemas de saúde e seus determinantes no território, com o objetivo de entender a magnitude, a natureza, a severidade e a distribuição de doenças e agravos à saúde.

25 Atividade física Movimento corporal que produz gastos de energia acima dos níveis de repouso. Introdução e Conceitos 25

26 Autonomia Condição que se constrói na relação com o outro, na qual sujeitos individuais e coletivos desenvolvem maior capacidade de compreender e agir criticamente transformando a si mesmos e a seu contexto social em um sentido emancipatório. Introdução e Conceitos 26

27 Avaliação em saúde Processo sistemático de análise qualitativa e quantitativa da relevância, eficácia, efetividade, eficiência e impacto de ações, relacionando-as a seus objetivos. É um dos momentos do planejamento e da programação que serve de base para a tomada de decisão relativa a sua revisão e aprimoramento. Introdução e Conceitos 27

28 Cuidado integral em saúde Conjunto de ações interligadas que perpassam todos os níveis de atenção à saúde, considerando a integralidade do sujeito e envolvendo os setores que intervêm nos determinantes sociais da saúde. Introdução e Conceitos 28

29 Cultura de paz Todo e qualquer comportamento, atitude e manifestação que reflita e favoreça a convivência, a tolerância e a solidariedade, fundado nos princípios de liberdade, justiça, democracia, respeito à vida, à natureza, aos animais, aos seres humanos, à sua dignidade e diversidade. Introdução e Conceitos 29

30 Desenvolvimento sustentável Padrão de desenvolvimento no qual o crescimento da economia e a geração de riquezas estão atrelados à conservação do meio ambiente e ao manejo adequado dos recursos naturais, propondo uma nova postura ética em termos sociais e ambientais, a fim de que as necessidades do tempo presente sejam satisfeitas sem comprometer as futuras gerações. Introdução e Conceitos 30

31 Determinantes sociais de saúde São fatores sociais, econômicos, culturais, étnico-raciais, psicológicos, comportamentais e ambientais que influenciam o processo saúde-doença. Por exemplo: habitação, saneamento, condições de trabalho, serviços de saúde e educação, incluindo também a trama de redes sociais e comunitárias. Introdução e Conceitos 31

32 Equidade Conceito que considera as desigualdades sociais como injustas e evitáveis, implicando na adoção de ações governamentais para atender às diferentes necessidades da população. Introdução e Conceitos 32

33 Equipe multiprofissional Grupo constituído por profissionais de diferentes áreas e saberes que, por meio da comunicação, da cooperação, do compartilhamento de informações e da interdisciplinaridade, tem por finalidade potencializar ações e serviços no sistema de saúde. Introdução e Conceitos 33

34 Estilo de vida Forma como as pessoas ou grupos vivenciam a realidade e fazem escolhas, que são determinadas por fatores sociais, econômicos, culturais e ambientais. Introdução e Conceitos 34

35 Exercício físico É toda atividade física planejada, estruturada e repetitiva que tem por objetivo a melhoria e a manutenção de um ou mais componentes da aptidão física. Introdução e Conceitos 35

36 Fatores de proteção X Fatores de risco Condições que predispõem uma pessoa a maior risco de desenvolver uma doença. Podem ser genéticas, comportamentais, sociais, culturais ou ambientais. Introdução e Conceitos 36 Fatores que reduzem, abrandam ou eliminam as exposições aos fatores de risco, seja reduzindo a vulnerabilidade ou aumentando a resistência das pessoas ao risco.

37 Humanização Conjunto de estratégias para a qualificação da atenção, gestão e produção da saúde com o objetivo de aumentar o grau de corresponsabilidade dos diferentes atores que constituem o Sistema Único de Saúde. Introdução e Conceitos 37

38 Intersetorialidade Modo de gestão desenvolvido por meio de processo sistemático de articulação, planejamento e cooperação entre os distintos setores da sociedade e entre as diversas políticas públicas para intervir nos determinantes sociais. Introdução e Conceitos 38

39 Maus-tratos Violência, por ação ou omissão, praticada contra outra pessoa ou grupo de pessoas podendo causar ou não dano físico, psicológico, sexual ou social. Introdução e Conceitos 39

40 Promoção da saúde Uma das estratégias de produção de saúde que, articulada às demais estratégias e políticas do Sistema Único de Saúde, contribui para a construção de ações transversais que possibilitem atender às necessidades sociais em saúde. Introdução e Conceitos 40

41 Qualidade de vida Grau de satisfação das necessidades da vida humana – como alimentação, acesso a água potável, habitação, trabalho, educação, saúde, lazer e elementos materiais – que tem como referência noções subjetivas de conforto, bem estar e realização individual e coletiva. Introdução e Conceitos 41

42 Violência Uso intencional de força física ou do poder, real ou em ameaça, contra si próprio, outra pessoa, um grupo ou uma comunidade, que resulte ou tenha possibilidade de resultar em lesão, morte, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação. Introdução e Conceitos 42


Carregar ppt "Atenção: Recomendamos o material a seguir apenas com o objetivo de divulgar materiais de qualidade e que estejam disponíveis gratuitamente. Profª. Drª."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google