A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NOVAS PERSPECTIVAS DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NOVAS PERSPECTIVAS DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM."— Transcrição da apresentação:

1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NOVAS PERSPECTIVAS DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

2 UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ PESQUISADORES: Dra: Lúcia Regina Goulart Vilarinho Profª: Iêda Carvalho Sande Estagiário:Luiz Alberto Nogueira Júnior

3 O PROBLEMA DE ESTUDO FORMAÇÃO CONTINUADA DE DOCENTES MEDIADA PELA EAD Uma velha questão – preocupação de educadores importantes no Brasil Anísio Teixeira – RBEP, v. 40, n. 92, out/dez Durmeval Mendes Trigueiro – RBEP, v. 53, n. 113, jan/mar, 1969 Pierre Furter – Educação e Vida (Vozes, 1983)

4 Uma velha questão, hoje muito mais complexa pela incorporação das novas tecnologias, em especial o computador e a rede, em processos de ensino- aprendizagem Se torna, pois, indispensável analisar as novas bases epistemológicas que sustentam essa formação continuada apoiada em EAD.

5 O OBJETO A SER CONSTRUÍDO Curso de Especialização na área da Informática Educativa voltado para formação de profissionais de ensino, coordenado por uma universidade federal, tendo apoio do MEC / ProInfo Curso a distância com momentos presenciais Carga horária total de 588 horas Formar professores para atuarem como multiplicadores nos NTEs ou para implantarem projetos nas suas escolas.

6 PRESSUPOSTOS TEÓRICOS BÁSICOS DA PESQUISA - a formação continuada se caracteriza como trabalho coletivo, isto é, trabalho com e não trabalho para professores. O confronto de saberes e práticas de todos os componentes do grupo dá margem à instauração de um sistema de trocas que resulta em desenvolvimento individual. A essência desse projeto de formação reside no seu caráter crítico-pedagógico. - a formação continuada on-line pode favorecer a aprendizagem através de situações concretas e a aprendizagem colaborativa, valorizando as especificidades de cada aprendiz, partindo da prática para a teoria e a esta retornando para atualizar a ação.

7 QUESTÕES DE ESTUDO 1.Quem são os profissionais que procuraram o curso? 2.Que expectativas apresentam em relação ao curso? 3.Como esses sujeitos vêem a formação on-line no que tange a: - Objetivos do curso - Ambiente virtual e ferramentas - Tempo para a aprendizagem - Temas e textos de estudo - Proposta de atividades - Relação teoria - prática - Papéis do tutor e do aluno - Momentos presenciais - Avaliação da aprendizagem e do curso

8 TIPO DE ESTUDO ESTUDO DE CASO SUJEITOS DA PESQUISA Universo – 240 professores da rede pública de ensino (indicados pelas Secretarias de Educação das regiões sudeste e sul) Amostra intencional, não probabilística – 45 docentes do Rio de Janeiro

9 PASSOS METODOLÓGICOS Revisão inicial da literatura Observação de campo / aplicação de instrumentos (questionário e entrevistas) Análise dos dados, ampliação da revisão da literatura e estabelecimento de conclusões

10 O AMBIENTE DE APRENDIZAGEM Ambiente virtual do e-proinfo, que utiliza a internet e permite diversas ações, tais como: - Cursos a distância - Complemento a cursos presenciais - Projetos de pesquisa - Projetos colaborativos Outras formas de apoio ao ensino-aprendizagem

11 Sites – participantes e administrador Recursos disponíveis – Tira-dúvidas; Notícias; Avisos; Agenda; Diário; Biblioteca Ferramentas para interação – ; chat; forum de discussão; banco de projetos; banco de dados; avaliação do curso (questionários e estatísticas) Conteúdo Básico do Curso – oferecer subsídios à construção de projetos de aprendizagem

12 Atividades de ensino – leituras e discussões de textos; oficinas; seminários temáticos; construção de projetos de aprendizagem mediados pelo ambiente virtual Produção da monografia – sob a forma de estudo de caso Encontros presenciais – mensalmente para (re)orientar o processo

13 ENTREVISTA I – visão dos cursistas sobre os objetivos do curso e ambiente / ferramentas de aprendizagem QUESTIONÁRIO – perfil dos docentes e expectativas em relação ao curso ENTREVISTA II – visão quanto ao tempo para a aprendizagem, temas e textos de estudo e propostas de atividades FOCO DOS INSTRUMENTOS DE PESQUISA

14 ENTREVISTA III – visão sobre a relação teoria-prática; o papel do tutor e do aprendiz na situação de ensino- aprendizagem ENTREVISTA IV – visão relativa aos momentos presenciais e processo de avaliação ENTREVISTA V – ainda não foi aplicada, está sendo construída e seu objetivo maior é recuperar os aspectos perdidos ou que não ficaram claros ao longo da investigação

15 ANÁLISE DOS DADOS Respostas abertas dos instrumentos de pesquisa – análise de conteúdo Respostas fechadas - tabulação dos dados e construção de gráficos Observação de campo – confronto entre o observado e o que se encontrou na revisão da literatura

16 RESULTADOS PARCIAIS

17 PERFIL DO GRUPO Sexo feminino87 % Com graduação apenas61 % Com pós-graduação39 % Atuando em escolas70 % Atuando na sala de aula65 % Experiência no magistério – acima de seis anos100% Possuem computador91 % Têm acesso à internet100 % Já usam o computador no ensino-aprendizagem48 %

18 EXPECTATIVAS EM RELAÇÃO AO CURSO Desejam continuar ou vir a ser multiplicadores96 % Crescimento / enriquecimento profissional100 %

19 PONTOS POSITIVOS – indicados por mais de 50% dos respondentes Adequação do objetivo geral do curso 73 % Atendimento do curso às pretensões profissionais 90 % Adequação do ambiente virtual e sua ferramentas à proposta do curso 74 % Boa qualidade dos textos73 % Boa quantidade de textos53 %

20 DIFICULDADES ENCONTRADAS – indicados por mais de 50% dos respondentes Compreensão / manuseio do ambiente virtual 58 % Tempo para o estudo – inviável dedicar 20 h semanais 67 % Horário de estudo – basicamente à noite 73 % Momentos presenciais - insuficientes 50 % Pouca relação dos momentos presenciais com o desenvolvimento virtual do curso 60 % Não sabem como é feita a avaliação50 %

21 SUGESTÕES APRESENTADAS PELOS CURSISTAS Participação do tutor no planejamento do curso on-line Principais funções do tutor: Esclarecer dúvidas – 54 % Interagir com os alunos – 54 % Ajudar o grupo em suas atividades – 45 % Requisitos básicos para o aluno fazer um curso a distância: Saber administrar o tempo – 75 % Dispor de tempo – 54 % Aperfeiçoar os momentos presenciais

22 QUESTÕES QUE ESTÃO NO AR Por que um grupo com essas características (pré-requisitos necessários) apresentou um elevado índice de evasão? (XX desistências) Por que os cursistas só conseguem ver a sua formação continuada vinculada à experiência / crescimento pessoal, deixando de relacioná-la com a transformação da escola?

23 O QUE REVELA A OBSERVAÇÃO DE CAMPO A ferramenta de interação mais usada é o forum Houve um crescimento nas falas dos cursistas ao longo do curso.

24 O QUE SE PODE FAZER PARA APERFEIÇOAR OS CURSOS A DISTÂNCIA? Período de adaptação ao gerenciador Garantir a diminuição da carga horária do docente para realizar o curso Integrar os tutores no planejamento do curso (ou que participem do mesmo) Imprimir desde o início do curso um ritmo de leitura e discussão dos textos Discutir, no período de adaptação ao ambiente virtual, o que é: autonomia na aprendizagem; aprendizagem colaborativa; pensamento crítico Tornar explícito o processo de avaliação, buscando conduzi-la na perspectiva da negociação


Carregar ppt "FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NOVAS PERSPECTIVAS DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google