A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Universidade de São Paulo Depto. Economia, Administração e Sociologia LES 0669: Iniciação Científica em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Universidade de São Paulo Depto. Economia, Administração e Sociologia LES 0669: Iniciação Científica em."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Universidade de São Paulo Depto. Economia, Administração e Sociologia LES 0669: Iniciação Científica em Economia Aplicada Piracicaba Setembro 2011 Prof. Evaristo Marzabal Neves Apoio didático: Natalia de C. Trombeta/Bolsista PECEGE/ESALQ

2 “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” (dito popular)

3 Considerações Iniciais As dicas a seguir assumem caráter complementar ao material “Dicas para a redação e apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)” reforçando com algumas repetições e chamando a atenção para os erros e falhas mais comuns na redação do projeto de pesquisa para avaliação na disciplina LES 0669: Iniciação Científica em Economia Aplicada e na elaboração de TCC.

4 Considerações Iniciais Apóiam-se em anotações colhidas nos textos: “Como escrever artigos científicos: Sem ‘arrodeio’ e sem medo da ABNT” (Ítalo de Souza Aquino, Edit. Saraiva, 7ª Edição, 2010) e, “LAN Informação Científica” (Eliana Maria Garcia, Ligiana C. do Carmo Damiano, Silvia M. Zinsly e Márcia R. Migliorato Saad, ESALQ- Divisão de Biblioteca, 2011).

5 Lembretes Avaliação de um trabalho : Duas vertentes Contexto: Formatação do trabalho, “se está produzido”, Apresentação sequenciada e coerente; Verificação do “jeitão do trabalho” ; “Terno sob medida”. Conteúdo: Substância (“carne”) do trabalho; Essência, enxuto (“sem gordura”).

6 Capa É a ‘vitrine do projeto’. Identifica para quem se destina (Depto. e disciplina no topo), titulo e nome do(s) autor(es) na parte intermediária, e em rodapé, período de realização ou de entrega. Para o título deve-se tomar cuidado para que não seja muito longo, evitar ponto após o título ou informações de Material e Método, presença de formulas e símbolos, etc. Deve ser direto, curto e autoexplicativo.

7 Sumário É a relação de itens (lista relacionando as etapas do trabalho) acompanhado do número da página onde estão localizados. Dica importante: finalizado o trabalho confira se estão alinhados (“se batem”) o número da página no sumario com o do item no corpo do projeto. Caso incluam “Lista de Figuras” e “Lista de Tabelas” devem ser redigidas de acordo com a seqüência apresentadas no texto, acompanhada do respectivo título e número da página.

8 Resumo Segundo a ABNT (NBR 6028) - “Apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto”, ou seja, “uma síntese de idéias do trabalho”. Deve conter até 500 palavras, redigido em espaço simples e em apenas um único parágrafo. Evitar resumo com muita informação, com frases longas, começando com Material e Métodos e contendo citações bibliográficas (estourará o limite de até 500 palavras, mostrando desorganização e que não sabe apresentar um trabalho científico).

9 Resumo A Divisão de Biblioteca /ESALQ lista, entre outras, as seguintes dicas para a elaboração de um Resumo: Nunca exclua do resumo a conclusão do estudo; Resumos curtos geralmente são lidos; Não deve apresentar tabelas, figuras, referências e citações (fórmulas, equações, diagramas, só devem constar se forem absolutamente imprescindíveis); Os métodos e técnicas utilizados no trabalho devem ser descritos de forma concisa, e, não devem conter informações que estão no título.

10 Abstract Versão do resumo em inglês (preferencialmente, devido ser uma língua universal, considerada língua da ciência). Cuidado com a tradução via software de tradutor em computador evitando conteúdo de tradução diferente do Resumo.

11 Introdução Parte mais importante do estudo - funciona como elemento explicativo do autor para o leitor. Evite falta de objetividade, frases soltas ou longas sem conectividade (cada frase independente e muita citação de citação - apud). Fundamental que discuta todos os aspectos do objetivo, incluindo definições necessárias para conhecimento do leitor e as defina com clareza.

12 Introdução Se o(s) objetivo(s) estiver(em) no corpo da Introdução coloque-o(s) no ultimo parágrafo para que dê seqüência à etapa seguinte, que pode ser: a) Revisão Bibliográfica ou de Literatura abordando textos conectados a proposta do projeto dando ao leitor uma aproximação do que está pretendendo resolver e comparação com estudos que utilizam a mesma metodologia, ou ainda, b) Material e Método que vincula/conecta o(s) objetivo(s) com os meios utilizados para encontrar uma solução.

13 Introdução Relembrando: descrição curta e direta do que se está perseguindo nos objetivos, sendo possível uma separação entre objetivo geral e os específicos oriundos do objetivo central.

14 Metodologia/Material e Métodos Refere-se ao conjunto de dados e informações indispensáveis ao estudo e aderentes e apropriados aos métodos e técnicas empregados para alcançar o(s) objetivo(s). Devem ser minuciosamente descritos para facilitar o entendimento da condução do estudo e para dar indicações e servir de orientação para outros pesquisadores interessados no(s) método(s) utilizado(s). Deve ser restrito ao material e método do estudo evitando revisão de literatura.

15 Metodologia/Material e Métodos A Dibd/ESALQ oferece ainda, entre outras, as seguintes dicas: Seja minucioso sem cair no exagero do detalhamento; Siga do geral para o específico; Apresente o texto em tópicos; Mostre o delineamento do experimento num esquema; Use siglas de fácil entendimento e memorização; Indique “aproximadamente” para números evitando muitas casas decimais (a não ser que sejam indispensáveis), e, Utilize o itálico somente para nomes científicos.

16 Resultados e Discussão A apresentação dos resultados deve seguir a ordem (seqüência) mostrada no(s) objetivo(s) ou na metodologia (conectividade). Na redação dos resultados procure ser direto, isto é, devem estar relacionados com os objetivos propostos e, desta forma, gerar subsídios para a conclusão.

17 Resultados e Discussão Para maior clareza, os resultados podem ser acompanhados de tabelas, figuras, gráficos ou quadros com estatísticas obtidas com a aplicação e desenvolvimento do(s) método(s) utilizado(s). Nestes casos, como já visto anteriormente nas “Dicas para redação e apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)”, evite: Figura e/ou tabela com legenda fora do lugar, cortada (com título numa página e o corpo na seguinte); Figura ou tabela incompleta (não se esqueçam que devem ser autoexplicativas/autosuficientes); Figuras e tabelas que mostram a mesma coisa (verifique a que for mais interessante do ponto de vista didático); Excesso ou tamanho inadequado de tabelas e figuras, não se esquecendo que títulos devem ter legenda que “cubram” com clareza o “corpo” da tabela ou figura; Diversas tabelas e figuras em seqüência (páginas e mais páginas) sem uma “quebra” entre elas para uma explicação, e ainda, Vários gráficos numa única página sem explicações.

18 Resultados e Discussão Para a Dibd/ESALQ: É “na discussão que o autor interpreta o material que tem em mãos, mostrando a ligação entre os elementos expostos e os que o trabalho permitiu reunir”. Na discussão exponha com segurança o que está argumentado; caso contrário irá se expor mostrando incerteza no que está argumentando. Só inclua os resultados necessários para sustentar as conclusões; Apresente os resultados na seqüência em que aparecerão na discussão;

19 Resultados e Discussão Para a Dibd/ESALQ: Use abreviatura e símbolos convencionais; não confunda ponto com vírgula; no inicio de uma sentença, os numerais são escritos alfabeticamente, e, limite-se a descrever resultados, sem avançar em conceitos teóricos. Redija os resultados no passado. Neste caso conviria usar sempre o mesmo tempo de verbo, de forma impessoal, evitando frases pessoais: eu acho, eu penso, eu acredito, eu imagino, eu entendo, eu sugiro, etc. Evite num trabalho científico o uso de gírias.

20 Conclusões É a parte final do trabalho, conectado e consistente aos objetivos perseguidos. Deve-se tomar muito cuidado para não ficar repetindo o que foi apresentado em Resultados e Discussão (Nestes deve-se evitar inserir conclusões; deve ficar mais na analise do “output” obtido no desenvolvimento do Método).

21 É recomendável evitar a apresentação de muitas conclusões, algumas desconectadas com os objetivos do trabalho e parágrafos longos. É esperada uma breve apresentação de conclusão, baseada em dados comprovados a partir de evidências estatisticamente válidas. Utilize “Considerações Finais”, em vez de “Conclusão(ões)” se o trabalho não é conclusivo. Conclusões

22 Para mais informações: Acesse as “Normas para Elaboração de Dissertações e Teses” em:

23 Obrigado!


Carregar ppt "Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Universidade de São Paulo Depto. Economia, Administração e Sociologia LES 0669: Iniciação Científica em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google