A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Etapas na elaboração de uma pesquisa Debora Ferreira de Souza.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Etapas na elaboração de uma pesquisa Debora Ferreira de Souza."— Transcrição da apresentação:

1 Etapas na elaboração de uma pesquisa Debora Ferreira de Souza

2 O que é uma pesquisa? Processo de investigação científica com o objetivo de comprovar ou contestar uma teoria; Uma forma do Pesquisador tentar compreender um fenômeno, através de um processo lógico de investigação.

3 Pesquisa Estatística Todo processo de identificação, obtenção, tratamento, análise, apresentação e disseminação de informações estatísticas para atender uma certa demanda. Sua realização envolve a coleta e o resumo de informações sobre características de interesse de unidades de uma população. Utiliza conceitos e métodos bem definidos; Objetivos: estimar características da população e testar hipóteses.

4 Pesquisa Estatística Deve-se definir: –O que estudar; –A que ou a quem se refere a informação: pessoas, domicílios, empresas etc. –A finalidade e o uso das informações. Exemplo: Pesquisa para conhecer as características dos moradores de um região que fazem uso de internet –Hipótese: os moradores em idade escolar são os que mais acessam a internet. –Objetivo: testar a hipótese –Unidade de referência: pessoa

5 Metodologia Conjunto de definições, procedimentos, rotinas, métodos e técnicas adotadas para obtenção, tratamento e apresentação das informações desejadas.

6 Etapas de uma pesquisa Demanda por informações; Estudo inicial; Planejamento e metodologia; Execução: coleta, tratamento e análise; Controle e supervisão da pesquisa; Avaliação; Análise e apresentação dos resultados; Documentação e Disseminação.

7 Demanda por informações Situação atual: em que contexto ocorre a demanda pela informação? Análise da situação Identificação do problema

8 Estudo Inicial Informação desejada; Identificação das informações disponíveis; Avaliação das informações disponíveis; Checar necessidade de outras informações; Levantar custos e obter recursos;

9 Métodos de obtenção das informações Mensuração direta –Exemplo: Número de casamentos – Registro Civil Observação –Exemplo: Preços de produtos – Índice de preços Entrevista: –Contato pessoal: censo demográfico; –Telefônica: Pesquisa de inovação tecnológica; –Através do correio: –Por computador: internet, questionários eletrônicos

10 Questionário Constitui-se no principal instrumento do processo de obtenção/coleta de informações. A criação do questionário baseia-se em experiências anteriores e no bom senso: –As perguntas devem utilizar termos com os quais os entrevistados estejam familiarizados; –Deve-se evitar frases ambíguas; É importante a realização de pré-teste do questionário e demais instrumentos de coleta;

11 Erros no processo de obtenção/coleta de informações Devidos ao questionário: –Tamanho, ordem da perguntas, redação das perguntas, utilização de conceitos incorretos ou desatualizados. Devidos ao entrevistador: –Características do entrevistador, ansiedade, registro incorreto das respostas;

12 Erros no processo de obtenção/coleta de informações Devidos ao informante: –Falta de conhecimento, má compreensão das perguntas, omissão de informações importantes, desejo de confundir, memória fraca. Devidos ao ambiente: –Local da entrevista, assunto abordado, confidencialidade dos resultados, financiadores da pesquisa.

13 Conceitos e definições em uma pesquisa Procuram estabelecer uma linguagem comum: –entre participantes de um grupo; –entre grupos de trabalho; –na realização da entrevista; –no contato com o cliente; Facilitam a compreensão dos resultados da pesquisa Devem ser assimilados por todos

14 Conceitos e definições em uma pesquisa População alvo: população para a qual se deseja obter informação –Estatísticas do Café no Estado do Paraná plantadores de café do estado do Paraná na data de referência da pesquisa. População de pesquisa: população realmente coberta pela pesquisa –Estatísticas do Café no Estado do Paraná informantes do Censo Agropecuário 1996, que declararam ter plantações de café, excluindo aqueles cujos estabelecimentos tinham efetivo menor que 1000 pés de café, devido ao pequeno peso econômico dos mesmos.

15 Conceitos e definições em uma pesquisa Unidade de referência: unidade sobre a qual se refere a informação –Estatísticas do Café no Estado do Paraná estabelecimento agropecuário, que se define como todo terreno de área contínua, independente de tamanho ou situação (urbano ou rural), onde se processa uma exploração agropecuária com finalidade de comercialização (venda ou troca). Unidade informante: unidade que fornece a informação. –Estatísticas do Café no Estado do Paraná produtores de café

16 Conceitos e definições em uma pesquisa Unidade de análise: unidade sobre a qual a inferência é dirigida –Estatísticas do Café no Estado do Paraná estabelecimentos produtores de café. Unidade de amostragem: unidade que participa do sorteio de seleção da amostra –Estatísticas do Café no Estado do Paraná estabelecimentos produtores de café. Domínio de análise : grupo de unidades agregadas para tabulação e análise –Estatísticas do Café no Estado do Paraná : sistema de colheita empregado, modalidade de venda. –PNAD: estados, regiões metropolitanas, pessoas de 10 anos ou mais de idade.

17 Plano tabular Constitui o roteiro da pesquisa; Sintetiza as necessidades de informação (demanda) do cliente; Reflete os objetivos e as limitações da pesquisa; Identifica os resultados específicos da pesquisa; Deve ser elaborado antes do desenho do questionário; Uma tabela é uma forma de transmitir informação ao leitor;

18 Exemplo Estimativas que devem ser produzidas: número de pés plantados, percentual de produção Definição dos cruzamentos: Mão-de-obra empregada na cafeicultura, por idade, segundo as categorias e sexo

19 Plano tabular e planejamento da pesquisa A partir do plano tabular: –são identificadas as questões relevantes que irão compor o questionário; –são identificados os conceitos e definições para elaboração dos manuais de coleta – trabalho de campo; –Juntamente com o questionário, são elaborados os sistemas de entrada e tratamento de dados (crítica) e de tabulação. Crítica: verificação de inconsistências nas respostas

20 Crítica Exemplos de inconsistências: –Total de pessoas diferente do total de homens mais o total de mulheres –Perguntas sobre fecundidade: homens não respondem –Uma criança de dois anos de idade não pode ter oito anos de estudo; A maioria da pesquisas domiciliares por amostras empregam notebooks ou palms e a crítica é feita no próprio campo durante a coleta.

21 Tipos de pesquisa Censitária: toda população é investigada. –Exemplos: Censos Demográfico e Agropecuário Amostral: apenas parte (representativa) da população é investigada. –Exemplo: Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios (PNAD).

22 Tipos de pesquisa: vantagens Amostragem: –Custo menor, maior rapidez na divulgação das informações, precisão controlada, redução na carga de coleta sobre as unidades da população. Censos: –Permite o estudo de populações muito pequenas, permite a construção de cadastros para utilização de amostragem em outras pesquisas.

23 Periodicidade da pesquisa Uma ocasião (cross section): avaliar características da população de interesse num certo instante de tempo; –Exemplo: Censo demográfico Várias ocasiões (longitudinal): acompanhar variações individuais ou globais ao longo do tempo. –Exemplo: Pesquisa Mensal de Emprego

24 Planejamento Amostral Devem ser considerados: –Os objetivos da pesquisa; –Definições conceituais –Definições operacionais –Recursos disponíveis: tempo, equipe, financeiro. –Obtenção, avaliação e preparação de cadastros –Desenho da amostra ou plano amostral: esquema de seleção das unidades a pesquisar, procedimentos para controle da amostra, definição de estimadores para as quantidades de interesse e medidas de precisão.

25 Plano Amostral Devem ser especificados: –População alvo; –População de pesquisa e cadastros; –Parâmetros de interesse: médias, totais etc. –Unidades de amostragem: domicílios, pessoas. –Unidades de informação: pessoas moradoras do domicílio; –Métodos de seleção da amostra; –Tamanho da amostra; –Aspecto longitudinal: pesquisas repetidas;

26 Cadastro Fornece meios de acesso à população de pesquisa; Constitui uma lista identificadora dos elementos que formam a população; Contem informações auxiliares para planejar e selecionar a amostra e empregar na estimação dos parâmetros.

27 Exemplos de Cadastros Cadastro de empresas do IBGE: –Dados de empresa e unidades locais; –Alimentado por pesquisas próprias e registros administrativos; –Principal cadastro das pesquisas econômicas; –Atualizado anualmente.

28 Exemplos de Cadastros Base operacional geográfica do IBGE: –Lista de unidades geoestatísticas: setores, distritos, municípios, unidades da federação etc; –Utilizado nos censos Demográfico e Agropecuário, bem como nas demais pesquisas domiciliares (PNAD, PME etc)

29 Cadastros Que outros exemplos de cadastro você conhece? Em que situações eles poderiam ser utilizados? Quais as possíveis falhas de um cadastro?

30 Amostragem Probabilística Cada unidade da população tem probabilidade positiva de ser incluída na amostra e esta probabilidade pode ser calculada. Amostra extraída por algum método de seleção aleatória. Probabilidades de seleção incorporadas na estimação das quantidades de interesse para a população. Alguns esquemas de amostragem: aleatória simples, estratificada, conglomerada.

31 Dados administrativos Registro civil: nascimentos, mortes, casamentos etc; Sistemas de saúde: informações hospitalares, doenças, finanças; Educação: matrículas, evasão; Justiça: crimes, finanças; Seguridade social: empregados, empregadores;

32 Bancos de Dados Alguns bancos de dados são bastante conhecidos e utilizados na prática. Você seria capaz de identificar o banco e quem o produz? Em que locais esses dados estão disponíveis? Exemplo: dados sobre educação Registro: Edudata Brasil Produtor: INEP Disponível na internet

33 Análise dos resultados Diversas técnicas estatísticas podem ser utilizadas na análise dos dados de uma pesquisa. Exemplos: –Séries temporais: evolução da taxa de desemprego; –Análise multivariada: identificação de grupos de bairros com perfis semelhantes; –Modelos estatísticos: estimação de índices de pobreza e desigualdade;

34 Informações Sociais, Demográficas e Econômicas Coleta de informações junto aos domicílios: –Censo Demográfico - se constitui como núcleo das estatísticas sociodemográficas. –Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD): levanta anualmente informações sobre a habitação, rendimento e mão-de-obra, associadas a algumas características demográficas e de educação. –A Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF): permite conhecer a estrutura de rendimentos e da despesa das famílias. Tem periodicidade qüinqüenal. Pesquisas fundamentadas em registros administrativos: –Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária –Pesquisa Nacional de Saneamento Básico.

35 Estatísticas da Agropecuária Coleta de informações junto aos estabelecimentos agropecuários; O Censo Agropecuário investiga, entre outros temas estruturais: – a organização fundiária (propriedade e utilização das terras); –o perfil de ocupação da mão-de-obra; –o nível tecnológico incorporado ao processo produtivo; Para o acompanhamento anual do setor, destacam-se: –a Pesquisa Agrícola Municipal; –a Pesquisa da Pecuária Municipal.

36 Estatísticas Econômicas Informações obtidas a partir de levantamentos amostrais em estabelecimentos dos seguintes setores da economia: –Comércio; –Indústria; –Construção civil; –Serviços; Pesquisas Anuais: Pesquisa Anual do Comércio, Pesquisa Industrial Anual, Pesquisa Anual da Indústria da Construção e Pesquisa Anual de Serviços. Pesquisas mensais para o acompanhamento conjuntural da economia.

37 Índices de Preços Acompanhamento, mensal, do comportamento dos preços dos principais produtos e serviços consumidos pela população. Destaque para: Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA); Sistema Nacional de Custos e Índices da Construção Civil: acompanham a evolução de preços, a mão-de-obra e os materiais empregados no setor.

38 Sistema de Contas Nacionais Oferece uma descrição dos fenômenos essenciais que constituem a vida econômica: –Produção; –Consumo; –Acumulação; –Riqueza; O Sistema de Contas Nacionais inclui o cálculo do Produto Interno Bruto - PIB – nacional e dos municípios

39 Referências Notas de aula do Curso de Desenvolvimento de Habilidades em Pesquisa (CDHP) promovido pelo IBGE. Página do IBGE na internet:


Carregar ppt "Etapas na elaboração de uma pesquisa Debora Ferreira de Souza."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google