A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Onde e quando se deve celebrar um esforço evangelístico: a) Deve seguir-se o caminho que nos abre a providência. Evangelismo, p. 62. Onde há pequenas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Onde e quando se deve celebrar um esforço evangelístico: a) Deve seguir-se o caminho que nos abre a providência. Evangelismo, p. 62. Onde há pequenas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Onde e quando se deve celebrar um esforço evangelístico: a) Deve seguir-se o caminho que nos abre a providência. Evangelismo, p. 62. Onde há pequenas igrejas e grupos, trate de duplicar a irmandade. b) Lugares novos são geralmente os melhores lugares. Evangelismo, p. 21. COMO ORGANIZAR E REALIZAR EVANGELISMO COM MÉTODOS E LUGARES DIFERENTES?

3 Quando efetuar um esforço: a) O tempo é curto; agora é o tempo favorável. b) Não há tempo a perder. Evangelismo, p. 30. c) Em tempo e fora de tempo. II Timóteo 4:2 d) Durante todo o ano. Porem, especialmente durante o período em que as pessoas se voltam mais para Cristo.

4 Todo programa de evangelismo - Interno e Externo – é feito através dos Pequenos Grupos. Evangelismo Interno – Acontece: Uma vez por semana, no lugar, horário e freqüência já estabelecida. Durante todo o ano. Portanto, essa reunião é fundamental. É Indispensável para o desenvolvimento da fé, para a maturidade cristã, o crescimento espiritual e resgate. I - EVANGELISMO EM IGREJA QUE TEM PEQUENO GRUPO

5 Evangelismo Externo – Acontece: Em dois períodos do ano dentro do Evangelismo integrado. É mais intensivo e envolvente. Ë estruturado para os não crentes.. Objetiva alcançar a comunidade e multiplicar o Pequeno Grupo. Um dos objetivos do Pequeno Grupo é estabelecer relacionamentos redentores com Cristo, uns com os outros e estendendo-se para os que estão fora do grupo.

6 PASSOS PARA O ÊXITO DO EVANGELISMO ATRAVÉS DOS PG Preparo Espiritual – através do reavivamento Treinamento dos membros – ver o guia de treinamento Mobilização organizada dos membros do Pequeno Grupo 1. Indicar o território de trabalho de cada Pequeno grupo 2. Definir o alvo de duplas e interessados (cartão de compromisso) para cada Pequeno Grupo 3. Estabelecer e dividir o alvo de batismo entre os membros do Pequeno Grupo

7 Estratégias mais adequadas 1. Cada PG realizar uma classe bíblica ou encontro de amigo uma vez por semana 2. Cada Pequeno Grupo realizar uma serie de 15, 21 ou 30 noites na casa e concluir com a semana de colheita na igreja.. 3. Todos os Pequenos Grupos levar seus interessados para a igreja durante 15, 21 ou 30 noites e concluir com a semana de colheita 4. Durante o período do Evangelismo integrado a reunião de sexta feira torna-la evangelistica. 5. Cada PG se divide em duplas para dar estudos bíblicos aos interessados em casa e matriculando-os na classe bíblica da igreja. 6. Quando o PG estiver reunido e organizado para Dar Estudos Bíblicos, poderá faze-lo:

8 Na programação Normal –Quando o Pequeno Grupo estiver na fase de ênfase evangelistica, o próprio programa poderá ser uma série de estudos Bíblicos. Ter cuidado para não permitir que o programa normal do Pequeno grupo sofra perda de motivação e interesse. Na programação Especial – quando o Pequeno Grupo se reúne em data, e local específico para fazer evangelismo. Poder ser uma semana, duas semanas, três semanas ou um mês. Neste caso, o programa normal continua. Através das Duplas – As duplas, que a essa altura já devem estar formadas e atuando, assumirão estudos com uma, duas ou mais pessoas, individualmente ou em grupo, de acordo com a disponibilidade de cada dupla. A programação normal do Pequeno Grupo continua.

9 Material em quantidade e qualidade 1- Kit de evangelismo para o PG 2- Kit para Classe bíblica ou Encontro de Amigo 3- Kit para Evangelismo Publico. Cronograma com calendário para começar e terminar a. 02 de Março inicio do evangelismo integrado b. 23 – 31 de Março semana santa e batismo das primícias c. 01 – 31 de Abril mês santo ou da esperança d. 25 – 31 de Junho batismo dos ceifeiros Semana de Decisão e Colheita

10 II - EVANGELISMO EM IGREJAS QUE NÃO TEM PG A igreja que não tem Pequenos Grupos deve continuar oferecendo diversas modalidades de evangelismo. Evangelismo Publico Evangelismo Pessoal –Individual e Duplas Classes Bíblicas Micro serie Pequenos Grupos

11 COMO ORGANIZAR O EVANGELISMO? SEGUE ALGUMAS DICAS: 1- Preparo Espiritual da Igreja: a) A Sr.ª White fala que Muitas pessoas estão para entrar para a Igreja Adventista, contudo ainda não o fizeram porque a Igreja não está preparada espiritualmente para recebê-los e seria uma decepção para eles se o fizessem. 1. Assim como Cristo ensinou e treinou seu grupo de obreiros antes de enviá-los à ação, o conferencista ou ancião deve ensinar e treinar a igreja antes de começar a série. 2. O melhor auxílio que os ministros podem prestar aos membros de nossas Igrejas, não é pregar-lhes sermões, mas planejar trabalho para eles. Daí a cada um uma obra a fazer aos outros.S.C. p. 69.

12 b) O grande segredo: QUE A IGREJA TRABALHE 1. Apresentar um plano de ação e inflamar de entusiasmo. 2. A Igreja é como um gigante adormecido. c) Criar uma atmosfera de reavivamento. 1. Visitar todos os membros da Igreja. 2. Ajustar todos os problemas pendentes na Igreja. 3. Organizar o Clube de Oração e incorporar pessoas de outros lugares do distrito no clube. 4. Marque um dia de oração e jejum pela conferência. 5. Se possível faça uma noite de vigília.

13 2- Cultive e Desenvolva o Espírito de Equipe: a) Paulo trabalhava em equipe. b) Sempre há maiores resultados. c) Os obreiros jovens se desenvolvem melhor. d) A associação com outros ajuda a remover defeitos. e) Livra-nos de cair na rotina e mediocridade. f) Ensina novos métodos e técnicas. g) A cordialidade, a ordem e a unidade

14 3- Alguns detalhes que você não pode esquecer: a) Promover a série com bastante antecedência. b) Explicar para a igreja em detalhes tudo o que vai ser feito e o que se espera de cada um. c) Dar uma folha mimeografada a cada membro como eles devem tratar os assistentes: à Recepcioná-los com alegria e atenção. à Dar-lhes a preferência para os assuntos. à Concordar com a mensagem do conferencista. à Não falar de doutrinas para as visitas, tais como: (sábado, lei, etc). à Atender também aos apelos feitos para incentivá-los. à Acompanhar com a Bíblia os assuntos - cada membro traz a sua. à Não ficar ninguém por fora ou ao redor da Igreja conversando ou distraindo os ouvintes. à Elogiar a conferência no final e convidá-los a voltar amanhã. à Cada membro deve trazer amigos e familiares não batizados à Ter grupos consagrados para orarem cada noite na sala pastoral ou atrás da Igreja, etc.

15 III – EVANGELISMO EM SALÃO, AUDITÓRIO E NOVO LUGAR 1. Conseguir o local para o Evangelismo a) Salão bonito. b) Bem iluminado. c) Espaçoso. d) Bem localizado (de fácil acesso). e) Na frente colocar uma gambiarra. OBS: Salão com paredes molhadas, fedendo a mofo, cheio de teias de aranha, mau Iluminado, com difícil acesso, é prenúncio de um grande fracasso. f) Cadeiras - Sempre arrumadas em ordem. g) Janelas. h) Banheiros. i) Se for um salão alugado, ter um contrato na mão para evitardissabores. j) Se for um salão ou auditório cedido por alguma instituição - deve se bater um ofício solicitando e dizendo a duração da programação de tanto a tanto (data) - 03 meses, etc; e assinar o responsável pelo auditório e o pastor. Assim fazendo você fica garantido e seguro. k) Deve pensar para onde vai levar os que se decidirem, depois de batizados.

16 2. Preparação do Terreno: a) Tenha um mapa com a área do local a ser evangelizado. b) Divida todo o território em quadras e faça mapas pequenos dessas quadras, enumerando de 01 ao último. c) Organizar duplas para cada quadra. (Ou no nosso caso será o Obreiro Bíblico). d) Começar a fazer as inscrições quatro semanas antes do início das palestras. Você estará conscientizando toda vizinhança do Programa Especial que está para ocorrer e ao mesmo tempo despertando o interesse. e) Se você tem um auditório para 200 pessoas, deverá inscrever à está comprovado que vem 10% à 20% dos inscritos. Você terá o primeiro público garantido. f) Estude as possibilidades do território; à Assista e observe cultos de outras denominações. à Se existirem muitas igrejas evangélicas neste bairro, isto é um bom sinal é um campo fértil à semente do evangelho. g) Crie interesse antes da primeira reunião: h) A participação da irmandade assegura o êxito.

17 3. Montar Equipes de Apoio: 1. Recepcionistas Recepcionam e encontram lugar para o povo e carimbam o cartão de presença. 2. Obreiro Bíblico Fazer inscrições, visitar cada dia os lares para lembrá-los, e convidá-los, entregar as Bíblias, ajudar achar as passagens e recolher as Bíblias no final. Dar estudos bíblicos. 3. Equipe para as Crianças Boa equipe para os menores de 10 anos em outra sala com histórias em slides, etc, e revezar a equipe. 4. Equipe para cuidar do som 5. Equipe para cuidar da Ordem Desbravadores, diáconos, moças, etc. 6. Equipe da Música Cantar músicas especiais e corinhos antes do programa. 7. Equipe de Dorcas Dar curso de culinária, etc. 8. Equipe de Oração Fazer oração cada noite atrás do salão, etc.


Carregar ppt "Onde e quando se deve celebrar um esforço evangelístico: a) Deve seguir-se o caminho que nos abre a providência. Evangelismo, p. 62. Onde há pequenas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google