A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Baseado no livro Revolução da Igreja – Russell Burrill.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Baseado no livro Revolução da Igreja – Russell Burrill."— Transcrição da apresentação:

1 Baseado no livro Revolução da Igreja – Russell Burrill

2 As reuniões de adoração e culto da IASD primitiva, tinham por objetivo o desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, mentais, sociais e espirituais dos crentes.

3 Além, é claro, do propósito maior de louvar e adorar a Deus.

4 ? ? ? ? ? ? Através de três serviços religiosos básicos semanais:

5 Cada sábado encontravam-se na igreja, louvando ao Senhor como corpo de crentes. Isto lhes proporcionava o sentimento de pertencerem a um corpo de crentes.

6 A ênfase era a Adoração Coletiva

7 Essa convicção era fortalecida nas reuniões campais onde os adventistas se encontravam com centenas e milhares de outros adventistas para um período anual de adoração. Isso os ajudava a compreender que pertenciam a algo muito maior do que o pequeno grupo da igreja.

8 Esse era um período destinado ao estudo da palavra. A Escola Sabatina ministrava às necessida- des intelectuais do crente.

9 As discussões na Escola Sabatina proporcionavam à igreja a orientação intelectual e bíblica que os adventistas precisavam.

10 Os adventistas primitivos viam que o adventismo não devia preocupar-se apenas com a adoração coletiva e o desenvolvimento mental do crente.

11 De fato, deviam preocupar- se também com a natureza emocional, ou social das pessoas para que o desenvolvimento fosse harmonioso.

12 Por isso eles tinham as reuniões semanais de pequenos grupos, que eles chamavam de reunião social.

13 Nestes pequenos grupos havia crescimento social e espiritual dos membros. A compreensão do papel que desempenharam os pequenos grupos é fundamental para compreendermos o crescimento do adventismo primitivo.

14 Enquanto a Escola Sabatina, como pequeno grupo, atendia às necessidades intelectuais, a reunião de pequenos grupos respondia às necessidades relacionais.

15 Eles estudavam a Bíblia, mas atendiam como fator primordial as necessidades relacionais dos membros e mantinham os membros espiritualmente responsáveis.

16 Oravam, cantavam, davam testemu- nho uns aos outros.

17 Em cada reunião social muitos testemunhos eram dados falando de paz, conforto e alegria, que se havia encontrado ao receber a luz. – ME, vol. 1, pág. 356

18 De algum modo, à medida em que o adventismo cresceu, perdemos a reunião social. Retivemos a adoração coletiva e a função da Escola Sabatina, mas perdemos a edificação pessoal que se encontrava nas reuniões sociais dos pequenos grupos.

19 Parte do gênio do movimento adventista tem sido a mistura do físico, com o mental, social ou relacional e espiritual. Por isso, a função dos pequenos grupos é um ingrediente primordial na igreja moderna, que procura alcançar a pessoa inteira.

20 Entendemos que os cultos de quarta e domingo no sistema tradicional não estavam cumprindo este papel a contento. Pela pouca ênfase relacional Pela pouca freqüência

21 Sem dúvida, os pequenos grupos às quartas e domingos, nas igrejas e nos lares cumprem esse papel histórico da igreja.

22 O adventismo dos nossos dias precisa voltar às nossas raízes. Isto envolverá três áreas principais:

23 Reeducação dos pastores para serem treinadores e formadores, em vez de executores. Estabelecimento de pequenos grupos relacionais para cuidar dos membros. Restauração do ministério leigo.


Carregar ppt "Baseado no livro Revolução da Igreja – Russell Burrill."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google